Jul M

Oi

sexta-feira, 1 de janeiro de 2016

Capitulo 6


Bastava proibir-lhe alguma coisa, e isso tornava-se logo o maior desejo de seu coração. – George R. R. Martin

Capítulo 6

A manhã de Isabella foi corrida, ela ficou feliz por não ter tido aulas na Faculdade. A jovem arrumou todos os arquivos que encontrou, fez também o resumo de alguns casos. Depois de tudo já arquivado, ela passou a buscar novos afazeres e ainda organizou a agenda do Sr. Cullen.
No final do dia, ela tinha feito tudo que Edward lhe solicitara, e para surpresa dele, em nenhum momento, ela reclamou.
-- Srta. Swan! - Ele a chamou.
-- Pois não... - Ela disse tirando os olhos da tela de seu computador.
-- Como amanhã você terá aula, nós nos encontraremos à tarde em minha casa.
-- Tudo bem! - Bella assentiu — Mas eu não sei onde seria a sua casa.
-- Repassarei para o seu e-mail as informações que você precisa para chega em minha residência. E também, estabelecendo o seu horário de trabalho.
-- Tudo bem... Deseja mais alguma coisa? - Ela perguntou solicita.
-- Não... Por hoje, você está liberada! – Edward respondeu — Vejo você manhã.
-- Com sua licença! - Ela agradeceu pegando as suas coisas e desligando o computador. — Até amanhã.
A morena saiu da sala deixando o homem admirado com a sua elegância e talento. Então ele passava os olhos pelos resumos que a jovem havia feito, durante aquele dia. Ela não parara nem ao menos para almoçar direito. O trabalho da moça estava perfeito e cheio de detalhes, bem mais elaborado do que ele esperava de uma mera estudante de Direito.
...................
Bella chegou a sua casa cansada e animada. Ela se sentiu bem trabalhando ali, ninguém, além da secretaria maldita do Cullen, se importara com a sua aparência.
-- És tão bela quando inteligente! - A voz rouca e reconfortante chamou a sua atenção.
-- Jake! - Ela disse se virando e sorrindo para o belo moreno que estava de volta. — Quando você chegou?
-- Hoje! - Ele contou saindo de perto da parede e sorrindo para a amiga — Vim te ver, mas você não estava... O que aconteceu?
-- Estou trabalhando! - Ela contou animada.
-- Fiquei sabendo... - Jacob disse chegando mais perto dela — Também sei que está estudando naquela Universidade de grã-fino!
-- Parabéns! Eu soube que se formou em Medicina!
-- Pois é... Ironia da vida! - Jacob desdenhou — Os médicos se recusaram a salvar a minha mãe, no entanto, eu virei um deles...
-- Por que voltou para vila?
-- Gosto daqui! - Jacob disse — Eu passei boa parte de minha vida aqui, então decidi voltar para cidade.
Jacob e Isabella tinham uma espécie de caso antigo e mal resolvido. Jacob nem sempre foi assim, a sua mãe morava na vila, após a morte dela, ele descobriu um pai rico e foi embora. Ele tinha dezoito anos quando deixou tudo e agora estava de volta. Ele era mais velho do que Isabella três anos, estava de volta por causa dela, mas sabia muito bem quem era Isabella, uma garota gananciosa que faria qualquer coisa para subir na vida.
-- Só você mesmo para sair da pobreza e depois voltar para ela. - Bella disse sorrindo — Você não tem um osso rico nesse corpo.
-- Não mesmo! - Jacob anuiu - O meu pai é rico e não eu, Isabella!
-- Disso eu já sei! Todos conhecem as Indústrias Black - Bella assentiu.
-- Bem, eu só passei para dizer um “oi”... E agora que você já sabe que estou de volta, sabe também onde me achar.
-- Claro, claro. Até mais Jake!
-- Até mais, Bells!
Bella entrou em casa e a casa estava vazia, com toda certeza, a sua mãe e namorado bêbado estavam na rua aprontando das suas para cima de algum trouxa. Ela estava feliz pelo retorno de Jake. Ele era rico agora e eles já tinham sido namorados no passado, talvez houvesse uma possibilidade de eles reatarem o namoro.
....
Edward estava em casa, Alice estava à mesa com ele, ambos jantavam envolvidos em uma conversa amena. Edward falou sobre o seu dia e como a nova assistente tinha superado as suas expectativas. A moça estava sendo altamente profissional.
-- Então ela é boa mesmo? - Alice perguntou sorrindo.
-- Ótima! Alice você precisa ver o resumos dos casos que mandei que ela fizesse... Perfeitos! - Edward elogiou — Você não tem ideia de como ela levanta questionamentos inteligentes. Ela me surpreendeu bastante.
-- Então, meus parabéns! - Alice disse — Quando vou conhecer essa garota incrível?
-- Amanhã à tarde! – Edward respondeu sorrindo para irmã — Ela virá trabalhar aqui comigo, após a sua aula.
-- Eu não sei... Talvez não fosse bom você trazê-la para cá - Alice ponderou.
-- Alice, o motivo pelo qual eu preciso de uma assistente e justamente para me ajudar nos casos que não posso investigar no escritório, e fora isso, é muito mais confortante passar mais tempo com você em casa, do que ficar preso o dia todo no escritório.
-- Tudo bem! - Alice concordou — Eu só achei que talvez fosse cedo demais...
-- Não se preocupe, ela é uma ótima pessoa.
-- Espero que sim! - Alice disse forçando um sorriso.
........................
Isabella estava meio atrasada naquele dia, ela perderia a primeira aula na Faculdade. A futura magistrada se sentia feliz pelo semestre já está quase finalizando e logo ela teria alguns dias de férias.
