Jul M

Oi

sábado, 29 de outubro de 2016

Segundas Intenções - Capitulo 47

               Resultado de imagem para gifs de filmes
“Eu me apaixonei por ela enquanto estávamos juntos, e me apaixonei ainda mais nos anos em que ficamos separados”.
                            -- Frase do Livro - Querido John
Capítulo 47

Isabella estava próxima a porta, se ela quisesse, simplesmente só tinha que empurrar o ex-marido e sair dali correndo. Edward nunca a forçaria a nada, ela sabia disso, e como sabia... Mas a verdade era que ela não queria sair dali, ela gostava do beijo dele, do modo como o seu corpo se moldava ao dele, do modo como o cheiro exalava de seu corpo.
Ela queria cada toque, cada beijo e cada coisa que ele pudesse lhe oferecer naquele momento. Ela desejava, ansiava por aquilo e aquele foi o real motivo dela não ter feito nada para impedi-lo. Nem mesmo quando a boca dele traçou o caminho para o seu pescoço, lhe beijando, lhe chupando a pele, deixando uma marca que com toda certeza ela veria pela manhã.
Oh sim, Edward deixou a cabeça descansar sobre a de Isabella, encostando a sua testa na dela, enquanto abria as suas calças e abaixava a cueca junto. As mãos do jovem Cullen foram para a cintura da bela morena, levantando o vestido dela e puxando-a novamente para si.

As pernas de Isabella estavam em volta da cintura do Cullen, os seus quadris se movimentavam em um ritmo bem lento, e, a dança do vai e vem se fazia gostosa. Isabella gemeu quando sentiu o membro dele se afundar em sua cavidade úmida. 

Ela gemeu ainda mais quando ele começou a se movimentar, entrando e saindo dela. Tomando a sua boca novamente em um beijo profundo e ajudando a menina a se livrar da alça de seu vestido, deixando assim um dos seus seios nus.

Isabella desejava chegar ao limite, ela queria tudo, ansiava por aquilo. Ela também não podia negar que ele sabia muito bem o que fazia, ela nunca se esqueceu, e de fato, ela sabia que ele sempre fora a sua melhor foda e a sua única paixão. Ela tentou em meio a tanta loucura que eles estavam vivendo, dizer aquilo para ele, porém ele estava cego de ódio, nunca parou para lhe ouvir.
As mãos do Cullen tomavam conta dos seios da menina, ao mesmo tempo em que ele lhe penetrava, mantendo o ritmo entrando e saindo, fazendo a menina fechar os olhos e gemer com a boca aberta, enquanto ele apoiava a sua testa contra a dela em meio a todo desejo, ambos buscavam mais e mais.

