Jul M

Oi

domingo, 6 de agosto de 2017

O Tempo Não Para -- Capitulo 19

Trilha sonora desse capitulo 
Helium- Sia


“Você nunca esquece seu primeiro amor.”
                         ― Flipped: O Primeiro Amor

Capítulo 19

Era sábado de manhã, Bella e Nessie ainda dormiam. Edward estava em sua casa, mas eles combinaram de almoçar juntos. Bella pretendia contar para Nessie que Edward era seu pai.
– Você sabe que assumir a paternidade da menina agora gerará um grande problema para você! – Jasper afirmou.
– No entanto, você também está ciente que Nessie tem cinco anos e eu tenho apenas quatro anos e meio de casado com Tânia, isso deixa claro que não foi traição, visto que a criança já existia quando eu e Tânia casamos. – Edward argumentou.
– Só que você casou no civil antes disso! – Jasper o lembrou – Porém, o seu lance com a Bella é bem mais antigo e qualquer um pode testemunhar isso, até mesmo eu ou Alice podemos confirmar. E, se Bella quiser, pode comprovar o que dizemos, caso ela tente usar essa situação contra você.
– Então qual é o problema? – Edward perguntou
– Não conseguiremos evitar o escândalo... – Jasper disse.
– Eu almoçarei com Bella e Nessie hoje. Vamos conversar... Eu vou falar para ela sobre relação a minha separação e todos os problemas que caíram sobre o fato atual. – disse – Eu não abrirei mão delas de novo e se isso me custar metade da minha fortuna, não tem problema. Eu pago o preço para me ver livre de Tânia!
– Ouvi meu nome querido...! – Tânia disse entrando na sala, linda e impecável como sempre – Quero avisar que temos um convidado.
– Você quer dizer que você tem um convidado! – Edward corrigiu olhando friamente para a mulher, ele de fato a odiava.
– Fala, cunhadinho! – James cumprimentou enquanto entrava.
Já havia tempo que eles não se viam. Há muito tempo, pouco depois de os pais dele perderem tudo, James sumiu no mundo. Edward só sabia que ele estava vivo porque Tânia mandava dinheiro para ele.
– O que faz aqui? – Edward perguntou furioso.
– Ele é meu convidado e ficará aqui! – a mulher respondeu simplesmente.
– Não se preocupe, não será por muito tempo! – Edward disse - Depois de quarta, você e ele sumirão de vez da minha vida.
– Talvez, mas ate lá, você terá que me engolir aqui, cunhadinho. – James se jogou no sofá e sorriu como um típico vagabundo – Pelo visto essa cidade de merda continua a mesma coisa: chata e entediante.
– Eu estou saindo, Jasper, avise Alice que talvez não volte mais hoje, por favor.
– Espera! – Tânia falou – Eu acabei de chegar e você já está saindo?
– Se não entendeu, eu a quero bem longe de mim. – Edward disse, pegou as chaves e saiu de casa.
.................................................................
O almoço foi realmente ótimo, eles foram para outra cidade para não serem incomodados por  fofoqueiros. Nessie brincava nos brinquedos enquanto Bella e Edward conversavam e ele explicou toda a situação da sua separação e o que aconteceria quando a paternidade da pequena viesse à tona.
– Então como...
– Calma! – ele disse já sabendo o que ela iria perguntar – Nós vamos contar para ela que eu sou seu pai e o resto, resolveremos quando for a hora.
Bella suspirou e quando a menina voltou para a mesa, eles mudaram o assunto. Edward pagou a conta e os três saíram do restaurante rumo ao parque que tinha ali perto. Os dois sentaram em um banco enquanto a menina corria. Bella sabia que não podia mais adiar aquilo então chamou a pequena Nessie que veio correndo, Bella a pegou e a sentou em seu colo.
– Querida... – Bella chamou e então olhou para a menina que tinha toda sua atenção sobre a mãe – Você se lembra do que me pediu no dia do seu aniversário?
– Mas o meu aniversário ainda não chegou, mãe! – comentou.
– Não o desse ano, o do ano passado!
– Sim! Pedi que você me desse um papai! – Nessie falou e olhou de relance para Edward – Mas você disse que isso nunca iria acontecer...
– Eu estava com raiva! – Bella disse com um toque de arrependimento em sua voz – Eu amo você, Nessie, amo muito, e todas as escolhas que fiz até hoje foram para o seu bem.
– Por que está falando isso? – a garotinha perguntou.
– Porque... – Bella começou a falar, mas nada saiu. Sua boca ficou seca e a voz sumiu, então ela olhou para Edward que estava ao seu lado e, por algum motivo, ela se sentiu segura de verdade.
– Porque eu sou seu pai! – Edward disse de uma vez com a voz carregada de emoção – E agora eu vou ficar aqui com você... Para sempre.
