Jul M

Oi

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Segundas Intenções -- Capitulo 49


50% De Alguma Coisa É Melhor Do Que 100% De Nada.
              
                 -- Frase do Filme – Velozes e Furiosos 
                                                        Desafio em Tokio

Capítulo 49

Existem diferentes tipos de finais, há aquele que contamos o que achamos que deveria ser o melhor e até aquele que dá início a mais um começo. Bella sabia disso quando aceitou voltar a morar com Edward, ela tentou mil vezes se convencer de que fazia aquilo pelo filho, mas durante as duas  semana que havia se passado, em todas as noites, ela acabou indo dormir na cama dele.
Era difícil de acreditar que fosse real, que eles estivessem juntos novamente, que poderiam seguir em frente, era tudo tão incrível que ela achava que era apenas um sonho.
Se já era difícil para ela acreditar naquilo, para Edward era mais ainda, pois por mais que ele a amasse, ele tinha medo de se machucar, contudo, será ele queria perdoar, esquecer e apagar o passado? Por que será que ambos sentiam tanto medo? A final as coisa não haviam mudado? Ou será que ambos estão apenas jogando novamente?
Alice acompanhava aquela novela todos os dias nas ultimas duas semana, nos três primeiros dias, Bella tentou negar tudo, mas ela não tinha sorte, a baixinha com cara de fada, lhe pegava toda vez pela manhã saindo do quarto do irmão, como se fosse uma ladra. Alice ainda não conseguia perdoar Bella por tudo, mas tentava a cada dia e fazia isso por que amava a amiga e ao irmão. Edward estava feliz novamente, e dessa vez não existiam mentiras entre eles.
—- Você poderia trabalhar lá no escritório já que deseja tanto trabalhar fora de casa! - Edward sugeriu irritado porque era sábado e Bella tinha que ir trabalhar.
—- Não! - Ela disse — Eu gosto de onde trabalho.
—- Podemos ir ao parque? - Thony perguntou no seu jeitinho infantil, eles estavam tomando café da manhã.
—- Claro! - Bella disse — O seu pai vai levar você. À noite seremos apenas nós dois! - Bella piscou para o menino que sorriu.
—- Edward tem razão! - Alice disse — Você poderia trabalhar em casa como antes, assim ficaria perto de Thony!
—- Alice não começa! - Bella pediu — Gosto do meu emprego e de onde trabalho. Eu não quero ninguém apontando o dedo para mim, dizendo que estou com o seu irmão pelo dinheiro. - Bella se levantou, o clima ficou meio tenso na mesa — Além do mais, sou uma ótima Advogada.
Bella caminhou até o filho lhe enchendo de beijos como fazia todos os dias antes de sair para o trabalho.
—- Se comporte e não deixe o seu pai louco! - Ela pediu apertando o nariz do menino.
Bella se virou e seguiu para saída da sala de jantar, então parou ao lado do ex, futuro, marido e sorriu gentilmente.
—- Por favor, não faça todas as vontades dele, e não o encha de doce! - Ela lhe solicitou e se curvou lhe dando um selinho nos lábios — Vejo vocês no almoço, tenha bom dia. Alice você também.
Edward e Alice olharam a morena sair deixando um rastro do seu perfume na sala.
.............................................
Edward estava sentando no chão jogando com Thony. Alice estava no seu quarto. Eleonora e Jasper foram para a casa dos pais do louro. A casa estava em silêncio, apenas os risinhos inocentes do menino ecoavam uma vez ou outra na sala.
A companhia  da casa tocou, aquele era o dia de folga de Daniella. Edward se levantou para abrir a porta.
—- Precisamos conversar! - Tania disse, a loira parecia bem irritada.
