Jul M

Oi

quarta-feira, 11 de maio de 2016

Capitulo 25


"Pensei em dizer adeus, mas qual o propósito em me despedir, sendo que não sou capaz de esquecer".
— Shit! My heart is stupid.
Capítulo 25

Bella estava pensativa naquela manhã, estava em um restaurante esperando por Rosie para tomarem um café reforçado, ou pelo menos pensava assim. Já havia se passado três dias desde a festa na casa de Emmett. Edward andava estranho com ela, tão estranho ao ponto de ignorar a sua presença, e aquela situação não estava agradando a moça.
Rosie entrou usando um vestido branco colado ao corpo, deixando pouco a se imaginar com aquele modelo, sapatos de saltos, cabelos soltos, muito bem escovados, ela também estava muito bem maquiada. Bella viu ao longe, um anel no dedo da loira, aquele anel que gritava dizendo muito coisa significativa...
—- Belinha! - Ela disse se juntado a morena. — Nossa, que cara é essa? - Ela perguntou retirando os seus óculos escuros.
—- A única que tenho! - Bella disse e mordeu os lábios — Que anel lindo! Pelo visto está arrancando tudo que pode daquele velho babaca.
—- Bella, por favor! - Rosie pediu — Eu amo Emmett, você pode não saber o que isso, porque nunca amou ninguém, a não ser a você mesmo, mas não quero que fale assim de Emmett, não mais...
A bela morena apenas olhou para loira que tinha grandes olhos sobre ela, e então, respirou fundo, pensou em dizer algo, mas a loira continuou.
—- Ele me pediu em casamento! - Rosie disse — Por favor, não fale mais assim ou nunca mais falarei com você.
—- Eu não quero saber disso! - Bella disse ignorando a sua raiva — Preciso de sua ajuda em algo...
—- Claro que precisa! - Rosie disse - É só para isso que me chama.
—- Rosie, nós duas sabemos bem quem é você... - Bella a lembrou — E o que você fazia antes para ganhar a vida... - A loira ficou pálida — Não somos tão diferentes assim, a final, a única diferença e que ao contrário de você, eu não me enfio na cama de qualquer um.
—- Bella! - A loira exclamou.
—- Lembre-se, se você está nessa vida boa agora, é por minha causa! - Bella disse — Assim como ajudei você a chegar onde está, posso derrubar você.
—- Se fizer isso você virá junto. - Rosie disse  entre os dentes.
—- Querida, não tenho intenção de destruir os seus sonhos, pelo contrário estou feliz por você! - Bella disse e até poderia ser verdade as suas palavras, mas Rosie desconfiava — No entanto, tenho intenção de destruir os sonhos de outras pessoas, então preciso que você me ajude em algo.
—- O que você quer? - Rosie por fim se rendeu.
—- Quero que você tire cópias de alguns documentos que estão em poder de Emmett.
—- Eu não posso fazer isso!
—- Relaxa Rosie, o seu marido não será prejudicado! - Bella disse entregando para ela um envelope – Dentro desse envelope está os nomes dos documentos, tire as cópias e coloque de volta no lugar, assim ninguém nunca saberá que você mexeu ali!
—- Bella...
—- Estou te prometendo, nada vai acontecer com o seu marido. - Bella disse mordendo os cantos dos lábios — De verdade, não quero ferrar Emmett, até gosto dele, mas preciso desse papeis e ele os tem. Você vai os trazer para mim, se não...
—- Será a última vez que ajudarei você! - Rosie decretou — Depois disso nunca mais me peça algo.
A loira pegou a bolsa, levantou, saindo da mesa sem nem ao menos dizer adeus para a morena.
...........................
Emmett estava sentando de frente para Edward no escritório, já tinha três dias que ele trabalhava no escritório evitando ficar perto de Bella.
—- O que espera? - Emmett disse — Deveria dizer para Bella...
—- Dizer o quê? - Edward argumentou frustrado passando as mãos pelo cabelo — Eu gosto de Bella, mas não posso simplesmente chegar para ela e dizer que Tânia ainda mexe comigo! Seria errado e até imoral.
