Jul M

Oi

sábado, 7 de dezembro de 2013

O Casamento-- Para Todo o Sempre -- cap

DE VOLTA PARA CASA
POV NARRAÇÃO
Isabella odiou saber que tinham que voltar para casa, Orlando era um lugar ótimo, mas Edward tinha razão, lá eles não conheciam muita gente, além de seus seguranças, o que realmente não lhes garantia muita coisa. A partir daquele momento, todos eram suspeitos, até mesmo as pessoas mais próximas. Edward estava tomando conta de tudo, a casa estava devidamente protegida, agora, até uma rota de fuga foi planejada na casa deles, Edward precisou mexer em muitas coisas da casa, porém, se caso alguém entrasse na residência deles, tentando machucar a sua família, Isabella saberia como agir e para onde fugir.
Sue estava à espera dos dois, quer dizer, dos quatro. Tony estava sempre sorrindo e feliz. Os avós das crianças Esme e Carlisle, estavam os aguardando ansiosamente. Emmett trouxe Victoria consigo para aguardar os amigos. A chegada deles foi uma grande festa, claro que para poucos, mas ainda assim, uma festa para conhecerem a nova Cullen, a pequena princesa ainda não possuía um nome próprio, e isso já estava deixando tanto Edward quanto Isabella paranóicos, ambos não entravam em um acordo para a escolha do nome da filha e era por isso que a menina estava sem nome até então.
-- Vocês precisam escolher logo um nome para essa princesa! - Carlisle disse já babando de amor com a menina no colo.
-- Estamos trabalhando nisso! - Edward expôs.
-- Ela tem os seus olhos Edward! - Esme comprovou.
-- Eu acho que ela se parece com a mãe! - Ele comenta sem jeito.
-- Não seja modesto! A nossa filha não tem nada de mim! – Isabella o contradiz — Eu apenas tive que carregá-la no ventre!
Todos meio que acabaram rindo do comentário de Isabella, a reunião não se estendeu muito, até porque a pequena menina reclamou rápido demais do grande barulho, fazendo assim Isabella levar a filha para o quarto, para poder amamentá-la e colocar a jovenzinha para dormir. Quando ela dormiu, Bella voltou para a sala para se despedir dos convidados, e claro, Isabella notou que Victoria estava estranha e sabia que ela precisava conversar com a amiga.
-- Venha me visitar amanhã! - Ela pediu a Vic — Nós precisamos colocar algumas coisas em dias! - Isabella sorriu e abraçou calorosamente a amiga — Até mais!
-- Parabéns pela menina linda! - Ememtt disse ao Cullen — Você é um cara de muita sorte Edward!
-- Vejo você na Empresa! - Edward se despede do amigo – Até mais Victoria!
-- Até logo Edward!
-- Até mais Emmett, eu acho que vou ver vocêmuito por aqui! – Isabella comenta.
-- Tchau Bellinha!
Edward passou o braço em volta da cintura da esposa e caminhou de volta para a sala de estar, onde Carlisle estava juntamente com Esme. Eles sorriam brincando com o pequeno Tony que ainda estava acordada.
-- Edward! - Carlisle começou — Eu sei que depois dos últimos acontecimentos, você não está em clima para festa, mas...
-- Carlisle eu estarei lá! - Edward replicou sem deixar o pai terminar.
-- É importante para Empresa, filho! - Carlisle admitiu — É o Baile de Máscaras que fazemos todos os anos Edward, e bem, você é o meu filho, o meu único herdeiro. Eu preciso de você lá!
-- Nós vamos! - Isabella interferiu no dialogo de pai e filho sorrindo — Eu estou mais do que animada para ir a essa festa!
Edward olhou, sem entender, para a esposa, até outro dia ela não queria saber nem de voltar para casa, havia sido esse o motivo deles terem passado quase um mês depois do nascimento da filha deles em Orlando, e claro, eles irão pagar uma bela multa pelo fato da filha ainda não ter sido registrada.O único motivo de a menina ter voltado para casa, sem a interferência jurídica, foi porque Edward estava em seu avião particular, tendo assim livre trânsito aéreo nos Estados Unidos. Ele ainda tinha quinze dias para registrar a menina e faltava uma semana para acabar o resguardo de Isabella. Por muita sorte tudo se encaixaria para o grande dia do Baile.
-- Bem! - Carlisle disse se levantando — Espero vocês dois no sábado!
-- Estaremos lá do seu lado! - Isabella disse sorrindo — Até mais Esme, volte para o café!
-- Sim claro! - Esme disse sorrindo — Se cuide Tony, Eu espero você no domingo em minha casa!
-- Sim vovó! - Ele disse sorrindo.
Edward acompanhou o pai e a esposa dele até a porta de saída, Isabella ficou com Tony na sala, ela estava enroscada com ele no sofá quando Edward voltou e o menino gargalhava alegremente, Bella fazia cosquinhas na criança, deixando tudo mais divertido para o menino.
-- Tony hora de ir para a cama! - Edward ordenou e o menino fez um becinho.
-- Ele está ficando igualzinho a você! - Isabella os comparou sorrindo, Edward fazia a mesma coisa quando estava sendo contrariado.
-- Já está tarde, filho! Amanhã você terá aulas na Escola, já para cama!
-- Vamos lá campeão! - Bella disse batendo no bumbum do menino de leve — Para o banheiro e escovebem os dentes! - O menino ficou de pé em um pulo — Eu vou passar lá daqui a pouco para ver se fez tudo diretinho, ok?
-- Sim, sim mamãe! - Ele disse saindo correndo.
Edward caminhou em direção a Isabella e sentou ao seu lado no sofá. A jovem não perdeu tempo em sentar em seu colo, de frente para ele.

