Jul M

Oi

sábado, 10 de agosto de 2013

Slave Of Pleasure-- Escrava Do Prazer --- Capitulo 22

O FEITIÇO VIROU CONTRA A FEITICEIRA...
POV BELLA
Rose invadiu o meu quarto praticamente em choque. A loira deslumbrante que era a minha melhor e praticamente única amiga, estava descabelada, apresentando alguns arranhões nos braços e ela se encontrava muito, mas muito assustada. Os seus grandes olhos azuis estavam completamente em choque...
-- O que aconteceu com você? - Perguntei saltando da minha cama e indo até ela — Rose diga alguma coisa!
Rose suspirou varias vezes antes de me olhar nos olhos, um pequeno sorriso infeliz apareceu em seus lábios e então ela desabou caindo como uma maça pobre no chão do meu quarto.
...................
POV NARRATIVA
Edward estava examinando Rose, que ainda estava desacordada no chão do quarto de Bella. Ele percebeu que o estado da jovem era deplorável e que tudo indicava que ela tivesse tido mais uma noite de sexo inconsequente. Edward conhecia muito bem o caso de Rose e sabia que algumas vezes não era culpa dela. Rose sofria de um transtorno sexual pouco comum entre algumas pessoas de sua idade, em poucas palavras, ela era uma ninfomaníaca sexual. Só que no caso de Rose, era bem mais grave do que o normal, ela não conseguia controlar o seu corpo e tão pouco o seu desejo, quando as suas necessidades vinham era com carga total... Esse era o motivo da jovem sair por aí transando com qualquer um que aparecesse em sua frente e a quisesse também... E sempre que Rose se sentia insatisfeita, infeliz, desmerecida, e ao mesmo tempo envergonhada, ao invés de procurar uma cura para o seu mal, a jovem, simplesmente se tornava ainda mais fraca, o que contribuía para fazê-la recomeçar toda a paranoia de novo. Edward usou um pedaço de pano com álcool para trazer Rose de volta,  a loira estava confusa quando acordou, ela piscou algumas vezes até recordar onde estava e o que fora fazer ali...
-- Você precisa me ajudar! - Rose gritou praticamente segurando Edward pela camisa.
-- Rose o que está acontecendo? - Bella perguntou, ela  não estava entendendo nada.
-- Bella, por favor, deixe-me falar com Edward sozinha! – A amiga solicitou a confusa morena que não entendeu.
-- Bella me espere em meu quarto! - Edward lhe contrapôs.
-- Mas...
-- Mas nada, vá agora! - Ele manteve o seu tom de comando sobre a jovem.
Isabella ficou indignada, ela demorou um pouco para sair do seu próprio quarto e fechar a porta atrás de si. Por mais que ela conhecesse  e gostasse de Rose, ela sabia que a jovem era bonita e que tinha uma habilidade tremenda em seduzir homens...  Isabella decidiu ficar a espreita e se utilizou da velha e boa tática de escutar por detrás da porta...
-- Pode começar! - Edward ordenou.
-- Há algum tempo atrás, eu erroneamente, acabei me envolvendo com o Professor de Física de nossa Escola! - Rose disse e Isabella que estava atrás da porta escutando a tudo, logo percebeu que ela estava se referindo a Felix, mas Bella continuava sem entender o porquê  daquela conversa — Felix me parecia legal, Edward! Você, melhor do que ninguém sabe do meu problema... Afinal, a minha mãe me levou  ao seu consultório...
-- Rose daria para você encurtar a historia? - Edward advertiu em seu melhor tom azedo.
--- Felix filmou todas as nossa transas! - Rose disse e os olhos de Isabella se arregalaram do outro lado da porta — Edward, ele não vale nada...
-- Ele está chantageando você? - Edward perguntou a jovem que já tinha varias lagrimas nos olhos.
-- Sim!
-- Rose, você tem que denunciar esse canalha! - Edward propôs.
-- É bem mais complicado do que você pensa! - Rose disse mordendo os lábios — Ele está usando um vídeo para me obrigar a fazer programas de luxo.
Isabella ficou pálida como um papel amarelo claro, ao escutar aquilo, ela quase caiu sem forças no chão do lado de fora, pelo susto da revelação de sua amiga... Ela ajeitou-se rapidamente para poder tentar ouvir com mais clareza o que se passava dentro de seu quarto.
-- Isso é crime! - Edward alegou.
-- Ele, não faz isso só comigo!
-- O quê?
-- Edward existe outras na mesma situação que eu! - Rose declara e mais uma vez morde os lábios — Eu não quero isso! Ele chegou até a me bater nas vezes em que eu disse não!
-- Rose, você precisa ir a Policia! - Edward disse furioso.
-- Eu não posso! - Ela gritou — Ele não aparece nos vídeo, seria a minha palavra contra a dele. Ele ameaçou mandar os vídeos para o meu pai. Edward, você conhece bem o meu pai...
-- Então por que diabo está me contando isso tudo? - Edward gritou em pé ao lado da cama de Bella.
-- Eu preciso sair disso sem que a minha imagem esteja nos jornais da cidade envergonhado o meu pai!
-- E você espera que eu faça o quê? - Edward disse furioso ao imaginar que aquilo poderia está acontecendo com a sua menina também... — Ele chegou perto de Isabella?
-- Não! - Ela gritou — Isabella nunca notou Felix, era eu quem provocava...
-- E agora você está encrencada!?
-- Você não sabe nem da metade! - Rose disse — Hoje eu encontrei a sua  amiga!
-- Amiga? - Edward disse sem entender — Que amiga?
-- Jane! - Rose disse e Isabella sentiu medo — Felix disse que tinha um novo cliente e me mandou direto para o apartamento dela Edward, foi horrível!
Edward sentiu o corpo todo ficar tenso, ele conhecia Jane de longa data e sabia o quanto a loira poderia ser cruel quando queria.
-- Ela machucou você? - Edward perguntou sentindo pena da jovem.
-- Mais ou menos! - Rose disse suspirando — Eu cheguei lá e ela já estava a minha espera usando um hobbie vermelho e com os cabelos soltos — Rose engoliu em seco — Eu não sou lésbica Edward e você sabe disso muito bem... — Rose meio que cuspiu as palavras — Ela me bateu uma ou duas vezes assim que entrei no apartamento, depois ela me jogou de encontro à cama — Rose ficou em silêncio e Isabella tinha as mãos na boca — Ela queria que eu a chupasse e fizesse sexo com ela. Eu disse não e ela ficou furiosa!
Flask Black On
Rose havia levado duas bofetadas de Jane e fora jogada contra a cama enquanto a loira endiabrada  caminhava em sua direção trazendo na mão um cinto com um pênis de borracha preso a ele.
-- Você está aqui para me satisfazer sua vadia! - Ela gritou, Jane estava furiosa — Agora tira a porra da tua roupa.
Rose não moveu um dedo sequer, ela ainda ficou encarando Jane com um olhar mortal. Jane bufou e foi para cima de Rose rasgando o vestido que ela usava e arrancando do corpo da jovem toda a sua roupa, inclusive a calcinha...
-- Me solta sua louca! - Rose gritou empurrando Jane.
-- Sua vadia! - Jane gritou e bateu na cara de Rose.
Foi como estourar uma bomba. Rose se jogou encima de Jane estapeando a loira com força. Ambas caíram do sofá cama onde estavam! Rose agarrou Jane pelo pescoço e fez à loira beijar o chão.