– Mamãe! – Nessie disse olhando com os olhinhos arregalados de Bella para Edward.
– É isso mesmo, meu amor... – a morena confirmou – Edward, na verdade, é seu pai, o pai que você tanto esperava.
– Meu papai? – Nessie perguntou incrédula com os olhos cheios de lágrima – Meu papaizinho?
– Sim, sim, querida, seu papai!
Nessie se pôs a chorar, chorou até soluçar e, em meio, ao choro, dizia coisas que não faziam sentido. Quando parou de chorar, olhou para Edward limpando o rosto  com as pequenas mãozinhas e sorriu abertamente, o sorriso que tinha herdado de Bella.
– Você vai ter que me comprar uma boneca grandona! – ela afirmou tanto à Bella, que tinha o rosto molhado por lágrimas, quanto a Edward, que já secara os olhos e sorriu para a menina, puxando-a para seu colo e cobrindo-a de beijos.
– Todas que você quiser! – ele prometeu.
Bella sentiu como se tivesse tirado o peso do mundo dos ombros, era como se tudo estivesse se encaixando enfim.
Mal sabia ela que, do outro lado da praça, em uma moto e vestindo jaqueta de couro preta, estava James, olhando de longe a cena que parecia ser emocionante.
.............................................................................
Como prometera, Edward não voltou para casa aquele dia, tendo passado o resto dele com Bella e sua filha. Chegaram à casa a noite trazendo uma Nessie profundamente adormecida. Edward entrou carregando a menina no colo e, junto com Bella, colocou-a na cama, depois voltaram para a sala. Bella ouviu todos os recados da secretária eletrônica e depois ligou para o pai avisando que já estava em casa e aproveitou para contar que já havia falado toda a verdade para a filha. Antes de desligar, Charlie convidou os três para almoçarem na casa dele amanhã, Sue estaria lá também.
Edward estava sentado no sofá olhando um álbum de fotos da criança que ficava na estante.
– Ela era bem sapeca... – Edward comentou enquanto Bella sentava em seu colo.
– Sim, sempre foi elétrica! – Bella confirmou deitando a cabeça no ombro dele – Igual a você. Ela tem muito de você...
– E de você também! – ele disse fechando o álbum e o colocando sobre mesa – Você me deu uma filha linda.
Bella não disse nada, apenas sorriu e o beijou. Como o último, esse beijo não igual. Era diferente, bem diferente, era calmo e lento, profundo e gostoso. A língua dela invadiu a boca dele e vice versa. Bella sorriu levemente se sentindo feliz de verdade, as mãos dele estavam na cintura dela e as dela, por sua vez, deixavam os fios ruivos dele ainda mais caóticos do que já eram naturalmente. Bella estava inebriada sentindo o perfume dele se misturar ao dela e, quando ar foi preciso, Edward apenas mudou a posição dos lábios. Passou a beijar o pescoço da morena dando leves mordidas e passando a língua, incendiando o corpo da morena.
– Você cheira a morangos... – sussurrou em meio aos beijos.
– Meu shampoo... –  ela respondeu e soltou um gritinho quando ele girou com ela fazendo os dois deitarem no sofá – Fica, dorme aqui hoje! – ela pediu.
– Não tinha intenção de ir embora mesmo! – ele assegurou deixando seu sorriso de canto tomar conta.
 E com aquelas palavras ele tomou a boca dela novamente em um beijo profundo. Primeiro foi de calmo a mais intenso, depois, urgente e cheio de desejo. Primeiro as mãos inquietas, depois, o desejo incontrolável de sentir um ao outro. A camisa de Edward foi jogada no chão, logo após, a boca do jovem foi para o pescoço dela causando ótimas sensações. Quando a alça de seu vestido foi abaixada, vários beijos foram depositados em seu ombro. Ele desenhou um caminho com as pontas dos dedos até o colo da morena, por fim, ele não resistiu e retirou o vestindo dela, jogando-o ao chão junto à sua camisa.Distribuiu beijos por todo o corpo dela fazendo-a se contorcer a cada beijo, então, levemente, seus dedos passearam pela parte interna da coxa da mulher.
 Sim, Edward sabia como provocar cada parte do corpo de sua Bella já ela, por sua vez, ainda era bem inexperiente quando o assunto era sexo, enquanto ele era perito.
O Cullen beijou cada parte do corpo da Swan e então, chegou onde deseja: seu centro pulsante. As pontas de seus dedos tocaram aquela parte sensível dela com muito cuidado, como se ela fosse a flor mais delicada do mundo, em seguida, fez movimentos circulares fazendo a morena se contorcer ao seu toque. Quando ouviu um suspiro de prazer vindo dela, ele a penetrou com um 
dedo, fazendo-a gemer.

