Jul M

Oi

terça-feira, 21 de junho de 2016

Capitulo 31


“Amar é permitir que alguém possa te destruir. E confiar que isso não vai acontecer.”
— France, 1997

Capítulo 31

Sobre três coisas Isabella sabia muito bem, uma que ela era linda, outra esperta e a última e mais importante, agora ela era rica e tinha um sobrenome temido por toda a cidade. Ela agora era uma Cullen, assim como Alice, a sua cunhadinha e Edward, seu marido.
A sua lua de mel foi bem rápidas, apenas três dias, cheios de passeio e muito amor. Edward e ela  aprontaram muitas coisas naqueles três dias e ela se lembrava claramente de tudo o que eles fizeram.
Na primeira noite, quando eles voltavam de um jantar, Isabella tinha bebido um pouco além da conta, ela estava feliz e ela não era a única que havia bebido além da conta, Edward também se deixara levar, em meio a tantas carícias e provocações da menina, Edward perdeu por fim o controle, quando Isabella retirou a calcinha e jogo em cima dele.
Foi um movimento bem rápido, Isabella estava ao lado dele no banco traseiro da limusine. As janelas estavam fechadas, o motorista não tinha visão do que ocorria no banco de trás. Edward a virou levemente para lado e puxou o vestido dela e em um movimento rápido ele a penetrou.

 Isabella teve que conter os seus gemidos de prazer, assim como o maior também, ela gozou poucos minutos depois, sendo seguido por ele imediatamente.
Na manhã do dia seguinte, Isabella tomava um banho logo cedo, a sua cabeça não doía, mas o seu corpo estava dolorido devido ao sexo descontrolado da noite anterior. Ela apenas sorriu com o pensamento, continuando a se banhar, alguns segundos mais tarde, Edward se juntou a ela no banheiro, usando calças jeans, ele não se incomodou em entrar com roupa no chuveiro. Ele a abraçou e beijou, puxando-a para si, sendo correspondido com intensidade pela menina, que não tinha o menor pudor em gemer em sua boca. Claro que o banho demoraria um pouco mais.

Naquele dia ao anoitecer, Bella estava montando o marido na sala do quarto. A menina estava completamente nua, usando apenas uma sandália de salto, as mãos de Edward apertavam os seios dela, que dava um leve pulinho no colo do marido, gemendo cada vez mais alto, enquanto o pau do esposo se afundava dentro dela.

Na sua última noite naquele lugar, Bella nunca se sentiu com tanto tesão pelo marido, quanto estava naquela noite. Edward havia bebido um pouco mais, ele estava guloso e um pouco mais solto, com palavras, em momento algum, desrespeitou a esposa, mas quando se trancaram naquele quarto de hotel, ele ficou mais selvagem, mais louco pela esposa, mais possessivo.
Eles transaram por todo o quarto até acabarem na cama. Isabella estava de quatro e Edward por trás dela, a mulher ainda usava o sutiã, Edward a segurou com força pela cintura e a penetrou fortemente, fazendo Isabella  esquiar as costas e gritar de prazer, levantando a cabeça e gozando novamente no pau dele.

