Jul M

Oi

domingo, 16 de março de 2014

Em Maus Lençóis -- Cap 20

LOUCA ATRAÇÃO...
Se havia uma coisa que Rose odiava mais que tudo, era ser ameaçada. E fora exatamente isso que Emmett fizera com ela, o grandalhão a ameaçara de uma maneira sutil e educada. Ela chegou mais cedo em casa, não havia ninguém de sua família no local, a não ser empregada.
-- Onde está Edward? - Ela perguntou encapetada.
-- O menino saiu! - Sue respondeu.
-- Sr. Cullen!!! Será que não vê que não passa de uma empregada nessa casa! Não trate os patrões com intimidade! -Rose disse descontando a sua raiva na pobre mulher — E a minha filha, onde está a minha filha.
-- A pequena Nessie saiu com os amigos!
-- Pode sair! - Ela disse ríspida e subiu para o seu quarto.
Rose não entendia o porquê de Edward precisar ir à editoria todos os dias, ela não via necessidade para aquilo. O motivo de eles terem se mudado para aquela cidade pequena era porque ali, ele teria paz para escrever os seus romances, e agora, ele quase não ficava em casa, o que ela começa odiar.
......................................
Isabella estava de quatro na cama, as suas mãos apertavam os lençóis da cama com força. A menina usava apenas a sua saia xadrez da Escola. Edward estava atrás da ninfeta, completamente nu, segurando a cintura da amante e metendo nela com força e muita vontade, ele estava se sentindo completo dentro da buceta molhada da menina.

Os gemidos de Isabella eram altos e suplicantes, sempre pedindo por mais e mais do homem. Edward segurava a moça pelos quadris, para assim controlar o ritmo das investidas, ele mantinha uma sincronia forte e vigorosa dentro da menina, aquilo fazia com que Isabella gemesse de prazer.

--- Oh, mais forte Sr. Cullen!
Edward adora quando ela implorava. Claro que ele sabia que a menina era safada, anda mais na cama, em especial, quando ela desejava algo dele. Já estava acostumado aquele comportamento de sua pequena, ele gostava de cada pedacinho disso nela. Ele mudou a posição dos dois, Isabella estava com as costas de encontro ao colchão e as pernas em volta dos ombros de Edward, às mãos da menina estavam sobre os seus próprios seios, os quais ela apertava de leve. Edward entrava e saia de dentro da buceta úmida da menina, ele sempre ia até o fundo com bastante força. O rostinho de safada de Isabella deixava o homem com mais tesão e ela não escondia as suas reais intenções para com ele.

-- Oh, Sr. Cullen, o seu pau está arrobando a minha bucetinha! - Ela disse com uma cara de puro êxtase. — Me come gostoso Edward! - Ela gemeu e mordeu os lábios.
As palavras de Isabella só serviram para provocar mais tesão no homem, que passou a se movimentar com mais força, enterrando o seu pau até o fundo dentro daquela cavidade molhada. Isabella tirou as mãos dos seios, passando um braço em volta do pescoço de Edward, gemendo mais alto ainda o nome dele. Quando os olhos de Edward focaram se nos dela, tudo se transformou em luzes de prazer, ao mesmo tempo em que o seu pau se enterrava dentro da menina, Isabella gemia e pedia...

-- Me faz gozar no seu pau gostoso...
Edward sabia que não era mais nem um garotão, já era um homem formado e tinha alguns anos de maturidades nas costas, ao ouvir tais palavras da boca da garota, que tinha idade para ser a sua filha, lógico que lhe enchia o ego e o deixava mais seguro de si mesmo. Ele mudou um pouco a posição de Isabella, ela ainda estava deitada de costas na cama, as pernas estavam encolhidas na altura da cintura, deixando a sua buceta exposta o bastante para Edward ver o seu pau entrando e se afundando naquela coisinha pequena e apertada. Edward segurava Isabella pelos tornozelos, às mãos da menina estavam apoiadas nos joelhos dela mesma, Edward tinha os olhos fechados e os seus quadris se movimentavam para frente e para trás, se enterrado dentro da buceta deliciosa de Isabella.