-- Bom dia e tchau! - Ela disse saindo de casa.
-- Bells! - Jacob chamou a sua atenção — Tá indo para onde?
-- Jacob, eu estou atrasada! - Bella disse apresada — Vou para Faculdade.
-- Sobe aqui! - Ele pediu apontando para a sua moto. —Vamos! Eu te levo!
-- Eu não sei... Não é lá uma boa ideia. - Ela falou olhando para a moto — Eu preciso chegar arrumada, não descabelada, ainda vou trabalhar hoje.
-- Vamos lá! É melhor do que ir de ônibus!
-- Tudo bem! - Ela disse e correu em direção ao jovem.
.......
Os dias foram passando e Edward ficou encantando com trabalho da bela morena. Alice, no começou, não gostou tanto de Isabella, a arrogância da nova assistente era visível, mas Isabella conseguiu ao poucos convencer Alice que, sim, ela era uma boa pessoa, ou pelo menos, fez com que ela pensasse assim.
-- Quando você entrará de férias? - Edward perguntou atrás de sua mesa. Isabella estava à mesa dela usando o computador para arquivar alguns casos finalizados do Cullen.
-- Farei as provas finais na próxima semana! - Ela respondeu — Só então entrarei de férias e voltarei apenas no semestre que vem.
-- Bom, nesse caso... - Edward começou — Você trabalhará para mim nos dois turnos: manhã e tarde!
-- Claro!
-- Não se preocupe! Você receberá por isso também!
-- Não estava pensando nisso! - Isabella disse olhando para ele — Eu gosto de trabalhar aqui, além do mais, você e uma ótima referência e estou aprendendo muito também.
-- Fico feliz por isso! - Edward pontuou — Bom, se já terminou por hoje, pode pedir ao motorista para levar você.
-- Não será preciso! - Bella disse rapidamente - Um amigo virá me buscar. A minha mãe pediu... Acredite ou não, ela resolveu bancar uma boa mãe. Ela disse que era perigoso eu andar sozinha tarde da noite.
-- Ela está certa! - Edward concordou — É arriscado andar sozinha à noite, a cidade está muito violenta.
-- Não diria isso se conhecesse a minha mãe! - Isabella falou levantando e arrumando a sua roupa. — Vejo o Senhor amanhã!
-- Claro Srta. Swan!
-- Odeio quando me chama assim! - Ela disse olhando para ele — Tenho sempre a impressão de que vai me dar uma bronca por algo. Por favor, me chame de Bella, ou até Isabella, mas pare de se referir a mim por “Srta. Swan”... Até porque, já trabalho para você há dois meses.
-- Desculpe-me Isabella. É que já é costume.
-- Quebre esse costume.
-- Tentarei! - Ele disse dando um sorriso — Até mais Isabella.
-- Até mais! - Ela disse saindo. Alice estava na sala sentada no sofá com revista nas mãos. – Até mais Alice!
-- Até Bella!
De fato, ela tinha carona, mas não era de um amigo e sim de seu namorado. Isabella negou por duas vezes aquele romance. Ela não queria que o seu chefe soubesse quem era o seu amigo e tão pouco que ela tinha um namorado.
--- Sempre linda! - Jake disse entregando o capacete para ela — Vamos? Eu tenho uma surpresa para você.
Verdadeiramente, Isabella gostava da companhia de Jacob. Ela sempre o amou, ou pelo menos achava aquilo, já que o namorico deles era desde adolescentes. Eles sempre “ia” e “vinha”, até que ele se foi e agora que ele voltou, parecia que o amor dela por ele só havia aumentado. Jacob fora primeiro em tudo, primeiro beijo, primeiro amor, primeira transa.
Jacob levou Isabella em um restaurante chique. Ela ficou feliz por estava vestida a caráter. Eles estavam juntos há dois meses mais ou menos e ela estava deslumbrada com possibilidade de poder realmente ficar com ele, e melhor, de saber que ele poderia tirá-la daquela miséria.
-- Ainda não entendi porque nos trouxe aqui! - Ela perguntou, eles já tinham jantado.
-- Eu queria falar com você. Algo importante! - Jacob disse, só então, ela notou que ele estava tenso demais e ela se sentiu feliz, no fundo ela sabia que ele faria um pedido... O grande pedido...
-- Então diga Jacob.
-- Meu pai me ligou! - Ele começou e coçou a cabeça, bem na nunca — Bella, eu não sei como dizer isso! Juro eu queria pode dizer de outro jeito, mas...
-- Então diga! - Ela parecia esperançosa.
-- Eu terei que voltar, para me casar... - Toda a alegria de Isabella morreu como tiro certeiro no peito. — Eu lamento, mas não podemos continuar...
Os lábios de Isabella tremiam de raiva, os seus olhos estavam furiosos e a sua respiração era como a de uma serpente.
-- Você... Você...
-- Eu lamento... - Ele disse — Bells, eu realmente gosto de você, mas você não conhece o meu pai, ele jamais aceitaria que você fosse a nora dele.
--O seu pai é um filho da puta! - Ela disse socando a mesa e chamando um pouco de atenção para eles — E você está sendo outro.
-- Bells, eu sei o que você quer! - Jacob disse olhando meio raivoso para ela — Eu não serei a sua escada para sair dessa vida.
-- Eu não preciso de você. Eu não preciso de ninguém! - Ela sussurrou furiosa entre dentes — Você vai se arrepender amargamente por esse dia... Eu juro!
-- Você nunca vai poder fazer nada.
-- Não tenho presa e você vai se lembra de mim.
Isabella saiu do restaurante correndo para que ninguém pudesse a ver chorar. Parecia que uma faca havia atravessando o seu peito, a cada ato de respirar. Ela saiu andando sem rumo e sem direção pelas ruas, esperando que algo lhe acertasse e acabasse de vez com aquela dor.