Os beijos os gritos e o desejo eram abafados pelas suas bocas. Edward brigava com o desejo de explodir, investindo contra a menina que insistia em atrapalhar os seus movimentos. Ele a mantinha presa, segurando as suas pernas e fazendo-a gemer. O seu corpo era puro desejo. Bella não sabia onde ela começa e onde terminava de tão perdida que estava. Ele tomou novamente a sua boca, no mesmo momento que ela explodiu apertando com força o pau dele dentro dela. Uma das pernas dela escorregou, mas Edward tratou de segurar rapidamente. Foi então que ele explodiu dentro dela, mordendo-a levemente no ombro, enquanto todo o seu corpo tremia junto ao dela.
.......................
Duas semanas se passaram e Bella fugiu o máximo que pode de Edward, depois de tudo o que aconteceu, ela queria um pouco de distância, os seus pensamentos estavam bem perturbados.
—- Srta. Swan! - A jovem Karen apareceu a porta da sala da morena, ela era a sua Secretaria. — O Sr. Cullen deseja vê-la.
O rosto de Bella ficou pálido e então ela respirou fundo, não poderia fugir para sempre. Eles não se falavam desde a noite em que transaram na Biblioteca.
—- Peça para ele entrar! - Bella disse mordendo os lábios.
—- Claro! - Ela disse e se retirou de lá, alguns minutos depois, o jovem e bem vestido Cullen entrou.
Edward estava usando um terno escuro com uma camisa branca, além de uma grava cinza bem escura. Usava óculos escuros e os cabelos estavam bagunçados.
—- Uma sala legal! - Ele disse analisando o local — Pequena, mas legal.
—- Desculpe-me, mas eu ainda sou apenas uma Advogada Junior! - Ela justificou — Salas grandes são para grande Advogados.
—- Então não vai demorar muito! - Ele afirmou – Você é talentosa, vai conseguir.
—- Edward não é querendo ser grossa, mas por que veio? E o seu dia de ficar com Thony.
—- Eu sei, é sobre isso que quero falar! - Ele disse e Bella não gostou muito.
—- Pode se sentar! Deseja algo para beber?
—- Não, Bella... Eu só quero falar com você!
—- Tudo bem! - Ela disse se sentando – Pode falar!
—- Alice está organizando uma festinha para Eleonora. Coisas de Alice, você sabe como ela é. Ela quer tanto você quanto Thony na festa. Pediu-me para eu vir aqui falar com você. Já que você não está atendendo ao seu telefone, eu achei melhor vir aqui.
—- Eu não entendo o porquê disso agora. Quer dizer... Alice não me odeia pelo que fiz?
—- Bella, todo mundo odeia o que você fez, não pense que todos nós nos esquecemos. - Ele disse e ela mordeu os lábios — Mas se vamos criar Thony juntos, seria bom que mantivéssemos um relacionamento saudável. E Alice quer apresentar Thony para os amigos.
—- Emmett e Rosie já conhecem Thony. Não teria o porquê de apresentá-lo...
—- Existem outras pessoas! - Ele rebateu — Era isso que eu queria lhe dizer. Será no domingo, por favor, leve o menino.
Ele levantou e saiu levando toda a sua elegância junto, além de sua beleza.
...............................
Bella se olhou no espelho mais uma vez antes de sair de quarto. Thony estava pronto, vestido e penteado, era domingo, ela estava indo ao famoso chá da tarde de Alice e a pequena festinha que ela supostamente organizou para apresentar o sobrinho para os amigos.
—- Thony, por favor, não destrua nada e se destruir, por favor, faça com classe. - Ela disse sorrindo e beijando a ponta do nariz do menino
O jardim estava decorado e todos estavam lá, pelo menos todos que Alice conhecia. Thony estava animado, como sempre, adorava ir para a casa do pai, o jardim da casa era perfeito para ele brincar. Bella avistou, assim que ela entrou, Rosie e Emmett conversando com casal de idosos, um pouco mais adiante, ela viu os pais de Jasper, o seu ex-Professor Fernandes, assim como também viu Nessie Denali, Kate Denali juntos a Jacob Black.
—- Bella! - Alice disse animada como sempre, Eleonora estava linda vestida como a princesa que era. — Você veio! - Ela abraçou a ex-cunhada — Obrigada, fiquei com medo que não viesse.
—- Tudo pelo Thony! - Bella disse sorrindo — Eu vou me juntar a Rosie e Emmett.
—- Tudo bem, eu vou apresentar Thony para os amigos!
—- Eu faço isso Alice! - Edward disse vindo por trás da morena — Afinal é o meu filho!
—- Claro! - Alice disse saindo e indo falar com outras pessoas.
—- Você esta ótima! - Ele disse analisando o vestuário da jovem, que vestia uma blusa creme e shorts branco com sapatilhas pretas. O cabelo estava repartido de lado, além de uma maquiagem leve, como sempre, ela estava linda.
—- Você também! - Bella disse — Vou me juntar a Rosie.
Bella deixou Thony com pai e seguiu em direção aos conhecidos amigos. Ela sorriu ao ver a loira perfeita ao lado do marido, o casal de senhores já não estava por perto.
—- Olá Bella! - Rosie disse sorrindo.
—- Oi!
—- Bella! - Emmett disse — Como se sente sendo jogada as cobras?
—- Tenho a sensação que vão me matar a qualquer momento! - Ela disse no mesmo momento em que Jacob olhou em sua direção.
—- Ele não vai fazer nada! - Emmett disse — Já não é tão poderoso assim, perdeu boa parte da fortuna, tem sorte por ainda poder ter uma vida de glamour.
—- Todos estão ótimos! - Bella disse se sentindo nervosa.
Em meio à conversa, Bella começou a relaxar, mas houve um momento, que tanto Rosie quanto Emmett lhe deixaram sozinha. Foi nesse instante que Jacob se aproximou.
—- Incrível como você fica cada vez mais linda com o passar do tempo! - Ele disse.
—- Jacob me deixa em paz! - Ela pediu.
—- Bella, eu vejo que você não perdeu tempo... Um filho, quem diria que a jovem Swan fosse mais esperta do que se imaginava?
—- Quem diria que você ainda fosse um idiota? - Ela disse — Agora, nós sabemos que estamos ferrados, dá o fora da minha vida.
—- Você me ferrou! - Ele disse entre os dentes — Você ferrou o meu sogro e me ferrou junto, eu posso não ter provas, mas você me quebrou legal.
—- Ótimo! Pelo menos assim você aprende a respeitar uma mulher.
—- Você não é uma mulher, é uma vadia! - Ele disse.
—- Jacob, eu não vou cair no seu jogo! - Ela disse — Eu posso ter quebrado você, mas você me quebrou ainda mais. No começo, eu achei que era mágoa, ódio por você ter me usado, eu acreditei, de fato, que amava você. - Ela sorriu. Depois ela olhou em volta — Eu nunca amei você, só tinha ódio pelo que você fez comigo, queria vingança, fiquei cega de ódio, eu não me dei conta da merda que estava fazendo. Sabe, a minha maior vitória foi provar para você que eu valia bem mais do que você acreditava.
—- Você não vale nada! - Ele disse com raiva.
—- Pelo contrário! - Ela olhou para ele — Fique com Nessie. Ela é uma garota incrível, dê valor ao que tem, porque quando se perde e bem frustrante.
