Jul M

Oi

quinta-feira, 12 de junho de 2014

De Olhos Bem Fechados-- Cap 8

O COMEÇO DE UMA AMIZADE?!

Bem, ele não era de todo um monstro, Isabella chegou àquela conclusão sobre Edward. De certo modo, ele tinha um bom coração. O jovem de cabelos acobreados e lábios desejáveis, tinha bondade em seu coração e havia lhe salvado de Jessica. Se bem que ela mesma poderia ter dito umas boas verdades para aquela loira azeda, mas seria pior, Jessica poderia dizer coisas particulares da vida da morena, coisas que Isabella compartilhou com ela quando ainda eram amigas. Nada tão grave, contudo ela sabia que na boca da loira seria transformado em algo colossal.
Isabella acordou cedo naquele sábado, apenas para arrumar a casa, ela queria estar com a tarde livre para visitar Angel. Ela organizou tudo, fez um almoço saudável, lavou as suas roupas sujas, enfim, fez tudo o que deu para realizar no tempo que estipulou, pois às duas horas, ela pegou o celular e discou o número que tinha do Cullen.
-- Empresa Cullen! - Sue a secretaria atendeu.
-- Boa tarde! - Isabella disse com educação — Gostaria de falar com o Sr. Cullen!
-- Quem gostaria, por favor? - Sue perguntou.
-- Srta. Swan! - Ela respondeu prontamente.
-- Só um momento! - Sue interfonou para a sala do chefe que atendeu antes do terceiro toque.
-- Diga Sue!
-- Sr. Cullen! - Ela começou — A Srta. Swan deseja falar com o Senhor. Devo lhe dizer que está em reunião?
-- Quem? - Ele perguntou tirando os olhos do contrato que revisava.
-- Srta. Swan!
-- Me transfira a ligação, por favor!
Sue nada disse, já achou estranho ele desejar falar com a moça. Ele ordenou que ela ferrasse com a vida profissional de Isabella na semana passada e hoje já estava todo amiguinho dela. Sue sabia que só poderia ser por um motivo, como sempre fora com todas as outras, Edward deveria ter dormindo com garota e como ainda não tinha se cansado dela, ainda estava sendo gentil, assim que se cansasse mandaria bloquear todos os números de acesso a ele pela jovem.
-- Srta. Swan! - Sue disse — Estou lhe transferido agora.
-- Olá Isabella! - Edward disse antes que ela dissesse algo — Por que não ligou para o meu celular? Era mais fácil e não precisaria dessa burocracia toda.
-- Eu não tenho o seu número pessoal! - Ela rebateu.
-- Tudo bem. Depois mandarei para você! - Ele prometeu — Ligou para saber de Angel?
-- Sim! - ela anuiu — Na verdade, eu queria vê-la hoje à tarde... Posso?
-- Tudo bem, eu vou ligar para Carmem e avisar que você está indo! - Ele confirmou.
-- Quero levá-la ao parque! - Isabella comunicou.
-- Leve o motorista junto! - Edward recomendou — E não deixe ela se machucar!
-- Tudo bem! - Ela assentiu tímida — Sr. Cullen, obrigada! – ela murmurou um agradecimento.
-- Edward... - Ele disse imediatamente — Me chame de Edward, eu não sou mais o seu chefe! - Ele justificou — Deseja mais alguma coisa? Tenho que terminar de revisar uns relatórios aqui.
-- Oh não, obrigada! - Ela disse rápido – Tenha uma boa tarde Sr... Edward! - Ela disse antes de terminar a palavra Senhor.
-- Divirta-se Isabella!
Ele desligou. Isabella ainda ficou por alguns segundos, olhando para o celular, esperando que ele virasse um monstro. Edward tinha sido gentil com ela. Primeiro ele tinha a salvo, depois tinha lhe oferecido o emprego de volta e agora tinha sido gentil com ela. Ele deveria estar se drogando, só podia ser isso. Isabella chegou à casa dos Cullen às três horas da tarde, ela tocou a companhia da casa e assim que Carmem atendeu a porta, já se pôs de cara fechada.
-- Eu vim ver Angel! - Ela informou.
-- A menina não quer vê-la! - Carmem rebateu.
-- Eu vou vê-la do mesmo jeito! - Isabella disse entrando — Onde ela está?
-- No quarto! - Carmem respondeu contrafeita.
Isabella subiu as escadas e no topo dela encontrou a nova tutora da jovem, uma mulher loira de olhos verdes e sorriso fingido. Estava com um uniforme diferente do que ela vestia. Agora a saia e a camisa eram brancas e um sapato social completava o conjunto. Isabella deu um sorriso e a ignorou, seguindo para o quarto da menina. Ela bateu na porta e ouvi a menina gritar.
-- Vá embora!
