Jul M

Oi

sábado, 28 de março de 2015

De Olhos Bem Fechados -- Cap 23

UM FINAL DE SEMANA PERFEITO!

Dolorida era assim que Isabella se sentia naquela manhã. Ela não se lembrava de quantas vezes teria gozado na noite passada. Lembrava-se tão somente que teve mais prazer naquela madrugada, do que teve durante toda a sua vida. Recordava-se de algumas coisas e sabia que pouco a pouco se lembraria de tudo o que fez naquela local com o namorado. Vislumbres deles transando no chão do quarto, em cima do tapete e de Edward ter gozado sobre a sua barriga começavam a clarear em sua mente.
Ela se lembrava da boca dele por todo o seu corpo, mandando sinais elétricos para a sua buceta e fazendo com que ela gemesse ainda mais.
Sim, ela teve a noite mais longa e cheia de sexo de sua vida e agora estava toda dolorida, mas nada que não pudesse se contido com um bom analgésico.
-- Bom dia! — Edward sussurrou beijando o ombro nu da jovem.
-- Bom dia! — Ela disse sorrindo abertamente para ele, seria bom acorda com ele todos os dias.
-- Acho melhor você tomar um banho relaxante! — Edward sugeriu se espreguiçando na cama — Teremos que passar em casa para pegar Angel... Ela já deve estar elétrica!
-- Oh! — Ela exclamou supressa, pois ele já tinha um final de semana planejado — Posso saber para onde vamos?
-- Não! — Ele retrucou sorrindo — Tome primeiro o seu banho. Paul não demorará muito a chegar. Tomaremos café no caminho!
-- Claro! — Ela anuiu se sentando na cama — Mais alguma ordem, Senhor? — Ela o provocou.
-- Não! Apenas mexa essa bunda linda para o banheiro!
-- Edward! — Ela gritou quando ele lhe deu uma palmada na coxa. — Tarado!
Ele gargalhou enquanto ela corria para o banheiro, a fim de tomar um banho restaurado. Aquela manhã começou bem agitada.
.....................
Angel estava deveras eufórica, ela nunca em toda a sua vida, havia passado um final de semana fora de casa programado especialmente pelo seu pai, e agora eles estava a caminho de algum lugar que o pai teimava em manter no mais absoluto sigilo. Eles só retornariam no domingo à noite. Aquilo seria um paraíso para a pequena Angel.
-- Já chegamos? — Angel perguntou no banco de trás.
-- Não! — Ele disse e Isabella sorriu para menina.
Mais alguns minutos se passaram e a menina voltou a perguntar.
-- Pai, já chegamos?
-- Ainda não Angel! — Ele replicou novamente.
E dez segundos depois, ela fez a mesma pergunta novamente.
-- Já chegamos?
-- Angel!!! — Edward disse em tom irritado.
-- Ainda não querida! — Isabella se posicionou interrompendo a bronca que com toda a certeza, Edward daria na menina — Por que não jogo um pouco no seu celular? Quando nós chegarmos, eu te avisarei...
-- Você promete? — Ela perguntou ansiosa.
-- Juro para você! — Isabella disse piscando para a menina.
Ele voltou a sua atenção para estrada, ao mesmo tempo em que ela voltou a olhar para o namorado que lhe sorria gentil. Ele sussurrou em voz muda, um obrigado, e ela apenas sorriu para ele em retribuição. Uma hora depois, eles chegaram ao lugar programado, era um rancho cercado por plantas e árvores frutíferas, muitas delas inclusive, rodeava um lago, o lugar era incrivelmente lindo.