—- Por que seria imoral? Quer dizer, vocês têm um envolvimento, ok, você a apresentou como sua namorada, mas os namoros acabam assim como os casamentos.
—- Não é tão simples! - Edward profere, fechados os olhos e jogando a cabeça para trás. — Bella tem uma coisa que me atrair, não sei o que é, mas ela me fascina tanto que...
—- Que você fica louco para comê-la sobre a sua mesa! - Emmett disse — E isso meu amigo, se chama tesão e podemos ter por qualquer mulher, contudo nada que um boa foda não resolva. Tesão não prende ninguém a uma mulher.
—- Emmett, eu tirei a virgindade de Bella, você entende isso?
—- Se não fosse você, teria sido outro! - Emmett disse — Não estou dizendo que Bella não seja uma pessoa legal, ela é linda e incrível, porém eu já vi o que acontece com você quando Tania está por perto, e pelo visto, ela está bem perto agora.
—- Não é isso! - Edward disse suspirando. — Tania foi o meu grande amor, aquele que mexeu com a minha alma, e fez com que eu me  esquecesse de tudo a minha volta.
—- Sei como é... - Emmett disse — Me sinto assim mesmo quando estou com Rosie, por isso hoje tenho certeza que Heide foi importante para mim, mas ela não era o amor da minha vida, acho que Rosie é.
—- Só que quando Bella está perto, sinto tudo girar! - Edward continua — Ela me deixa louco, sem sentindo e cheio de desejo.
—- Já disse que isso é tesão e você só tem que comê-la.
—- Emmett, por favor, não fale assim! - Ele pediu ao amigo — Ela tem uma inocência, algo único, me desculpe, eu não sei o que posso fazer.
—- Você pode terminar como ela! - Emmett disse — E voltar com Tânia, ou ficar ou mais longe de Tânia. Sempre temos uma escolha, meu caro amigo.
...........................................................
Bella estava na  sala lendo uma revista sobre política quando Edward chegou, já era noite, bem tarde, ela sentiu o perfume dele, só que tinha algo misturado que ela não conseguia identificar.
—- Olá! - Bella disse colocando a revista de lado.
—- Já está tarde. Por que não está dormindo?
—- Estava sem sono... - Bella disse levantando, a morena usava um hobby preto que ia até os pés — Estava preocupada com você.
—- Eu estou bem! - Edward afirmou frio — Apenas cansado... Boa noite Bella!
A boca de Bella caiu,  ele nem se quer olhou para ela, apenas virou e saiu em direção à escada, como se a sua presença não fosse tão importante assim.
...........................
Edward acordou um pouco tarde naquela manhã, já era quase nove horas quando ele desceu a escada, já vestido para trabalhar. Daniela veio com telefone em sua direção.
—- Senhor, Alice ao telefone.
—- Obrigado Daniela! - Ele agradeceu — Oi Alice, o que aconteceu?
—- Estou voltando amanhã. - Ela disse com uma voz chorosa.
—- O que aconteceu?
—- Converso com você quando chegar a nossa casa! - Alice disse — Por favor, avise Bella, vou precisar da ajuda dela.
—- Alice, eu estou ficando preocupado, o que aconteceu?
—- Amanhã conversaremos! - Alice disse e desligou.
Edward olhou para o telefone na sua mão e então suspirou, logo ele saberia o que aconteceu com a sua irmãzinha. Ele caminhou em direção a mesa do café.
—- Daniele, onde está a Srta. Swan?
—- Desculpe-me Senhor, mas não vi a menina hoje! - Daniele disse — Acho que ela ainda dorme! Ontem ela ficou até tarde esperando o Senhor, acredito que você a tenha visto.
—- Sim, eu a encontrei acordada quando cheguei!
—- Bom, ela e só uma menina, deve está cansada! - Daniele disse — Mas posso ver se ela está no quarto!
—- Não precisa! - Edward disse — Deixe-a descansar.
.........................................
Edward passou o dia trancando na Biblioteca e depois do meio dia foi para o escritório, em nenhum momento sentiu falta de Bella, ou pelo menos quis procurá-la, no entanto, quando voltou à noite para casa, Daniele esperava por ele na sala, em suas mãos havia um envelope.
