Jul M

Oi

domingo, 27 de novembro de 2016

Segundas Intenções-- Capitulo 50


É por isso que amo música. Uma cena banal se enche de significado. Todas as banalidades, de repente, se tornam pérolas de beleza e efervescência.
                                 Frase do Filme Begin Again


Capítulo 50

O tempo foi passando, a vida de Bella e Edward parecia está voltando pouco a pouco ao normal, a relação deles estava melhorando cada dia mais. Edward estava deitado na cama enquanto a sua adorável esposa se arrumava para ir trabalhar naquela manhã de sábado. Fato que por um lado era bom para Bella, pois estava lhe ajudando a crescer em sua careira, já para o seu marido, era mais um dia que ela não ficaria em casa com Thony, e claro, com ele.
—- Desfaça esse bico! - Bela pediu saindo do closet já vestida ao estilo advogada fatal. — Não vou me demorar, será apenas uma reunião e estarei em casa para o almoço.
—- Não vejo necessidade de você trabalhar fora. – Edward replicou, ele estava com os braços cruzado sobre o peito nu.
—- Adoro o que faço Edward e você não vai me trancar em casa! - Ela disse passando batom — E além do mais, não sirvo para ser apenas uma esposa troféu e você sabe disso.
—- Não é um troféu! - Ele disse saindo da cama, vestido apenas com uma cueca boxer preta. — Somente acho que você está trabalhando demais... Thony só tem um ano e alguns meses, por favor, Bella, entenda!
—- Eu entendo! - Ela disse se virando e olhando para ele — Você fica com ele hoje, amanhã passaremos o dia com ele, apenas nós três.
—- Você não vai abrir mão? - Ele perguntou.
—- Assim como você não  vai também! Afinal, vai parar de trabalha? Eu também não vou... E pode deixar, pois eu sempre cuidei de Thony mesmo trabalhando, não será diferente agora! - Ela olhou para ele – Quer dizer, agora Thony tem você, melhor ainda!
Bella lhe beijou com vontade antes mesmo que ele começasse a argumentar, ela calou a boca dele e conseguiu ganhar mais aquela batalha, mas ainda havia uma guerra que ela teria que vencer.
—- Te vejo no almoço! - Ela disse piscando para ele e pegando a bolsa — Não deixe Thony comer muitas besteiras. Eu sei que você anda dando sorvete para ele antes da hora do almoço.
.........................................
A reunião foi um sucesso, Bella mais uma vez conseguiu o que desejava, o caso era seu e ela estava adorando o fato de ter derrubando um dos sócios da empresa naquela batalha, lógico que a disputa foi limpa, ela ganhou por méritos próprios, ela era a melhor para aquele caso e o dono do escritório não teve duvidas sobre o fato.
—- Vejo você na segunda Swan! - Seu chefe lhe disse.
Bella sorriu e caminhou em direção a sua sala, assim que entrou, teve uma leve surpresa. Nessie estava em sua mesa, a sua espera.
—- Nessie? - Bela disse abismada, mas feliz por ver a jovem Denali – Não sabia que estava aqui!
—- Estava passando aqui por perto... - Ela disse sorrindo — Achei que poderia convencer você a almoçar comigo!
—- Lamento! - Bela disse — Fiquei de almoçar com Edward e Thony!
—- Que pena! - Nessie fez biquinho – Eu realmente queria muito almoçar com você!
—- Pode ser em outro dia? É só marcamos! - Bela disse caminhando em direção a sua mesa e arrumando as suas coisas — Eu realmente fiquei de almoçar com o meu marido.
—- Vocês já se casaram, novamente?
—- Estamos morando juntos.
—- Vocês se separaram... - Nessie lembrou — Então, ele não é o seu marido, já que vocês não se casaram de novo!
Bela não estava gostando nada do tom da jovem Denali, mesmo demonstrando calma, havia algo errado e Bella não conseguia dizer o que seria.
—- Talvez você tenha razão! - Bela pegou a bolsa e Nessie segurou.
—- Você...
—- Nessie, solta! - Ela disse. A jovem lhe olhava com brilho estranho no rosto.
—- Claro! - Ela disse soltando e sorrindo de forma demoníaca.
—- Eu preciso ir! - Bela disse — Me acompanha ou vai ficar?
—- Na verdade, fiquei de encontrar Kate. - Nessie disse — Vamos marcar um almoço.
—- Quando você quiser! - Bela disse saindo e sendo seguida pela jovem Denali.
...............................................
Bella chegou a sua casa, Thony brincava no jardim, enquanto o pai dele trabalhava no escritório. Danielle ficou cuidando do menino.
—- Oi! - Bela disse encostada no batente da porta, enquanto Edward trabalhava usando o computador.
—- Você voltou! - Ele disse.
—- Queria que eu tivesse ficado? - Ela perguntou.
—- Não sei! - Ele disse girando a cadeira, ela sorriu e caminhou em sua direção.
Bella se livrou dos sapatos de saltos altos no meio do caminho. A bela morena se sentou no colo do marido, passando os braços em volta do pescoço dele.
—- Senti a sua falta! - Ela disse antes de lhe beijar e ser correspondida por ele, na mesma intensidade.
—- Como foi no trabalho? - Ele perguntou colocando uma mecha do cabelo dela atrás da orelha.
—- Foi bom, consegui o caso do Maicons!
—- Parabéns! Como sempre, você é implacável! - Ele disse lhe dando um selinho.
—- Nessie foi me visitar! - Bela disse e Edward olhou sem entender para morena – Eu sei, também achei estranho, e fora que ela estava bem esquisita.
—- Como assim esquisita? - Edward quis saber.
—- Não sei, não parecia a mesma Nessie de sempre, sabe, ela estava estranha.
—- Talvez seja coisa de sua cabeça! - Ele disse lhe beijando o maxilar.
—- Talvez seja! - Ela disse relaxando em seus braços. — Como o nosso garoto se comportou?
—- Como um príncipe! - Edward disse sorrindo — Vamos almoçar?
—- Que bom, estou morta de fome! - Ela disse sorrindo e sendo acompanhada por ele.
Por mais que Bella tentasse esquecer, ela não conseguiu tirar da cabeça a visita inesperada da jovem Denali. Havia algo errado com ela e Bella sabia, só não sabia dizer o que estaria errado...
..................................
O resto da tarde Bella ficou na companhia de Thony e Edward, os três se divertiram como uma família normal e feliz.
—- Fico feliz quando ele dorme! - Edward disse sorrindo e se deitando — Me pergunto de onde ele tira tanta energia.
—- Proteínas e sais minerais! - Bela disse fazendo Edward gargalhar.
—- Acho que não tenho mais idade para acompanhá-lo.
—- Trágico! Velho e decrépito! - Bela disse provocando — Eu não sei por que, mas eu adoro um velhinho.
Não era preciso de muito mais para que ambos pegassem fogo, apenas algumas palavras, alguns olhares e tudo se desencadeavam a mil.
E não foi diferente naquela noite, Bella estava deitada por cima do marido, completamente nua, enquanto Edward usava as suas mãos e boca no corpo da morena. Bella movimentava os quadris em um ritmo cadente, enquanto uma das mãos de Edward puxava os seios dela para perto de sua boca. Ele lhe sugava com velocidade, fazendo a menina gemer sobre ele.