Bem a cara da Angel, fazer mal criação como sempre. Isabella ignorou a ordem e abriu a porta entrando. Angel estava na janela, olhando para fora, ela ouviu a porta ser aberta e sabia que alguém entrara. Ela se virou bruscamente para mandar a nova tutora, Kate, ir embora, mas se chocou a ver que era Isabella quem estava ali.
-- Oi! - A morena cumprimentou-a carinhosamente.
-- O que está fazendo aqui? - Angel perguntou meio ríspida.
-- Vim levar você para passear.
-- Você foi embora! - Angel disse — Você disse que não iria embora! - Ela gritou magoada.
-- Angel! - Isabella disse chamando — Eu estou aqui!
-- Mas não estava! - Ela gritou — Você disse que não iria me abandonar e depois foi embora, você é igual a todas as outras,você é igual a minha mamãe!
Angel bateu nas pernas e na barriga de Isabella, então caiu no choro. Isabella a conteve, até que Angel não se mexia mais e foi nessa hora que ela pegou a menina no colo e a encheu de beijos e carinhos.
-- Eu estou aqui, eu estou aqui! - Ela sussurrou e Angel tinha o rosto enterrado no pescoço da amiga — Eu não vou a lugar nenhum, sempre estarei aqui para você.
Angel chorou mais pouco e quando, enfim, as lágrimas pararam, Isabella conversou com a menina. Disse que não poderia ser mais a sua tutora, porém que ainda era a sua amiga, que viria sempre que ela precisasse, era só ela ligar e chamá-la. Isabella deu a pequena um cartão com o seu número pessoal e de sua casa para que a menina ligasse para ela sempre que quisesse, então secou o rosto de Angel.
-- Vamos ao parque? - Ela perguntou enfim ganhado um sorriso satisfeito da criança.
.............................
Isabella passou à tarde com Angel, já estava anoitecendo quando ela deixou a criança em casa, juntamente com o motorista. Carmem não gostou nada do viu. Mas a morena tratou de ignorá-la como sempre. E então, partiu prometendo voltar outro dia e sussurrando ao ouvido da jovenzinha que ela poderia ligar quando quisesse para ela.
Quando chegou a sua casa, Isabella estava cansada, mas feliz. Ela sentia falta de Angel, apesar do pouco tempo, ela realmente se apegou a menina. Angel era uma criança doce e carinhosa, apenas queria atenção e necessitava de muito carinho e amor.
Depois de jantar, ela tomou um banho e ficou na sala assistindo TV. Mandou um torpedo para Ângela perguntado onde ela estava e a morena respondeu dizendo que estava com Ben. Isabella sabia que não teria a companhia da amiga naquela noite. Ela estava vendo um filme de terror quando o seu celular tocou, ela não reconheceu o número e pensou que o pai havia trocado o número novamente.
-- Alô? - Isabella atendeu.
-- Isabela! - Ela reconheceu a voz do homem assim que ele pronunciou o seu nome -A minha filha está querendo te desejar uma boa noite!
Ela não disse nada, apenas o ouviu e sentiu a sua respiração mudar e o seu corpo todo tremer.
-- Oi Bella! - Angel disse na linha — Boa noite! - Ela gritou animada — Hei, o papai disse que eu poderei ver você quando eu quiser!
-- Espero que o seu pai também tenha dito que eu trabalho! - Ela falou sorrindo.
-- Por que não pode não voltar a ser a minha babá?
-- Eu era a sua tutora! - Isabella disse sabendo que isso era coisa de Edward.
-- E daí? - Angel brincou — Você cuidava de mim! Quero você de volta, diz que aceita?
-- Angel! - Isabella disse com toda calma do mundo — Eu já tenho um emprego, dei a minha palavra e não posso volta atrás agora, seria meio que antiético e desleal com a pessoa que me deu essa chance!
-- Mas assim, vai ficar muito difícil eu te ver! - Ela disse e Isabella podia perceber que ela fazia becinho.
-- Podemos nos ver nos sábados ou domingos! – Isabella argumentou.
-- Você poderia vir me colocar para dormir! - Angel sugeriu — Oh sim, você viria todas as noites e me colocaria para dormir, mas antes leria para mim também.
-- Eu posso tentar! - Ela ponderou — Mas não seria todos os dias!
-- Oba! - Ela gritou afoita — Bem, o papai quer falar com você! - Ela disse animada — Boa noite, Bella! Venha me ver amanhã!
-- Eu vou tentar! - Ela disse e ouviu um gritinho de felicidade da menina.
-- A sua visita a deixou bem animada! - Edward proferiu — Tem certeza que não quer o seu emprego de volta? Pago o dobro só para ver Angel sorrindo.
-- Você poderia dar mais atenção para ela! - Isabella disse ríspida — Isso também a faria sorrir.