-- Nossa! — Angel gritou entusiasmada ao sair do carro — Vamos ficar aqui?
-- Sim, querida! Nós vamos! — Edward respondeu — Você vai poder correr e aproveitar bastante! Só não poderá ir longe, sempre esteja à nossa vista.
-- Obaaaaa! — Ela gritou ao sair correndo em direção ao parque que havia ali.
-- O que achou? — Ele perguntou abraçando Isabella pela cintura.
-- Eu acho isso aqui incrível! — Ela retrucou divertida.
-- Eu comprei esse lugar há alguns anos! — Ele explicou, beijando o pescoço dela — Mas nunca me hospedei aqui de fato, sempre passei rapidamente, nada demorado.
-- E agora resolveu nos trazer!
-- Sim, você e Angel! Eu queria ficar ao ladinho das mulheres da minha vida, e nada melhor do que um lugar como este para relaxar.
-- Este lugar é realmente perfeito! — Ela disse girando em seus braços e lhe beijando.
-- Bella, vem brincar! — Angel gritou e Isabella sorriu.
-- Vou atender ao pedido dela! — Bella o comunicou — Te vejo mais tarde, baby!
Ela piscou e saiu correndo. O que Isabella não se dera conta, foi que Edward aproveitou o momento de distração dela e de Angel para tirar algumas fotos delas em seu celular... Ele tirou fotos das duas brincando, correndo, sorrido e rolando na grama verde do lugar.Os empregados levaram as poucas malas para dentro do chalé ali existente. O local não era nada pequeno, era sim confortável e cheio de luxo.
Elas entraram na hora do almoço, foi então que Edward fez um tour por toda a casa com elas, havia uma grande sala, que por sinal era muito bem decorada, um minijardim de inverno, uma cozinha, uma biblioteca e finalmente os quartos. O quarto rosado seria de Angel, lá estava cheio de ursos de pelúcia e bonecas novinhas, já o quarto branco que um pouco maior, seria o local em que passariam à noite, havia armários tipo closet, um banheiro enorme, com uma imensa banheira, além da cama de dossel king size.
-- Você planejou tudo direitinho! — Ela afirmou sorrindo para ele.
-- Quase tudo! — Ele sorriu.
-- Bem, Angel dormiu... — Ela comunicou meio tímida.
-- Sim, ela deve está cansada da correria toda desta manhã!
-- Também teve a cansativa viajem que fizemos! — Isabella lembrou.
-- Deixe-a descansar, mais tarde ela acordará, e com toda certeza, roubará você de mim por mais algumas horas! — Ele analisou fazendo um biquinho fofo e ela sorriu, abraçando-o pela cintura.
-- Só que durante toda a noite, eu serei só sua!
-- Pode apostar que será! — Ele disse e então lhe beijou.
........................
Angel passou a tarde toda brincando com Isabella, elas andaram a cavalo, tomaram banho no lago, o lugar era simplesmente mágico. Já no começo da noite, Angel não tinha mais forças para nada, e caiu fácil no sono, deixando o jovem casal mais confortável por ficarem a sós.
Isabella usava um vestido de bolinhas sem alça, deixando os ombros descoberto. O casal estava no quarto, tudo parecia perfeito para o momento. Edward levou-a para cama, e antes que ela percebesse, o que se passava de fato, ele tomou a boca dela em um beijo urgente e cheio de desejo. Aos poucos as mãos dele ganhavam vida, passeando todo o corpo da morena, assim também, as mãos se tornaram afoitas, tocando cada centímetro do corpo dele, o beijo que eles trocavam, foi ficando urgente... Desesperado...
A boca dele deixou a dela, fazendo um caminho por todo corpo dela, provocando, deixando-a pronta, em chamas para eles. Até que chegou bem no meio das pernas dela, ele tirou a calcinha da jovem, descartando-a facilmente do seu caminho, então ele voltou a sua cabeça para o meio das pernas da mulher, provando-a, primeiro com a língua, depois com os dedos, e por fim, ele a lambeu por completo, se deliciando com a doce buceta da menor... 

Fazendo Isabella soltar gemidos altos de prazer, ele não poupou esforços para fazer a menina perder o controle, ela gemia ruidosamente, enquanto ele a chupava, até que a última gota de seu gozo brotou.
Isabella estava ofegante e com a face corada quando ficou de joelhos sobre a cama indo até ele, ajudando Edward a se livrar das roupas que vestia, deixando o rapaz completamente nu em pé, fora da cama. Ela segurou o membro já inchado e o elevou a boca, então ela passou a lambê-lo, a chupá-lo com uma verdadeira meretriz... Isabella passava a sua língua quente por todo o comprimento do jovem, que a segurava pelos cabelos, observando cada movimento que ela fazia com aquela boca talentosa. Isabella o engoliu por completo, fazendo Edward ofegar e urrar baixinho, enquanto ela lhe chupava com gosto e desejo.