As mãos de Edward estavam  segurando as costas de Bella, enquanto ele movia os seus quadris rapidamente, movimentos ritmados, fazendo o seu membro entrar e sair  profundamente de dentro da jovem Swan. A boca de ambos se matinha aberta por tanto prazer que eles sentiam.

Em um movimento rápido, Edward mudou a posição de ambos na cama, deixando Isabella por baixo e de quatro sobre o móvel. Ele a penetrava lentamente por trás, fazendo o seu pau se enterrar cada vez mais fundo dentro dela. Ele fazia aquilo de maneira lenta e torturante, deixando a jovem Swan ainda mais louca de desejo. Uma das mãos do Cullen estava segurando a cintura da morena, enquanto ele ditava o ritmo da sua tortura.

O corpo do Cullen estava colado ao da morena, à mão dele apertava os seios de Bella. Ele entrava e saia da buceta dela. Bella gemia baixo e sussurrava em êxtase, o nome do marido, porque era aquilo que ele era, o marido dela.

Os corpos deles estavam colados, a boca dele estava no pescoço dela. Bella e Edward estavam sobre os joelhos, os movimentos eram ritmados e cheios de desejo. Cada vez que ele lhe invadia, fazia com que ela visse estrelas, a mão dele estava sobre a cintura dela, mantendo-a parada no lugar.

Eles se completavam, não havia duvidas, Edward a desejava mais e mais, e a cada dia que se passava, aquilo ficava mais forte, era claro que ele não conseguiria viver sem ela, ele precisava dela para se sentir vivo. Edward a ouviu gemer o seu nome, o deixava mais ciente daquela verdade.
Ele segurava Isabella pelos cabelos, enquanto aumentava o ritmo das investidas, entrando cada vez mais fundo nela. 

Sentindo a buceta dela cada vez mais apertar e dificultar os seus movimentos, até que ela não agüentou mais e explodiu em puro gozo em seus braços, mais algumas investidas e ele gozou muito.
Ambos estavam deitados na cama, ofegantes e suados. Edward já havia colocado a cueca, porque o seu filho poderia aparecer no meio da noite e quando aquilo não acontecia, a criança invadia o quarto logo pela manhã.
—- Eu amo você! - Bela sussurrou tão baixo que por um momento ela pensou que Edward não tinha ouvido. Ela não falava muito aquelas palavras, desde que eles voltaram, pois se mantinha contida em usá-las.
—- Eu sei! - Ele disse puxando-a para os seus braços — Eu sei...
Bella esperava que ele dissesse que também lhe amava, porém ele não disse... Apenas lhe abraçou e lhe beijou no pescoço, demonstrando o carinho,  e de certo modo, até o respeito por ela.

Contínua...

4 comentários:

  1. Essa visita da Nessie, que estranho.
    Curiosa para saber o que vai acontececr.

    ResponderExcluir
  2. Eita... Que capitulo...

    Essa Nessie... Acho que vai aprontar!!!
    O que colocaram na cabeça dela???
    Louca pelo proximo capitulo...

    ResponderExcluir
  3. Aiii meu coração! O meu coração não aguenta.
    O que a Nessie vai fazer?! Vai estragar tudo

    ResponderExcluir