Jul M

Oi

terça-feira, 11 de outubro de 2016

Segundas Inteções -- Capitulo 45

             Resultado de imagem para gifs de filme
“Há um motivo para dizer que eu seria mais feliz sozinha. Não é porque eu pensei que seria mais feliz sozinha. Foi porque eu pensei que se eu amasse alguém... E depois acabasse... Talvez eu não conseguisse sobreviver. É mais fácil ficar sozinha. Porque, e se você descobrir que precisa de amor, e depois não o tiver? E se você gostar e depender dele? E se você modelar sua vida toda em volta dele, para então ele acabar? Você consegue sobreviver a tamanha dor? Perder um amor é como perder um órgão. É como morrer. A única diferença é que a morte termina. E Isto... Pode durar para sempre…”.
                       ---Frase da Série Grey’s Anatomy

Capítulo 45

Bella usava um daqueles vestidos justos, colado ao corpo, tinha os cabelos presos em um rabo de cavalo, ela estava muito bem maquiada. Ela teria uma reunião importante naquela manhã, então precisaria deixar Thony com o pai, porque era o dia da criança ficar com Edward.
—- Olá, Daniella! - Bella disse entrando com o menino no colo e uma pequena mala com as coisas do filho.
—- Bom dia menina! - A boa Senhora sorriu e lhe ajudou com os pertences da criança.
—- Ele está meio enjoado hoje, possivelmente vai ter febre, mas isso é devido os dentes detrás que estão nascendo. O remédio está dentro da bolsa, o número do médico também, se ele sentir muita dor, se ele reclamar de qualquer coisa, não deixe de me avisar, ok? - Bella disse olhando para a Senhora com carinho — Virei voando, não importa o que esteja fazendo, Thony sempre virá em primeiro lugar.
—- Pode deixar Senhora, mas eu acredito que não será preciso isso tudo.
—- Daniella, eu a sou mãe!
—- E eu sou pai! Eu acredito que posso cuidar muito bem de meu filho! - Edward disse se juntando a elas — Sabia que era você, afinal hoje é o meu dia. E para onde vai assim? Dar novos golpes?
—- Para a sua informação, só não lhe darei uma resposta à altura, porque o meu filho está aqui! - Bella disse tirando alguns fios de cabelo do rosto do menino — Eu amo você! - Ela falou e encheu o rosto dele de beijo – E agora fique com esse velho chato, porque  infelizmente, ele doou o esperma para você nascer.
—- Muito gentil de sua parte! - Edward disse pegando o menino dos braços dela — Daniella, por favor, leve-o e troque as suas roupas. Dê a ele algo para comer, já me juntarei a vocês.
—- Claro, até mais menina! - Daniella disse.
—- Até mais Daniella.
Daniella sumiu levando o menino deixando para trás apenas Edward e Bella.
—- Se eu não a conhecesse ta bem, acharia que está...
—- Ah, pelo amor de Deus Edward, me poupe dos seus pensamentos sujos! - Bella disse interrompendo-o.
—- Sujos? Mas que você adorava!
—- Que bom que conjugou o verbo no tempo correto! Adorava, no passado, e você nem sabe se era verdade, eu poderia muito bem ter fingindo.
—- Não querida! - Ele disse segurando-a pelo queixo e chegando mais perto — Você pode ser uma aproveitadora, mas não era tão boa atriz assim. Você gostava, e como gostava, ao ponto de me pedir mais sempre.
—- Você se acha! - Ela disse — Me solta, eu estou atrasada para um compromisso.
—- Você está fugindo, sempre fugindo!
—- Por que não me esquece? - Bella disse — Deveria engravidar a sua namorada, assim você deixaria a mim e ao meu filho em paz.
—- Não quero ter filhos com Tania! - Edward disse o que fez Bella parar e encará-lo novamente – Pensei que nunca teria filhos, mas como sempre você foi mais esperta.
—- Ele não é um golpe! - Bella disse com frieza.
—- E você o amar, assim como eu também o amo, não quero outro filho. Você já me deu o único filho que desejo ter, e esse é Thony!
—- Atrapalho? - Tania perguntou.
—- Claro que não, até porque já estou de saída! - Bella disse — E tome conta do meu filho, ou será você quem vou matar!
.....................................
Tania odiava a presença do pequeno Thony na casa do namorado, ela odiava saber que Edward tinha um filho com outra mulher e que a mulher em questão era a sua ex-esposa, e o pior, era saber que ele nunca teria um filho com ela.
—- Está calada hoje! - Edward disse para a loira.
—- Sabe onde Isabella está trabalhando? - Tania perguntou.
