Jul M

Oi

sábado, 16 de abril de 2016

Capitulo 21



         
               Não me olhe como se fosse inocente.
                       Diário de um vampiro

 Capitulo 21

As unhas pintadas de preto, a maquiagem impecável, Isabella estava simplesmente deslumbrante naquela manhã. Ela usava um lindo vestido que moldava o seu corpo, cabelos soltos e sapato bem saltos. Sim, a menina tinha muito bom gosto e se vestia bem.
—- Último dia de aula. - Alice disse sorridente ao se sentar à mesa
—- É verdade, não acredito que o semestre já esteja terminando novamente. - Bella comentou dando um sorriso  para a morena.
—- Bom dia! - Edward disse ao se juntar a elas à mesa. — Quais os planos para hoje? - Edward perguntou olhando para irmã.
—- Eu vou sair com algumas amigas. - Alice declarou — Bella quer vir junto? Será uma festa de final de período. Vai ser o máximo!
—- Bella tem trabalho Alice! - Edward disse cortando a irmã — Bella, eu espero você em casa na hora de sempre, temos trabalho para fazer.
—- Certo! - Ela disse olhando-o discretamente.
Bella não sabia se Alice era burra ou ingênua de verdade, pois a morena dormiu todas as últimas noites com o irmão dela no quarto dele e a jovem parecia não ter notado. E fora às vezes em que eles transaram na Biblioteca, até mesmo na cozinha  de madrugada.
Claro que Isabella manteve discrição, tanto perante a amiga Alice quanto na Faculdade, na qual Edward era o seu professor. As notas que ela tirou na Disciplina ministrada por ele era apenas mérito dela. Edward em momento algum facilitou para a jovem, o potencial era enorme, uma verdadeira “cobra” nos estudos. Ela sempre exigia mais de si mesmo, afinal ela queria sempre ser a melhor.
—- Bella, precisamos sair! - Alice disse sorrindo -  Bem, se mudar de ideia, me avise, tem o meu número.
—- Alice, por favor! - Edward pediu.
—- Obrigada Alice, mas após as aulas, fiquei de ir almoçar com Rosie e depois vir trabalhar como o seu irmão, como ele disse, nós temos muitas coisas para fazer.
—- Claro que têm! - Alice disse virando os olhos em uma atitude infantil — Você está ficando chata igual a ele Bella, agora só pensa em trabalhar.
Ambos sorriram e seguiram o café da manhã conversando sobre as coisas normais do dia a dia. Quando deu o horário, Bella foi para Faculdade juntamente a Alice e o motorista. Isabella já tinha o homem como se fosse o seu empregado. Claro que Edward não se importava com aquilo, a jovem era a sua concubina, amante, mulher e noiva, mesmo ele ainda não tendo feito o pedido  oficial.
..............................
Bella estava no restaurante esperando Rosie chegar, ela precisava falar com a loira antes de terminar a sua grande jogada. Nos últimos meses, ela andou mandando cartas anônimas para esposa de Emmett, Heide.  Pouco a pouco, ela foi envenenando a esposa que mal sabia quem era a culpada por tudo aquilo, mas o grande final ainda estava por vir. Claro, Bella tinha armado muito bem a sua vingança contra Jessica Stanley.
—- Ola! - Rosie disse ao se sentar — Não entendi o porquê da presa!
—- Deveria fica feliz por eu estar lhe chamando! - Bella disse — Bem, hoje a noite à esposa de Emmett receberá a carta final, com as suas fotos e de Emmett... E que se diga de passagem, com fotos bem hots, minha querida!
Rosie fez um beicinho e então mordeu os lábios de maneira sexy,  a loira estava nervosa com tudo aquilo.
—- Relaxa! - Bella disse — Ninguém vai desconfiar de você, tive o trabalho de arquitetar muito bem esse plano, por dois motivos: um que a vingança fosse perfeita e dois, eu também posso me ferrar se descobrirem!
—- E depois o que vai fazer? - Rosie perguntou — Já pensou se o plano não dê certo?
—- Rosie, querida, fique certa que tudo que faço é bem feito. - Bella disse — Hoje eu acabo com a família feliz de Jessica Stanley e amanhã a mando, e aquele namorado de merda, para a cadeia.
—- Não acha que está indo longe demais? - Rosie perguntou.
—- Não! - Bella sussurrou firme — Eles que foram longe demais quando resolveram me humilhar naquela festa estupida. Jessica devia ter parado quanto teve chance, agora, ela vai provar o gosto amargo de seu próprio remédio.
—- Bella, às vezes você me dá medo! - Rosie disse.
—- Não reclame! - Bella falou olhando para a amiga — Você ainda está saindo ganhado, do modo com fiz tudo, Heide ainda vai sair como culpada e você como inocente, e se de fato Emmett gostar de você, ele vai querer ficar com você, ou não?
—- Claro que ele gosta de mim! - Rosie disse, mas Bella sentiu a dúvida na voz da loira.
..............................
Bella estava sentada em cima da mesa de Edward o ruivo revia alguns documentos. A morena já havia o provocado, com o seu joguinho de sedução. Ela conseguiu que ele a chupasse sobre a mesa, a calcinha dela estava no bolso das calças dele. O ruivo havia a posto sobre a mesa, lhe arrancando a calcinha, então enfiado a sua cabeça no meio das pernas dela, chupando-a com loucura, enquanto a morena tentava prender a cabeça do Cullen no meio de suas pernas, ela gemia despudoradamente. 

