Jul M

Oi

quinta-feira, 9 de junho de 2016

Capitulo 29


“Não adianta revirar a caixinha de recordações em busca de uma explicação lógica. Certas coisas não têm explicação. Muito menos fundamento.”
— Clarissa Corrêa

Capítulo 29

Bella estava no sofá vendo TV, era domingo e ela se sentia triste, não queria companhia, queria apenas ficar sozinha. Ela pensou durantes dias sobre o que fazer, mas ela ainda tinha esperanças...
Alguns meses antes...
Na noite em que Edward chegou a casa deles, cheirando a outro perfume, ela sentiu ciúme, pela primeira vez na vida, ela sentiu ciúme de algo que não fosse dinheiro ou de valor. Ela sentiu ciúme dele. E aquilo mexeu com a sua cabeça, era tudo um jogo e ela sabia muito bem. Tudo o que ela queria era dinheiro, status e poder. Se apaixonar estava totalmente fora de questão, no entanto.  Havia bem mais em jogo agora. Enquanto Edward caminhava em direção ao quarto dele, Isabella trocou de roupa e saiu de casa. Primeiro, ela precisava espairecer, havia algo acontecendo e ela não estava sabendo lidar com aquilo. Segundo, ela estava mexida e aquilo não era bom para si.
Ela seguiu sem rumo até chegar a um bar qualquer. O que ela não esperava era encontrar alguém conhecido por lá. Ela encarará friamente um copo de uísque que ela pedira.
—- Perdida na noite? - Jacob disse puxando uma cadeira e se sentando mesmo sem ser convidado.
—- O quê? A sua adorável esposinha deixou você sair sozinho? Muito nobre da parte dela.
—- Engraçado! - Jacob disse olhando a morena que estava linda como sempre, mesmo usando calças jeans e camiseta. — Cadê o seu namorado? Não me diga que ele já descobriu a vigarista que é você?
—- O que te importa? - Bella perguntou — Não é da sua conta Black, aceite isso que dói menos!
—- Dói menos em você? Porque em mim nunca doeu!
—- O que você quer Jacob? Perguntar sobre tempo é que não seria!
—- Vi você chegando... - Ele disse — Achei estranho, fiquei curioso, será que o namorado da doce Swan sabe onde ela estaria? Ou será que eles brigaram?
—- Nenhum e nem outro! - Bella disse.
—- Quando vai cair na real? Você é apenas um passatempo para homens como nós! - Jacob disse com malicia e se aproveitando para humilhar ainda mais a menina. — Você não é mulher para homens como nós, ricos e com prestigio. Você, minha querida Swan, é só o tipo que fudemos e fudemos muito e então descartamos, porque no fundo já sabemos que você não vale nada.
Os olhos da morena estavam a ponto de arrancar  o coração de Black com as próprias mãos, no entanto, algo lhe segurava e a moça resolvera se controlar.
—- Eu vou me casar com o Cullen! - Bella afirmou — Você vai estar no meu casamento, e depois que eu for à senhora Cullen, você vai cair! – Ela dizia as palavras entre os dentes, a ira estava viva em cada uma delas — Então você vai se lembra de mim Black, porque serei eu a destruir tudo o que você um dia sonhou ter.
—- Ele nunca se casará com você! - Jacob  duvidou — Sabe por quê? Porque ele sempre vai amar a sua ex-noiva, aquela que o deixou no altar. E você não é mulher para fazê-lo se esquecer dela... E sabe por que eu sei? - Bella apenas olhava para ele que ainda sorria cinicamente – Porque o seu adorado doutorzinho acabou de sair daqui com a ex dele, e ambos pareciam bem íntimos.
Bella sabia quem era Tania, sabia o quanto ela era bonita e sabia que se Edward realmente ainda gostasse dela, tudo estaria perdido.
—- Escute com atenção Jacob, antes do final desse novo semestre, eu estarei com dois anéis nesses dedos, e você ficará com medo de mim, porque vou destruir você até não sobrar nada.
A bela morena se levantou jogando algumas notas sobre a mesa e saindo, deixando um bêbado Black para trás fumaçando de raiva. Ela tinha muita vontade de voltar lá e enfiar a mão na cara daquele que um dia ela chegou a amar.
..........

Tempo presente...