-- Oh, isso safada, aperta o meu pau com essa sua bucetinha maravilhosa! - Edward gemeu.
Isabella estava preste a gozar, ele sabia! A buceta da menina já apertava o seu pau, dificultando assim os seus movimentos. A menina gritou gozando e melando todo o membro do amante com os seus fluidos. Edward continuou a socar o seu cassete dentro dela e ela sabia que ele gozaria muito em breve.
-- Na minha boca! - Ela gemeu fazendo Edward olhar para ela — Eu quero que goze na minha boca!
Claro que Edward atendeu ao pedido da menina, Isabella estava de joelhos no chão, Edward segurava a cabeça da menina com uma das mãos e com a outra segurava o seu pau, Isabella tinha a boca aberta esperando o tão precioso néctar do amado. Quando o jato veio, uma parte caiu sobre o seu rosto e a outra dentro de sua boca.

 A menina olhou para ele com a maior cara de safada, que só ela conseguia ter e lambeu os lábios com o maior tesão possível, fazendo o homem gemer com aquela visão.
.........................
Rose estava vestida com esmero, ela estava realmente muito linda, o problema era que ela não conseguia se decidir se iria ao encontro Médico, ou para um bar qualquer ou ainda se passava a noite em casa e tinha uma noite de sexo à meia boca, como ela mesma classificava a sua relação com o marido.
As imagens dela e Emmett juntos, sempre vinham à sua mente, cada vez que ela cogitava a idéia de ficar em casa e passar uma noite “romântica” com o marido.
--Sue! - Ela desceu a escada chamando a emprega da casa — Sue, sua incompetente, não está me ouvido te chamar?
Rose olhou em volta e só então se deu conta de que já era quase sete da noite, a empregada já havia partido, olhou para o relógio de parede que ficava na sala, um objeto antigo que Edward insistiu em comprar por achar o estilo clássico perfeito para decorar a sala de visitas, algo que ela simplesmente abominou.
-- Eu não vou perde a minha noite por você! - Ela disse com raiva e subiu as escadas em direção ao quarto para pegar a sua bolsa — Fique com os seus livros Sr. Cullen...
Rose saiu da casa com a idéia fixa de ir para um bar beber e quem sabe, encontrar alguma companhia agradável para passar a noite.
.....................
Isabella estava deitada na cama completamente nua, estar nua na frente de Edward, parecia não incomodá-la nenhum pouco. Edward estava ao celular, ele falava baixo com alguém, para que a menina não escutasse. Isabella não gostou muito daquilo, em sua mente ciumenta, ele falava com Rose. Querendo ou não, o homem era casado.
-- Tudo bem! - Ele disse olhando para Isabella e dando um sorriso sincero — Eu passo em sua casa amanhã sem falta pai!
Edward ficou sério, cobriu o celular com a mão e olhou para Isabella.
-- Onde Nessie está? - Ele perguntou.
-- No shopping com os amigos!
-- Ela está no shopping, acho que por isso que o Senhor não consegue falar com ela! -Edward respondeu — Deve ter descarregado o celular! Vou tentar falar com ela. - Ele ficou em silêncio um pouco — Tudo bem, amanhã passarei por aí! Até mais pai! - E desligou o celular — Eu vou tomar banho e você se vista para podemos ir, já está tarde!
Edward estava no banheiro, ele estava perdido em seus pensamentos e nem notou quando Isabella entrou no ambiente, só se deu conta disso quando a menina o abraçou por trás, dando um beijo em suas costas.
-- Posso banhar-me com você?
.................
Edward estava atrás de Isabella, a menina tinha a boca aberta em forma de “O”. Edward estava com a boca próximo ao ouvindo da garota, ela conseguia ouvir a respiração ofegante dele contra a sua pele. Edward segurava Isabella pela cintura, enquanto o seu pau se afundava dentro da pequena cavidade molhada da menina.

Os movimentos de Edward eram precisos e profundos, Isabella tinham as mãos ao redor da torneira do chuveiro, os seus gemidos passaram a ser urros cada vez mais altos. Edward se afundava dentro dela e o seu prazer era imensurável.

O homem mantinha um ritmo rápido, a buceta da menina já começava o ficar apertada e o pau do rapaz já estava inchado o suficiente, bem ao ponto de explodir. Duas penetradas profundas e Isabella gritou gozando no membro dele.


Isabella fora mais rápida, desta vez, ela se abaixou ficando de joelho na frente de Edward, esperando que ele gozasse. O jovem sorriu ao ver a menina abrindo a boca e esperando o seu precioso “leitinho” como a própria chamava algumas vezes o sêmen que ele fazia jorrar. Isabella tinha as mãos sobre as coxas de Edward, o homem colocou a cabeça do seu pau na boca da menina e massageando o próprio membro com as mãos, ele gozou na boca dela, enchendo aquela cavidade com o seu prazer.

