Jul M

Oi

sábado, 18 de abril de 2015

De Olhos Bem Fechados -- Cap 24

Prazer e Travessura...

Duas semanas havia se passado desde o final de semana perfeito entre Edward e Isabella. As coisas entre eles estavam cada dia melhor, a morena andava cada vez mais apaixonada pelo belo homem, que não estava diferente dela neste sentido.
Isabella dividia o seu tempo entre procurar um emprego, almoçar ou jantar com Angel, mas à noitinha, ela se dedicava ao namorado insaciável, lindo e sexy que tinha arrumando. Sem falar que em meio à correria que foram aquelas duas semanas, Isabella ainda teve que lidar com uma suposta vinda de pai à cidade. Charlie mudou de ideia bem em cima da hora, pois a esposa dele se recusava a viajar e deixar os seus cachorrinhos para trás. Mediante ao fato, Isabella prometeu ao pai que iria visitá-lo na pequena cidade dele, o mais breve possível. E com essa promessa, Charlie adiou a vinda dele para conhecer o novo namorado da filha, além do local no qual ela estava morando.
Naquela noite, Edward prometeu levá-la em casa após o jantar com Angel e Dona Esme que queria, por fim, conhecer melhor a suposta norinha. Esme não apreciava em nada, a ideia de que o seu filho estava se envolvendo com a ex-babá de sua neta.
Claro que Esme, como mãe, esperava alguém melhor para o filho, ela deixou aquilo bem claro para Isabella, ela disse a morena que ela jamais seria a nora dos sonhos dela, mas que enquanto ela estivesse com o seu filho, que pelo menos demostrasse respeito pela família, e pela conduta moral da casa, ou seja, Esme deixou claro que não queria Isabella trepando com filho dela naquela casa, se ambos quisesse trepar ou “fazer sabe-se lá o quê”, era para ambos procurarem um motel ou outro lugar nesse sentido.
Claro que Edward gargalhou mediante a falsa conduta moral de sua mãe. Edward conhecia muito bem Dona Esme, sabia que ela e Carlisle aprontavam e muito, mas claro, que jamais jogaria aquilo na cara dela, apenas disse à mãe que a casa era dele, e que não precisava de um motel para fazer o que bem entendesse, além do que, ele tinha um quarto no andar de cima e pretendia usar o local e muito...
-- Sinto muito pela minha mãe! - Ele se desculpou quando estacionou o carro na garagem da casa dela. — Ela, às vezes, esquece que a casa e minha e não dela.
-- Tudo bem! - Bella assentiu sorrindo tímida — Mas ela tem razão, Angel está sempre lá, e você sabe como ela é...
-- Baby, Angel dorme a noite toda, relaxe! - Ele argumentou e saiu do carro de mãos dadas com ela — Afinal de contas, eu duvido muito que ela ainda acredite naquela história de cegonha!
Isabella engasgou com as palavras dele, ficando completamente vermelha, e ele acabou rindo, rindo muito dela.
-- Juro Isabella, às vezes esse seu jeitinho inocente me faz pensar cada coisa! - Ele disse com malícia — Além de me dá umas boas ideias!
-- Edward! - Ela disse chamando a sua atenção, enquanto eles subiam as escadas — Você só pensa nisso?
-- Meio difícil pensar em outra coisa quando ficou olhando a sua bunda subindo essas escadas! - Ele arguiu dando um sorriso safado e cheio de segundas intensões.
-- Por favor! - Ela disse corando forte — Deixe-me pelo menos entrar em casa!
-- Ah querida, pode apostar que será apenas esse tempo mesmo que lhe darei! - Ele retrucou sorrindo com mais malícia ainda.
..................................
Ele cumpriu cada palavra dita, ele a atacou assim que a porta da casa dela se fechou... Eles “treparam” como a boa Senhora Esme aconselhara, bem longe da casa de Edward, pela chão da sala de Bella e terminaram no sofá, participando de um dos joguinhos sexuais de Edward.
Isabela estava usando apenas calcinha de renda, ela e Edward já havia tomando banho, e agora eles estavam na sala, haviam também terminado de comer um pouco de algo doce, que Isabella tinha feito naquela manhã. Edward utilizou a gravata dele para amarrar as mãos dela, a morena sabia o que iria acontecer, não era a primeira vez que eles faziam aquilo, já repetiram aquele ato duas vezes, durante as duas semanas anteriores... Na primeira vez, ela ficou meio nervosa, apreensiva por não saber o que ele iria fazer, mais agora, ela tinha uma boa ideia de tudo...

