Jul M

Oi

sábado, 20 de fevereiro de 2016

Capitulo 13


“Pessoas não são como bonecas, não podemos brincar com elas e depois guardá-las em caixas.”
— Pretty Little Liars

Capítulo 13

A dor é a lembrança mais viva de que alguém já sofreu uma perda. Muitas das vezes, ela acaba por se acostumar com aquela dor e ela passa a ser parte de seu ser, tanto que quando algo bom acontece, parece uma novidade absurda e se torna assustador.
Foi o que aconteceu com Edward quando Isabella lhe beijou quando ele estava desprevenido. No primeiro momento, veio o medo, depois a surpresa e então a verdade... Isabella era muito mais jovem, ela era a sua assistente, aquilo seria errado, ele sabia...
Isabella ficou constrangida quando saiu do carro, ela não olhou para trás, subiu as escadas correndo em direção ao seu quarto. Ela esperava mais, no fundo, ela achava que ele iria atrás dela em busca de uma explicação, depois ela sentiu medo e por fim, ela adormeceu na cama sozinha.
...............
Naquela manhã, Edward não estava à mesa do café, Alice estava elétrica, a mais de mil, devido a sua viajem que seria hoje pela tarde. Ela perguntou sobre a festa, coisa rápida e sem muita importância, depois passou a reclamar sobre tudo, sobre os amigos e aquele tipo de festa chata.
—- Você viu Edward? - Bella perguntou.
—- Na Biblioteca! - Alice respondeu rapidamente — Ele está lá desde cedo, tomou café lá, vai para o escritório mais tarde, eu o ouvir dizer que teria uma reunião importante.
—- Obrigada! - Bella disse se levantando — Vou começar a trabalhar...
—- Preciso de sua opinião sobre o que levo em minha mala, então quando tiver um tempo me ajude, preciso fechá-la antes de viajar.
—- Claro! - Bella disse saindo e seguindo para a Biblioteca. Duas batidas na porta, acompanhada por um entre e ela rapidamente entrou. Edward estava mergulhando em documentos.
—- Bom dia... - A bela morena usava um belo vestido simples naquela manhã. — Não vi você à mesa para o café!
—- Tomei café aqui! - Edward replicou frio, sem olhar para a jovem.
—- Sobre ontem, eu...
—- Vamos nos limitar apenas ao trabalho! - Edward disse — Esqueça o que aconteceu e seguiremos em frente. Que aquilo não volte a acontecer.
—- Claro! - Bella disse piscando os olhos várias vezes, sentindo a raiva consumi-la por dentro.
Como era possível ele agir de forma tão indiferente a ela. Ele a beijara de volta, sim ele a beijou, ela sentiu aquilo quando as suas mãos tomaram os cabelos dela e a puxaram para mais perto dele. Como era possível que agora ele agisse daquele jeito? Ignorando a vontade de grita com ele, Bella seguiu até a mesa e começou a trabalhar.
Edward não ficou muito tempo na Biblioteca, ele saiu alguns minutos depois, avisando Isabella que teria que ir para empresa. Ele teria uma reunião, mas voltaria para almoçar e também levar Alice ao aeroporto. O que deixo Bella com tempo livre para ir ajudar Alice com as malas e tentar se esquecer da raiva que estava sentindo em seu peito, pela rejeição do Cullen.
....................
—- Como está Heide? - Edward perguntou ao amigo.
—- Em casa. Heide não faz outra coisa a não ser ficar em casa com a filha.
—- Como está Jessica?
—- Viajando com o namorado e alguns amigos.
—- Nossa, e pensar que o tempo passou tão rápido - Edward mencionou — Lembro-me de Jessica ainda criança!
—- É... Hoje ela já é uma mulher, assim como Isabella, sabia que elas são da mesma turma de Direito?
—- Não. Isabella nunca comentou nada. Acredito que ela nem sabia que Jessica seja sua filha.
—- Acredito que saiba! - Emmett disse — Bem, tenho que ir, eu tenho um compromisso agora.
—- E eu tenho que levar Alice ao aeroporto. - Edward contou – Até mais Emmett, lembranças a sua esposa.
.................
Naquela tarde Alice partiu para França em busca de novas ideias, e claro, ela era grata ao dinheiro do irmão, pois assim poderia fazer compras e mais compras na cidade da moda. Bella se despediu da jovem em casa mesmo. Quando Edward voltou, Bella estava sorrindo ao celular.
—- Claro! - Ela disse — Sei bem onde é. Não, não, estarei lá, não perderia isso por nada! - Ela disse sorrindo e passando as mãos pelos cabelos – Não vejo a hora de ver você! Tudo bem, eu te encontrarei logo mais à noite.
Claro que Bella sabia que Edward estava ouvindo a conversa dela, e esse foi o motivo dela não ter dito o nome de Rosie, a sua amiga que estava de volta na cidade depois de muito tempo fora. A loira incrível estava de volta e queria rever os amigos.
—- Ah! - Ela disse se virando e fingindo se assustar. — Desculpa não sabia que você já estava de volta!
—- Acabei de chegar! - Edward tinha os olhos atentos na menina que usava um vestido extremamente justo e marcava o seu corpo delgado. — Fez o que eu pedi?
—- Sim! Todos os documentos já foram revisados. - Bella disse jogando os cabelos longos para o lado — Marquei também algumas leis que já foram trocadas, elas sofreram algumas mudanças, também estão anexadas a leis atuais.
—- Ótimo trabalho. Eu vou conferi-las agora!
—- Sr. Cullen! - Bella chamou antes de ele sair em direção a Biblioteca — Eu vou sair hoje à noite com alguns amigos, espero que não se importe!
—- Isabella fora de seu horário de trabalho, você aqui nessa casa é uma hospede. Não tem que me pedir permissão e nem me comunicar o que vai fazer. Mas fico grato pela consideração, há uma chave extra na gaveta de sua mesa, use-a quando for sair. Assim não precisará ficar batendo na porta sempre para alguém abrir.
—- Tudo bem! - Bella disse.
—- Se você já terminou o seu trabalho... - Edward começou a dizer — Pode tirar o resto da tarde de folga.
—- Obrigada!
...................
Naquela noite Isabella desceu as escadas da mansão Cullen usando um vestido laranja com alguns detalhes em preto. Os seus cabelos estavam presos em um coque discreto. Um batom rubro marcava a boca dela e a maquiagem estava perfeita e simples. Ela estava linda com todo o sentindo da palavra.

