Jul M

Oi

sábado, 16 de julho de 2016

Capitulo 34




“É justamente a possibilidade de realizar um sonho que torna a vida interessante.”
— O alquimista

Capítulo  34

Bella estava com os cabelos presos em um coque bem feito, além de bem maquiada como todos os dias. O seu vestido era laranja com listras pretas, sapatos de saltos altos, sim, ela estava deslumbrante naquela manhã.

—- Bom dia! - Ela disse ao se juntar a Alice que já estava à mesa em companhia de Edward!
—- Bom dia querida! - Edward a cumprimentou — Teremos uma reunião importante hoje pela tarde, no escritório. Quero você lá, não se atrase, será às três!
—- Edward, você poderia pelo menos deixá-la tomar o seu café? - Alice ponderou.
—- Desculpe-me... - Ele disse — É que hoje o dia estará meio corrido para mim, poderia acabar esquecendo.
—- Tudo bem! - Bella assentiu – Alice, eu ainda sou funcionária dele, mesmo sendo a esposa.
—- Se eu fosse você, deixaria de trabalhar. - Alice disse dando de ombros — A final Edward tem dinheiro o bastante para você ter a vida de uma rainha.
—- Gosto de trabalhar Alice! - Bella disse — E além do mais, do que me adianta terminar uma Faculdade, se eu optasse por apenas ser sustentada pelo marido e sem nem ao menos exercer a profissão?
—- Veja Alice, a minha mulher é diferente sabe dar valor ao seu trabalho. - Edward disse sorrindo para a morena — Ela tem que se valorizar! Além do mais, ela é ótima no que faz.
—- Você é um babaca! - Alice debochou — Vamos Bella, eu tenho um compromisso agora pela manhã.
—- Posso pelo menos terminar o meu café?
—- Tá bom! Eu te esperarei no carro!
Alice saiu deixando a moça sozinha com o marido. Edward tinha um jornal nas mãos e ainda não conseguira esquecer o que Daniella dissera sobre o tal Black.
—- Bella, você conhecia o jovem Black, antes? – Edward lhe perguntou. Fato que fez com que a moça engasgasse.
—- Por que está me perguntando isso? - Ela pediu limpando a boca e com medo de saber aonde aquela conversa daria.
—- Lembrei-me que você comentou  uma vez que vocês cresceram juntos.
—- A mãe dele morava na mesma vila que eu cresci! - Bella disse tomando cuidado com que falasse, não sabia onde Edward queria chegar com aquela conversa. — Depois que ela morreu, ele foi morar com o pai e perdemos o contanto. Voltamos a nos ver só há pouco tempo, mas ele já estava de casamento marcado.
—- Acho melhor você cuidar em se apressar... - Edward disse — Alice espera por você, e não quero que vocês cheguem atrasadas a Faculdade.
—- Tudo bem! - Bellla disse levantando-se rápido. Ela queria sair dali antes que ele voltasse com aquela conversa novamente. — Vejo você na Empresa!
—- Tudo bem!
A morena saiu praticamente correndo da sala de jantar, ela não sabia o porquê de Edward ter perguntado aquilo justo agora pela manhã.
..........................
Edward estava terminando de arrumar as suas coisas para sair e ir para escritório, quando ouviu um barulho vindo da sala, a voz de Daniella estava alterada. Ela pedia para alguém se conter, ouvia-se ainda, a voz de homem se sobressaindo a de Daniella.
—- O que está havendo aqui? - Edward perguntou indo para sala e se deparando com Jacob Black.
—- Cadê Isabella? - Ele perguntou.
—- Sra. Cullen, para você! - Edward respondeu arisco.
—- Ela não é uma senhora nem aqui e nem na China! - Jacob gritou — Cadê aquela vadia?
—- Cale a boca! - Edward deliberou fechando a cara para o jovem — Não ouse ofender a minha esposa. Você está em minha casa rapaz, e não me importa se você é genro ou não do Denali. Eu quebro a sua cara se falar mal de minha mulher novamente.
Jacob gargalhou e olhou para  Edward como se estive louco. Passando a mão pelo rosto, voltou novamente a olhar para Edward que estava com os ombros tensos.
—- Você não sabe nada sobre essa que você diz ser a sua mulher! - Jacob o desafiou.
—- Quem é você para falar de minha esposa? - Edward disse indo em direção ao Black
—- Alguém que a conhece muito bem - Jacob disse olhando para Edward com petulância.
—- Saia da minha casa agora, seu moleque! - Edward urrou — E fique feliz por eu não registrar uma queixa contra você. É melhor ficar bem longe de minha casa e de minha esposa.
—- Você não me dá ordem! - Jacob gritou — Eu ainda tenho umas contas para acertar com a sua dignifica esposa! - Seu tom foi sarcástico.
—- Eu estou lhe avisando...
—- Você é um babaca! - Jacob proferiu interrompendo Edward – A sua adorável esposa, não passa de uma vadia! Que abria as pernas para qualquer homem rico, mas você foi o único babaca que caiu no papo dela.
Daniella gritou pelos Seguranças da casa. Edward partiu para cima de Black, a soco e pontas pés, ambos rolaram pelo chão da sala, se debatendo se esmurrando e gritando ofensas um para o outro. Os Seguranças chegaram e conseguiram separá-los com muita luta.
—- Ele está proibido de entrar nessa casa. Ele não vai se aproxima de minha esposa.
—- Você é um babaca! - Jacob esbravejou — Ela vai acabar com você! Vai roubar todo o seu dinheiro e você ficará sem nada. Ela não te ama, ela não ama ninguém tudo que ela quer e o seu dinheiro e quando tiver isso, você será descartado como brinquedo velho.
—- Você é um nada! - Edward disse furioso — Afinal, Quem você pensa que é para falar assim da minha mulher?
—- Para a minha tristeza, eu também já fui apaixonada por ela, e tudo que ela fez foi me usar... Só que eu não fui burro o bastante para cair nessa conversa de moça inocente e pura...
—- Você está mentindo!
—- O que ela disse? Que você foi o único, o primeiro? Que estava perdidamente apaixonada pro você? Não seja ridículo! Bella, a sua Bella não passa de uma golpista.
—- Cale a sua boca! - Ele gritou, o Segurança o mantinha firme. — Saia de minha casa! Saia agora! Levem-no!
Jacob foi retirado daquela casa e proibido de voltar, mas ele havia conseguido o seu intento, já tinha despejado todo o seu veneno ali. Ele deixou para trás um Edward bem furioso e cheio de duvidas.
—- Soltem-me! - Jacob disse puxando os braços e se livrando dos Seguranças — Eu sei o caminho, não preciso de guia.
Ele saiu entrando em seu carro importado e esportivo.
—- Vamos lá Bellinha, eu quero ver você se livrar dessa! - Jacob disse já dentro de seu carro — Não vou deixar você me derrubar, antes eu derrubarei você, minha querida.
.............................................
Bella estava saindo da Faculdade quando o seu telefone tocou, era o número de sua casa, ela logo estranhou.
—- Alô!
—- Menina! - Daniella disse nervosa ao telefone — Venha para casa rápido, o menino não está bem. O senhor Black esteve aqui e eles brigaram, por favor, venha para casa.
—- O quê? Jacob Black esteve aí?
—- Sim, Senhora. Ele contou várias mentiras sobre você e o Senhor Edward não gostou nada!
—- Daniella, não deixe o meu marido sair de casa. Eu estou ido para aí agora.
Bella desligou celular e saiu correndo, pegando um taxi e voltando para casa.
..............................
—- Onde ele está? - Ela perguntou assim que passou pela porta de entrada.
—- Na Biblioteca... - Daniella disse – Foi horrível!
—- Tudo bem Daniella! - Bella disse respirando fundo — Aconteça o que acontecer, não entre naquela sala, essa conversa será apenas minha e dele.
— Tudo bem Senhora! - Ela anuiu.
Bella seguiu para a Biblioteca, ela ia calmamente e respirando fundo. Ela não sabia o que acontecera ainda, tudo parecia estar escorregando pelos seus dedos.
..............................
—- Olá! - Ela disse entrando e fechando a porta, ficando encostada na mesma.
A Biblioteca estava uma bagunça só, papéis pelo chão, coisas quebradas... Edward estava sentado na sua cadeira, a sua cabeça tombada para trás, os olhos fechados, em uma mão, um copo de uísque.
—- O que aconteceu? Por que está tudo destruído aqui?
—- Eu vou te pergunta somente uma vez... - Ele disse levantando a cabeça e olhando para a esposa, que ainda estava encostada na porta.
—- O que está acontecendo?
—- O que você teve com Black, para ele estar tão seguro ao ponto de vir a minha casa  falar coisa sobre você?
—- Eu não sei o que ele te falou! – Ela disse de forma neutra.
—- Que a minha esposa não passava de uma vadia. - Edward disse - Você dormiu com ele? - Bella engoliu a seco — Responda! - Ele gritou jogando o copo contra a parede e se levantando da cadeira, caminhando em direção da mulher — Eu perguntei se você já transou com ele?
Edward estava perto de Bella, prendendo-a contra porta, o seu corpo próximo do dela, era possível sentir a sua respiração, o seu ódio vivo nos seus olhos.
—- Você dormiu ou não com ele? - Ele perguntou novamente, e pela primeira vez, ela sentiu medo do marido. — Por que ninguém se daria ao desplante de invadir a casa de outra pessoa, só por prazer. Então, minha querida, me diga... Você transou ou não com ele?
—- Ele foi o meu namorado! - Ela disse sentindo um leve frio na espinha. — Edward, eu era jovem, quando isso aconteceu, depois ele foi embora e eu nunca mais...
—- É mentira! - As mãos do Cullen se fecharam em volta do pescoço da morena — Como pode? Você me fez acreditar que era virgem.
—- Você está me machucando! - Ela disse sentindo as mãos deles se fecharam ainda mais no pescoço dela.
—- Você é uma oportunista! - Ele gritou e a sua mão apertava ainda mais o pescoço da morena.
—- Você está me machucando! - Ela sussurrou quase sem voz e com os olhos arregalados.
—- Naquela noite... Como pode? - Ele gritou e jogou a morena para o meio da sala. Isabella caiu no chão sobre os seus joelhos, se levando automaticamente com as mãos no pescoço.
—- Eu não menti! - Ela gritou tossindo — Eu nunca menti para você! - Ela o encarou firmemente.
—- Você me fez acredita que era virgem! - Ele gritou e esmurrou a porta.
— Mas eu nunca disse isso para você! - Bella disse e era verdade, ela nunca dissera aquelas palavras.
—- Mas naquela noite havia sangue na sua... - Ele não terminou.
—- Eu estava menstruada. - Ela disse simplesmente — Na verdade, havia apenas um dia que havia cessado a minha menstruação. Eu nunca disse que você tinha sido o primeiro, eu nunca disse que era virgem.
—- Mas me deixou pensar...
—- Eu não queria que você soubesse! - Bella gritou e já estava de pé — Você me olhava com ternura, inocência, sem maldade, ao contrário dos outros. Sempre achando que por eu ser pobre, abriria facilmente as pernas para eles. Eu amava o jeito que você me olhava, porque não tinha maldade.
Edward ficou calado, apenas olhou para morena que precisava pensar em algo rápido, para poder virar aquele jogo.
—- O que você esperava? Eu era jovem, adolescente, estava apaixonada ou pelo menos achava! - Bella disse limpando o rosto, deixando algumas lágrimas caírem — Ele me deixou, e não contente em só me deixar, ele também  disse que mulheres como eu não são para casar, que mulheres como eu... ...são apenas brinquedos para homens ricos.
Os olhos de Edward demonstraram um pouco de pena, Bella não deixou aquele olhar passar despercebido.
—- Por que acha que eu iria contar isso para você? Edward, eu sentia vergonha, eu me sentia usada. Talvez Jacob pudesse ter sido um cretino comigo, mas o que ele fez comigo, me fez querer ser melhor, querer algo mais. - Ela se calou e limpou as lágrimas — Posso ter errado em ter escondido de você, talvez eu possa te deixado você pensar isso sobre mim, apenas não queria perder a ternura que via nos seus olhos quando você me olhava.
Edward não disse nada, ele estava perto da porta, o pescoço da Isabella estava vermelho, assim como os seus joelhos. Ele caminhou de volta para a sua mesa.
—- Saia! - Ele ordenou — Me deixe sozinho!
—- Edward... - Bella tentou mais uma vez.
—- Saia Bella! - Ele gritou e o seu grito fez com que a menina saltasse levemente de medo.
A morena olhou mais uma vez para ele, então saiu correndo da Biblioteca. Bella subiu para o quarto e se trancou. Andava de lado para o outro pensando rapidamente.
—- Não, não, eu não posso perder tudo agora! - Bella sussurrou para si mesma — Jacob, Jacob o que eu tinha para você não era nada, perto do que vou fazer agora. Você me pagará caro por tudo isso!


Contínua

7 comentários:

  1. Precisei comentar nesse capítulo que amei demais, assim como amo tudo que vc escreve hahaha como leitora, gostaria muito que a bella desse outro susto nele, mesmo ele nervoso, gostaria de ver ele tentar se redimir por ter "machucado" ela

    ResponderExcluir
  2. Ca-ra-ca Ra-pá!!!

    Que capitulo!!!!

    Nossa...

    Jacob vai se F*d*r...

    Mas vamos ver o que vai acontecer com a Bella..

    Bella é mal carater, porém torço por ela!!!

    Bjs...

    Liliane

    ResponderExcluir
  3. Não gostei dele ter machucado ela ...... tem que se redimir

    ResponderExcluir
  4. Confesso que essa Bella não me agrada muito, parece que nada é capaz de fazer ele sentir realmente algo verdadeiro.
    Mas adorei o capítulo é sinceramente espero pelo dia em que ela seja diferente, porque a cada capítulo que passa ela se parece mais com a mãe.

    Beijos Dailane

    Ps: Seu esforço para nos dar ótimas estórias deveria ser mais reconhecido da nossa parte. Desculpe por não comentar mais.

    Beijos <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida Dailane ja fico feliz de você ter comentado nesse Capitulo.
      E de você gosta das minhas historia
      Em breve teremos novidade.
      Bjos.

      Excluir
  5. Caraca que capitulo, como a Bella vai virar esse jogo e o Edward o que vai fazer. Curiosa demais para saber qual vai ser a vingança contra o Jacob e pelo próximo capítulo.

    ResponderExcluir
  6. Ta na hora da vingança da Bella contra o Jacob e a Tânia também, e claro dar uma lição no Edward por ele ter machucado ela, amando essa história por ela ser essa Bella incrível tava na hora de ter uma Bella assim e o Edward tem que se decidir logo ou ama a Bella ou não!!! Desculpe por não comentar sempre mas amo suas histórias.

    ResponderExcluir