Jacob olhou para morena que tinha o olhar ao longe, bem longe, mas exatamente em alguém... Edward estava em meio a uma roda de amigos com Thony nos braços, ele sorria, estava radiante.
—- Você se apaixonou! - Jacob disse incrédulo — Você é ridícula! Apaixonou-se pelo seu próprio golpe.
—- Pois é! O destino é meio cruel!
—- Fico feliz em saber que pelo menos isso eu ganhei de você! - Ele disse e saiu indo ao encontro da esposa.
...................................
—- Fernandes! - Bella disse assim que o Senhor de idade chegou.
—- Isabella, sempre linda! - Ele disse — Uma pena que o seu casamento com Cullen tenha terminado.
—- A vida segue... - Ela disse.
—- Sabe, que posso ser uma ótima companhia... - Fernandes insinuou.
—- Então seja uma ótima companhia para a sua esposa! - Bella disse irritada — E a próxima vez que me ofender desse jeito, movo uma ação contra você, acusando-lhe de assédio. Fique avisando!
Bella saiu em direção a Edward que estava com Thony no colo, em sua volta estava toda a família Denali.
—- Edward! - Bella disse.
—- Ah, Bella! - Ele sorriu para jovem.
—- Acho que está na hora de eu ir! - Bella disse levantando os braços, pegando o menino e o beijando — Diga tchau para o papai!
—- Não, fique... Você pode dormir no quarto de hospedes! - Edward pediu — Deixe-o passar a noite aqui.
—- Edward, amanhã ele virá passar o dia com você, eu acho melhor nós irmos!
—- Nada disso! - Alice disse — Vocês vão ficar! A festa mal começou e Thony vai brincar com Eleonora  agora, me dê ele aqui.
—- Alice, por favor...
—- Sem favores Bella, ainda não perdoei você pelo que fez.
—- Ela vai usar isso contra você por um bom tempo! - Edward disse e Bella mordeu os lábios.
...................................
Kate analisava a jovem morena como se ela fosse um dos mais misteriosos objetos de estudo. Bella se manteve na roda de conversa. Nessie, como sempre, fora gentil. O mundo caia sobre a sua cabeça e ela parecia não notar nada.
—- Está trabalhando onde? - Kate perguntou olhando para Bella.
—- Em um pequeno escritório no centro da cidade! - Bella disse.
—- Ah, eu acho que sei qual é! - Kate insinua — Pequeno e medíocre, para alguém que tenha um currículo assim como o seu.
—- Pois é! - Bella disse — Enquanto isso você vive a sombra de seu pai, muito justo! Soube que vocês perderam tudo?
Kate olhou para morena como se fosse arrancar o coração dela, então Jacob olhou com a intenção de dizer algo, mas se conteve.
—- Não estamos em bom momento! - Nessie disse – Papai está se reerguendo. Jacob está o ajudando. O meu marido tem sido um amor para a nossa família.
—- Com certeza! - Bella disse e Edward olhou para Black que tinha um sorriso na cara, ele ainda não tinha engolido o que aconteceu entre eles, a final, fora Jacob que desmascarou Bella, porém Edward nunca soube se era ódio ou amor que os motivava. — Bom, vou me juntar a Emmett e Rosie.
A morena saiu levando a sua adorável  beleza junto, deixando os rapaz e as damas para trás, sem se importar.
—- Nunca entendi o porquê de vocês terem se separado - Nessie comentou — Ela é linda e gentil. Edward, ela é mil vezes melhor do que Tania.
—- Não se engane minha querida! - Jacob disse — Até a mais inocente das mulheres, são cruéis quando desejam ser.
Edward apenas olhou para o Black e bebeu do seu champanhe, ignorando por completo o seu comentário.
..........
Bella estava na sala da casa dos Cullen. Emmett e Rosie estavam sentados no sofá, enquanto eles conversavam. Ambos falando de negócios e assim por diante, a maioria dos convidados já estava indo embora, eles sorriam e falavam besteira.
—- Ah! - Eleonora entrou na sala gritando e chorando --  Tia Bella, tia Bella, Thony está sangrando!
Os olhos da morena só faltaram pular do rosto, ela se levantou correndo em direção a sala de vídeo da casa, onde as crianças brincavam. Edward correra atrás sendo seguida pelo outros.
—- Thony! - Bella disse se jogando no chão, o menino estava caído inconsciente. — Um Médico! - Ela gritou — Chame um Médico, por favor! - Ela já chorava desesperadamente.
....................................
Bella estava sentada no sofá do quarto de Thony, o menino estava dormindo tranqüilamente em sua cama, após dar um belo susto nos pais. O menino havia caído de cima do sofá e batido a cabeça na quina da mesa de centro.
—- Você pode dormir. Eu vou ficar aqui com ele! - Bella disse.
—- Eu vou ficar com você! - Edward retrucou se juntando a ela no sofá – Eu sinto muito, talvez se Alice não tivesse...
—- Ele é uma criança Edward! - Bella disse interrompendo – Ele vai cair muitas vezes, o que precisamos fazer é ficar de olho e não deixar que ele desista de tentar novamente.
—- Quando foi que ficou tão sensata?
—- Quando descobri que estava grávida...
—- Quando você descobriu? Foi bem antes de você partir?
—- Quando Eleonora nasceu! - Bella sussurrou e estava cansada — Eu passei mal, fiz alguns exames e comprovei que estava grávida de poucas semanas.
—- Você nunca pensou em me dizer? Talvez...
—- Talvez você fizesse pior! - Ela disse — Você estava com tanto ódio Edward... Você estava procurando uma maneira de me machucar... E parabéns, você conseguiu de diferentes formas.
—- Você mentiu tanto! Ficava difícil acreditar em algo que saia de sua boca.
—- Eu nunca mentir em relação a nós!
—- Você disse que era só pelo dinheiro.
—- Eu menti! - Ela disse olhando para ele — Eu menti porque você me ofendeu, porque você nunca parou para me ouvir, porque você nunca perguntou se em meio a tudo aquilo, se eu te amava. Você simplesmente tirou as suas conclusões e acabou. Eu queria ter dito quando descobri da gravidez, eu vim para casa feliz, planejei de tantas maneiras a melhor forma de dizer que não éramos mais só você e eu, que havia uma pequena criatura crescendo dentro de mim, então quando eu entrei... Você estava com Tania, você tinha acabado de transar com ela...
Edward sabia quando foi, porque ele também se lembrava daquele dia, foi à única vez que ele notou no rosto da morena que ela estava mal.
—- Eu...
— Você queria me destruir de todo jeito possível! - Ela disse mantendo o olhar longe — Parabéns, naquele dia eu tive a certeza que nada do que tentasse fazer para convencer você do contrario, me adiantaria. Você estava disposto a acabar comigo. E se eu lhe dissesse que eu estava grávida, você diria que era apenas mais um golpe.
—- Você não facilitou! Você mentiu todos os dias... Você planejou tudo tão perfeitamente que tudo aconteceu do seu jeito. - Ele disse olhando para a morena que mantinha os olhos longe do dele — O que você esperava? Que eu simplesmente a perdoasse e esquecesse? Por tudo o que você fez? Bella, você destruiu a vida de várias pessoas por causa de uma vingança  estúpida. Você quase destruiu a minha vida.