-- Que cara é essa Sr. Cullen?
-- Você! - Ele disse fazendo um carinho em seu rosto — Me deixou completamente perdido hoje.
-- Por quê?
-- Você não queria voltar para casa Isabella, e hoje, você simplesmente, estava toda animada para ir a uma festa que pode ser muito perigosa para nós!
A jovem ficou encarando o marido bem nos olhos e sorriu tentando apaziguar o clima.
-- Eu apenas acho que podemos nos dar bem nessa festa! - Ela disse e Edward enrugou a testa — Edward está na cara que quem quer que esteja nos ameaçando, está em nosso meio!
Edward também já tinha chegado a essa conclusão. Mas nunca tinha comentado com a esposa, porque não queria deixá-la preocupada.
-- Bem, o que vamos fazer é...
-- Como? - Edward disse assustado — Não mesmo, você não vai fazer nada!
-- Calado! - Ela disse colando um dedo em meus lábios – Eu estou com você nessa e vou até o fim! — Edward balançou a cabeça negativamente e a jovem simplesmente o ignorou — Edward o alvo é você e agora, sou eu também. Se eles me atingirem, atingirão a você também e não vamos deixar que eles cheguem sequer, perto dos nossos filhos.
-- Bella!...
-- É arriscado, eu sei! - Ela admitiu — Mas o pior é ter que ficar com medo todos os dias!
-- Eu não quero que você se machuque!
-- E não vou! - Ela o consola — Eu tenho uma idéia e preciso de sua ajuda!
Edward respirou fundo e voltou a olhar para a esposa que ainda se encontrava sentada em seu colo.
-- Eu vou voltar a trabalhar para você! - Ela disse e ele arregalou os olhos, há meses ele tentava a convencer a voltar para a Empresa e ela se recusava — Victoria tomará conta da livraria até que eu possa voltar para lá, mesmo porque, acredito que a livraria ainda vá demorar um pouco a ser aberta.
-- Aonde você quer chega?
-- Vamos nos fazer ser vistos... ...e juntos! - Ela disse com os olhos brilhando — Já nos escondemos tempo demais, e quanto mais nós formos vistos, mais a pessoa vai entrar em pânico e se exporá por erro de cálculos...
-- Ainda não estou entendendo!
-- Edward, o alvo é você, porque ele o atacaria em público? - Ela questiona — Já reparou que sempre que acontece algo estamos separados? Então vamos ficar juntos agora, em tudo, e quem quer que seja que nos ameaça, vai acabar deixando um fio solto... ...e nós estaremos lá, só aguardando isso acontecer!
-- O Baile é perigoso!
-- É, mas o Baile de Máscara é o nosso grande trunfo, eu tenho uma idéia perfeita!
-- Eu estou começando a ficar com medo de você! - Edward diz rindo — Quando pensou em tudo isso?
-- Eu tive quase 40 dias para pensar em cada ação que tomaremos! - Ela diz saindo do seu colo — Por ficar sem sexo, eu precisei arrumar algo para fazer... – Falou maliciosa.
-- Sei, daí resolveu montar um plano suicida?!
-- Não! Apenas resolvi agir! - Ela disse sorrindo — Eu conto tudo para você amanhã, reúna a sua equipe Sr. Cullen. Nós vamos participar de uma grande festa!
-- Espero que saiba o que está fazendo!
-- Eu sei, e como sei! - Ela disse totalmente segura de si — Eu vou ver Tony, te encontro daqui a pouco em nosso quarto... Eu tenho algo para você Sr. Cullen!
...........................
Isabella estava nua, Edward estava deitado na cama, à língua de Isabella passou por todo o comprimento do marido, até os seus seios roçaram no membro semi ereto de Edward.