Edward não parou até que a jovem gozasse em sua boca. E quando acabou,  a morena estava ofegante e corada.
—- Agora que já conseguiu o que desejava Srta. Swan, vamos nos concentrar no trabalho. - Edward disse piscando para a jovem e lhe dando um selinho, antes de voltar a sua atenção para os documentos.
Seria uma mentira dizer que ele não se excitou com tudo aquilo, porém ele tinha mais alto controle do que a jovem Swan e por outro lado, ele gostava de saber que fora ele quem provocou todas aquelas reações na menina, que não era mais tão menina assim...
—- O que acha de saímos para jantar hoje? - Edward perguntou após algumas horas trabalhando.
—- Claro! Eu iria adorar! - Bella disse sorrindo.
—- Ótimo! Vamos jantar com alguns amigos! - Ele disse e a morena sorriu, ela gostava de conhecer os amigos de Edward porque eram pessoas ricas e os velhos ficavam babando perante a sua beleza.
................................
Duas batidas fortes a porta e a loira apareceu. Ela usava um vestido vermelho com um grande decote. Ela olhou de cima a baixo para o homem parado em frente a sua porta, ele tinha duas malas nas mãos.
—- Posso entrar? - Emmett perguntou.
—- Claro! - Rosie disse chocada, mas feliz — O que aconteceu? - Ela perguntou sem entender, contudo tinha uma leve desconfiança.
—- O meu casamento acabou! - Emmett disse deixando a mala no chão e se sentando no sofá – Heide contratou um Detetive. Ela o colocou na minha cola, eu fui tão estupido que não notei... - Emmett olhou para a loira – Ela tinha fotos nossas, em hotéis e motéis da cidade, em todos os lugares onde havíamos trepado.
A loira olhou para ele com cara de assustada, e ainda mais desconfiada, seria possível mesmo que Heide tivesse feito aquilo? Ou tudo não passaria de uma armação de Isabella? Rosie estava em duvida, pois conhecia bem a amiga e sabia que ela não seria burra em deixar algum fio soltou.
—- E o que vai acontecer? - Rosie perguntou.
—- Heide só acelerou o processo que eu já tinha em mente. - Emmett disse — Eu irei pedir o divorcio assim que Jessica estivesse casada. Como você sabe, a minha filha está noiva e vai se casar em poucos meses.
—- Emmett, eu sinto muito...
—- Não estava mais dando certo, Rosie... - Emmett disse e chamou a loira para o seu colo — Eu e Heide não estávamos mais nos entendendo. Não tem nada a ver com você, há mais coisas por trás disso tudo e agora tudo chegou ao fim.
—- Você está terminando comigo? - Rosie perguntou com cara chorosa.
—- Não seria louco! - Emmett disse sorrindo e apertando a bunda da loira — Você, de todas, é a melhor foda que já tive Rosie... E um homem com juízo não deixaria isso passar!
Rosie deu um sorriso safado e rebolou levemente em seu colo, deixando o homem duro embaixo dela, claro que do jeito deles, aquilo que Emmett disse foi uma declaração de amor, ou pelo menos, foi isso que Rosie entendeu que fosse. Ela tinha razão, de jeito estranho, Isabella fez as coisas de maneira onde a culpa não cairia para cima da loira, e se foi realmente Isabella, o resto da sua vingança ainda não havia terminado, muito ainda estaria por vir.
.................................
Dois meses se passou rapidamente, o casamento de Jessica estava marcado para o sábado pela manhã e hoje seria a sua despedida de solteiro. A notícia da separação dos pais lhe caíra como uma bomba, e claro que Isabella não perderia a chance de tripudiar em cima da jovem Stanley.
—- Hoje é a grande noite! - Jessica gritou para as amigas, Ângela estava lá. Elas não eram melhores amigas, mas se entendiam bem e vinha de boa família. — Amanhã, eu serei a Senhora Newton!
Mal sabia Jessica que de longe, bem de longe, Isabella acompanhava tudo de perto e foi como em um filme Policial...
A Polícia chegou  e revistou a todos, e claro, que na bolsa de Jessica foram encontradas drogas, em uma quantidade bem maior do que previsto, tudo ficou confuso e então o mundo de Jessica desabou.
.......................................
—- Dizem que a vingança é um prato que se come frio - Bella citou aparecendo do lado de fora da cela da jovem