—- Você já estava destruído, quando eu te conheci! - Bella disse e então olhou para ele — Se que saber se eu me arrependo? A resposta é não! Eu faria tudo de novo, talvez até pior. Não importa! Foram as minhas escolhas erradas que colocaram você no meu caminho, e pode parecer loucura, mas aquela criança, o meu Thony só nasceu por causa dos meus erros. Então Sr. Cullen, não venha me condenar ou me julgar por isso, você não foi o único que saiu perdendo. Eu também perdi bem mais do que esperava perder.
—- Eu não acredito! - Ele disse — Depois de tudo, você ainda não se arrepende?
—- Fale baixo! - Ela disse — O meu filho dorme!
—- Levanta! - Edward ordenou — Vamos terminar essa conversa lá fora!
—- Eu não vou sair daqui!
—- Você vai ou levo você arrastada?
Bella sabia que ele faria aquilo, ela viu a determinação nos olhos dele. Thony dormia profundamente  e o Médico havia dito que possivelmente ele não acordasse tão cedo. Ela o seguiu para o lado de fora do quarto, fechando a porta.
—- Você não pode simplesmente me dar uma ordem! - Ela disse.
—- Cale a boca! - Ele disse bem irritado — Agora você vai me ouvir. É bom ficar calada. Sabe, eu pensei que você tinha mudado, mas não, você continua a mesma egoísta de sempre. Calculista, aproveitadora...
—- Você está me ofendendo!
—- Cala a boca! - Ele disse irritado — Eu amei você! - Ele gritou e Bella arregalou os olhos — Sabe, eu tinhas duvidas, muitas em relação a você. Tinha duvidas se era real, se o que sentia era verdade e sabe por quê? Porque eu já tinha sofrido, o meu coração já tinha sido arrancado do peito uma vez. Eu estava morrendo de medo daquilo acontecer de novo. Mas eu me encantava por você a cada dia que te conhecia melhor. Você era perfeita como Advogada. Era perfeita como mulher... Você é linda Bella! Era possível ver nos olhos de cada homem o desejo de cobiça que eles tinham para com você. A inveja das mulheres perante a sua beleza e inteligência. Sim, eu estava amando e estava com medo e cheio de duvidas. Tania tinha acabado comigo uma vez, e o pior, é que achei que jamais fosse sentir aquilo novamente. O que senti por ela, não queria mais sentir por alguém. Então, você apareceu... Linda e tão jovem! - Ele ficou calado e Bella estava meio que em choque — Você era tão nova, talvez esse tenha sido o motivo por eu ter me mantido distante no começo, mas depois  não deu. Eu queria saber como era a garota que estava me deixando louco, queria te conhecer! E ainda havia Alice, ela adorava você. Bella, você desprezou tudo isso por uma vingança.
—- Edward...
—- Cala a boca! - Ele disse irritado — Eu podia ter duvidas sobre nós... Eu tive muitas conversas com Emmett em relação a nós. Tania ainda me assombrava muito, mas sem eu me dar conta, você foi apagando cada lembrança dela e fazendo as suas ficarem...
—- Mas você não perdeu tempo em voltar para ela, quando a gente rompeu.
—- Eu estava com ódio de você! - Ele gritou — Nem Tania com toda a sua ganância fez o que você fez. Você me usou...
—- Eu amei você! - Ela gritou e foi à vez dele calar — Você foi o único que eu já amei. Irônico! Sim, Edward, eu usei você no começo. O plano era conquistar e destruir, quando acabasse eu sumiria de sua vida sem deixar rastros. Eu sou boa nisso, você já notou... Só que eu levaria boa parte do seu dinheiro, senão todo ele. - O ruivo ficou pasmo com palavras dela — Mas com tempo você foi me conquistando, me ganhado em cada gesto, e céus, como eu amava fazer amor com você. Você me completava.
Bella limpou rosto onde algumas lágrimas insistiam em cair do seu rosto. Edward estava ao mesmo tempo em que surpreso irritado com ela dizia.
—- Então os planos mudaram... Seria apenas para eu destruir todos e ficar com você. Aí Jacob entrou em cena, contou sobre o fato de eu não ser mais virgem. E não, eu não menti para você, apenas não falei porque você estava tão feliz com idéia de ter sido o primeiro e me olhava com tanta ternura que não quis estraga aquilo, por isso me calei! - Ele passou a mão pelo cabelo – É irônico, mas eu me apaixonei perdidamente por você, então vi tudo desmoronar quando Jacob lhe contou toda a verdade. Você não quis me ouvir, nunca quis me ouvir, não dava pra ajudar quem não quer ser ajudado, Edward. No seu caso, você acreditou no que queria acreditar mais uma vez. Você tinha tanto medo de ser magoado, que deixou que esse medo te controlasse.
—- Não é verdade! - Ele gritou — Você mentiu o tempo todo, o que você faria se descobrisse que eu estava mentindo para você desde o começo? Eu só tive a reação que toda pessoa teria.
—- Não um pessoa normal, ela gritaria xingaria e no final teria o bom senso de escutar, porque toda historia tem dois lados! - Ela disse — Mas você nunca ouviu o meu lado.
—- O seu lado era só mais uma mentira!
—- Então por que está me ouvido agora?
O ruivo ficou calado olhando a morena que tinha o nariz vermelho e olhos molhados por algumas lágrimas.
—- Talvez porque eu seja um tolo.
—- Talvez porque você queria uma resposta! - Ela disse — Algumas coisas não mudam Edward. O passado sempre será o passado... Você pode viver nele, ou seguir em frente... A escolha sempre será sua. Só que eu não vou esperar por você. Eu não vou esperar você achar que deve me perdoar,  que talvez fosse verdade tudo que falei sobre nós. - Bella secou os olhos — Talvez um dia você acorde e já vai estar bem velhinho, então vai se perguntar o que você fez de sua vida. Onde estão às pessoas que realmente lhe amavam... Porque estar sozinho, Edward é bem pior do que perder um amor.
Edward não disse nada, apenas olhou para a morena que lhe encarava firmemente com petulância.
—- Não, não me olhe assim! Eu não vou te pedir desculpas. Eu não vou! Você também errou! - Ela disse — Eu sei o que fiz e te pedi desculpas uma vez por isso e você riu da minha cara, agora é tarde. E não me olhei como se a culpa fosse minha, não fui eu quem fiz isso tudo sozinha, foi você quem terminou, foi você quem acabou tudo!
Bella virou e respirou fundo algumas vezes, tentando se recompuser da conversa antes de entrar de volta no quarto do filho.
—- Não, você não vai entrar aí! - Ele disse — Não depois de tudo. Não é assim, não acabou.
—- Acabou sim! - Ela sussurrou ainda de costas para ele.
—- Não! Não, acabou! Não pra mim!
Bella sentiu quando as mãos grandes do Cullen lhe viraram com um pouco de brutalidade, lhe tomando a boca em um beijo urgente e cheio de  desejos e mágoas do passado...