Isabella estava de joelhos, Edward estava em pé na frente da menina. Isabella segurava o pau do rapaz entre as suas mãos e passava toda a língua pelo comprimento do rapaz, indo da base até a cabeça e chupando quando chegava ao topo, fazendo-o gemer e gritar de prazer sempre que ele o engolia.

Edward estava sentando no sofá, enquanto Isabella estava com uma perna sobre o sofá e outra fixa no chão. As mãos da menina masturbavam o pau dele com pressa, enquanto a sua boca tomava a boca dele em um beijo cheio de desejos...

Isabella estava mais solta na cama, ela aceitava e topava tudo o que Edward sugerisse que eles fizessem. Primeiro porque ela era curiosa e não entendia muito ainda sobre sexo, e com Edward então, ela sempre tinha novas experiências que lhe rendiam muito, mais muito, prazer.
Isabella montava Edward com perfeição, eles estavam no sofá. Ela subia e descia em seu colo, sentindo cada movimento rápido dos seus quadris, o pau dele se afundava dentro da buceta dela, ele ia engolindo cada pedacinho dela.

Isabella movia para frente e para trás os seus quadris, às vezes de maneira mais lenta e prazerosa, enquanto a sua boca tomava a dele em um grande beijo cheio de malícia, ambos gemiam um na boca do outro, sendo dominados pelo prazer que dividiam.

Isabella pranteava e urrava, mesmo com a boca de Edward tapando a dela com beijos luxuriosos, gemendo e sentido cada vez mais o pau dele entrando e inchando com os movimentos dos quadris dela, a sua buceta cada vez mais apertada e molhada. Ela sabia que estava preste a gozar quando Edward aprofundou o beijo.

Edward virou Isabella sobre o seu colo, colocando-a de costas para ele, segurando-a pela cintura, ajudando-a a subir e descer em seu pau... Ela quicava como um pião sobre o seu mastro. Apertando e gemendo cada vez que ele se enterrava dentro da buceta pequena e molhada dela.

