Jul M

Oi

domingo, 7 de fevereiro de 2016

Capitulo 11


"Merecemos a calma de um amor sincero."
— Clara Brandão

Capítulo 11

-- Você não vai sair dessa casa e me deixar para trás! - Renée gritou jogando um vaso de vidro contra a parede — Eu perdi anos de minha vida, investindo em você, e agora acha mesmo que vai simplesmente juntar as suas coisas e sair?
Isabella fitou a mãe com aquele olhar acusador, aquele olhar que dizia bem mais, tipo, que Renée era uma péssima mãe, que nunca a amou, que sempre a via como um plano de vantagens. Porém a morena nada disse, apenas manteve os olhos atentos às reações da mãe.
Antes daquele momento, Isabella acordou em uma grande cama, em um belo quarto, um lugar totalmente diferente de sua realidade. Havia lá um banheiro só para ela, uma banheira enorme, um closet que estava vazio, mas logo estariam ocupados com suas roupas. Ela tomou um banho demorado, vestiu o mesmo vestido da noite passada, porém mesmo sendo uma roupa já antiga, ainda deixava-a linda e perfeita.
Ela falou com Alice antes de sair, disse que teria que passar em casa e ter uma conversa com a mãe. Ela sabia que não seria um conversa fácil, até porque a sua mãe sempre esperava mais de Isabella.
-- Não me olhe assim! - Renée disse aos gritos — Você é uma filha ingrata, uma vadia burra, acha que não saquei o seu jogo? Acha mesmo que não entendi o que está pretendendo fazer?
-- Não sei do que você está falando! – Isabella desconversou.
-- Não minta para mim! - Ela berrou chegando perto da menina e apertando as suas bochechas — Você é a minha imagem, é uma vigarista, aproveitadora, eu sei o que está fazendo... Não pense você que vai me deixar de fora dessa sua grande jogada!
Renée empurrou Isabella e a moça caiu de costas no sofá, Isabella agora tinha as bochechas vermelhas e os olhos mais furiosos ainda.
- Pegue a sua mala, pode ir! - Renée sentenciou — Mas não esqueça que sei mais coisa sobre você do que qualquer outra pessoa, e quando você conseguir o que pretende, não pense você que se livrará de mim assim tão fácil, não me importo em qual seja o golpe que você vá dar para conseguir o que quer, só não esqueça que eu sou a sua mamãe.
Renée saiu da sala em direção ao seu quarto, Isabella sentiu vontade de grita, xingar e bater em algo.
-- Querida... - Sue disse entrando na casa da menina — Ouvi os gritos de sua mãe. Esta tudo bem?
-- Tudo! - Bella disse em estado catatônico — Eu estou indo embora madrinha, mas prometo que voltarei para lhe visitar!
-- Para onde você vai? O que está planejando, Isabella? - Sue perguntou, ela assim como Renée conhecia muito bem Isabella.
-- Alice me chamou para passar um tempo com ela - Bella disse simplesmente — Será muito bom para mim, madrinha, ficar longe de tudo.
-- É apenas isso menina? Isabella, por favor, não me diga que está armando mais um de seus golpes.
-- Por que pensa isso madrinha?
-- Porque eu sei como você é... - Sue respondeu — Você odeia toda essa pobreza, você deseja mais, e tem presa para isso... Você tem ódio no coração, e desde que você e Jacob romperam... Você parece ter ficado mais fria e mais cheia de ódio.
-- Jake foi um cretino! - Bella murmurou — Ele disse que me amava, e no final, eu era apenas mais uma na vasta coleção.
_ Bella você é linda, inteligente, pode fazer fortuna com o seu trabalho, sempre estudou nas melhores Escolas, você não precisa viver de golpes como a sua mãe.
-- Mas não posso esperar... - Bella justificou — Sabe quanto tempo um Advogado recém-formado leva para ter o seu nome reconhecido? Madrinha isso leva anos, e apenas quando não são explorados pelas empresas que trabalham e no final, quem fica com todos os créditos são os donos das firmas.
-- Abra o seu próprio escritório. - Sue aconselhou — Você é esperta minha linda, não precisará disso!
-- Eu não estou fazendo nada! - Bella garantiu, mas Sue sabia que existia bem mais coisas do que ela estava falando. — É só um tempo, e será bom, pois ficarei longe de Phil.
-- Tudo bem minha menina! – Sue anuiu — Mas não faça nada que posso se arrepender depois.
-- Claro que não, madrinha. - Bella disse limpando o rosto que estava molhando por lágrimas — Me acompanha até o táxi?
-- Claro minha querida! - Sue disse — Não deixe de vir me ver, saber que sinto a sua falta!
Renée olhou da janela enquanto Sue ajudava a afilhada a levar a mala para o táxi, ela tinha um sorriso no rosto, é claro que Isabella estava armando um golpe, Renée só não sabia dizer qual... Isabella era experta, provavelmente estava arrumando um jeito de desviar dinheiro de seu chefe, ou algo que lhe rendesse bem mais dinheiro. Não importava qual fosse o golpe, ela teria parte daquele dinheiro por bem ou por mal.
Naquela manhã, Alice acordou cedo, até bem antes do que Isabella, Edward sairia logo e ela queria conversa com ele sobre a sua amiga.
-- Devo pensar que a sua cama pegou fogo? - Edward perguntou quando viu a irmã de pé tão cedo.
-- Na verdade, preciso falar com você! - Alice disse dando aquele sorriso tímido de queria algo em relação ao irmão.
-- O que deseja?
-- Conversei com Isabella ontem... - Alice disse e o nome de Isabella fez com que ele prestasse ainda mais atenção nas palavras da irmã.
-- O que ela disse sobre as marcas?
-- Foi o namorado da mãe dela... - Alice disse — Ele bebe, e quando está alcoolizado fica violento. Edward, ela não entrou em detalhes, mas ela me garantiu que ele nunca chegou à forçar nada com ela, mas ás vezes, ele acaba sendo violento com ela. Não tive coragem de perguntar se ele já tinha abusado dela ou algo assim, ela não estava à vontade para falar.
-- Cretino! - Edward bramiu ficando irritado.
-- Eu sei... - Alice anuiu — Eu também fiquei com raiva quando ela me contou o fato. E é por isso que estou falando com você, eu posso ter agido antecipado e até ter passado por cima de sua ordem, mas eu chame Isabella para morar aqui, pelo menos por um tempo. Agi mal?
-- Ela é sua amiga! - Edward disse — Não vejo problema nisso, além do mais, Isabella trabalha aqui comigo, será melhor, e ela ficará mais segura.
-- Então, você aceita?
-- Claro Alice! Assim como você, eu também me importo com Isabella.
-- Se importa? - Alice perguntou olhando de maneira divertida paro o irmão.
-- Não é desse jeito que você esta fantasiando, me importo com ela do mesmo jeito que me importo com você.
-- Bem, ela é solteira, e você também! - Alice concluiu.
-- Ela é bem mais jovem Alice e já falamos sobre isso.
-- Tudo bem, eu entendo que você tenha as suas limitações, além da questão da ética e da moral em relação à Isabella, mas tente sair com outras pessoas.
-- Alice, quando eu achar que é a hora de sair com alguém, eu farei! - Edward disse — Mas me deixe como estou, pois eu estou bem.
-- Tudo bem! - Alice concordou e o beijou no rosto — Vejo você no almoço?
-- Sim! Além do mais, só tenho um reunião agora, volto para casa para trabalhar aqui. - Edward disse — Tem trabalho para Isabella sobre a mesa, avise a ela.
-- Sim Senhor! - Alice disse batendo continência.
Por um lado, Edward se sentia bem com a decisão tomada pela irmã, por outro, ele tinha um sensação estranha no peito de que talvez não fosse tão boa aquela ideia. O que teria por trás daqueles lindos olhos castanhos chocolate, isso ele não sabia dizer, mas estava com medo de descobri...

