Jul M

Oi

quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

De Olhos Fechados -- Cap 18

ENTRANDO NOS EIXOS...

Isabella desenhava um caminho imaginário no peito nu de Edward, os seus dedos subiam e desciam com precisão no entorno da escultura humana perfeita. A boca de Edward estava próxima ao rosto de Isabella, ao qual enchia de beijinhos sempre que ela refazia o caminho em seu peito.

-- Como está se sentindo? - Ele perguntou com carinho e preocupação.
-- Cansada! - Ela sussurrou meio sonolenta — Mas satisfeita!
-- Sente alguma dor? - Ele quis saber.
-- Edward! - Ela disse corando em sussurro baixo, com medo de gritar.
-- Só quero cuidar de você! - Ele disse solicito.
-- Então me coloque para dormir! - Ela disse dando um sorriso bobo para ele.
-- Tudo bem! - Ele respondeu - Amanhã veremos o seu estado... Agora descanse minha Bella...
Edward a puxou para o seu peito, deitando de ladinho a ela, passando os braços em volta da cintura delgada da morena. E dessa forma, Isabella dormiu, caindo em um sono profundo nos braços do namorado.

........................
Isabella acordou em meio aos braços e as pernas de Edward, ele dormia calmamente ao seu lado. Isabella sorriu ao sentir a sua semi-ereção roçava em sua bunda, a menina girou na cama, ficando sobre os cotovelos, meramente o observando dormir calmamente, ele parecia um belo anjo, contudo ela sabia que era só a aparência... Com um sorriso travesso, ela achou que era mais do que hora de colocar em prática tudo o que a sua amiga Ângela lhe ensinara sobre sexo oral, e ela estava louca para ver a reação de Edward, além disso, ela queria acordá-lo de uma maneira diferente.
Ela trilhou um caminho de beijos pelo corpo dele, passando do peitoral forte para a barriga definida do namorado, descendo mais um pouco, até ficar com o rosto entre as suas pernas e com a bunda arrebitada... Então, ela pegou o membro dele nas mãos e começou movimentá-lo, ele já estava semi-ereto e rapidamente ficou completamente duro feito pedra. Ele ainda tinha os olhos fechado, todavia a sua respiração começava a mudar... Isabella curvou a cabeça para frente, e então, o colocou na boca... Sugava a cabeça do pau dele com gosto, movimentando as mãos no resto do comprimento do rapaz... 

Isabella acordou Edward, ele gemeu e rosnou ao mesmo tempo, então ela olhou para cima, para o ver ofegante e lhe encarado meio surpreso, meio animado...
Fitando os olhos do rapaz, ela passou a língua por todo o pau do ruivo, lhe chupando o pré-gozo que começava a sair da cabeça inchada do membro delicioso...

-- Merda! - Ele disse gemendo com aquela visão da morena.
-- Bom dia! - Ela sussurrou com a face vermelha.
-- Ótimo dia! - Ele disse puxando ela para cima dele.
..........................................
Isabella estava deitada de costas na cama. Edward estava sobre a moça, às pernas de Isabella estavam envoltas a cintura dele, mas não estavam presas em sua volta. Edward estava sobre os seus joelhos e o corpo caído por cima de Isabella, lhe beijando, enquanto movia as suas mãos, prendendo a moça sobre cama, e ao mesmo tempo, lhe penetrando. O gemido de Isabella era abafado pela boca dele, assim como o dele pela dela.

 Ambos estavam em uma grande sintonia naquela manhã, quando Edward girou com Isabella na cama, colocando-a de ladinho, coladinha ao seu corpo, enquanto voltava a lhe penetrar. Mas para a surpresa dele, Isabella também passou a mexer os seus quadris de encontro aos dele, lhe causando mais tesão ainda, ambos se perderam no momento.