Contínua...

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Segundas Intenções -- Capitulo 46

                Resultado de imagem para gifs de filmes e series
Nem sempre as aparências enganam. Algumas vezes as pessoas são exatamente como se parecem.
                                              --Serie - Justice
Capítulo 46

Emmett passou, incrivelmente, vinte e cinco minutos encarando o amigo sem entender o porquê dele simplesmente ter madrugado na empresa, sendo que ele só teria uma reunião pela parte da tarde.
—- Vai me dizer o que está acontecendo? - Emmett perguntou empertigado.
—- Nada!
—- Nada? Você chegou à empresa às seis da manhã, acho que no mínimo, ou a sua casa está pegando fogo, ou você está com problemas! - Emmett disse deixando os documentos de lado.
—- Não me olhe assim! - Edward disse meio irritado com o amigo. Edward nunca contou a ele o que Isabella fez, até porque Rosie possivelmente sabia de tudo aquilo, então ele não queria estragar a felicidade do amigo.
—- Edward, eu sou o seu melhor amigo, só estou tentando ajudar.
—- Quer ajudar? Então não me faça perguntas!
—- Pelo humor, acredito que tem a ver com Isabella! - Emmett disse levantando a sobrancelha.
—- Thony passou a noite mal! - Edward disse — Bella ficou em minha casa por causa do menino!
—- Alice voltou para casa dela?
—- Sim, ela tem uma vida e uma família!
—- o que aconteceu? Vocês dois sozinhos... Ai meu Deus! Teve recaída? — Emmett indagou divertido, achando graça quando os olhos do amigo se arregalaram ele teve certeza — Sabia! — Ele gritou socando a mesa e sorrindo abertamente — Eu me perguntava quanto tempo iria levar para que isso acontecesse. Cá entre nós, o tempo só fez bem para ela.
—- Emmett! — Edward gritou e o amigo sorriu — Nós brigamos...
—- Normal! Estranho seria se tivesse sido de livre e comum acordo! — Edward olhou para o amigo querendo arrancar a cabeça dele — O quê? Edward, sabe qual é o seu problema? Você é louco por Isabella, sempre foi... As dúvidas que você tinha e o famoso “se” te assombrando. Você e Tania nunca tiveram um final real! Ela apenas colocou uma vírgula e fugiu com James. Nada fora dito, você passou boa parte de sua vida se perguntando como seria “se” vocês tivessem ainda juntos. E com Isabella foi quase à mesma coisa, você pensava em Tania, porque achava que você dois mereciam um final, o que você não via era que todos os dias você se envolvia ainda mais com ela e com Bella.
—- Não é verdade, eu tinha duvidas se a amava...
—- Ah, pelo amor de Deus Edward! — Emmett disse meio irritado — Você amou aquela menina desde o primeiro dia que a viu. Ela lhe atraia e ainda lhe atraí. O problema era que o fantasma de Tania ainda cercava a sua vida. Você ficava em duvidas em relação ao que sentia. Olhe para você, basta olhar para saber que você a ama, você nem ao menos consegue odiá-la.
—- Não é verdade! Eu a odeio! — Ele disse — Ela acabou com a minha vida...
—- Não! Ela fez você viver! — Emmett disse  olhando para o amigo — Ninguém sofre por uma pessoa que diz não amar. Você a ama, sabe por quê? Vejo quando você olha para ela, você a admira, você a venera, você a deseja e foi por esse motivo que você deve ter trepado com ela na noite passada, vindo cedo para empresa para fugir dela.
Edward deixou o queixo cair e ficou olhando incrédulo para o amigo que tinha um sorriso de menino travesso nos lábios.
—- Não minta para mim! Eu conheço você Edward Cullen, e você está com aquela cara de quem trepou gosto na noite passada.
—- Emmett você está falando da mãe do meu filho!
—- Pensei que não quisesse filhos! — Emmett disse provocando ainda mais o amigo — A final, tem certeza que ela não está usando o menino para chegar perto de você? Mesmo porque, você vive falando que Bella é uma bela vigarista. Porque não tira...
—- Emmett! — Edward gritou interrompendo-o — É de Bella que estamos falando! Eu sei quem ela é, e francamente, duvido muito que ela use o menino para chegar a mim, se fosse por ela, eu nunca saberia da criança... E não, eu não quero ter mais filhos, e não quero ter filhos com a Tania. Eu não a amo e seria um crime colocar uma criança no mundo sendo Tania a mãe, e sim, eu adoro o meu filho Thony. Ele é o meu filho e pelo visto será o único, e...
—- E ele é parte sua e de Bella! — Emmett disse se levantando e pegando alguns papéis sobre a mesa — Uma parte e prova do amor de vocês dois. Você o ama porque ele é filho da mulher que você sempre amou.
Emmett saiu deixando Edward sozinho na sala perdido em pensamentos.
..................................
—- Foi sem querer! — Bella disse
—- Ninguém transa com uma pessoa sem querer Bella! — Rosie pontuou — Admita para você mesmo, você queria essa transa e aposto que transaria de novo!
—- Hey! Vai com calma! — Bella disse — Foi um erro! Deixei-me levar, estava carente. Qual é Rosie? Muita coisa acontecendo, eu estava frágil...
Rosie gargalhou bem alto mesmo e então olhou para a amiga.
—- Minha querida, você pode ser tudo menos frágil! — Rosie disse bebendo o seu chá — Aceita que doe menos! Você ainda gosta dele, na verdade, você sempre o amou... Nunca se esqueceu dele, nunca se envolveu com mais ninguém, e fora que Thony está aí, te assombrando todos os dias com lembrança dele. Aceite Isabella Swan, você que sempre se gabou por nunca ter se apaixonado, caiu no seu próprio golpe. Você o ama, e tá doida para trepar com ele novamente.
—- Rosie!
—- O quê? É verdade! - Rosie disse — Até eu no seu lugar queria. Qual é Bella? Eu tenho olhos, Edward é um homem bonito, atraente, possivelmente gentil, e pela sua cara de alegria, minha querida, deve ser muito bom na cama.
—- Rosie! — Ela disse incrédula — Você quer, por favor, parar de falar assim? Está falando do pai do meu filho.
—- Ainda bem né, amiga! — Ela sorriu.
...............................
Tania estava sentada na sala quando Edward chegou, já era final de tarde.
—- Boa tarde Daniella! - Ele disse ao entrar.
—- O menino Thony está no jardim brincando. Ele perguntou por você. Eleonora está com ele. Alice está lá encima, acredito que ela ficará aqui por alguns dias.
—- E eu estou aqui esperando por você! - Tania disse se levantando.
—- É, a Srta. Tania está ali! - Daniella disse — Deseja alguma coisa menino?
—- Não Daniella, pode ir! - Ele disse — Olá Tania, não sabia que estava a minha espera, se não teria vindo mais cedo.
—- Por que o seu filho está aqui? Ele não teria que ficar com a mãe hoje?
—- Thony passou mal ontem! - Edward explicou — Bella passou a noite aqui, ela achou melhor deixar o menino hoje comigo para recompensar o dia perdido.
—- Ela dormiu aqui! - Tania disse incrédula — Você deixou aquela mulher dormir aqui?
—- Aquela mulher se chama Isabella, e por acaso, ela é a mãe do meu filho! - Edward a lembrou — Eu não vejo problema nisso já que o meu filho estava doente.
—- Eu vejo, ela é uma vadia barata que está usando o menino para se aproximar de você.
—- Vadia barata? Tô começando a achar que deveria mudar o meu nome! - Bella disse entrando na sala — Olá para você também, Tania!