Mas ele tinha mais planos para aquela noite, ele não tinha a intensão de gozar dentro da boca dela. Ele queria bem mais do que Isabella poderia imaginar... Isabella foi pega de surpresa quando ele a puxou e jogou-a sobre a cama, ficando por cima dela.
Os grandes olhos de chocolate da menina transbordavam de desejo, ele com muito cuidado, levantou as pernas dela e se curvou sobre o seu peito, fazendo a mesma coisa com a outra perna, ele manteve Isabella com as pernas bem aberta, naquela posição, ele ficava entre as pernas dela e então, ele a penetrou com força e vigor, em um único golpe... Edward estava completamente dentro dela, sem nada entre eles, essa seria a primeira vez que eles fariam sexo sem camisinha, desde Victoria, ele nunca ousou transar com uma mulher sem camisinha, mas ali estava ele com Isabella, sentindo o calor da buceta deliciosa o apertar, lhe cercando e lhe dando muito prazer.
Os movimentos dele eram rápidos e diretos, fazendo ambos gemerem, as pernas da menina estavam em volta dele, assim como os seus braços estavam próximos a cabeça dela, mantendo-a firme embaixo dele, enquanto o seu pau entrava e saia daquela buceta calorosa.

 Próximo ao ouvido dela ficou a boca dele, Edward não poupou palavras safadas, ao ponto de fazer Isabella gritar loucuras em meio ao desenrolar do ato.
-- Você gosta, hein? ... — Ele sussurrou ao ouvido dela — ...do meu pau assim, te comendo com força, te deixando molhado, te abrindo para mim cada vez mais.
-- Sim! — Ela gemeu com boca aberta e olhos fechados, devido ao prazer que sentia — Eu gosto de você me comendo, me fazendo só sua...
Ele não era o único que sabia provocar ali, Isabella andava melhorando as suas táticas e provocações, ela também sabia a hora certa para deixá-lo ainda mais cheio de tesão.
Isabella não se surpreendeu quando ele puxou o corpo dela para junto dele, fazendo ambos ficarem sobre os joelhos na cama, ele estava atrás dela quando voltou a penetrá-la, segurando-a pela cintura, ele sussurrou ao seu ouvido, em tom de ordem...
-- Se toque! Busque o seu próprio prazer...
Isabella estava em chamas, ela imediatamente entendeu o que ele queria, então ela levou as suas mãos para frente e passou a acariciar a sua própria buceta, provocando, com os seus pequenos dedinhos, o seu clitóris, gemendo ao mesmo tempo em que Edward lhe penetrava, a fazendo sentir o pau rígido entrando e saindo...

Edward passou o braço em volta do pescoço de Isabella, levando a sua mão livre para provocar o seio dela, depois tomando o lugar dos dedinhos talentoso da morena... A mulher gemia sofregamente, gritava palavras obscenas nos braços dele, enquanto os dedos ágeis do rapaz trabalhavam no clitóris inchado da menina. O mastro dele entrando e saído, a deixava ainda mais molhada... Edward infligiu um ritmo mais intenso em seus dedos, o mesmo que usava em seus quadris... A tortura era prazerosa para a moça.

Ela deixou que o seu corpo tombasse para frente, Edward ainda estava de joelhos atrás da menina, segurando-a pelo braço com uma das mãos, já com a outra, ele mantinha a cintura dela firme, enquanto enfiava o seu pau cada vez mais fundo dentro da buceta açucarada, que já dava sinal de estar cada vez mais apertada, e então, ele sentiu o corpo dela tremer. Isabella levou umas das mãos para trás, segurando os seus quadris, enquanto Edward se enterrava ainda mais fundo dentro dela, até que ela explodiu em um gozo pleno, cheio de gritos e gemidos.


Edward sentiu o prazer da menina, melar todo o seu membro, ele apertou com mais força a cintura delgada, então se retirou de dentro dela e começou esfregar o seu pau na bunda da menina, até que o seu gozo veio à tona, melando toda a bunda dela com a sua porra...