—- Acho que não temos nada para falar! - Edward disse, mas a loira entrou na casa do mesmo jeito, invadido o lugar.
—- O que esse fedorentinho está fazendo aqui? - Tania disse sem acreditar — Ele não tem mais casa?
—- Esse fedorentinho é o meu filho Tania! E até onde sei, essa é a casa dele! - Edward disse irritando e Thony mostrou a língua para loira chata — Eu acho que você precisa ir agora, enquanto eu mantenho a boa educação ainda.
— Eu vim aqui falar com você e vou falar! - Tania afirmou.
—- Por educação vou lhe ouvir! - Ele disse — Venha, vamos para a Biblioteca, e depois que tiver falado tudo que deseja, espero que saia e não volte mais!
Tania apenas olhou para Edward que manteve os olhos na criança que ainda estava deitado no chão.
—- Thony continue brincando! - Ele disse — Eu voltarei já, já! Qualquer coisa grite pelo papai.
Tania virou os olhos, nunca imaginou que a sua antiga paixão fosse tão meloso em relação a uma criança, ainda mais em relação ao filho dele.
Já dentro da Biblioteca, Edward se sentou e esperou que a loira dissesse algo.
—- Por que veio? - Edward perguntou já que a loira não disse nada.
—- Eu sinto a sua falta! - Tania disse — Edward, eu sei que fui muito...
—- Tania, por favor, nem termine... - Ele disse interrompendo-a — Acho que não existem mais chances para nós. Eu ter me envolvido com você novamente já foi um erro, não tenho intenção de insistir nisso.
—- Éramos felizes! - Tania disse — Eu estou disposta a mudar, e se quiser, posso até ser a mãe desse menino.
—- O menino o qual você chamou de fedorentinho? - Edward a lembrou — Lamento Tania, mas o meu filho tem mãe, e você nunca poderá ser comparada a ela.
—- Aquela vadia! - Tania disse entres os dentes — A garota que lhe ferrou de todas as maneiras possíveis, é dessa garota que estamos falando? Da vadia que é louca por dinheiro e que treparia com o primeiro que pagasse bem? A garota que quase lhe destruir, você acha que não sou melhor do que ela? - Ela gritou.
—- Não! - Bella disse respondendo por trás dela — Você é pior. Eu posso ter mentindo e enganado Edward, mas você, você só está aqui por causa do dinheiro. Você não tem mais nada! - Bella disse e Tania ficou pálida — Eu comprei as suas ações finais, eu avisei que não ficaria barato. Ninguém ameaça o meu filho e saí livre dessa. Agora você já sabe o que uma mãe é capaz de fazer para ver o seu filho seguro. Meus parabéns Tania! Você cavou a sua própria cova, mas pode deixar, terei o prazer de jogar terra encima do seu caixão.
—- Foi você! - Ela gritou — Vadia desgraçada!
Tania foi para cima de Bella, mas a morena foi mais rápida, ela segurou a mão da loira e com a outra mão livre, lhe acertou um tapa.
—- Isso é por você achar que sairia dessa ilesa! - Bella disse e outra vez lhe bateu na cara, porém dessa vez com mais força — E isso é por achar que pode vir na minha casa e dar encima do meu marido. Fique longe, ou vou terminar de vez com você. Agora saia da minha casa ou vou quebrar a sua cara!
Edward ficou sem reação, a morena parecia mais uma gata selvagem, defendendo a sua cria, então Tania saiu correndo para sala. Bella fora atrás, mas para a sorte de Tania, Alice estava com o menino nos braços.
—- Isso não vai ficar assim! - Tania disse — Eu tenho amigos importantes, você está ferrada garota! Eu vou acabar com você.
—- Ficarei esperando! - Bella disse — Saia daqui antes que eu acabe com você de vez!
—- O que foi tudo isso? - Alice perguntou assim que Tania saiu feito um furacão da casa deles
—-Tania! - Bella disse.
—- O que você fez com ela Isabella? - Edward perguntou.