—-Como... Como entrou? - Tania perguntou.
—- Que tal a parte que eu nunca ter saído? - Bella disse — Olá Edward! Thony está lhe chamando, ele quer lhe mostra a lagarta que achou no jardim.
—- Deixou-o brincar com uma lagarta? Isso não é meio nojento? - Edward disse fazendo careta e Bella sorriu.
—- Vai explicar isso para ele! - Bella riu — Infelizmente o seu filho herdou o seu gênio, incrivelmente mandão e irredutível. “Não” para ele, é o mesmo que “sim”!
—- Ele precisa de limites!
—- Ele tem limite, e é só uma lagarta.
—- Oh! - Tania disse estralando os dedos — Eu estou aqui, caso não saiba garota. Essa é a casa do meu namorado, e eu  pelo menos deveria ser informada sobre a sua presença.
Bella virou os olhos e olhou para Edward, aquele não era problema dela, e sim dele, então ela respirou fundo, girou nos calcanhares e seguiu para o jardim.
—- É seu problema, não meu! - Bella disse ao sair.
—- Tania eu vou ver Thony depois conversaremos. - Edward disse saindo e seguindo Bella para o jardim.
Enquanto Edward brincava com o filho e a sobrinha, Alice conversava com Bella, a amizade das duas ainda não era como antes, porém as duas se comunicavam bem.
—- Cunhadinha! - Tania disse vindo se juntar a eles no jardim – Não sabia que estava na casa!
—- Não me chama de cunhadinha! - Alice brigou — Não vou com a sua cara e você sabe disso, e além do mais, a casa é do meu irmão, eu tenho passe livre aqui.
—- Não precisa ser grossa! - Tania argumentou — Pelo visto vocês duas já voltaram às boas.
—- Já vamos até fazer um chá para comemorar! - Alice disse com ironia.
—- Bom, vou ficar ali com Thony, a final, ele é o único motivo de eu estar aqui!
Tania viu o modo como Bella era atenciosa com o menino, o modo com ela sorria e brincava com a criança se sujando toda. Tania ficou grata por não ter filhos, nunca seria capaz de fazer aquilo, ela amava a vida que tinha e amava ainda mais o seu corpo perfeito, a primeira gravidez foi um acidente e olhado agora, ficou feliz pelo fato do bebê ter sido abortado espontaneamente.
—- Ele nunca terá um filho com você. Será que não ver isso? - Alice disse — Tania você é apenas uma distração, o meu irmão vai se cansar de você e então nesse dia, você sumirá de vez de nossas vidas.
—- Você ainda torce para ele voltar com aquela vaca? - Tania disse — Mas vamos deixar claro algo aqui, minha querida, se eu não ficar com Edward, ninguém mais ficará, nem que para isso eu tenha que matar aquela vadia.
—- Cuidado Tania! Bella é feroz e você já provou de sua selvajaria uma vez, e acredite, ela pode fazer isso novamente.
—- Ela teria que ser muito boa para me enganar duas vezes.
—- Nunca duvidei dela! - Alice disse e saiu deixando Tania sozinha.
..................................
—- Oh! - Bella disse sorrindo — O amor mais lindo da mamãe! - Ela disse beijando o menino enquanto o vestia — Pronto! Você está um verdadeiro cavalheiro.
—- Puxou ao pai! - Edward disse encostado na porta — Daniella já colocou a mesa, acho melhor irmos jantar!
—- Oba, oba! - Thony disse pulando na cama.
—- E lá se vai todo o cavalheirismo! - Bella comenta e Edward sorri.
Tania não gostou nada de ver o namorando descendo com a ex-mulher as escadas. Thony estava no colo do pai, enquanto ambos sorriam de algo que o menino falava, de um jeito meio enrolado. Os olhos da loira faltavam matar a família feliz.
—- Quanto tempo vai passar? - Edward perguntou a Alice.
—- Já pensando em me expulsar? - Alice retruca divertida — Assim que Jasper voltar de viajem eu voltarei para a minha casa. Acho injusto ficar naquela casa enorme sozinha com Eleonora.
—- Não é isso irmãzinha! - Edward a mimou — É porque Thony passará o dia amanhã com a mãe... É dia dela ficar com ele.
—- Sério? Por que não chama Bella para morar aqui? Assim você não precisaria ficar nessa um dia na casa de um e o outro na casa do outro. O menino vai ficar confuso.
—- Eu tenho uma vida! - Bella disse.
—- Eu também tenho Alice e Bella tem a sua própria casa.
—- Nada mais justo cada uma em sua casa! - Tania disse — Além do mais, eu não iria gostar nada disso.
—- Ninguém perguntou a sua opinião! - Alice ironizou.
—- Edward, por favor! - Tania gritou jogando o guardanapo sobre a mesa — Me defenda! A sua irmã não perde a chance de me ofender e você não faz nada, simplesmente aceita!
—- Tania, agora não! - Ele disse.
—- Agora sim! Eu tô cansada de ser colocada para baixo por essazinha aí! Ela me odeia e você não faz nada.
—- Essazinha é a minha irmã! - Edward  retrucou — E, por favor, vamos terminar esse jantar em paz.
—- Não, eu tô cansada! - Ela gritou — Ou você faz algo, ou eu juro que vou enfiar a mão na cada dela. Porque agora todo mundo tem prioridade na sua vida menos eu, até esse menino imundo tem prioridade na sua vida.
—- Tania! - Ele gritou — É do meu filho que você está falando.
—- Não! É do filho de uma vadia ordinária! - Ela gritou apontando para Isabella — Maldito dia em que ela não morreu levando esse moleque imundo.
Bella jogou todo o vinho de sua taça na cara de Tania, a loira arregalou os olhos em  choque.
—- Lava a boca para falar do meu filho! - Bella disse entre dentes — Nunca mais ouse falar assim de Thony ou eu juro que você nunca, nunca mais vai saber o que é abrir a boca.
—- Venha Tania! - Edward disse levantando da mesa — Vamos conversar fora daqui!
O Cullen saiu puxando a loira pelos braços e retirando-a da mesa deixando, Bella e Alice com criança para trás.
.......................................
Edward se trancou na Biblioteca depois que  falou com Tania, ele não voltou mais para mesa e não jantou. Ele estava com a cabeça jogada para trás, apoiada no encosto da poltrona e de olhos fechados.
—- Oi! - Bella disse entrando com uma bandeja de comida — Achei que você estava com fome, já que você não voltou para mesa.
—- Obrigado! - Ele disse.
—- Eu sinto muito pela confusão toda! - Bella disse — Acho que a gente pode arrumar isso. Já que estamos ligados para sempre, porque Thony fez isso, acho melhor evitamos essas coisas. No seu dia de ficar com Thony, peça para o motorista ir buscá-lo, e no meu dia, você mandaria o motorista levá-lo, assim não precisamos mais nos encontrar.
—- Terminei com Tania... - Ele disse e Bella mordeu os lábios — Não faz sentido ficar em uma relação desgastada.
—- Sinto muito...
—- Duvido que sinta! - Ele disse se levantando — Ela não gosta de Thony, eu não posso culpá-la, já que me recusei a ter um filho com ela, porém tive um com você. Não deve ser fácil para ela aceitar isso.
—- Não é fácil para ninguém... - Bella divaga.
—- Não... Mas eu gosto de ter um filho com você, gosto de saber que você o ama. Pelo menos demonstra de coração, coisa que eu nunca vi em você antes! – Ele fala.
—- Bom, acho melhor eu ir! - Bella disse — Não quero brigar.
—- Nem eu! - Ele disse e Bella estava encurralada. Edward a prendeu entre a parede e o seu corpo.
—- Boa noite! - Ela disse.
—- Não tão rápido...
Antes que Bella entendesse as palavras dele, a boca do Cullen tomou a boca dela em beijo urgente e cheio de desejo.