A boca de Edward explorou cada parte do pescoço de Isabella, e então Isabella explodiu quando já era tudo demais para que ela suportasse... Alguns segundos depois, Edward mais uma vez enchia a camisinha com o seu gozo, a sua libertação.
............................................
Isabella saiu do banheiro secado os cabelos e com uma toalha ao redor no corpo. Edward já estava vestido, ele tomou banho primeiro e ela não foi junto com ele, porque sabia como terminaria, ele ainda não estava saciado e ela ainda queria mais, bem mais dele.
-- Podemos tomar café no caminho! - Edward sugeriu dando um nó na gravata, em frente ao espelho
-- Não sei! - Ela replicou — Eu posso fazer café para a gente agora!
-- Não, tomamos no caminho!
-- Você não vai a sua casa? - Ela perguntou — Digo, essa roupa... Você usou ontem para trabalhar, não acha que...
-- Eu tenho roupas no escritório! - Ele comunicou virando e caminhando até ela — Tem certeza que não quer ligar para o seu trabalho e dizer que está doente? Podemos passar o dia todo na cama! - Ele lhe beijou o queixo e desceu para o pescoço — Eu posso levá-la a ver estrelas novamente, Srta. Swan!
-- Edward! - Ela disse sorrindo e o empurrando — Eu tenho que ir trabalha, já não voltei ontem à tarde!
-- Você é a maior estraga festas! - Ele disse fazendo um becinho irresistível.
...............................
Edward deixou Isabella na empresa em que ela trabalhava e seguiu para a sua, devido ao horário, Edward chegou cedo e seguiu direto para a sua sala, lá, ele trocou de roupas, vestindo algo limpo. Assim que ele se sentou à mesa, ele estava completamente feliz, ele havia tido a morena em seus braços no dia anterior, a noite foi a mais incrível de sua vida e hoje pela manhã, ele acordou da melhor maneira possível que um homem pudesse ser despertado...
-- Bom dia! - Sue disse ao entrar — Chegou cedo! Aqui está a sua agenda para hoje! - Ela comunicou — O Recital de Balé de Angel e no sábado.
-- Hoje ainda é terça! - Edward disse.
-- Eu sei! - Ela anuiu — Mas acho que será bom ir lembrando você todos os dias!
-- Obrigado Sue! - Ele agradeceu — Espero ver você lá.
-- Claro! - Ela disse sorrindo — A linda menina merece ter todos nós por lá.
-- Merece sim!
-- Bem, me deixe voltar para o meu posto!
Sue caminhou em direção a saída da sala, mas foi brutamente empurrada para o lado por um furacão ruivo que parecia nem ter lhe visto.
-- O que está pensando? - Victoria gritou do meio da sala do ex-marido, caminhando ainda mais em sua direção.
-- Senhor! - Sue exclamou sem saber o que fazer.
-- Pode deixar Sue! - Edward disse calmo, nada estragaria o seu dia, nem mesmo Victoria e as suas loucuras - Eu cuido disso!
Sue saiu e foi o tempo exato de Victoria parar em frente a sua mesa, com as mãos aberta sobre madeira, o decote farto a mostrado para o ex-marido.
-- Quem você pensa que é para falar comigo assim? - Edward perguntou em um tom frio e calculista.
-- Eu sou a sua esposa! — Ela gritou.
-- Ex-esposa Victoria, você perdeu esse titulo quando me abandou por uma aventura qualquer!
-- Não seja ridículo! — Ela replicou — Já falamos sobre isso Edward querido, eu apenas não gosto de me sentir presa!
-- Bem, agora você está livre! — Ele afirmou seguro — E agora, saia de minha sala, não acredito que tenhamos algo para conversar, a não ser que queira falar de nossa filha Angel.
-- Você acha mesmo que essa garotinha será perfeita para você? — Victoria começou a falar — Ela não passa de uma menina, uma menininha Edward Cullen! Você está fudendo uma adolescente! — Ela gritou furiosa.
-- Se você não melhorar os seus modos, eu vou chamar a segurança! — Ele avisou ainda em um tom frio e um olhar assustador.
-- Você acha o quê? — Victoria replicou — Já sabemos o final dessa história Edward, você já tentou seguir em frente e sabemos como terminou.
-- Qual é o seu problema Victoria? Saber que estou feliz? Ou saber que ela tem menos idade que você? - Edward pergunta com cinismo — Isso deve está matando você por dentro, saber que ela bem é bem mais jovem, e devo acrescentar ainda, bem mais gostosa do que você!
-- Cretino! — A marca da mão dela ficou na cara dele — Ela é só mais uma aventura sua, como sempre foi e como sempre será, igual a todas as outras, porque no final será sempre a mim que você ama. E sabe disso!
-- Se um dia eu te amei, nesse dia eu estava louco! — Edward retrucou com ódio — Você só me deu uma única coisa boa, que foi Angel.
-- Quero ver você dizer isso para mim, enquanto eu estiver com o seu pau em minha boca! —Victoria provocou.
-- Oh querida, se eu fosse você não faria isso! — A voz de Isabella ecoou atrás da mulher — Eu juro que se tentar isso, eu arranco dente por dente de sua boca, se tentar pelo menos chegar perto do meu namorado novamente!