-- Sim, baby, sim, goze para mim! - Ele disse apertando-a pela cintura e gemendo ao mesmo tempo em que ela apertava o seu pau.
-- Oh, mais forte! - Ela gritou em meio ao prazer.
Edward a segurou com força pela cintura e se enterrou dentro dela, eles gritaram juntos quando ela gozou logo seguida por ele, ambos se deliciaram em prazer e desabaram um nos braços dos outros...
...................................
-- Vamos baby! - Edward disse beijando as costas dela e dando mordidas leves na morena — Você não vai procurar emprego hoje?
-- Vou! - Ela gemeu, mas não abriu os olhos, nem mesmo olhou para ele.
-- Então, ande, se arrume... Eu deixarei você onde desejar! - Ele sentenciou.
-- Tô com sono! - Ela reclamou — Você me deixou acordada até tarde com as suas travessuras.
-- Gosto de fazer travessuras com você! - Ele anuiu sorrindo e beijando os ombros dela novamente — Mandarei Paul vir buscar você mais tarde, para deixá-la onde desejar!
-- Eu posso pegar um ônibus! - Ela argumentou.
-- Não quero você andando de ônibus, Bella! - Ele foi firme – Paul passará aqui após o almoço, fique dormindo enquanto isso, você precisa de muito descanso...
-- Por que está saindo tão cedo? - Ela perguntou girando na cama e se espreguiçando.
Ele já estava vestido, havia mais ou uma semana que Edward chegara à casa de Isabella com uma pequena mala, cheia de roupas e objetos pessoais dele. Ele havia resolvido manter algumas peças de vestuário na casa da namorada, tais como calças, shorts, cuecas, camisas, pijamas dentre outras roupas e objetos básicos necessários.
-- Eu tenho uma reunião agora pela manhã! - Ele lhe segredou — Reunião com um café da manhã! Vejo você mais tarde para almoçarmos?
-- Claro! - Ela sussurra sorrindo – Você parece que não me dará muita escolha!
-- Na verdade, já lhe dei uma escolha! - Ele a relembra — Trabalhe para mim e estará tudo resolvido! - Ele disse piscando para ela.
-- Duvido que seja tão fácil assim! - Ela rebate.
-- Na verdade, só há um lado fácil nessa historia toda... - Ele afirma ficando por cima dela e prendendo os braços da moça a cima de sua cabeça. — Eu vou poder comer você em cima de minha mesa, no sofá da minha sala, e no elevador também...
Ele mordeu os lábios e gemeu com a promessa dele, sabendo que ele levaria a sério cada palavra dita, e a deixaria em uma situação bem complicada, contudo, extremamente prazerosa...
-- Bom dia, baby! - Ele disse saindo — Durma e descanse bastante... Eu vou usar você hoje à noite toda...
-- Isso! Use e abuse de mim... Eu virei o seu objeto agora! - Ela reclamou, mas acabou sorrindo.
-- Oh baby, eu diria que você é o meu maior e único objeto de prazer! - Ele piscou e saiu de uma vez do quarto.
Isabella ficou na cama apenas encarando o teto e pensando na vida... Como a sua vida havia mudado tanto em tão pouco tempo... Os rumos que havia tomando e tudo o que ainda estava para acontecer... O modo como em cada dia que se passava, ela se encontrava bem mais envolvida com Edward.


CONTÍNUA...

38 comentários:

  1. Porra amei como sempre
    Só não quero que a bella seja boca quando pessoas maldosas começarem a aparecer

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. concordo com vc chega de Bella bocó que acredita em tudo que falam ou inventa algo tramado pra fazer parecer verdade

      Excluir
  2. Eles são dois coelhos.....
    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    ResponderExcluir
  3. Ahhhhhh a sortuda essa Bella.... Eu quero um desses pra mim!!!!!

    ResponderExcluir
  4. adorei o capitulo.. menos a chatice da Esme o velha rabugenta, kkkkkkkkkkkk espero que o casal fique assim de boa com suas ceninhas de ciúmes mais sem terceiros no meio..! kkkkkkkkkkkk oque eu acho bem difícil

    ResponderExcluir
  5. Capítulo quente!!! E que situação a de esme hein? ! Kkk

    ResponderExcluir
  6. pq tão lindos e apaixonantes?!?!

    ResponderExcluir
  7. AAAhhh.... que lindo!!!
    Não canso de dizer o quanto eu AMO essa fic e esse casal. Acho incrível a maneira que eles amadureceram juntos. Tanto ela, que se torna um mulher cada vez mais segura de si, quanto ele que está aprendendo a ser um bom pai, e a dar mais valor as pessoas que ele ama. Parabéns por isso Juh!!
    Ri muito com a tirada da Esme.. é a santa quem sabe! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Acho que tá mais que na hora dela voltar a trabalhar com ele. Se ela não quiser eu quero!!! To super aberta pro trabalho! kkkkkkkkkkkkkkk
    Bjinhos e até mais!!!!!!

    ResponderExcluir
  8. Mais um capítulo incrível.
    O pai da Bella tem dinheiro? Então pq ela não se preocupa com a filha e arruma outri lugar pra ela morar? ! Ja li q o ap dela não é seguro. Aposto q tem haver cok a madrasta dela. Afe..

    ResponderExcluir
  9. gostei mas... por onde anda a Tania?