A menina estava distraída com as lembranças  e não se deu conta de que o marido já havia acabado com uma ligação importante.
—- Adoro ver você assim tão concentrada. - Ele disse se sentando ao seu lado no avião particular dele — Espero que não esteja pensando besteiras...
—- Apenas me recordando de nossa viajem incrível. - Ela sorriu largamente para ele — Obrigada, foram dias incríveis e obrigada pelos presentes.
—- Você é linda minha querida! - Ele declarou — Não tem porque me agradecer, eu adoro mimar você, a final você é a minha esposa!
—- Mesmo assim, obrigada! - Ela sorriu segurando a mão dele com carinho.
—- Você é o meu melhor presente! - Ele tocou no rosto dela fazendo um carinho — Nunca vou me esquecer que fui e sou único homem de sua vida.
Os olhos de Isabella se arregalaram, ela sabia muito bem do que ele estava falando, da primeira noite de amor deles no escritório quando Alice foi parar no hospital, ela não era mais virgem, mas fez com que ele acreditasse que ela ainda era.
—- Você sempre será o único homem em minha vida! - Ela disse se sentindo sufocada.
—- Assim espero minha querida. - Ele disse beijando os lábios dela e sorrindo — Já, já estaremos em casa.
—- Não vejo à hora de ver Alice. Eu estou com saudades da minha amiga! - Bella disse.
—- Espero que esteja tudo bem, tudo em ordem em casa.
............................................
Alice fez aquela festa ao ver o irmão, além de rever a sua nova cunhada e amiga. Edward levou presentes para a sua irmã histérica, que estava arrumada e pronta para sair com algumas amigas.
—- Vamos conversa amanhã, depois da aula. - Alice disse abraçando-a com força — Ai, sentir falta tanta de vocês! Juro! Quero saber sobre tudo, tudo mesmo.
—- Alice não seja indelicada. - Edward disse revirando os olhos para a irmã.
—- Não se meta, é papo de meninas! - Ela disse mostrando a língua.
—- Não chegue tarde! Você terá aula amanhã!
—- Dá para você parar de bancar o meu irmão super protetor e vá aproveitar a sua esposa! - Alice disse piscando para Bella — Amanhã você não me escapará cunhadinha! - Ela gritou já saindo.
—- Confesso que estava com saudade dela! - Bella disse caminhando em direção ao marido e abraçando-o pela cintura — No entanto acho que quero bom banho para relaxar.
—- Suba e tome um banho! - Edward disse acariciando o seu rosto — Tenho alguns compromissos pendentes para amanhã, vou revisar rapidamente alguns documentos e depois  tomarei um banho!
—- Não mesmo! - Bella disse — Já está bem tarde e tenho certeza que eles não vão a lugar algum. Vamos Edward... Amanhã nós voltaremos à vida normal e chata, mas agora eu quero o meu marido só para mim.
Ele gargalhou e mordeu levemente o bico da menina, e então se deu por vencido seguindo a mulher para o quarto.
.......................
Isabella estava montada em cima de Edward, os braços em volta do pescoço do homem e a boca dela tomava a dele sempre que movimentava o seu corpo, rebolando os quadris e fazendo o pau dele se afundar ainda mais dentro dela, causando prazer aos dois...

Parte do lençol cobria o corpo da menina, as mãos de Edward tinham livre acesso aos seios da esposa.
Ela seguiu com os movimentos até que Edward mudou de posição, passando o braço em volta dela, deixando o seu corpo meio curvado e o dele um pouco por cima, Edward voltou a penetrar a esposa, mas agora com lentidão, para aos poucos ir aumentando o ritmo,  fazendo ambos gemerem e gozarem intensamente.

..........................
Bella estava deitada com a cabeça sobre o peito do marido, ambos ofegantes tentando conter a respiração, ele lhe fazia carinho nas costas nuas com a ponta dos dedos.
—- Queria ficar assim para sempre com você! - Bella sussurrou.
—- Teremos muitas noites para ficamos assim, minha linda!
—- Odeio ter que voltar para a realidade! - Ela fez becinho e Edward sorriu – Não quero que esse momento acabe.
—- Teremos muitos momentos assim, eu prometo! - Edward disse tirando o cabelo do rosto da esposa — Vamos viajar bastante, assim que o semestre terminar, viajaremos e você verá como teremos muito momentos bons.
—- Tem certeza?
—- Já menti para você alguma vez?
—- Não! - Ela disse sorrindo — Obrigada por ser tão cuidadoso comigo.
—- Você é a minha esposa Bella... Eu te amo!
—- Eu também!
 A menina ainda tinha medo de dizer que o amava, ela sabia que as duvidas ainda martelavam em sua cabeça com muita freqüência...


Contínua...

5 comentários:

  1. Que capitulo foi esse???

    Uauuu...

    Acho que ela está começando a se arrepender de algumas coisa...

    Liliane

    ResponderExcluir
  2. OI jU bom dia.
    Ju quando é que vc vai posta o fic noite das tormentas no nayah.e adorei finas de casamento. casamento e novo contrato e o casamento e para sempre.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lidia ainda não, mas vou tentar fazer isso ainda esse ano.
      e fico feliz de saber que você gosta das minhas fics.

      Excluir
    2. Lidia ainda não, mas vou tentar fazer isso ainda esse ano.
      e fico feliz de saber que você gosta das minhas fics.

      Excluir
  3. quero tanto ler no nayah um erro e dois acerto.
    JU posta esse ´também lá

    ResponderExcluir