 Isabella passou a língua pelos lábios, chupando o resto do gozo que havia ali.
-- Agora vamos tomar banho! - Ela disse sorrindo e ficando de pé.
...........................
Edward estava vestido e Isabella acabava de arrumar o seu uniforme, a menina tinha os cabelos soltos, meio molhados, não havia secado ainda, ela tinha se esquecido de colocar um secador na bolsa dessa vez.
-- Por que, hoje, algumas vezes, pediu para eu gozar na sua boca? - Edward perguntou, ele estava encostado contra a parede, aguardando a moça acabar de se arrumar.
-- Porque eu gosto quando você me dá “leitinho” na boca! - Ela disse olhando ele pelo espelho que havia no quarto e fazendo cara de safada.
-- Ás vezes você nem liga para isso! - Ele comenta.
-- Eu tenho médico amanhã! - Ela confessa — Ainda não tomei o meu anticoncepcional desse mês, não vamos arriscar, não é? - Ela disse piscando para ele e se virando — Podemos ir agora, eu estou pronta!
......................
Rose estava deitada na cama, coberta por lençóis brancos, Emmett tinha um dos seios da loira na boca, chupando e mordendo com vontade o bico dos seios da amante. 

Rose tentou de todas as formas possíveis, manter-se longe, rodou a cidade praticamente toda, entrou em vários bares, mas não resistiu e acabou indo para aonde na verdade, sempre desejou ir, desde o começo... Ali estava ela, com Emmett... Era lá que ela queria estar desde a hora em que saiu de sua casa, porém o seu orgulho era maior, ao invés de aceitar ao fato de que ela já estava completamente dominada por ele e que ele era perfeito para ela, ela tentava se enganar. Emmett tinha o seu pau todo dentro da buceta da mulher, a fundendo com vontade, fazendo-a gemer enlouquecida, em baixo dele... As mãos de Emmett passaram a apertar os seios da loira ao mesmo tempo em que a fudia. Fazendo o seu pau entrar e sair da cavidade molhada da mulher perfeita que tinha entre os seus braços.

Rose estava de quatro na cama, Emmett estava parado atrás dela, enquanto a loira rebolava, com perfeição, no pau dele.

Não era a primeira vez que ela fazia aquilo com Emmett, e ele não fora o único homem com quem ela traiu o marido, mas para Rose, Emmett era diferente, ele lhe dava mais prazer do que qualquer outro jamais lhe dera... A loira passou a fuder o homem, literalmente, movimentando os quadris para frente e para trás, fazendo o pau de Emmett se afundar ainda mais dentro dela, ao ponto de tocar o seu útero, fazendo-a gritar de prazer.

Emmett segurava o cabelo de Rose com as duas mãos, o corpo da loira estava deitado na cama e ela estava de costas para Emmett, ele a penetrava por trás com força, enterrando o seu pau por completo dentro dela, fazendo ambos gemerem toda vez que a buceta da loira apertava o pau já inchado do rapaz.

A buceta de Rose estava totalmente rosada, devido ao atrito dos movimentos brusco de Emmett, contudo, ela sabia que cada vez que o pau dele se afundava dentro dela até o talo, fazia com que a loira gemesse e visse estrelas, ele a completava de um jeito mais do que perfeito, fazendo-a ter os melhores orgasmos de toda a sua vida.

Emmett tirou uma das mãos do cabelo de Rose, apenas para regular o ritmo de suas investidas, ele fudia a loira como se não houvesse amanhã, ele queria aproveitar cada momento dentro daquela cavidade prazerosa e ao lado dela.

Rose gritou quando Emmett enterrou o seu pau pela última vez dentro da buceta dela. A mulher entrou em êxtase chamando o nome do rapaz. Emmett gozou junto com ela, enchendo a buceta dela com o seu sêmen, fazendo o gozo dela se mistura ao seu.

Ele escorregou quando retirou o seu pau de dentro daquela buceta, que mais parecia o seu lar, para se jogar ao lado dela na cama.
..................
Nessie usava uma camisola preta, que por sinal era de sua mãe, ela não tinha muitas roupas sexy. Jacob estava com ela no quarto da jovem. Quando eles chegaram a dela, não havia ninguém e como já sabia que o pai chegaria tarde e a mãe provavelmente nem dormiria em casa, ela quis aproveitar. Sempre que ela e Jacob transavam, era na casa dele e hoje ela queria mudar aquilo, afinal eles já namoravam há algum tempo e não era mais um namoro de criança.
Jacob estava atrás de Nessie de joelhos, a boca do rapaz estava no pescoço dela, beijando e provocando a menina, que soltava leves gemidos. As mãos do rapaz passeavam pelo colo dela, indo para os seios e os apertando, mesmo por cima da camisola.