 Os olhos dele acompanhavam cada reação de seu belo corpo a cada  toque dele e então, quando ela pensava que não mais poderia aguentar, que ele lhe faria gozar em seus dedos, sentiu a língua gelada dele toca-la. 

As mãos dela ganharam vida indo diretamente para os cabelos dele, puxando levemente, e fechando as pernas em volta da cabeça dele.  Ela sentiu a língua dele entrar e sair de sua intimidade, fazendo-a gemer a cada nova investida de sua língua. Uma leve camada de suor começava a se acumular sobre sua pele e quando ela pensava que iria enlouquecer com a língua maravilhosa dele, Edward simplesmente parou.
– Não! – ela gemeu em frustração.
– Relaxa, baby, só estou começando.
Seria um crime dizer isso para alguém que não tem a menor noção do que aquilo poderia significar e, nesse caso, Bella só descobriu quando sentiu ele lhe preencher por completo com seu membro.


 O gemido dela saiu mais alto e foi o nome dele que saiu de seus lábios. Como resposta, o sentiu morder de leve seu ombro, sendo acompanhado por choques leves em sua pele.

Só quando seu corpo se acostumou com a invasão bruta dele, ele passou a se mover. Começou lentamente, fazendo-a sentir cada pedaço dele dentro dela, mas depois, com mais urgência. 


Ele investia nela com força e intensidade, os gemidos passaram a ser mais altos, mesmo que os movimentos fossem limitados, dada a falta de espaço, Edward estava deitado por cima dela no pequeno sofá da sala.  Eles seguiram naquela posição até  a Swan conseguir movimentar o quadril, indo de encontro ao dele lhe causando um forte atrito e prazer. Edward gemeu alto e puxou o corpo da morena para cima do seu fazendo-a sentar sobre sua pelve.

– Faça movimentos de subir e descer... – ele sussurrou em seu ouvido e, com as mãos na cintura dela, ele mostrou como fazer.
Fora preciso apenas uma demonstração para a morena seguir com os movimentos, o que fez o prazer dos dois aumentar. As mãos do ruivo passeavam e apertavam o corpo dela, fazendo o prazer aumentar ainda mais. Ele beliscava e mordiscava os seios dela. Chupava e mordia levemente.

 Os gemidos ficaram mais altos, o ritmo mais urgente, a boca de Bella percorria o pescoço e ombro do ruivo, mordendo e chupando do jeito que ela desejasse fazer. Arranhava seus braços e puxava seu cabelo, estava a ponto de explodir e Edward sabia, pois estava ficando cada vez mais difícil entrar na morena. Foram duas investidas acompanhadas por uma rebolada dela e ambos explodiram em gozo. Bella gemeu seu nome, o beijando em seguida, já Edward, apertou com força a bunda da mulher, fazendo com que seu gozo fosse mais intenso.
Bella estava descabelada, ofegante e suada, cheirava a sexo, assim como Edward. Ela tinha a cabeça deitada no ombro dele enquanto recuperava o fôlego e ele mantinha as mãos em volta da cintura dela, mantendo os olhos fechado. Eles ficaram assim até conseguirem um pouco de força para se mover.
– Acho que precisamos de um banho... – ele disse sorrindo e colocando uma mecha do cabelo dela atrás da orelha.
– Não tenho forças para andar... – ela falou fazendo charme e levando um sorriso aos lábios do homem.
– Tudo bem, eu te carrego! – o ruivo disse com um selinho.
Bella sabia que a noite seria bem divertida e, por algum motivo, ela também sabia que pouco dormiria.


Continua...

4 comentários:

  1. Meu Deus mulher?!!!!
    Você é ótima! Adorei

    ResponderExcluir
  2. Omg! Amei! Mais e a Putania? E o vagabundo do James que viu o Ed com a Bella e a Nessie?
    Please More.....

    ResponderExcluir
  3. ai aia ai .agora com a chegada da Vacatania e do seu irmão jaime o que vai acontecer com nosso casal explosivo.E agora Brasil. Ju conte tudo e não esgonda nada.

    ResponderExcluir
  4. Mas uma de suas historias maravilhosas e emocionantes. Amando a trama... anciosa por muito mais. Tenho certeza que superaram minhas expectativas assim cono todas as outras.

    ResponderExcluir