CONTÍNUA...

terça-feira, 11 de outubro de 2016

Segundas Inteções -- Capitulo 45

             Resultado de imagem para gifs de filme
“Há um motivo para dizer que eu seria mais feliz sozinha. Não é porque eu pensei que seria mais feliz sozinha. Foi porque eu pensei que se eu amasse alguém... E depois acabasse... Talvez eu não conseguisse sobreviver. É mais fácil ficar sozinha. Porque, e se você descobrir que precisa de amor, e depois não o tiver? E se você gostar e depender dele? E se você modelar sua vida toda em volta dele, para então ele acabar? Você consegue sobreviver a tamanha dor? Perder um amor é como perder um órgão. É como morrer. A única diferença é que a morte termina. E Isto... Pode durar para sempre…”.
                       ---Frase da Série Grey’s Anatomy

Capítulo 45

Bella usava um daqueles vestidos justos, colado ao corpo, tinha os cabelos presos em um rabo de cavalo, ela estava muito bem maquiada. Ela teria uma reunião importante naquela manhã, então precisaria deixar Thony com o pai, porque era o dia da criança ficar com Edward.
—- Olá, Daniella! - Bella disse entrando com o menino no colo e uma pequena mala com as coisas do filho.
—- Bom dia menina! - A boa Senhora sorriu e lhe ajudou com os pertences da criança.
—- Ele está meio enjoado hoje, possivelmente vai ter febre, mas isso é devido os dentes detrás que estão nascendo. O remédio está dentro da bolsa, o número do médico também, se ele sentir muita dor, se ele reclamar de qualquer coisa, não deixe de me avisar, ok? - Bella disse olhando para a Senhora com carinho — Virei voando, não importa o que esteja fazendo, Thony sempre virá em primeiro lugar.
—- Pode deixar Senhora, mas eu acredito que não será preciso isso tudo.
—- Daniella, eu a sou mãe!
—- E eu sou pai! Eu acredito que posso cuidar muito bem de meu filho! - Edward disse se juntando a elas — Sabia que era você, afinal hoje é o meu dia. E para onde vai assim? Dar novos golpes?
—- Para a sua informação, só não lhe darei uma resposta à altura, porque o meu filho está aqui! - Bella disse tirando alguns fios de cabelo do rosto do menino — Eu amo você! - Ela falou e encheu o rosto dele de beijo – E agora fique com esse velho chato, porque  infelizmente, ele doou o esperma para você nascer.
—- Muito gentil de sua parte! - Edward disse pegando o menino dos braços dela — Daniella, por favor, leve-o e troque as suas roupas. Dê a ele algo para comer, já me juntarei a vocês.
—- Claro, até mais menina! - Daniella disse.
—- Até mais Daniella.
Daniella sumiu levando o menino deixando para trás apenas Edward e Bella.
—- Se eu não a conhecesse ta bem, acharia que está...
—- Ah, pelo amor de Deus Edward, me poupe dos seus pensamentos sujos! - Bella disse interrompendo-o.
—- Sujos? Mas que você adorava!
—- Que bom que conjugou o verbo no tempo correto! Adorava, no passado, e você nem sabe se era verdade, eu poderia muito bem ter fingindo.
—- Não querida! - Ele disse segurando-a pelo queixo e chegando mais perto — Você pode ser uma aproveitadora, mas não era tão boa atriz assim. Você gostava, e como gostava, ao ponto de me pedir mais sempre.
—- Você se acha! - Ela disse — Me solta, eu estou atrasada para um compromisso.
—- Você está fugindo, sempre fugindo!
—- Por que não me esquece? - Bella disse — Deveria engravidar a sua namorada, assim você deixaria a mim e ao meu filho em paz.
—- Não quero ter filhos com Tania! - Edward disse o que fez Bella parar e encará-lo novamente – Pensei que nunca teria filhos, mas como sempre você foi mais esperta.
—- Ele não é um golpe! - Bella disse com frieza.
—- E você o amar, assim como eu também o amo, não quero outro filho. Você já me deu o único filho que desejo ter, e esse é Thony!
—- Atrapalho? - Tania perguntou.
—- Claro que não, até porque já estou de saída! - Bella disse — E tome conta do meu filho, ou será você quem vou matar!
.....................................
Tania odiava a presença do pequeno Thony na casa do namorado, ela odiava saber que Edward tinha um filho com outra mulher e que a mulher em questão era a sua ex-esposa, e o pior, era saber que ele nunca teria um filho com ela.
—- Está calada hoje! - Edward disse para a loira.
—- Sabe onde Isabella está trabalhando? - Tania perguntou.
—- Claro que sei! - Edward respondeu -- Por quê? Você precisa de ajuda de um Advogado?
—- Se eu quisesse ajuda de um advogado pediria a sua! - Tania disse — Apenas  queria entender como ela conseguiu um emprego tão rápido.
—- Isabella é uma ótima Advogada, ela se formou com honras e tem um currículo perfeito! - Edward disse — É fácil para alguém assim conseguir um emprego.
—- Nossa! Você parece ter muita consciência da perfeição dela.
—- Ela trabalhou para mim Tânia.
—- E fudeu com você e pelo visto você também fudeu bastante com ela! - Tania disse — Agora acho que com certeza, ela vai fuder ainda mais com você, porém dessa vez é a sua vida que ela vai destruir de vez.
—- Acho que você não tem moral para falar isso! – Edward disse — Você foi tão vigarista quanto ela, a diferença foi que Bella não trepava com o meu melhor amigo.
—- Pelo visto, você continua adorando essa vigarista! - Tânia se levantou — Vou embora, fique aí que esse menino chorão.
.......................................
Bella entrou como furação na casa do Cullen, a morena estava bem angustiada. Edward havia ligado para ela avisando que o menino estava doente.
—- Cadê ele? Meu Deus Edward cadê o meu filho?
—- O médico está com ele!
—- Não é nada grave, é?
—- Eu não sei!
—- Não, de novo não! - Bella disse já com a voz chorona — Eu não posso perder o meu filho, Edward.
—- Hey! - Ele disse abraçand0-a. Ele também estava preocupado, era a primeira vez que ele a abraça com ternura, depois de tanto tempo — Nós não vamos perdê-lo, ele é nosso.
O médico saiu pouco depois, fato que fez Bella sair dos braços de Edward e ambos voltarem à atenção para o médico.
—- O que ele tem? - Bella perguntou.
—- Calma Srta. Swan! – O médico disse — Ele esta ótimo, apenas com um pouco de febre, porque os dentes estão nascendo. Isso vai incomoda um pouco, mas amanhã ele estará ótimo. Passei uma medicação agora e essas aqui, são para você comprar.
—- Tudo bem! - Edward disse pegando a receita — Eu cuidarei disso agora mesmo.
...............................................
Bella ficou na casa de Edward, ela se recusou a deixar o filho, mas como aquele era o dia dele ficar com o pai, ela ficou com o menino na casa de Edward.
—- Acho que essa camisa serve para você dormir! - Edward disse entrando no quarto, Thony dormia calmamente – Lembrei-me que você gostava de dormir com as minhas camisas.
—- Eram confortáveis! - Bella disse — E você sempre me livrava delas...
—- Nem um homem que se preze conseguiria apenas dormir ao seu lado. - Ele disse.
—- É estranho! - Bella comentou.
—- O que é estranho?
—- Nós, depois de tanto tempo ainda lembramos! - Ela disse pegando a camisa dele — Obrigada por me deixa ficar!
—- Você é a mãe dele, por mais que ache você uma... - Ele não completou a frase — Ele precisa de você.
—- Gentil da sua parte!
..........................
A noite era uma criança, Bella sabia, já era quase meia noite quando ela saiu do quarto de Thony, indo para cozinha beber água. O menino dormia calmamente. Edward passou boa parte da noite no quarto junto à morena e ao filho. Ele trabalhou boa parte da noite lá mesmo, mas ele precisou ir para a Biblioteca em um dado momento, porque lá tinha alguns documentos que ele precisava avaliar com calma.
Bella pegou um copo com água e encostou-se ao balcão. A casa continuava igual, do mesmo jeito que ela se lembrava. Ela viveu muitas coisas ali e sentia saudades.
—- Perdida? - A voz de Edward ecoou na cozinha escura.
—- Não, apenas lembrando... - Ela disse bebendo a sua água. — Não deveria está dormindo? Você terá um dia cheio amanhã cedo.
— Não se preocupe! Esse papel não lhe caí muito bem!
—- Não seja grosso! - Ela disse deixando o copo sobre o balcão — Eu apenas estava sendo educada.
—- Lembrou da boa educação agora? Depois tudo?
—- Edward... Lembre-se de que o único motivo de minha pessoa se encontrar aqui em sua casa é porque o meu filho está aqui.
—- Você quer dizer o nosso?
—- Não, eu quero dizer o meu, mesmo! - Ela reforça — Porque ele é só meu.
—- Nosso, querida! Nosso, segundo a biologia, eu sou o pai!
—- Doar espermas não faz de você pai! - Bella disse irritada.
—- Bom, sem esse esperma, você não teria Thony! - Edward a lembra — Ele sempre será o meu único filho.
—- Você é jovem. Você poderá ter outros com a sua namorada! - Bella disse.
—- Não mais... Tania engravidou há um ano, eu acho que ela queria me pressionar a me casar com ela. Sei que ela não leva o menor jeito para ser mãe! - Ele disse.
—- Sinto muito! - Bella disse já entendendo o que havia acontecido.
—- Eu também não queria ser pai! - Ele disse – Quando ela perdeu o bebê, duas semanas depois, eu fiz vasectomia, sendo assim, Thony será o meu único filho.
—- Por que fez isso? - Ela perguntou surpresa — Você poderia se apaixonar... Ter uma família, você ainda pode...
—- Não quero outra paixão! - Ele disse seco — Olhe para você, continua linda, encantadora e um tentação.
—- Edward, o que aconteceu entre nós, não quer dizer...
—- Que não possa continuar? Deveria tentar de novo! - Ele disse com ironia — Minha querida, eu já tive experiências ruins o bastante. Vocês mulheres só querem o meu dinheiro. Nunca me amaram.
—- Não é verdade! - Bella rebateu.
—- Shi,shi! Não minta mais, porém é isso o que você mais sabe fazer de melhor, mentir...
—- Acho melhor ir ficar com Thony! - Bella disse — Já vi que essa conversa não chegará a lugar algum.
—- Você teria coragem? - Ele perguntou fazendo-a parar — Se eu a perdoasse você, voltaria?
—- Acho que já nos magoamos demais...
—- Você quebrou o meu coração, de tantas maneiras que realmente eu nem sei se ainda tenho um.
—- Lamento...
—- Como lamentou ter mandado Jessica Stanley para a cadeia?
—- Edward...
—- Como ter mandando Mike para o Hospital? Caso não saiba, ele morreu há dois meses! - Edward disse — Ou ter ferrado com Heide, a ex-esposa do Emmett? Ter dados aos inimigos dos Denali as armas perfeita para quebrar todas as empresa deles. Você também lamenta isso? Ou lamenta não ter conseguido destruí completamente o Black, porque sim, em meio a toda a sua vingança, ele foi o único que você não conseguiu destruir completamente. Ele ainda sobreviveu... Mesmo você tendo dado um empurrãozinho para ele perder uma boa quantidade de dinheiro...
—- Eu...
—- Você sente muito?! Bom, eu não acredito que você realmente sinta algo. Você não tem coração!
—- Você realmente não sabe nada sobre mim!
—- Não, eu não sei! - Ele disse segurando-a pelos braços antes que ela fugisse — Eu não sei quem é você realmente! Eu não sei se o que tivemos realmente foi real, tudo que sei é que você só me contou mentiras e mais mentiras, enquanto eu me apaixonava todos os dias por alguém que nem sei quem é de verdade.
—- Me solta!
—- Me solta? É o que você me diz depois de dois anos, me solta? - Ele disse entre os dentes — Sinto muito, mas não é isso que quero de você.
—- Então o que você quer?
—- Quero a verdade, me diz a verdade.
—- A verdade...
Edward olhou para a menina e esperou que ela dissesse algo, mas a voz dela havia sumido.
—- Você está pensando em outra mentira?
—- Eu não sei, eu realmente não sei o que você quer que eu diga.
—- Eu esperava mais de você! - Edward disse soltando a mulher — Bem mais!
Edward passou por ela, deixando-a para trás e sem palavras.
....................................
Nem sempre a razão pertence ao homem, ainda mais quando ele passa agir pela emoção. Quando Bella invadiu o quarto de Edward, ela queria confortá-lo, gritar, xingar  dizer tudo que nunca dissera, que ele não fora o único a sofrer com tudo, ela também sofreu bastante. Mas tudo se perdeu quando ela entrou e encontrou o ex-marido usando apenas as calças do pijama, parece que tudo que ela tinha em mente se perdeu no escuro e as palavras fugiram.
—- O que esta fazendo aqui? - Ele perguntou.
—- Desculpa! - Ela disse — É melhor eu sair...
Era tarde demais para isso, Edward chegou mais perto, a menina sentiu medo do que ele poderia fazer, ele ainda sentia tanto ódio, mas ao contrário do que ela pensou, ele tomou a jovem em um beijo... Beijo esse que ele queria há muito tempo. As coisas não eram assim entre eles já havia um bom tempo, o beijo foi o início de uma guerra, então foi aí que virou de beijo calmo e cheio de saudades, se transformou urgente e cheio de desejos.
A roupa de Bella sumiu em meio a beijos urgentes que eles trocavam, as mãos de Edward seguravam o rosto da menina, à medida que a boca dele devorava-a com intensidade.