 Ela pegou o pau do SEU homem entre as mãos e começou a movimentá-lo rapidamente, fazendo assim o membro do marido ganhar muito mais vida. Quando ele já estava completamente duro, ela passou a língua em volta da cabeça inchada e começou a chupá-lo, em poucos minutos, Edward passou a gemer sofregamente devido ao estimulo que a boca da esposa lhe causava. Isabella o chupava com muito desejo e os gemidos do marido eram como música para ela. Até que não foi mais possível adiar o inevitável, ele gozou prazerosamente, enchendo a boca da amada com o seu néctar, Isabella engoliu todo o gozo do marido, depois, levantou os olhos para admirar o marido deitando na cama e ofegante, à jovem ainda o provocou mais um pouquinho, limpando os lábios com a língua de uma maneira pra lá de ousada e sexy.
-- Você está muito, mas muito safadinha, Sra. Cullen!
Isabella sorriu para ele e se arrastou para perto do peito do marido, Edward passou os braços em volta da jovem e a beijou nos lábios, sentindo o seu próprio gosto na boca da esposa.
-- O que faço com você? - Ele disse e ela sorriu.
-- Poupe as suas energias, querido! - Ela disse sorrindo — Sábado você vai ter muito trabalhando! - Ela piscou para ele e o beijou de novo.
...................
Estavam todos lá, excerto por Tony havia ido para Escola, ele não chegaria por algumas horas ainda. Edward só voltaria a trabalhar na terça-feira seguinte. Lá, se encontravam Emmett, Gabriel, Miguel e Uriel, a única mulher que, para surpresa de Isabella, era muito bonita, mas a morena descobriu, assim que a viu chegar, que ela era lésbica o que a deixou bem mais calma, o fato de ter outra mulher ao lado do marido não lhe era nada agradável...
-- Então qual é o plano? - Uriel perguntou a Edward.
-- Não, não fui eu quem fez o plano dessa vez! - Edward disse dando de ombros.
-- Quem foi? - Gabriel perguntou.
-- Fui eu! - Isabella disse entrando na sala e se juntando a eles. Emmett abriu um largo sorriso.
-- Entrou para a máfia Bellinha? - Emmett a provocou.
-- Não! Ainda não, meu amigo... - Ela disse — Mas vamos vê se eu levo jeito para a coisa...
-- Ok! - Miguel disse — Conte-nos o plano Sra. Cullen.
-- É simples! Vamos todos ao grande Baile de Máscara da Empresa!
-- Bella... - Emmett começou pensando da mesma forma que Edward, que aquilo seria deveras arriscado.
-- Calma! - Ela disse levantando a mão e pedido para falar — O plano é simples e se formos rápidos chegaremos a algum lugar...
Isabella explanou como tudo funcionaria. Cada detalhe foi minuciosamente explicado, o trabalho de cada um deles, o que se esperava da função que cada um exerceria, enfim, toda a dinâmica do plano. Emmett ficou chocado por a jovem ser tão perspicaz. Ela tinha razão, cada palavra que saia da boca dela, explicava perfeitamente a mente doentia dos bandidos, ele mesmo nunca tinha notado como os ataques aconteceram, algo que Bella foi esperta em perceber. Claro que ela deixou claro que na noite do Baile, tudo seria monitorado e que a segurança seria redobrada, e ainda que ela tinha um grande ÁS escondido na manga, algo que ela não contou para ninguém, para que nada desse errado...
-- Então, estão todos de acordo?
-- Edward! - Miguel disse — Tirando a grande beleza da sua esposa, eu tenho que lhe dizer que ela é a criatura mais perigosa que já conheci!
Todos na sala riram até mesmo Edward, esse por sua vez, estava todo orgulhoso, ele nunca pensou que sua doce e indefesa Isabella pudesse chegar tão longe, mas ele também sabia, que tudo chegou aquele ponto porque foi realmente necessário...
-- Estamos com você Sra. Cullen! - Uriel disse.
-- Por favor! Bella! - Ela disse e Uriel sorriu.
-- Como desejar Bella!
Depois do almoço, todos partiram, havia muita coisa a ser preparada e muita coisa ser colocada em prática. Edward estava com ela no sofá.
-- Você se saiu muito bem hoje, querida! - Edward falou orgulhoso.
-- Vamos acabar de vez com todos esses que nos ameaçam! - Ela retrucou decidida.
-- Vamos!
-- Eu e você sempre! - Ela disse.
-- Eu e você sempre! – Ele confirmou...
CONTINUA...

3 comentários:

  1. Amei o capítulo, adorei a nova Bella, quero ver aquela empresa de pernas para o ar e quero que Bella coloque aquela vadia no lugar dela, que é na rua a ponta pés. Parabéns.

    ResponderExcluir
  2. virei mais fã da Bella adorei o cap muito bom..

    ResponderExcluir