—- Isabella!? - Jessica grunhiu com raiva — O que está fazendo aqui?
—- Bem, para quem o seu pai ligou? Advinha?
—- Edward!
—- Bingo! - Bella zombou — Mas vamos ver se você consegue entender bem as coisas, usar droga não é crime, quando o único prejudicado é você! - A morena sorriu — Mas se for pego pela Polícia uma quantidade além do normal, usada mais do que para o consumo próprio, é considerado tráfico... Sendo assim, se você é tão boa em Direito e recorda das aulas que teve, já deve saber que é um crime inafiançável.
Os olhos de Jessica ficaram ainda maiores e aos poucos, a sua cara foi ficando vermelha de raiva, a loira estava bufando em pura ira.
—- Cretina, miserável! - Ela gritou tentando agarrar Bella através das grades — Foi você, foi você que armou para cima de mim!
 A morena sorriu discretamente e se manteve longe das grades. Jessica estava descontrolada.
—- Não faço ideia do que você está falando Stanley.
—- AH! - Jessica gritou — Eu vou matar você!
—- Jessica! - Emmett  disse ao entrar na sala onde as jovens estavam. Bella claro, se fez logo de vítima — O que está acontecendo?
—- Foi ela pai, foi ela quem armou para eu ser presa! - Jessica acusou a morena na cara dura.
—- Eu adoraria acreditar nisso! - Emmett disse — Mas o seu exame de sangue e urina confirmaram o uso de droga.
—- Pai!
—- Escute bem Jessica... - Emmett disse sério e frio — Tenho certeza que a culpa disso tudo é minha, por ter deixando você sempre fazer o que quisesse, mas as coisas vão mudar agora. Edward está cuidado do seu caso, você não poderá sair sobre fiança, porque está sendo acusada de tráfico, porém Edward e Isabella tentarão dar um jeito de reverte a sua situação. E fiquei sabendo, temos muito que conversar menina, aproveite esse tempo que estará presa para pensar no que estava fazendo de sua vida.
A decepção era visível na voz de Ememtt, ele  nunca pensou que a sua pequeninha, a sua princesinha estivesse envolvida com drogas, ainda mais usando o tanto que estava usando. Emmett não quis comentar nada sobre Mike Newton, que deu entrada no hospital com parada cardíaca devido ao uso de drogas. Os médicos disseram que o caso dele era grave  e havia uma grande chance dele ficar vegetando em cima de uma cama.
Emmett achou que aquele não seria o momento para contar aquilo, primeiro porque teria que tirar a filha daquele lugar sujo e imundo, para depois ver o que faria a seguir, mas de uma coisa ele tinha certeza, a sua vida não era mais a mesma e nem mesmo a de Jessica seria.
—- Obrigado por ter vindo! - Emmett disse ao amigo — E Isabella, lamento pelo comportamento de minha filha, sei que vocês não se dão bem, mas...
—- Todo bem! - Bella disse o interrompendo — Jessica precisa crescer, talvez quando ela sair da cadeia, começasse a trabalhar, isso seria uma boa para ela. Fazer algo que a faça entender como é ganhar dinheiro trabalhando.
—- Acredito que sim! - Emmett disse - Vou ligar para Heide, ela está esperando por notícias.
—- Tenha uma boa noite! - Edward disse — E acredite, faremos o nosso melhor para tirar a sua filha da cadeia Emmett, eu prometo!
—- Eu sei que fará Edward, confiou em você!
Em Edward, Emmett realmente poderia confia, mas se dependesse de Isabella, ela teria o maior prazer em atrapalhar o máximo possível, só para deixar a jovem Stanley lá mofando atrás das grades.
De dois, ela já havia se vingado, agora faltava Black. Para o rapaz ela prévia algo mais conturbado, ela já começava planejar os seus próximos passos e a queda de Black seria em grande estilo.
—- Vamos para casa! - Edward disse passando o braço em volta da cintura dela — Nossa noite foi bem agitada hoje!
—- Acredito que sim! - Bella disse descansando a cabeça sobre os ombros dele — Quero muito dormir.
—- Então vamos para casa...

Contínua...

Um comentário:

  1. Que picareta! Nossa, to impressionada com a capacidade da Bella em enganar as pessoas. Está fazendo com ele pior do que o que a Tânia fez. To ficando com muito nojo dela!

    Ass: Lívia

    ResponderExcluir