Victoria ficou pálida, a morena estava parada a poucos metros dela. Isabella usava um vestido azul tubinho e sapatos de saltos finos na cor preta. Edward passou a manhã toda se controlando para não trepar com ela em cima da mesa da casa dela, e agora estava bem difícil para ele se controlar...
-- Victoria! — Edward disse com um sorriso de canto, debochado nos lábios — Acho que você ainda não conhece a minha namorada, Isabella!
-- Oh, querido! — Isabella teatralizou — Ela conhece sim, ela sabia disso ontem, quando me encontrou na recepção.
-- Você procurou a minha namorada? - Edward argüiu ficando de pé e olhando mais feio ainda para Victoria
-- Eu precisava ver quem era “essazinha”! — Victoria assentiu.
-- Não! Você precisava esfregar na minha cara, que no final de tudo, Edward amava você e voltaria para você! — Isabella disse mantendo a pose e caminhando em direção a ela. — Agora será a minha vez de falar. E você Victoria, vai ficar calada e me ouvir.
Edward pensou em dizer algo, aquela briga não era de Isabella, mas tinha que confessar a si mesmo, a mulher estava o maior tesão com toda aquela postura de mandona.
-- Você não passa de uma vadia barata que abre as pernas para quem pagar mais! — Isabella disse e os olhos da ruiva ficaram ainda maiores — Deixe eu lhe avisar sobre algo, fique longe do meu namorado, eu não tenho medo de você, mas juro que não me custará nada enfiar a mão na sua cara! Fique longe dele! Você não é bem vinda aqui, e muito menos na casa dele. Você tem sorte de ter uma filha linda com Angel, mas você é burra demais para notar isso, porque está mais preocupada em ficar bela com tantas cirurgias plásticas e está perdendo a chance de ser mãe. Não adianta, por mais que tente fugir, o tempo e a idade vão ser inevitáveis.
-- Sua...
-- Sua o quê? — Isabella perguntou — A verdade dói? Lamento, mas não consigo dizer essas coisas de outra forma. Agora já sabe, fique longe de meu namorado, ou eu juro que quebro essa carinha de porcelana que você tem sem a menor culpa.
-- Está vendo Edward! — Victoria gritou fingindo estar ofendida — É com “essazinha” que você está se envolvido? Com esse projeto de mafiosa!
-- Victoria! — Edward grunhiu como forma de aviso — Você não é bem vinda aqui!
-- A porta da rua é a serventia da casa! — Isabella declarou — Quer que eu lhe mostre o caminho?
-- Isso não vai ficar assim! - Victoria disse segurando a sua bolsa contra o corpo.
-- Não querida! — Isabella revidou com raiva — Vai ficar bem pior, se você chegar perto dele de novo, vou esquecer que você é uma senhora de idade e vou partir a sua cara em duas!
A face de Victoria era de puro susto e choque.
Emmett estava parado a poucos passos atrás de Isabella, mordendo os lábios para não gargalhar. Emmett saiu da frente, deixando Victoria passar furiosa por ele através da porta.
-- Bem, acho que ela vai ter muito em o que pensar! — Emmett disse sorrindo abertamente — Eu volto depois, acredito que vocês dois queiram conversar.
Nem Edward e nem Isabella ligaram muito para o comentário de Emmett, ambos estavam se encarando.
-- Por que está aqui? — Edward perguntou dando um leve sorriso.
-- Eu fui demitida! — Ela disse frustrada — O cretino do meu chefe, filho da puta e bastardo, me demitiu! — A boca de Isabella estava ligeiramente “doce” naquela manhã e era algo agradável de ver, já que a jovem era sempre certinha demais. — Ele me demitiu só porque não voltei ontem à tarde para trabalhar! — Ela bufou andando na direção da mesa dele.
-- Sinto muito! — Edward disse feliz por ela não estar mais lá.
-- Pois eu não sinto! - Ela meio que gritou — Aquele filho da puta queria que eu pagasse a minha falta “prestando” alguns “favores”! — Edward não deixou de notar as aspas nos dedos de Isabella, quando ela falou “prestando” e “favores”, o que deixou o jovem tenso e com ódio.
-- Ele queria exatamente o quê? — A pergunta saiu entre os dentes dele e Isabella então se deu conta que fizera uma grande merda.
-- Edward está tudo bem! - Ela disse notando o ódio nos olhos do namorado — Eu o mandei se ferrar, com todas as palavras que tinha direito, e saí batendo a porta.
-- Isso ainda não alivia a minha raiva!
-- Eu estou bem e isso é o que importa! - Ela sussurrou...
-- Não, Isabella! - Edward disse analisando a situação toda – James Bloom vai saber que tentar pegar o que é meu não e assim tão fácil! Ninguém sair por cima depois disso...
A menina pensou em questionar, mas o olhar do namorado dizia que aquele seria o momento de ficar quietinha, até porque, ela já tinha descontado toda a sua ira em cima de Victoria, naquela manhã, e se era para começar um briga com Edward, seria por um motivo válido, e não por causa de um babaca, idiota que se achava o rei do mundo...