Jacob não era nem uma criança há muito tempo, já tinha deixado de ser virgem e nunca foi de namorar alguém a sério antes de Nessie. Ele apenas ficava com uma, saia com outra, e pegava geral. Todavia as coisas mudaram quando Isabella pediu para ele seduzir a sua nova amiginha, o que Jacob achou que seria só mais uma de suas conquistas, passou a ser algo sério, ele realmente passou a gostar de menina e ficou muito feliz ao ponto de não conseguir descrever os seus sentimentos, quando a Nessie o escolheu para ser o seu primeiro homem. Depois daquele dia foi difícil se manterem um longe do outro, sem que acabacem se comendo.
A mão de Jacob estava na buceta de Nessie, a menina tinha a cabeça virada de encontro à dele, pois Jacob a beija intensamente. A camisola preta estava levantada, a calcinha preta que ela vestia, fazendo par com a camisola, foi devidamente afastada pelos dedos de Jacob que brincava com o clitóris da menina, o estimulando e dando prazer a ela, deixando-a pronta para ele.

Nessie estava com a boca cheia, naquele momento, Jacob estava deitando na cama e a menina chupava o pau dele com muito gosto, deixando-a mais cheia de tesão. A boca da menina sabia muito bem o que fazia, Jacob fora um bom professor, lhe ensinando direitinho como chupar um pau, e, ela como boa aluna e bem aplicava, praticava todos os dias com ele.

Jacob enterrava com força o seu pau dentro da buceta da menina. Nessie tinha as pernas abertas, ela estava em uma posição que lembrava a de um frango assado, Jacob a prendia contra a cama. Ele Movimentava os quadris com força, fazendo o seu pau se enterrar até o talo dentro da pequena buceta rosada da namorada.

-- Isso Jake com mais força! - Ela gritou — Estou gozando, estou gozando!
A menina gritava enquanto gozava junto com o moreno, que ainda se enterrou algumas vezes mais dentro dela. Nessie não esperava, nem sem seus piores pesadelos, que Edward estivesse vendo tudo da porta do quarto dela. A porta estava semi-aberta. Edward havia ouvido um barulho estranho quando chegou a casa, achando que fosse algo mais grave, como um ladrão, subiu sem fazer barulho, carregando nas mãos uma arma de calibre vinte e dois de pequeno porte e fácil de manejar. Quando ele se deparou com a cena inusitada, ele começou a ofegar, a final, era a sua menina ali sendo comida pelo namorado. Edward já estava se preparando para invadir o quarto da filha e lhes dar um fragrante, quando Isabella o puxou o arrastando dali para longe, ou melhor, direto para o quarto do casal.
-- O que você pensa que está fazendo? - Ele disse ríspido.
-- Evitando que você faça uma loucura!
-- Ele... ele tá...
-- Trasando com a sua filha! - Ela completou a sua frase - Eles são namorados, boa parte dos namorados de hoje em dia, fazem isso, sabia? Com exceções das santinhas que se abstém de sexo.
-- É minha filha! - Ele disse entre os dentes.
-- Eu sei, mas ela não é mais uma menininha! - Isabella disse circunspecta — Ela já é uma mulher, Edward! Você já sabia disso, o fato é que você não imaginava que um dia fosse ver a coisa ao vivo e a cores. Fora isso, Nessie cresceu, virou uma bela mulher, tem uma vida sexualmente ativa e você não poderia, nem se quisesse, evitar que isso acontecesse...
-- Mas não na minha casa! - Ele disse entre os dentes novamente
-- Preferia que ela estivesse em algum beco fedorento ou em uma rua escura? - Ela questionou — Também poderia ser no carro! Olha que sexo no carro é legal! A gente bem que deveria experimentar isso algum dia, o que acha? - Ela disse pensando neles.
-- Isabella! - Ele voltou a falar entre os dentes mais uma vez — Vá para casa!
-- Eu não vou a lugar algum! - Ela disse — E me dê isso aqui antes que faça uma besteira!
A menina tomou a arma da mão dele e colocou sobre o criado mudo, do lado da cama.
Foi algo rápido, Isabella sabia que esse era o único jeito de ele colocar a raiva que estava sentindo, naquele momento, para fora. A saia de Isabella foi parar no chão, mas tanto a calcinha dela quanto a cueca dele fora apenas afastadas para o lado. Virando Isabella, o homem fez com que ela se curvasse em direção a cama, apoiando apenas as mãos sobre o leito. Edward afastou a calcinha da menina. Mesmo com raiva, ele fora gentil, penetrou a menina com cuidado. Isabella fora abaixando os quadris, fazendo com que o pau do homem se enterrasse dentro de si, ela mesma segurava a própria calcinha para que não voltasse ao lugar.