-- Não era isso que você queria sua vadia! - Rose gritou espetando a bunda da outra – Pois bem, você vai ter o que queria!

Rose estava tão puta com tudo que jogou Jane sem o menor cuidado sobre o sofá e pegou o cinto que Jane havia deixado cair sobre a cama. Rose vestiu o objeto do seu jeito, e, sem perda de tempo, enfiou o pênis de borracha dentro da loira, fazendo a mulher gritar de dor! Rose puxou os cabelos da loira e a sua boca ficou mais próxima dos ouvidos dela...

-- Não era isso que você queria sua puta? Então toma!!!!

Rose ficou por cima de Jane e passou a fudê-la sem dó nem piedade. Jane gritava a cada nova investida violenta da loira, que puxava cada vez mais forte os cabelos da outra loira.
-- Sua piranha barata! - Rose gritou e bateu nela.

Jane tentou fugir, mas Rose conseguiu segurar à loira e manteve o ritmo de suas investidas cada vez mais fortemente, gritando de dor, Jane começou a chorar. Rose nunca tinha levantado a mão para ninguém, mas desta vez, ela achou que Jane merecia bem pior que isso. Em outros olhos, Rose estava praticamente estuprando Jane com o pênis de borracha.
-- Cretina! - Rose gritou.
Curvando-se por cima de Jane, Rose levou as suas mãos em direção ao pescoço da mulher, Rose apertou o pescoço da loira a fazendo tremer de medo, enquanto investida violentamente contra ela... Rose continuou o seu ato de revolta, movida principalmente, pela raiva até que se sentiu vingada. Quando se deu por satisfeita e Jane já implorava para que ela parasse, Rose saiu de cima dela e jogou o cinto no chão. Rose olhou em volta e sorriu vendo todos os brinquedos que Jane tinha no quarto.
-- Você é uma filha da puta! - Rose disse a Jane que já estava toda encolhida no sofá.
Rose usou em Jane alguns dos seus brinquedos, fazendo à loira provar do seu próprio veneno. Rose chicoteou

 e usou uma pequena raquete de ping-pong para bater na loira que só fazia chorar e gritar de dor.

Flash Black Off
-- Você fez isso com Jane? - Edward disse surpreso e admirado.
-- Eu a ameacei e também tirei algumas fotos para me precaver! - Rose sorriu ao lembrar-se da cara de medo de Jane — Eu falei que se ela contasse para Felix o que eu fiz com ela, eu iria acabar com ela de vez. Acho que ela ficou com medo porque ela disse para Felix que eu havia aprendido a lição...
Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário