Jul M

Oi

domingo, 10 de abril de 2016

Capitulo 20


“Tive excessos de amores errados. A gente se engana muito com as definições românticas.”
— Clarissa Corrêa

Capítulo 20

O beijo foi lento e rápido, as roupas deles estavam espalhadas pelo chão. Bella estava com o rosto suado e a bochecha corada, Edward descansava a cabeça contra o peito da moça, ambos estavam deitados no chão do escritório, haviam terminada de “fazer amor”.

ALGUMAS HORAS ANTES...

—- Eu entendo! Eu sei, ultrapassei todos os limites... Eu vou entender se você quiser que eu saia de sua casa. - Ela disse interrompendo a fala dele.
—- Eu não quero que você saia desta casa! - Edward disse caminhando ao encontro dela — Eu não quero mais, você longe de mim.
E antes que Bella se desce conta, ele já estava beijando-a novamente com urgência, tomando tudo que ele podia toma com aquele beijo...

A camisa dele fora a primeira coisa que sumiu, enquanto as mãos nervosas de ambos passavam pelo corpo um do outro, depois as calças e por fim, os dois se encontravam seminus na Biblioteca. Aquele local estava começando a ser um lugar muito quente para aqueles dois. Edward segurou Isabella pela cintura, levantando-a e a menina automaticamente passou as pernas em volta da cintura dele. 

O maior caminhou com ela em direção ao pequeno sofá que havia ali, como o assento era realmente minúsculo, ele se sentou com ela em seu colo.
A boca habilidosa dele fez um caminho de fogo, beijando as bochechas e o pescoço da menina, fazendo com que o corpo da jovem se arrepiasse até o último fio de cabelo. As mãos fortes e másculas dele, mãos de homem, apertaram a bunda da menina de maneira ousada e habilidosa. A cabeça da menina tombou para trás e os olhos dela estavam fechados. Ela movimentou os quadris de uma maneira que só causava mais prazer para os dois.

Edward rasgou a calcinha da menina e em um movimento rápido, ele retirou a sua cueca. Isabella ainda tentava se recuperava das mudanças, gemeu contra a boca do homem quando ele lhe penetrou em uma única investida, forte e  intensa.
Edward ajudou Isabella com os movimentos, segurando a menina pela cintura, subindo-a e descendo-a em seu colo, enquanto o seu pau mergulhava profundamente dentro dela, da boca da menor saia pequenos gemidos, que ia direto aos ouvidos dele, provocando-o ainda mais, excitando-o ao extremo.

O corpo de Edward estava deitado no chão, enquanto Isabella tinha as mãos apoiadas contra o peito dele. A jovem morena subia e descia, rebolando em no pau grosso e vigoroso do homem, resultando em gemidos que eram abafados pelas suas próprias mãos.

Com um movimento rápido, Edward girou Isabella, deixando-a por baixo. Uma das pernas da menina ficou em volta da cintura dele, enquanto ele investia com força e  intensidade, fazendo o corpo todo dela tremer. Isabella gemia alto e Edward via nos olhos dela que ela estava bem próxima de gozar. 

A buceta dela apertava cada vez mais o pau do rapaz, tornando o caminho para a felicidade ainda mais estreito. Então, ele tomou a boca dela em beijo, no mesmo momento que ela gozou, melando todo o pau dele. O moço ainda investiu duas vezes, até gozar sobre a barriga da garota.

TEMPO ATUAL...

—- Você não tem que ir embora... - Edward retruca, sentindo os dedos da menina em seus cabelos, fazendo movimentos leves e suaves.
—- Eu não quero ir embora... - Ela sussurrou – Mas Edward, nós não podemos ficar assim...
O jovem levantou a cabeça e  olhou para menina que estava ainda mais linda, após tudo o que eles haviam feito.
—- Não me leve  a mal... - Ela disse mordendo os lábios e ele sentiu vontade de mordê-los, ainda mais agora que já havia sentido o gosto deles e sabia como eram saborosos — Não somos nada um para o outro... - Ela sussurrava como se fosse uma ofensa — Você é o meu chefe, e além do mais, eu sou sua aluna, o que estamos fazendo? e, e...
—- Não há nada de errado! - Ele a interrompeu — E você tem razão, eu sou o seu chefe, você é a minha aluna, mas não me diga que não somos nada! Bella, eu gosto de você, levei um tempo para aceitar isso, até porque você é tão jovem... Minha menina, eu já...
—- Você não é velho! - Ela disse tocando o rosto dele — Você só tem 35 anos Edward e eu vou fazer vinte anos, por favor, não é como se você estivesse comentando um crime.
—- Eu sei, eu sei... - Ele replica — Mas tinha medo de você não me querer, afinal,  você pode ter o homem que deseje...
A morena olhou para ele e se fingiu de tímida, porém ele tinha razão, ela poderia ter o homem que desejasse se tivesse a chance de chegar perto de um, porém ele tinha tudo que ela precisava  e ele estava ao seu alcance.
—- Só que eu quero você! - Ela sussurrou e fez um beicinho que a deixou ainda mais charmosa -  Tive medo que você não gostasse de mim... Tive medo de você não me notar...
—- Teria que ser muito cego para não notar você! - Ele me rebateu – Por favor, fique!
—- Edward, ainda assim, não resolvemos nada! - Ela disse voltando a morde os lábios, esperançosa por ele dizer o que ela tanto queria ouvir.
—- Eu quero que você fique Bella, que continue a trabalhar comigo. Eu quero ainda mais, quero que você me aceite.
—- Eu aceito você... - Ela disse de supetão — Mas eu não sei se você me quer, realmente...
—- Quero você como minha namorada, pequena Swan! - Ele disse aquilo e os seus dedos circulavam os lábios da menina — Quero você na minha cama... Quero você ao meu lado no trabalho, quero você na minha vida.
—- O que você quer de mim, exatamente? - Ela perguntou contendo um sorriso de vitória.
—- Quero que você se case comigo! - Edward pediu — Eu amo você Isabella Swan. Eu não sei dizer quando isso aconteceu e nem como aconteceu, mas você conseguiu um espaço, pouco a pouco em minha vida e já não consigo me ver sem você ao meu lado, e depois que tudo que aconteceu, duvido que consiga ficar longe.
—-Casar-me com você?
—-Bella, eu não tenho mais idade para namoros longos! - Ele explicou e ela deu um pequeno sorriso – Eu espero até que você termine a Faculdade e depois nos casaremos. Até lá, vamos levando discretamente a nossa relação, pelo menos nesse semestre, eu continuarei sendo o seu Professor, mas no próximo, eu pedirei dispensa para poder apresentá-la como a minha namorada.
—- Então é sério? - Ela disse um pouco surpresa não esperava que fosse conseguir tudo assim tão fácil.
—- Bella, eu não sou do tipo de homem que faz piadas.
—- Não acha que estamos indo rápido demais? - Ela perguntou.
—- Bella, eu acho que já esperamos tempo demais, isso sim! - Ele contornou e colocou uma mecha de cabelos por detrás da orelha dela — Já irei ter que esperar até que você se forme, mas do que isso, eu não espero!
A bela morena deu um sorriso radiante e então, o puxou e o beijou com carinho e vontade, as mãos do homem passeavam pelo corpo da menina e terminaram em seus seios, onde ele apertou e puxou o bico, fazendo a menina gemer em sua boca, claro que aquele foi apenas o primeiro passo para começar uma nova rodada...

Contínua...

2 comentários:

  1. E a Bella hein? Conseguindo tudo que planejou... Estou ansiosa pelo próximo.

    ResponderExcluir
  2. Espero que ela perceba a burrada que está cometendo a tempo, ou vai acabar sendo uma Tania.

    Ass:Lívia

    ResponderExcluir