Edward passou a se mover mais rápido, para frente e para trás, enterrando–se completamente dentro nela. O ritmo era contido, mas os movimentos eram fortes e Isabella tinha que controlar a vontade de gemer alto, mordendo os lábios.

Edward extravasou com aquele ato, toda a sua raiva. Isabella sabia disso, porque ele metia com bastante força. E quando ele estava perto de gozar, retirou o seu pau de dentro dela e gozou na bunda da garota, melando a sua calcinha e a sua carne branca com o seu prazer reconfortante.

..............................
Isabella estava devidamente vestida e Edward também, ele tinha uma expressão melhor no rosto, não que ele estivesse calmo, mas estava mais contido.
-- Eu tenho quer ir! - Ela disse olhando para ele. — Você não vai fazer nenhuma besteira, vai?
-- Não! - Ele disse seco — Amanhã conversamos! Isabella vá para casa, você terá aulas bem cedo!
-- Tudo bem!
Isabella não gostou nada do tom que ele usou com ela, mas, ainda assim, a muito contragosto, ela saiu do quarto, passou pela porta do quarto de Nessie que já estava fechada. Correu escadas a baixo e saiu pelos fundos, Ela ficou com medo de encontrar Rose ao sair, pois ela nunca sabia a hora que a loira pudesse voltar para casa e ela não gostava de se arriscar. Quando foi chegando ao jardim, ela viu o carro de Jacob subindo a rua, era um ótimo sinal.
-- Jake! Você está brincando com sorte! - Ela pensou...
Isabella correu para a sua própria casa, ela precisa de um banho urgente, alguma comida e de uma boa noite de sono depois de toda aquela agitação.

Continua...

9 comentários:

  1. uouuuuuuu....... tadinho do Edward.. ver a filhinha dele ser fodido deve ser foda kkkk quero ver quando ele descobrir que a menina não é filha dele....
    mas ele tbm ta fodendo a filhinha de alguem, entao.......
    achava q hoje eles iam ser pegos pela Nessie..
    quando eles vao se assumir???

    ResponderExcluir
  2. Adorooo essa historia gostaria de saber quando o o Edward vai descobrir que a Rose é uma vaca e ele não é pai da Nessi para ele enfim assumir a Bella... Bjos Adiele

    ResponderExcluir
  3. Adorei foi hot o Edd vai pirar quando descobrir a verdade.

    ResponderExcluir
  4. Ansiosa pra que o Edward descubra toda a verdade, muito bom esse capítulo bjuuss

    ResponderExcluir
  5. ansiosa pra que as coisas se desenrole e o ED possa fica com a bella de vez, quero só ve quando o emmtt descobrir q enquanto ele come a vizinha safada a filha dele e fodida pelo totoso do ed

    ResponderExcluir
  6. Nossa que capítulo foi esse ??? Sem palavras, simplesmente amei.... Ansiosississississima para o próximo! Beijinhos amore

    ResponderExcluir
  7. menina boa noite
    jesus eu nao aguento mais ver esses dois se escondendo
    quando que o ed vai tomar uma atitude de homem e assumir a bella e da um fim em seu casamento
    beijocas
    adria

    ResponderExcluir
  8. Ah Edward fala serio neh meu filho, voce nao pensou em nenhum momento em nao ceder a Bella sendo ela com a idade da sua filha, a Nessie e o Jake sao namorados, se gostam e tem a mesma idade, deixa a menina ser feliz, voce esta sendo feliz com a sua ninfeta e vai querer pagar de moralista agora.. Bem menos né bonitao. E viva ao cap das safadezas, novamente todos felizes vivendo suas vidas nos seus mundos particulares, mas acho que a minha sugestao do cap anterior nao vai rolar, ja q o Edward ja nao esta muito feliz em ver a Nessie sexualmente ativa, mas todos merecem ser felizes encontrar seus lugares e é isso ai, espero ansiosa por mais beijos Kah.

    ResponderExcluir
  9. oooooooooooh esse povo adora brincar com fogo

    ResponderExcluir