Continua...

15 comentários:

  1. oooooooooooh Bellinha bem que podia ter dado uns tapas nela né só imaginando a vingança do edward kkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  2. feliz natal gatina muita paz, amor, saúde e criatividade que o ano que vem vc possa continuar nos alegrando com esses fic pervas!

    ResponderExcluir
  3. PUTA QUE PARIOOOOOOO....... BELLA PARA PRESIDENTE!!!!!!!!! *clap clap clap clap clap clap clap....*
    Caraleooooooo.... Primeiro o amor dos dois aflorando que é lindo de ver. Segundo essa frieza do Edward com a Victoria. E por último e mais importante, essa lavada, surra, 7x1 histórico da Bella sobre a Victoria! Tava quase subindo no sofa e grutando aqui kkkkkkkkk cada vez mais apaixonada pela fic e pelo casal!
    Feliz natal e ate o próximo capítulo! !
    Bjoooos

    ResponderExcluir
  4. Ahhh!!!
    Os adjetivos no meu vocabulário são poucos para demonstrar o quão surpreendida, apaixonada e intrigada com a história!
    É difícil não mergulha na história e se desligar totalmente da realidade ao redor.
    Eu estou simplismente amando esse momento love edward e bella, e fiquei como uma boneca de desenho ankmada, chocada de boca aberta, quando bella entrou no escritório do edward dando aquele “chupa otária“ na cara da victória!!!
    Esperando anciosamente e enloquecidamente por mais caps “de olhos bem fechados“.


    BJS...

    ASS: ANÔNIMA ;)

    OBS: Eu não sei se viu o meu recado no ultimo cap, mas eu estou pedindo a sua ajuda para criar um blog sabe dicas, conselhos...
    coisasdesse tipo!!
    Aguardando resposta por coments...

    ResponderExcluir
  5. Feliz natal!! muita saude, paz e amor!!
    Que seu talento para escrever so aumento e te traga gratificação para você!!!


    BJS...

    ASS: ANÔNIMA ;)

    ResponderExcluir
  6. Adorei o capítulo! Continua!

    ResponderExcluir
  7. Feliz Natal!!! Bella arraso com Vicidosa kk, esse James idiota agora ele vai ver a ira do Edward!! Muitoo lindo ver o Edward e a Bella nesse relacionamento, os dois cada vez mais apaixonados!!! Capítulo perfeitoooo..

    ResponderExcluir
  8. Ameiii o que a isabella disse a victoria, tava passando da hora de alguém dizer algumas verdades para ela.

    ResponderExcluir
  9. PQP isso foi demais . Ansiosa pelo próximo capitulo

    ResponderExcluir
  10. simplesmente amando!!!
    ja disse, mas adoro como a Bella responde as vacas
    kkkkk

    Raissa

    ResponderExcluir
  11. adorei capitulo cada vez melhor.......

    ResponderExcluir
  12. JU M, aplausos pra ti sua linda amei o cap. a bella mandou muito bem pra cima da cadela ruiva kkkkkkkkkkkkkkkkkk adorei mais agora ela tem que fica esperta pois vem chumbo groso pra cima deles e espero q o Edward não vacile com a bella. bj feliz natal e próximo ano novo que deus abençoe sua vida e famílias saúde e paz

    ResponderExcluir
  13. ÓTimo cap adorei ver bella dando uma de “mulher maravilha“ para cima da victoria!!!

    Parabéns história perfeita anciosa por caps dela e das outras histórias.

    feliz natal atrasado espero que tenha sido ótimo e feliz ano novo espero que seja uma passagem de ano agradavel para vc e que ano que vem comece cheio de surpresas agradaveis e felicidade e obvio cheio de criatividade e inpiração para vc!!!!!!

    ResponderExcluir
  14. Ameiiiiiii quero maisss

    ResponderExcluir
  15. Amei o capítulo, adorando os dois juntos in love, a Bella acabando com a vadia ruiva simplesmente demais, curiosa para saber qual a vingança do Edward contra o James.
    Amei a frase *James Bloom vai saber que tentar pegar o que é meu não e assim tão fácil* tão possessivo adoro.
    Feliz Natal atrasado e um ano novo próspero cheio de felicidade, e também com muita inspiração.
    Bjus

    ResponderExcluir