Jul M

Oi

quarta-feira, 5 de outubro de 2016

Segundas Intenções -- Capitulo 44

           Resultado de imagem para gifs de filmes
“A capacidade de perdoar vai determinar a qualidade do resto da sua vida mais do que qualquer coisa.”
                           -- Frase do Filme Demônio - 2010
Capítulo 44

Thony pulava na cama  e se jogava encima da Bella, chamando-a para brincar no jardim. Era um lindo dia e já tinha se passado duas semanas desde a cirurgia dele. O menino teria que ir ao médico na semana seguinte e as coisas estavam indo bem. Tirando as brigas com o ex, que aconteceram algumas vezes durante aquele tempo, ou sempre que eles se encontravam. Para piorar, Tânia não abaixava a guarda, estava sempre por perto controlando e com medo de que o antigo casal tivesse uma recaída.
—-Thony ainda é sete da manhã - Bella disse se espreguiçando — Precisa mesmo ser tão cedo?
—- Por favor! - Ele disse juntando as mãozinhas e implorando com um cão sem dono.
—- Você é igual ao seu pai! - Bella disse virando os olhos e pegando-o — Guerra de cosquinhas! - Ela disse.
Thony gritou  e sorriu enquanto a sua mãe o cobria com beijos e cosquinhas. Ela ria, gritava tão alto, já que a porta estava aberta era possível se ouvir tudo do lado de fora. Edward já estava de pé, ele teria uma reunião agora pela manhã no escritório de casa mesmo. Alice acordava cedo porque Jasper trabalhava cedo e Eleonora estava com os mesmos hábitos dos pais.
—- Será que vocês poderiam parar de fazer barulho? - Tania disse invadindo o quarto da morena, usando uma camisola vermelha sexy — Algumas pessoas nessa casa ainda dormem.
Bella levantou uma sobrancelha e olhou para loira com ódio mortal.
—- Saia do meu quarto! – Bella ordenou — Saia agora!
—- Seu quarto? - Tania repetiu — Você está aqui de favor, por pena. Edward só deixou você ficar por causa do filho, senão fosse esse fedelho aí, você não estaria mais aqui.
—- Saia daqui! - Ela gritou.
A confusão era alta e dava para se ouvir tudo no andar inferior. Alice e Jasper deixaram Eleonora com Daniella e subiram correndo assim que ouviram a voz de Tânia e Bella.
—- Você não é bem vinda aqui! - Tania gritou.
—- Eu não te perguntei nada. Se o dono da casa quiser, me mandará embora, não você!
—- Vadia de merda! - Tania replicou.
—- Parem com isso! - Alice pediu — É possível ouvir a gritaria lá em baixo.
—- Essa velha invadiu o meu quarto! - Bella disse atingindo Tania onde mais lhe doía.
—- Você não tem direito de me tratar assim, eu sou a noiva do dono da casa.
—- Você é a namorada, Tania! - Alice a corrigiu — O meu irmão nunca assumiu você.
—- Saia do meu quarto! - Bella ordenou novamente.
—- Eu queria que você e esse seu fedelho de merda tivessem morrido! - Tania gritou.
.................................
Edward andava de um lado para outro da sala, Alice estava sentada no sofá, Tania chorava no outro e Bella estava em pé ao lado da escada.
—- Você bateu nela? - Edward perguntou, mas já sabia a verdade dos fatos.
—- Fique feliz por eu não ter acabado com a cara dela toda.
—- Que diabo está acontecendo? - Ele perguntou — De onde vieram esses seus modos? Cadê a sua educação?
—- Diga para a sua namorada, ou seja lá o que ela for sua, ficar fora do meu caminho e do meu filho! - Bella pediu — Senão, eu juro que não vou só lhe dar uma bofetada, vou quebrar todos os seus dentes brancos e perfeitos.
Bella saiu subindo as escadas indo novamente para o seu quarto, a fim de tomar banho.
...............................................
—- Elas estão me deixando louco! - Edward disse para Emmett, a reunião já havia terminado.
—- Você quer dizer elas ou Bella?
—- Não tenho nada com Bella! - Edward afirmou — Ela só é a mãe do meu filho.
—- Ela já sabe quais são as suas intenções? Porque eu juro Edward, não quero estar na sua pele quando ela descobrir.
—- Estou pouco me importando com isso! - Ele disse caminhando até a janela e olhando para o jardim — Só quero que ela sofra também.
—- Não seria mais fácil perdoar e esquecer!
—- Não, preciso me vingar.
Thony corria atrás de Bella, pelo que Edward podia assistir ao longe, ambos brincavam de pique-esconde ou algo do tipo, a morena sorria enquanto corria e o menino também sorria. Até que Bella pegou o filho e ambos caíram na grama. Ela  sorriu e mais uma vez, encheu o menino de beijos.
........................................................................
—- Não, não e não! - Bella invadiu o Escritório de Edward, ou seja, a Biblioteca. Alice e Emmett estavam lá — Diz que isso aqui é uma mentira, que você não está fazendo isso!
—- Vejo que você recebeu a intimação! - Edward disse tranqüilo.
—- Então é verdade! - Bella disse se encostando contra a parede — Você está tentando tirar o meu filho de mim.
—- Meu filho! - Edward resultou — E tenho um exame de DNA feito para o transplante dele para comprovar. Com isso eu comprovo que ele é mesmo o meu filho.
—- Mas está  errado! - Bella disse ainda confusa.
—- Você me manteve fora da vida dele por dois longos anos - Edward disse amargurado — Eu vou manter você fora da vida dele para sempre.
—- Nunca! - Ela gritou indo pra cima dele — Você nunca vai tirar o meu filho de mim, nem que para isso eu tenho que sumir de novo de sua vida!
—- Não pode sair da cidade! - Edward disse -  Alertei ao juizado sobre as suas adoráveis fugas sem rastro e sem pistas. Você não poderá sair da cidade ou será presa.
—- Você quer me enfrentar em um Tribunal? - Bella disse apontando o dedo para ele — Então se prepare, porque você vai enfrentar um verdadeiro furação, nem que para isso eu tenha que destruir você.
Bella saiu feito mesmo um furação da sala dele, indo para o quarto arrumar as coisas dela e do filho. Eles não ficariam mais um dia sequer com Edward no mesmo local.
.............................................
Em toda a história nunca se viu uma batalha judicial mais bem estratégica do que a de Cullen contra Swan. O juiz antes de dar o veredicto elogiou ambos, porém criticou na mesma medida, e no final  deu a sentença da guarda compartilhada, o que deixou os dois frustrados.
—- Odeio tudo isso! - Bella estava no apartamento de Rosie, a loira estava tentando acalmá-la.
—- Você não perdeu! - Rosie a lembrou.
—- Só tenho que me mudar para cá... Deixar o meu filho três dias com Edward e outros comigo. Aceitar que ele freqüente e faça parte da vida de Thony, só isso. – falou sarcástica.
—- Ele poderia ter tirado Thonny de você!
—- Aí eu o mataria. - Bella disse.
—- Você seria presa e Thony ficaria sem mãe ou pai!
—- Você não está ajudando! - Bella disse entre dentes.
—- Não estou querendo ajudar! - Rosie disse — Acho que vocês deveriam conversar.
—- Acho que eu deveria matá-lo, isso sim! Ou pedir para que alguém sumisse com o corpo, depois enlouquecer por alguns dias e sair inocente da história toda.
—- Tenho medo da sua mente. - Rosie disse rindo — Mas ainda assim, deveria falar com ele.
—- Oh, falar o quê? O quanto ele me odeia, ou quanto eu estou o odiando?
—- Bella, vocês têm um filho! - Rosie disse — Deveriam conversar....