Contínua...

7 comentários:

  1. Chocada! Ela é muito mais ambiciosa do que eu pensei.
    To adorando muito a fic.

    Ass: Lívia

    ResponderExcluir
  2. Começando o ano com estilo kkkkkk amoooo..
    Tenho que concordar que ela é bem pior do que eu pensei tbm kkkkk achei q era a unica kkkk a bicha é mal caráter.. quero ver quando ela mostrar a verdadeira cara pro Edward, q tbm não é mto diferente dela kkk
    Ansiosa pelo próximo!!!!!

    ResponderExcluir
  3. q bixa ruim! foi bancar a esperta e se deu mal hahahahahaha bem feito.

    Tamara

    ResponderExcluir
  4. Eu posso estar enganada, a Bella parece ser ambiciosa e só. Mas acho quero trás dessa fachada de ganância e busca pelo poder, existe o dedo da mãe e do padrasto. Acho que no fundo ele pode vir a ser uma boa pessoa e amar verdadeiramente o Edward.

    ResponderExcluir
  5. Eu posso estar enganada, a Bella parece ser ambiciosa e só. Mas acho quero trás dessa fachada de ganância e busca pelo poder, existe o dedo da mãe e do padrasto. Acho que no fundo ele pode vir a ser uma boa pessoa e amar verdadeiramente o Edward.

    ResponderExcluir
  6. Foi bem feito sim
    mas porra , foi foda . eu espero mesmo que ela conte ao Ed a verdade sobre ela . pois, ele a ajudaria asubir na vida

    ResponderExcluir