Bella soltou um sorrisinho de canto, ela jogou muito bem durante aqueles meses que se passaram, até Rosie não desconfiou de suas reais intenções, a verdade era que desde a sua saída da mansão e tudo que acontecera consigo, apenas uma coisa não estava em seus planos, Phill e Renné. O que ela disse a Rosie sobre eles era tudo verdade, por enquanto, ela estava segura.
Duas batidas na porta, fez com que Bella acordasse de seus pensamentos. O que de fato lhe assustou bastante. Ela passou as mãos pelo cabelo e saltou do sofá. Rosie não seria àquela hora da manhã, e além do mais, ela estava viajando com o namorado/noivo.
Ela usava apenas uma camisa grande que era do Mike que ela tinha em meio a sua coisa, uma vez ou outra ela usava para dormi. Ela não olhou pelo olhou mágico apenas puxou a porta  e se deparou com  ele, com seus cabelos acobreados bagunçado um camisa  usa de manga comum nada social e fora dos padrões um calca jeans e tênis, no canto direito dos seus lábios um sorriso torto e de fazer qual quer pessoa para de respira.
—- O que está fazendo aqui? - Ela perguntou bastante surpresa e pela primeira vez não era fingimento.
—- Posso entrar Srta. Swan?
—- Não acho que tenha algo a fazer aqui! - Ela disse ainda pasma.
—- Apenas me deixe entrar! - Ele disse dando um passo a frente — Acho que precisamos conversar...
—- Agora? - Ela disse piscando os olhos — Entre! - Ela disse a muito contra gosto.
—- Lugar legal! - Ele disse — Demorei a achar você. Rosie é bastante fiel a você, não me disse nada!
—- Como descobriu onde eu estava?
—- Não fui eu! - Ele disse — Alice descobriu e me deu o endereço.
—- Alice não podia!
—- Alice não tem culpa! - Ele disse e se sentou no sofá, olhou em volta, a sala estavam meio bagunçada, alguns sapatos espalhado e roupas também, como suéter e casacos. —Precisávamos conversar.
—- Eu não tenho nada a falar...
—- Mas eu tenho... Além de algumas perguntas a lhe fazer! - Por um momento o seu coração batia desenfreado — Por que você foi embora? Para começo de conversa.
—- Não estou acostumada a ser ignorada! - Bella disse mordendo os lábios.
—- Quando ignorei você?
—- Você mudou Edward! - Ela disse um pouco alterada — Bastou voltamos para casa depois da festa do Stanley. Acha que não notei? Acha-me tão burra assim? Eu notei... A cada dia que se passou, você foi se afastando, e então, você chegou a sua casa cheirando a perfume diferente, além de álcool. Um perfume que não era o seu... Mas eu conhecia a dona.
—- Você não tinha direito! - Ele disse olhando frio para ela. — Não podia simplesmente arrumar as suas coisas e sair da minha casa. Eu merecia uma explicação!
—- Eu merecia respeito! - Ela gritou — Acabou assim tão rápido, bastou você olhar para ela que você me esqueceu completamente! - Bella tinha o nariz vermelho e olhos também, ela não queria chorar ainda, mas ele poderia jurar que ela choraria. — Contudo a burra fui eu... Eu conhecia a sua história, sabia o quanto você era apaixonado por aquela mulher. Eu quem nunca deveria ter me envolvido com você.
—- Tania não foi nada...
—- Por favor, Edward! - Ela gritou apontando o dedo para ele — Eu vi você com ela, fotos suas ao lado dela. Você não precisa de mim, nunca precisou, apenas fui a sua distração, enquanto ela  não estava por perto. - Bella mordeu os lábios passando a mão pelos cabelos — O quão idiota eu fui, em cair em seu papo, em suas palavras doces, em sua jura de amor? Tudo desculpa para me levar para cama! - Ela gritou.
—- Não é verdade! - Ele revidou — Eu estava envolvido com você, eu não tenho nada com Tania, ela apenas estava querendo voltar...
—- Eu vejo! - Bella disse — Basta acompanhar a coluna de fofoca e vocês estão nela. Meus parabéns! Talvez você dois se mereçam.
—- Você não me deu uma chance de explicar - Edward disse.
—- Explicar o quê? O quanto você riu as minhas custas? O quanto foram boas as nossas noites juntos? - Bella disse passando a mão pelos cabelos e andando de lado para outro — Meu Deus! Como eu fui besta! Eu entreguei o meu coração e você apenas satisfazendo o desejo do seu corpo. Saia daqui!
—- Bella!
—- Saia da minha casa!
—- Eu não vou sair até que você me escute!
—- Não quero ouvir as suas mentiras! - Ela gritou — Não quero ver a sua cara. Fique longe de mim! É a melhor coisa que fará...
—- Não! - Ele gritou — Cale a porra de sua boca e me escute! - O seu olhar era ameaçador e Bella sentiu medo — Eu amo você! Esses meses que fiquei sem saber nada de você foram os piores meses da minha vida. Tania não foi nada! A dor que ela me causou não foi nada comparada ao fato de não saber onde você estivesse... Você  levou o meu coração quando foi embora sem dizer nada. Você não tinha o direito, Isabella, de simplesmente desaparecer de minha vida. Não, depois de me deixar completamente apaixonado. Não foi bom, foi horrível! E isso que você mesmo disse, são apenas rumores e invenções. Tania é passado e se você aceitar, eu quero que seja o meu futuro.
—- O que você está querendo? - Ela disse com os olhos cheios de lágrimas.
—- Eu estou tentando pedir que você volte para a minha vida. Volte para a minha casa, para o meu coração. - Ele olhou para ela e então se ajoelhou em sua frente, tirando uma caixinha do bolso, algo pequeno e vermelho. Abrindo e lhe mostrando um belo brilhante. — Quero que você seja a dona da minha vida e do meu coração. Quero você para sempre Isabella Swan! Quer se casar comigo?
—- Edward...
—- Não! Apenas diga que se casará comigo, e eu serei o homem mais feliz do mundo!
Os olhos da morena brilhavam e as lágrimas molhavam o seu lindo rosto. O homem mais poderoso da cidade estava de joelhos aos seus pés, lhe jurando amor eterno e tudo que ela poderia dizer seria: “Sim!”
—- Eu aceito...


Contínua...

Um comentário:

  1. 👏👏👏👏👏👏 poxa e eu pensando q a Bela tava mudando tudo um plano ....... podia postar um especial duas dos namorados

    ResponderExcluir