-- Eu dou atenção a ela! - Ele disse seco — E você sabe disso, você viu, só não dou mais atenção porque preciso trabalhar.
-- Ok! - Ela assentiu — Você tem razão!
-- Eu sempre tenho razão, Isabella! - Ele disse e a menina sorriu.
-- Oh! Vejo que está de volta! - Ela ironizou — Já estava me perguntando aonde tinha ido parar a sua arrogância e o seu ego do tamanho do mundo.
-- Eles estão sempre comigo, baby! - Ele disse e Isabella sorriu — Você sorrido está algo que não se vê todo dia!
-- Você não está vendo ou ouvindo? - Ela rebateu divertida.
-- Ora, ora Srta. Isabella, eu vejo que tem uma língua tão afiada quanto uma faça amolada.
-- E nem chega perto da sua, acredite!
-- Não mesmo!
Edward conversou um pouco mais com Isabella pelo telefone. Tentou fazer a morena mudar de idéia sobre voltar a trabalhar para ele, todavia a morena não queria voltar atrás e então ele deixou a situação quieta por hora. Ele deu algumas boas risadas com a morena, coisa que há tempos ele não sabia o que era. Angel era a única que arrancava alguns risos de dentro dele. Para o mundo, ele sempre seria conhecido como um ser frio e calculista. Após algum tempo, eles desligaram e Isabella se sentia como se tivesse doze anos novamente, quando se apaixonou pela primeira vez.
..............
A segunda-feira chegou como um raio atravessando o céu, Isabella estava pronta e bem disposta para começar as suas atividades na Empresa Bloom. A jovem vestia uma calça social preta, justa ao corpo e uma blusa de mangas compridas branca, os cabelos estavam presos em um rabo de cavalo elaborado. James explicou com atenção a função que ela exerceria na empresa, e ainda encarregou Rachel de ajudá-la no que fosse preciso.
A porta do elevador se abriue um entregador saiu de lá com as mãos envoltas a um enorme buquê de flores, eram lírios, e outras lindas flores. Isabella estava recebendo as novas ordens do chefe. James olhou para o entregador que se encaminhava até Rachel, que tinha um sorriso bobo no rosto, pois aquilo só poderia ser para ela.
-- Srta. Swan! - O rapaz chamou.
-- Sou eu! - Isabella disse desconfiada e James olhou para a jovem com curiosidade.
-- São para a Srta! - Ele disse lhe entregando a flores — Tenha um bom dia!
Isabella não teve reação alguma, apenas olhoupara o jovem que partia já intrigada...
-- Vejo que a Srta. já tem admiradores! - James disse com um sorriso misterioso - Srta. Swan faça o que lhe pedi, por favor.
James saiu andando em direção a sua sala. Rachel ficou admirando o belo arranjo de flores que a jovem recém chegada a empresa ganhara. Isabella olhou para as flores e então percebeu que ali havia um cartão. Ela o colocou sobre mesa e sentou em sua cadeira antes de abrir e ler a mensagem.
“Que o seu novo emprego lhe traga muita sorte”
Edward Cullen
Sem se dar conta, Isabella sorriu lindamente ao ver o nome do ex-chefe ali. Ela sabia que não era imune ao charme do Cullen, e pior, ela sabia que seria bem fácil sucumbir a ele... Isso se ela deixasse, pois tinha certeza que se isso acontecesse, ela estaria deveras perdida. O problema era que ela não conseguiria fugir, ele a atraia muito, Isabella não conseguiria se desviar dele...

Contínua...

9 comentários:

  1. Estava com saudades...
    OMG! O Ed tá começando a se apaixonar pela Bella.
    To amando.
    Please post mais....

    ResponderExcluir
  2. tava ansiosa pelo cap!!! :D
    muito fofo *-* quero mais!!!!!


    Raissa

    ResponderExcluir
  3. Oi, Ju estava com saudades dos seus posts e já estou apaixonada por esta fic...esses 2 ão dar muito trabalho....beijos

    ResponderExcluir
  4. que lindoooooo.. tava com sdds ja!
    eles são tão fofos e a Angel é um amor, quero mais por favor!!!!!!! mais cenas Bella/Angel e quero ver a relação dele começar a pegar fogo!!! kkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  5. Adoro mt essa fic, pena q vc tem demorado muito pra postar... Cap perfeito a Bella tem q demorar a ceder msm... Angel eh fofa de mais *-*

    ResponderExcluir
  6. que lindo!!!
    mas vc está demorando demais pra post?
    bjs linda!!!!

    ResponderExcluir
  7. Amei o capitulo.esse james nao me passa confianca a bella q se cuide.. e o Ed td fofo com ela

    ResponderExcluir