....................................

—- Confesso que ainda estou surpreso com o convite! - Edward disse se sentando à mesa de um restaurante com a morena — O que vai pedir? Clemência?
—- Precisamos conversar! - Bella disse ignorando a provocação dele — Afinal, querendo ou não, você e eu temos Thony e isso vai nos ligar para sempre.
—- Tá aí! - Edward disse olhando para ela — a única coisa boa que você fez na minha vida.
—- Idem! - Ela disse.
—- Quando aconteceu? - Edward perguntou – No começo não acreditei, mas quando vi o menino, não dava para negar que ele fosse meu filho, só que eu não me recordo como, você nunca quis engravidar, você sempre se cuidava...
—- Se lembre daquela noite em que você bebeu muito? - Bella perguntou — Eu estava tentando provar que te amava, e você só queria se vingar.
—- A noite que eu paguei...
—- Não termina! - Ela disse interrompendo-o — Eu amava você, me entreguei de coração e você, me usou como se eu fosse uma vadia.
—- Não era a sua primeira vez, não banque a inocente.
—- Você me tratou como uma prostituta!
—- Não era isso que você era? Casou-se comigo pelo dinheiro e pelo poder! - Ele disse olhando para ela com ódio — Houve algum momento em nosso casamento que você de fato me amou?
—- Não, sempre foi pelo dinheiro! - Bella disse com ódio — Ninguém consegue amar você de verdade... E eu nem sei o porquê de eu estar aqui!
......................................................
A vida seguia o seu curso normal. Bella voltou a trabalhar, Thony passava dias com ela e outros com o pai, e assim eles iam levando tudo. A cada dia que passava Edward estava mais encantado com o filho, e cada vez que olha para o menino, reconhecia um pouco dele e um pouco de Bella na criança.
—- Menino! - Daniella chamou - Alice ligou, ela queria saber se estava tudo bem!
—- Diga que sim! - Edward respondeu.
—- A Srta. Tania vai fica para o jantar?
—- Ela já foi! - Edward disse — Ela não estava muito feliz hoje!
—- Sinto muito! - Daniella disse.
—- Não sente, não minta! - Edward ressaltou — Você a odeia.
—- Ainda bem que sabe - Daniella sorriu — Thony já dormiu. Você precisa que lhe sirva o jantar?
—- Não! Qualquer coisa eu pego na cozinha algo para comer. Pode ir dormir!
—- Menino! - Daniela disse o chamando novamente – Eu sei que você e Isabella não estão se dando bem, porém tente! Pelo filho de vocês... Ele não tem culpa dos pais serem quem são!
—- Obrigado por sua sinceridade...



Contínua...

4 comentários:

  1. Mais um capítulo divo!! Lhouca pelo próximo do próximo...
    ��

    ResponderExcluir
  2. Meu Deus!!! O capitulo saiu... Uhuuu... Glorias!!!

    Agora... Nossa... Espero que o Edward reconsidere e resolva casar com a Bella; Porém quero que ele quebre a cara um pouco...

    Posta logo o proximo capitulo... Por favor!!!!

    ResponderExcluir
  3. O que dizer que não deu nem para o começo a ansiedade está mim deixando com insônia,volta logo seja boazinha e venha com um Cap quente de ed e bella.

    ResponderExcluir
  4. Meu deus!!!
    Estou curiosa de mais!!!!
    Amei

    ResponderExcluir