—- Aconteceu alguma coisa? - Ele perguntou.
—- A menina, não está mais na casa!
—- Como assim? Do que você esta falando?
—- A Srta. Swan foi embora! – Daniele, disse e pela primeira vez, Edward sentiu a sua falta. — Achei isso na cama dela. Está endereçado a você, Senhor. As roupas dela não estão mais nos armários e nenhum pertence dela se encontra no quarto.
Edward não disse nada, Daniele lhe entregou a carta. Ele sentiu a textura do papel e sentiu nele o cheiro da menina. Ele caminhou a passos lentos até o  sofá, e então, se sentou, ele não entendia o porquê de estar sentindo uma certa dor no peito, a única vez que se sentiu vazio assim, foi quando Tania o deixou. Ele abriu a muito contra gosto a carta, ele tinha medo das palavras que ali se encontravam.
Sr. Cullen,
Peço a minha demissão através dessa carta, acredito que não tenha mais nada a me pagar, a final, passei um bom tempo morando em sua casa, sem contribuir com algo, acho que o meu salário não cobriria todos os meus os gastos, no entanto, assim que possível mandarei o resto do dinheiro.
Atenciosamente,
Isabella Swan.
—- O que está acontecendo? - Edward disse passando as mãos pelos cabelos, como se fosse um tique nervoso — Daniele, Daniele! - Ele gritou novamente.
—- Pois não, Senhor.
—- Quando essa carta foi achada?
—- Hoje, após o Senhor sair para o trabalho, estava em seu Escritório. Fui chamar a menina para almoçar, ela não estava lá.
—- Quem a viu sair?
—- Acredito que ninguém, porque nem Thomas sabia que ela tinha saído!
—- Tudo bem! - Edward disse e passou por ela indo em direção ao seu Escritório. Ele pegou o celular e discou o número de Isabella, apenas chamava e chamava e no final, caia na caixa postal.
—- Emmett! - Edward disse assim que ele atendeu ao telefone — Por favor, me diga se Isabella está ai?
—- Como?
—- Isabella está aí?
—- Claro que não! - Emmett disse --- Apenas eu e Rosie! Vamos até sair!
—- Pergunte para Rosie se Isabella esteve aí mais cedo ou se ela falou com ela.
—- Espere! - Emmett pediu — Vou passar o telefone para ela. - Alguns minutos em silêncio e Edward ouviu a voz da loira.
—- Edward?
—- Rosie, você esteve com Bella, hoje? Por favor, me diga a verdade!
—- Eu não vejo Bella já tem dois dias! - Rosie respondeu.
—- Ela não está atendendo ao telefone! - Edward disse.
—- Edward ela esta sem celular já tem um bom tempo. Ela perdeu o celular dela. - Rosie contou.
—- E como ela faz para se comunicar com você?
—- Ela me liga, só que de um telefone fixo. - Rosie disse — Edward aconteceu alguma coisa?
—- Isabella foi embora! - Edward disse — Não faço idéia do porque, e nem mesmo sei para onde ela foi... Tudo que ela me deixou foi uma carta, pedido a sua demissão.
—- Sinto muito! - Rosie disse sem entender o que de fato aconteceu ali, mas ela sabia que quando Bella tomava uma decisão, ela não mudava de idéia. — Se ela se foi, acho que deve esquecê-la, conheço bem Bella ela não vai voltar.
—- Eu mereço uma explicação! - Edward disse com raiva.
—- Será que você vai querer ouvir a explicação? - Rosie disse — Ou será que você já não sabe o porquê, apenas não quis acreditar...
—- Obrigado! - Ele disse desligando o telefone.
Edward não sabia o porquê de ela ter ido, mas Rosie parecia ter muita certeza que ela não voltaria, contudo ele não iria deixar aquilo assim, ele iria atrás da morena para saber o que estava acontecendo. Ele queria uma resposta, ele só não sabia se gostaria da resposta que encontraria...

Contínua...

2 comentários:

  1. Sério. .. Não sei se sinto muita do da Bela ou raiva ..... mais no final ela só é uma menina gerente a nunca teve alguém q a amasse

    ResponderExcluir
  2. Deixo o final com um gostinho de quero mais

    ResponderExcluir