Edward estava na sala quando a menina desceu as escadas, ele falava ao telefone e a empregada lhe servia um café.
—- Menina! - A empregada disse sorrindo — Está linda! Você vai arrumar um namorado desse jeito!
—- Que é isso! - Bella disse meio sem graça, os olhos de Edward estavam nela — Não estou tão bem assim!
—- Está linda! - A empregada voltou a dizer.
—- Obrigada!
—- Isabella, não esqueça as suas chaves! - Edward disse, mas era visível que ele estava bem afetado pela presença da jovem.
—- Já está em minha bolsa! - Bella respondeu — Boa noite e até mais.
Edward não disse nada, Isabella apenas saiu e deixou-o sozinho na sala com os seus pensamentos impróprios.
....................
Bella reconheceu Rose logo de cara, a loira continuava igual, linda e maravilhosa, assim como a morena. Elas foram a uma boate conhecida e popular na da cidade, que por acaso era frequentada por pessoas da alta classe.
—- Então Jacob se casou! - Rosie disse virando o seu drinque de uma só vez — Que cachorro!
—- Nem me fale! - Bella disse e ambas já estavam bêbadas — O pior foi conhecer a noiva dele.
—- E.S.P.O.S.A! - Rosie pontuou — Eles são casados agora.
—- Nem me fale! Eu o amei! - Bella disse fazendo bico e virando um pouco da sua bebida na boca — O pior é que ele nunca me amou, no fundo, ele queria manter a posição que havia herdado do pai babaca.
—- Como é a esposa dele? - Rosie perguntou.
—- Igual, não muito linda, mas é rica, vem de boa família, gentil e doce, tão sem graça...
—- Ele merece um castigo!
—- Eu vou me vingar... - Bella prometeu — ...dele e de todos os outros que me ridicularizaram.
—- Se precisar de ajuda... - Rose disse sorrindo — Eu estou aqui amiga.
Ambas saíram de lá bêbadas. Bella não foi para casa do Cullen, ela foi para a casa de Rosie, um pequeno apartamento próximo ao centro comercial da cidade. E ambas desabaram lá mesmo, mortas de bêbadas.
Enquanto Bella enchia a cara, Edward se revirava na cama, até ao ponto que desistiu e foi para sala. Ele estava inquieto, era mais de três da manhã e nada da Srta. Swan voltar. O problema era que ele estava incomodado com o fato dela ter saído, ele tentava negar, mas não gostava nada daquela ideia dela sair sozinha, ainda mais vestida lindamente daquele jeito, ela era bonita e chamava atenção de qualquer homem. Talvez fosse isso que tivesse mantando o Cullen, e se ela estivesse com alguém. A final ela era livre...

Contínua...

4 comentários:

  1. eu quero que a bella se vingue , mas, não quero que ela machuque o ed.
    Acho que eles poderiam se envolver e ela acabar contando a ele , então ele ajudar ela na vingança , porem , impondo limites

    ResponderExcluir
  2. Eita ciumeeeeee!!!!!! Quero ver quando ela voltar pra casa q ele for tirar satisfação... quero roupa rasgada, pegada com jeito e uma foda com força (ala Sr. Grey kkkkkkkkk)

    ResponderExcluir
  3. Vou correndo ler o próximo! Estou amando.

    Ass:Lívia

    ResponderExcluir
  4. Adorei. to vendo q kndo esses dois se acertarem vai ser um fogo só hahahahaha vão viver se batendo de frente e se pegando depois. <3
    Tamara

    ResponderExcluir