Bella passou os braços em volta do pescoço do ex-marido, enquanto ele lhe levantava e caminhava em direção a parede, prendendo-a contra a mesma e o seu corpo. Mantendo os beijos só que agora por boa parte do corpo da morena.

Foi algo rápido, as roupas já não existiam mais para lhes impedir. Com o corpo da menina preso contra a parede, Edward a penetrou, as mãos da jovem estavam em volta do pescoço dele e ela passava os dedos pelos cabelos dele.
O rosto da menina era de puro prazer, enquanto o jovem Cullen lhe penetrava intensa e profundamente.

Bella não soube o momento em que eles acabaram na cama, mas ela sabia que o prazer entre os dois ainda estava longe do fim. Ela estava com as costas coladas no peito dele, meio que sentada sobre a cama, enquanto o Cullen a beijava no pescoço, a sua mão passeava pelo corpo dela, apertando os seus seios, acariciado o seu corpo, fazendo-a gemer de prazer enquanto ela se perdia nos toques dele.

Bella estava deitada na cama. Edward por cima dela. As mãos da menina passeavam pela lateral do corpo dele, indo para a sua bunda e apertando-a. Edward se apoiava sobre a cama, enquanto penetrava-a com intensidade e força, fazendo ambos se perderem em prazer e implorarem por mais a cada investida.

Era tão intensa a ligação dos dois que ambos explodiram junto ao gozarem gritando o nome de ambos.


Contínua...