..............................................
Isabella estava deitada no chão do quarto, encima de um tapete felpudo, ela estava nua, com as pernas bem abertas. Edward tinha o seu pau todo enfiado dentro da buceta da menina, ele entrava e saia, fazendo com que ela urrasse, os olhos de Isabella estavam abertos, fitando-o, ela observava cada movimento dos quadris do rapaz... ...a menina soltava leves gemidos, todas as vezes que ele entrava fundo nela. As mãos da mulher apertavam os seus seios, de maneira ousada e provocante.

Eles tinham um acordo, há não muito tempo, tudo começou com beijo e ambos caíram da cama e assim ficaram pelo chão mesmo, não demorou muito, eles passarem para a ação... Isabella estava gostando muito daquilo, o corpo da menina tremia por baixo do dele, deixando claro que ela havia gozando, a sua face corada e os olhos cheios de desejo era prova de tudo.
Edward retirou o seu pau de dentro dela e o levou as próprias mãos, Isabella gemeu quando sentiu o gozo do rapaz lhe atingir em cheio no baixo ventre, ela tinha os olhos fechados, mas os lábios entreabertos, ela gemia baixinho o nome dele, enquanto sentia o gozo quente escorrer pelo seu corpo.

..........................
Naquela manhã eles decidiram tomara o dejejum na beira do lago, pois Angel adorava brincar ali, ela corria em meio à grama e muitas flores. Edward e Isabella estavam sentados em uma toalha xadrez, cercados de uma enorme variedade de comida. Todos estavam felizes naquele domingo.

-- Temos mesmo que voltar? — Ela perguntou fazendo beicinho.
-- Poderemos marcar para vir outro dia aqui! — Ele argumentou — Quem sabe até, passar mais dias!
-- Entendo... — Ela disse sabendo o motivo — Angel tem aulas...
-- Sim! — Ele anuiu dando um belo sorriso para ela — Você bem que poderia começar a trabalhar para mim, sabia? Nós temos um ótimo plano de saúde na empresa e eu tenho um plano excelente para você encima da minha mesa!
-- Edward! — Ela o repreendeu corando!
-- Vamos Bella! — Ele pediu — Eu lhe dei uma semana para que você achasse um novo emprego, depois, caso não achasse, você trabalharia para mim!
-- Eu sei! - Ela assentiu — Só que a semana, desde o combinado, ainda não terminou, eu tenho dois ainda...
-- Tudo bem! Mas no final desses dois dias você será só minha! — Ele disse e piscou para ela que sorriu.
.......................
O resto da manhã foi calma, Isabella aproveitou para tirar fotos de Edward com Angel, enquanto eles brincavam. Pai e filha juntos... Edward estava sorrindo para a menina, um sorriso genuíno, ele era um ótimo pai. 

Isabella sempre tivera certeza quanto a aquilo, e o fato deixava-a ainda mais apaixonada por ele. Claro que Edward também não deixou por menos, ele tirou mais fotos de Isabella e Angel.
A criança estava no colo da morena segurando um urso de pelúcia que mais parecia com um lobo.

 Bela contava histórias sobre reinos distantes ou algo assim, ela não notou que o maior estava tirando fotos delas. Edward tinha certeza que Isabella seria uma ótima mãe para Angel, mas ele precisava ir com calma, pois tinha medo de assustar a moça e estragar com tudo.
Angel também tirou foto do pai com Isabella, mesmo ela fosse ainda uma criança, ela nunca tinha visto o pai tão feliz. A pequena aproveitou um momento de distração do casal para tirar fotos deles. Os dois estavam no balanço, Isabella estava sentada no brinquedo e o pai da criança em pé, ele iria beijar a namorada e Angel tirou uma foto no momento exato do beijo. 

A segunda foto tirada foi de Edward e Isabella na grama, ambos rindo, Isabella abraçava Edward por trás, depois ele estavam correndo pela grama como duas crianças se divertindo, Angel aproveitou e tirou mais fotos.

Já no finalzinho de tarde, momento em que deveriam partir de volta para a cidade, eles encontraram uma Angel deveras cansada, ela voltou dormindo no banco de trás. Isabella e Edward sorriam felizes um para o outro, um sorriso bobo, coisa de gente apaixonada, eles estavam felizes com o final de semana perfeito que tiveram...

CONTÍNUA...