—- O que falei! - Bella disse — Comprei as últimas ações dela, ela não tem mais nada, e fique feliz, porque lhe dei um bom dinheiro por aquelas ações de merda.
—- Por que você fez isso? - Edward perguntou bem irritado
—- Vamos Thony! Vamos tomar banho para poder almoçar! - Alice subiu levando o menino, deixando os dois sozinhos.
—- Me diz, por que você fez isso?
—- Porque ela ameaçou o meu filho! - Bella disse sem o menor arrependimento — Ela teve a coragem de ir até o meu escritório e ameaçar o meu filho. Se ela tivesse amor a vida teria me ouvido. Ninguém Edward, ninguém ameaça o meu filho e sai impune. Pode ficar com raiva se quiser, mas não iria deixar isso barato, e se acha que estou errada, me processe, não me importo.
—- Por que não me disse a verdade? Por que não falou, quando ela fez isso? Por quê? Sempre age pelas minhas costas!
—- Porque você não concordaria! - Bella disse — E se tem algo que aprendi, e foi com você, é que o dinheiro move o mundo, as pessoas com dinheiro são vingativas. Eu não iria deixar o meu filho passar por aquilo.
—- O que vai fazer com essas ações?
—- Já as vendi. Nada comparado com que gastei as comprando! - Bella disse — Mas se ela ficar sem dinheiro, ela não chegará perto do meu filho.
—- Você poderia processá-la! - Edward disse.
—- Prefiro matar o mau pela raiz, e pelo visto, ela sentiu bem mais rápido do eu que pensava, já que veio correndo implorar clemência para você.
—- Você só estará colecionado inimigo, desse jeito!
—- Acho que posso sobreviver com isso!
—- Claro! Nada melhor do que o jeito implacável da jovem Swan, até onde sei, não foi esse jeito de resolver as coisas que fez com que eu a odiasse? - Ele gritou.
— Para! - Ela gritou — Eu estou lhe dizendo a verdade, eu iria lhe contar, não tinha intenção de esconder, mas se for para ficar lembrando o tempo todo, ou se vai voltar para o passado, então fique nele sozinho, porque não tenho a menor intenção de me afundar com você nesse passado.
—- Espera! - Edward disse, ela estava seguindo para a escada — Ainda não terminamos de conversar.
—- Isso não é conversa, Edward. Estamos brigando, é o que fazemos, por mais que tentássemos mudar, é o que de melhor fazemos, mas eu quero mais do que isso, para mim já deu!
Edward apenas olhou a linda morena subir, o deixando sozinho na sala, ela ainda estava em choque com tudo o que tinha acontecido nesses últimos segundos.
.........................................
Estava ficando difícil conter a raiva e o odeio. Ele sabia que não tinha controle sobre Bella, que nunca teve, e mesmo Edward odiando admitir, era aquele jeito indomável dela que fazia com que ele ficasse louco por ela a cada dia. O medo ainda era vivo dentro dele, medo de estar errado em relação a ela, medo dela sumir novamente, medo dela de fato lhe magoar ainda mais.
Naquela manhã ele teve duas reuniões, assim que estava voltando para a sua sala, Kate lhe informou que Srta. Tânia se encontrava a espera dele.
—- Tania, eu lhe aviso de antes mão, que não tenho saco para os seus dramas hoje! - Ele disse caminhando em direção a sua mesa, nem mesmos prestando atenção na jovem loira que estava deslumbrante – Que você seja rápida!
—- Tudo bem! - Tania disse — Vamos direto ao assunto, eu quero cem mil para sumir de vez de sua vida.
O jovem Cullen sorriu alto, o que ela tinha na cabeça? Por que ele lhe daria o dinheiro?
—- Ficou louca? - Ele perguntou — Por que diabos eu lhe daria dinheiro? Até onde eu sei, você tem o seu dinheiro, use-o e suma da minha vida! Desapareça, apenas que dessa vez, vá só de ida e não volte! Eu não amo você! Nunca amei e hoje me dou conta disso. Você, Tania é deliciosa, mas é o tipo de mulher que todos os homens fodem! Usam-na e descartam, porque você não vale nada!