—- Claro que sei! - Edward respondeu -- Por quê? Você precisa de ajuda de um Advogado?
—- Se eu quisesse ajuda de um advogado pediria a sua! - Tania disse — Apenas  queria entender como ela conseguiu um emprego tão rápido.
—- Isabella é uma ótima Advogada, ela se formou com honras e tem um currículo perfeito! - Edward disse — É fácil para alguém assim conseguir um emprego.
—- Nossa! Você parece ter muita consciência da perfeição dela.
—- Ela trabalhou para mim Tânia.
—- E fudeu com você e pelo visto você também fudeu bastante com ela! - Tania disse — Agora acho que com certeza, ela vai fuder ainda mais com você, porém dessa vez é a sua vida que ela vai destruir de vez.
—- Acho que você não tem moral para falar isso! – Edward disse — Você foi tão vigarista quanto ela, a diferença foi que Bella não trepava com o meu melhor amigo.
—- Pelo visto, você continua adorando essa vigarista! - Tânia se levantou — Vou embora, fique aí que esse menino chorão.
.......................................
Bella entrou como furação na casa do Cullen, a morena estava bem angustiada. Edward havia ligado para ela avisando que o menino estava doente.
—- Cadê ele? Meu Deus Edward cadê o meu filho?
—- O médico está com ele!
—- Não é nada grave, é?
—- Eu não sei!
—- Não, de novo não! - Bella disse já com a voz chorona — Eu não posso perder o meu filho, Edward.
—- Hey! - Ele disse abraçand0-a. Ele também estava preocupado, era a primeira vez que ele a abraça com ternura, depois de tanto tempo — Nós não vamos perdê-lo, ele é nosso.
O médico saiu pouco depois, fato que fez Bella sair dos braços de Edward e ambos voltarem à atenção para o médico.
—- O que ele tem? - Bella perguntou.
—- Calma Srta. Swan! – O médico disse — Ele esta ótimo, apenas com um pouco de febre, porque os dentes estão nascendo. Isso vai incomoda um pouco, mas amanhã ele estará ótimo. Passei uma medicação agora e essas aqui, são para você comprar.
—- Tudo bem! - Edward disse pegando a receita — Eu cuidarei disso agora mesmo.
...............................................
Bella ficou na casa de Edward, ela se recusou a deixar o filho, mas como aquele era o dia dele ficar com o pai, ela ficou com o menino na casa de Edward.
—- Acho que essa camisa serve para você dormir! - Edward disse entrando no quarto, Thony dormia calmamente – Lembrei-me que você gostava de dormir com as minhas camisas.
—- Eram confortáveis! - Bella disse — E você sempre me livrava delas...
—- Nem um homem que se preze conseguiria apenas dormir ao seu lado. - Ele disse.
—- É estranho! - Bella comentou.
—- O que é estranho?
—- Nós, depois de tanto tempo ainda lembramos! - Ela disse pegando a camisa dele — Obrigada por me deixa ficar!
—- Você é a mãe dele, por mais que ache você uma... - Ele não completou a frase — Ele precisa de você.
—- Gentil da sua parte!
..........................
A noite era uma criança, Bella sabia, já era quase meia noite quando ela saiu do quarto de Thony, indo para cozinha beber água. O menino dormia calmamente. Edward passou boa parte da noite no quarto junto à morena e ao filho. Ele trabalhou boa parte da noite lá mesmo, mas ele precisou ir para a Biblioteca em um dado momento, porque lá tinha alguns documentos que ele precisava avaliar com calma.
Bella pegou um copo com água e encostou-se ao balcão. A casa continuava igual, do mesmo jeito que ela se lembrava. Ela viveu muitas coisas ali e sentia saudades.
—- Perdida? - A voz de Edward ecoou na cozinha escura.
—- Não, apenas lembrando... - Ela disse bebendo a sua água. — Não deveria está dormindo? Você terá um dia cheio amanhã cedo.
— Não se preocupe! Esse papel não lhe caí muito bem!
—- Não seja grosso! - Ela disse deixando o copo sobre o balcão — Eu apenas estava sendo educada.
—- Lembrou da boa educação agora? Depois tudo?
—- Edward... Lembre-se de que o único motivo de minha pessoa se encontrar aqui em sua casa é porque o meu filho está aqui.
—- Você quer dizer o nosso?
—- Não, eu quero dizer o meu, mesmo! - Ela reforça — Porque ele é só meu.
—- Nosso, querida! Nosso, segundo a biologia, eu sou o pai!
—- Doar espermas não faz de você pai! - Bella disse irritada.
—- Bom, sem esse esperma, você não teria Thony! - Edward a lembra — Ele sempre será o meu único filho.