    ResponderExcluir
  10. adorei
    tem algo neles que me fascina hahahaha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiii.
      quando tem capitulo novo?? ; )

      Excluir
  11. Hoje eu acordei triste, sem motivação...
    Quem nunca se sentiu assim?
    Ai eu vim aqui e li as fics daqui, e não consegui parar cap após cap...
    Isso continua ate hoje!
    Jul M, muito obrigado, pelo tempo e carinhos dedicados a todas as histórias, eu sei que assim como todos os rés mortais , você tem afazeres que tomam seu tempo!!!
    Muito obrigado por mais um cap desse casal fictício que é eterno em nossas mentes e corações, apesar de não estarem juntos na vida real... Fazer o que , a vida nunca é perfeita, mas não custa nada sonhar!


    BJS...

    ASS: ANÔNIMA ;)

    ResponderExcluir
  12. perfeito como sempre!

    ResponderExcluir
  13. sabe di nada dona esme kkkkkkkkk
    adorei

    ResponderExcluir
  14. Só não entendi uma coisa, o Charlie foi ou não foi visitar a filha?

    ResponderExcluir
  15. casem logo hahahahahaha

    ResponderExcluir
  16. cda capitulo que eu leio é melhor q o outro

    ResponderExcluir
  17. Amei o capítulo, curiosa pelo próximo.

    ResponderExcluir
  18. Mais de um mês sem postar, não aguento mais espera, todo dia venho aqui e nada, sei que você tem suas coisas mas desde o ano passado você vem diminuindo o número de postagens, tenho saudade de quando postava rapidamente, mas como não sou eu a escritora, e sim uma mera leitora, só me resta esperar...

    ResponderExcluir
  19. Minha querida você perdeu a senha da sua conta????

    ResponderExcluir
  20. Oi Jul,
    Ta tudo bem com vc? Espero que sim. Você sumiu e eu fiquei preocupada.
    Se cuida xuxu!
    :*

    ResponderExcluir
  21. 2 meses praticamente, esse foi seu record não é? Você se superou desta vez!

    ResponderExcluir
  22. isso é uma falta de respeito com as leitoras, mais facil excluir o blog, pelo menos nao ia nos deixar esperançosas </3

    ResponderExcluir
  23. Cade vc Jul????
    Mande notícias...

    ResponderExcluir
  24. Amorzinho porque não atualiza logo?

    ResponderExcluir
  25. Aahhh esse capi foi tão bom!
    Por favor volte logo e com mais capis assim.
    Beijos

    ResponderExcluir
  26. Meu Deus. Todo mundo tem uma vida. Não é só pq ela não postou q alguem tem diteito de vir reclamar. É foda, eu sei. Faz falta, tbm sei. Mas quandon ela puder ela posta. Espero que seja logo, vamos esperar.

    ResponderExcluir
  27. Oi Jul, tudo bem com você? Estou torcendo para que sim. Ansiosa e curiosa pelo próximo capitulo.
    Pessoal que falta de respeito ficarem atacando, todas temos uma vida fora da net, ela não firmou nenhum compromisso com nenhuma de nós dizendo que tem obrigação de postar todas as semanas, que é chato esperar é chato, mas ela posta quando tiver tempo e inspiração, ao invés de ficarem atacando saiam do blog vocês não são obrigada a ficarem aqui e esperar.

    ResponderExcluir
  28. MEU POVO E MINHA POVA!!!
    NOTICIAS!!!!
    Tem capítulo novo la no Nyah. Acho que logo ela posta aqui tbm mas, pra quem quiser ler logo é só chegar na conta da Jul no Nyah.
    E só pra deixar claro.. TA LINDOOOOOOOO ♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, será que ela perdeu a senha mesmo?

      Excluir
  29. Respostas
    1. Ja tem capitulo no Nyah

      http://m.fanfiction.com.br/historia/473301/De_Olhos_Bem_Fechados/capitulo/25/

      Excluir
  30. LINK DO CAPITULO 25 DE "DE OLHOS BEM FECHADOS"

    http://m.fanfiction.com.br/historia/473301/De_Olhos_Bem_Fechados/capitulo/25/


    ResponderExcluir