—- Desgraçado! - Tania disse lhe dando um tapa na cara, ato que deixou o ruivo bem mais furioso.
Tudo bem que Tania não era culpada pela ira dele, sim Isabella, que havia lhe roubando um bom contrato, ele não poderia lhe culpar, ela jogou melhor e trabalhava em uma empresa concorrente, ela somente fez o seu papel.
—- Você não vale nada! - Tania disse — Um babaca, um estúpido, um corno, porque eu lhe trair, toda vez que estava fora de sua casa eu lhe traia. Você é um babaca, um banana!
Edward bateu palmas para loira, pela primeira vez, ela estava deixando a mascara cair
—- Parabéns! Você só provou que é uma verdadeira vadia.
—- Não banque o honesto! - Ela gritou e jogou as coisas de cima da mesa ao chão — Você, não vai se livra de mim! A vadia da sua mulher pode ter me quebrado financeiramente, mas não vai se livrar de mim assim tão fácil, nem que para isso eu tenha que matar aquele fedorentinho.
—- Fique longe de meu filho! - Edward disse segurando a loira pelo rosto, lhe apertando as bochechas — Bella pode ter pegado leve com você, mas eu tenho a intenção de  acabar com você. Se chegar perto do meu filho, eu mesmo trato de dar um jeito em você!
Ele empurrou Tania que ficou assustada, mas ainda assim, não perdeu a pose.
—- Vocês não ver! - Ela disse com lágrimas caindo nos olhos — Eu estou desesperada, não percebe que lhe amo? Edward você é o amor da minha vida.
—- Faça-me ri, Tania! - Ele ironizou — Saia da minha sala agora e não volte mais! Saia antes que chame os seguranças.
—- Isso não vai ficar assim! - Ela disse pegando a bolsa — Eu vou me vingar Edward, e você nem vai saber o que te atingiu. Você e aquela vaca! - Ela gritou.
Emmett estava entrando na sala quando Tania passou por ele feito um furacão. O grandão olhou para o amigo que estava deveras irritado.
—- Pelo visto, a manhã continua cheia de emoções! - Emmett disse.
—- Avise aos seguranças para proibir a entrada dela! - Edward ordenou.
—- Claro, farei isso imediatamente! - Emmett acatou o pedido do amigo — Bella está aí, acho que deveria conversar com ela.
—- Mande-a embora! - Edward disse — Com a raiva que estou sentindo, eu vou acabar brigando com ela e no momento, eu não preciso disso. Acho que nós não precisamos disso!
—- Claro! - Emmett disse saindo da sala deixando o amigo e chefe sozinho. — Bella, acho que não é o melhor momento! - Ele disse ao encontrar a morena no hall de entrada.
—- Tudo bem! - Bella disse — Nos vemos depois, a propósito, espero você e Rosie para janta lá em casa.
—- Pode apostar que vamos! - Emmett disse — Como está o menino?
— Forte como um touro!
—- Puxou aos pais! - Emmett disse piscando para a morena, que sumiu dentro do elevador.
Kate Denali olha de longe a conversa dos dois, ouvindo todas as palavras que a morena trocou com o grandão.
—- Kate avise aos seguranças que a Senhorita Tania está proibida de entrar nessa empresa novamente! - Emmett disse.
—- Claro Senhor! Eu avisarei agora mesmo.
Aquela manhã estava cheia de altos e baixos. Para Edward teve mais baixos do que altos, para Bella ambos, porém o dia ainda estava longe de terminar.


Contínua...

2 comentários:

  1. Omg! O que será que essa louca vai fazer? E essa Kate? O que ela tá tramando?

    ResponderExcluir
  2. Meu Deus...

    Pelo amor de Deus...
    Não termina assim...
    O que será que vai acontecer????

    Ahhhhhhhh...

    ResponderExcluir