—- Você é jovem. Você poderá ter outros com a sua namorada! - Bella disse.
—- Não mais... Tania engravidou há um ano, eu acho que ela queria me pressionar a me casar com ela. Sei que ela não leva o menor jeito para ser mãe! - Ele disse.
—- Sinto muito! - Bella disse já entendendo o que havia acontecido.
—- Eu também não queria ser pai! - Ele disse – Quando ela perdeu o bebê, duas semanas depois, eu fiz vasectomia, sendo assim, Thony será o meu único filho.
—- Por que fez isso? - Ela perguntou surpresa — Você poderia se apaixonar... Ter uma família, você ainda pode...
—- Não quero outra paixão! - Ele disse seco — Olhe para você, continua linda, encantadora e um tentação.
—- Edward, o que aconteceu entre nós, não quer dizer...
—- Que não possa continuar? Deveria tentar de novo! - Ele disse com ironia — Minha querida, eu já tive experiências ruins o bastante. Vocês mulheres só querem o meu dinheiro. Nunca me amaram.
—- Não é verdade! - Bella rebateu.
—- Shi,shi! Não minta mais, porém é isso o que você mais sabe fazer de melhor, mentir...
—- Acho melhor ir ficar com Thony! - Bella disse — Já vi que essa conversa não chegará a lugar algum.
—- Você teria coragem? - Ele perguntou fazendo-a parar — Se eu a perdoasse você, voltaria?
—- Acho que já nos magoamos demais...
—- Você quebrou o meu coração, de tantas maneiras que realmente eu nem sei se ainda tenho um.
—- Lamento...
—- Como lamentou ter mandado Jessica Stanley para a cadeia?
—- Edward...
—- Como ter mandando Mike para o Hospital? Caso não saiba, ele morreu há dois meses! - Edward disse — Ou ter ferrado com Heide, a ex-esposa do Emmett? Ter dados aos inimigos dos Denali as armas perfeita para quebrar todas as empresa deles. Você também lamenta isso? Ou lamenta não ter conseguido destruí completamente o Black, porque sim, em meio a toda a sua vingança, ele foi o único que você não conseguiu destruir completamente. Ele ainda sobreviveu... Mesmo você tendo dado um empurrãozinho para ele perder uma boa quantidade de dinheiro...
—- Eu...
—- Você sente muito?! Bom, eu não acredito que você realmente sinta algo. Você não tem coração!
—- Você realmente não sabe nada sobre mim!
—- Não, eu não sei! - Ele disse segurando-a pelos braços antes que ela fugisse — Eu não sei quem é você realmente! Eu não sei se o que tivemos realmente foi real, tudo que sei é que você só me contou mentiras e mais mentiras, enquanto eu me apaixonava todos os dias por alguém que nem sei quem é de verdade.
—- Me solta!
—- Me solta? É o que você me diz depois de dois anos, me solta? - Ele disse entre os dentes — Sinto muito, mas não é isso que quero de você.
—- Então o que você quer?
—- Quero a verdade, me diz a verdade.
—- A verdade...
Edward olhou para a menina e esperou que ela dissesse algo, mas a voz dela havia sumido.
—- Você está pensando em outra mentira?
—- Eu não sei, eu realmente não sei o que você quer que eu diga.
—- Eu esperava mais de você! - Edward disse soltando a mulher — Bem mais!
Edward passou por ela, deixando-a para trás e sem palavras.
....................................
Nem sempre a razão pertence ao homem, ainda mais quando ele passa agir pela emoção. Quando Bella invadiu o quarto de Edward, ela queria confortá-lo, gritar, xingar  dizer tudo que nunca dissera, que ele não fora o único a sofrer com tudo, ela também sofreu bastante. Mas tudo se perdeu quando ela entrou e encontrou o ex-marido usando apenas as calças do pijama, parece que tudo que ela tinha em mente se perdeu no escuro e as palavras fugiram.
—- O que esta fazendo aqui? - Ele perguntou.
—- Desculpa! - Ela disse — É melhor eu sair...
Era tarde demais para isso, Edward chegou mais perto, a menina sentiu medo do que ele poderia fazer, ele ainda sentia tanto ódio, mas ao contrário do que ela pensou, ele tomou a jovem em um beijo... Beijo esse que ele queria há muito tempo. As coisas não eram assim entre eles já havia um bom tempo, o beijo foi o início de uma guerra, então foi aí que virou de beijo calmo e cheio de saudades, se transformou urgente e cheio de desejos.
A roupa de Bella sumiu em meio a beijos urgentes que eles trocavam, as mãos de Edward seguravam o rosto da menina, à medida que a boca dele devorava-a com intensidade.