Contínua...

7 comentários:

  1. Serio... espero mesmo q a Bella saiba o q esta fazendo. Pq o tombo dela vai ser gigante se ela continuar assim...

    E q mulherzinha mais arg essa mãe dela... e é melhor a Bella tomar cuidado com ela ou vai se dar mal....

    bjooos

    ResponderExcluir
  2. Adorando está história. Posta mais

    ResponderExcluir
  3. Adorando está história. Posta mais

    ResponderExcluir
  4. To tão dividida...

    Espero que a Bella não faça nada de errado, e quero muito ela com o Eddie.
    Mas tenho medo dela acabar machucando ele...

    Ahh... Quero mais capitulos...

    Bjs..

    Lili

    ResponderExcluir
  5. Não quero que ela machuque o Ed ainda mais do que já é magoado.
    Ansiosa pelo próximo capítulo

    ResponderExcluir
  6. Estou adorando essa versão da Bella, mas ao mesmo tempo tenho medo do que ela é capaz de fazer com o Edward e com a Alice. Espero que ela consiga se achar antes de fazer besteira.

    Ass: Lívia

    ResponderExcluir
  7. bem q ela faz saindo de casa. Mesmo adorando esse jeito da Bella, espero q ela nao faça o Ed sofrer.

    Tamara

    ResponderExcluir