Bella passou os braços em volta do pescoço do ex-marido, enquanto ele lhe levantava e caminhava em direção a parede, prendendo-a contra a mesma e o seu corpo. Mantendo os beijos só que agora por boa parte do corpo da morena.

Foi algo rápido, as roupas já não existiam mais para lhes impedir. Com o corpo da menina preso contra a parede, Edward a penetrou, as mãos da jovem estavam em volta do pescoço dele e ela passava os dedos pelos cabelos dele.
O rosto da menina era de puro prazer, enquanto o jovem Cullen lhe penetrava intensa e profundamente.

Bella não soube o momento em que eles acabaram na cama, mas ela sabia que o prazer entre os dois ainda estava longe do fim. Ela estava com as costas coladas no peito dele, meio que sentada sobre a cama, enquanto o Cullen a beijava no pescoço, a sua mão passeava pelo corpo dela, apertando os seus seios, acariciado o seu corpo, fazendo-a gemer de prazer enquanto ela se perdia nos toques dele.

Bella estava deitada na cama. Edward por cima dela. As mãos da menina passeavam pela lateral do corpo dele, indo para a sua bunda e apertando-a. Edward se apoiava sobre a cama, enquanto penetrava-a com intensidade e força, fazendo ambos se perderem em prazer e implorarem por mais a cada investida.

Era tão intensa a ligação dos dois que ambos explodiram junto ao gozarem gritando o nome de ambos.


Contínua...

6 comentários:

  1. Aiii minha nossa!!
    Muito bom, mal posso esperar para o próximo!!!
    O ed e a Bella são únicos!!

    ResponderExcluir
  2. Tenho até medo pq o Edward vai fazer depois ..

    ResponderExcluir
  3. Nossa...
    Que capitulo maravilhoso...
    Essa cena...
    Espero que a Bella conte os pqs das vinganças...
    Eles ainda se amam...
    Quero mais!!!!

    ResponderExcluir
  4. Maravilhoso obrigada jul por este presente,que tudo se resolva com eles agora.Parabéns pela sua criatividades(pedido volte logo)bjos

    ResponderExcluir
  5. Uaaauuuu estou com medo de quando o Edward acordar. pq ele sempre tende a ser um idiota! Mas estou amando Jul!
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Caramba!! Essa cena foi demais.....
    Espero que ele não seja um idiota com ela.

    ResponderExcluir