Jul M

Oi

sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Em Maus Lençóis! --- Jogando Sujo

JOGANDO SUJO...

POV ISABELLA

O sol ainda não havia nascido direito no céu, os primeiros raios de luz começavam a despontar timidamente quando eu despertei. Edward estava ao meu lado dormindo angelicalmente e eu não pude deixar de dar um sorriso safado, eu realmente havia transado com ele e não havia como não ficar feliz com o fato. Olhei para o relógio no criado mudo, ele já marcava cinco horas da manhã, eu virei o meu corpo, ficando sobre os meus cotovelos, eu sabia que Rose estaria em casa por volta das sete horas e eu queria aproveitar ainda mais um pouco daquele pedaço de homem. Eu mordi os meus lábios ao ver o corpo completamente nu de Edward, passei os dedos com cuidado pelo seu peito másculo, sentindo os pelos que ali havia, Edward era bonito, na verdade, muito bonito mesmo, tanto que me deixara louca desde o primeiro dia em que eu o vi.   Girei na cama ficando de quatro, dando leve mordidas no peito de Edward, descendo beijinhos com a boca até chegar ao seu membro flácido e sem vida... Eu dei um sorriso matreiro sabendo que essa seria uma surpresa e tanto para Edward... Seria uma ótima maneira de acordá-lo... 

Eu segurei o pau dele entre as minhas pequenas mãos e comecei a movimentá-lo para cima e para baixo, definitivamente Edward tinha o pau mais bonito e gostoso que eu já havia visto, além de ser o maior cassete também, não que eu tenha visto muitos antes, apenas dois nas minhas contas, o de James e o de Jake, mas com Jake foi uma única vez e nós dois estávamos bêbados, já com James, eu o namorei por cinco meses, o cara era um merda na cama e francamente o seu pau nem  fazia  cosquinha. Já o de Edward, ah o de Edward me deixava cheia por completo e me fazia delirar...
Dei um sorriso ao ouvir os gemidos dele, quase como sussurros, mordendo os lábios, eu parei o movimento com as mãos e abaixei a cabeça entre as suas pernas, eu passei a língua pela cabeça do seu pau e escutei outro gemido dele, desta vez, mais audível, só então, eu enguli o seu membro. 

Tive um pouquinho de trabalho para fazer aquela coisa toda  ficar dentro da minha boca, mas aos poucos eu comecei a mover a minha cabeça para frente e para trás, arrisquei olhar para cima, para me deparar com os grandes olhos verdes de Edward, o seu rosto estava cheio do mais puro prazer, isso só aumentou o meu tesão por ele e eu comecei a chupá-lo com mais vontade, dando-lhe um verdadeiro banho de língua, o chupando até o talo, como se fosse o melhor pirulito do mundo e de fato era o meu melhor pirulito naquela manhã. 



As mãos dele estavam em meus cabelos, Edward gemia alto e movia os quadris para frente e para trás, fudendo a minha boca com vontade, eu já sentia o seu pau cada vez mais inchado, então eu comecei a relaxar a minha garganta para receber o meu leitinho matinal, foi então que Edward puxou os meus cabelos com força e liberou todo o seu gozo em minha boca, eu o sentia escorrendo por minha garganta, eu só o chupava com mais vontade ainda, até a sua ultima gota... O corpo de Edward caiu exausto sobre a cama, ele estava satisfeito e ofegante, eu me levantei sentando sobre os meus calcanhares, olhei para ele e passei a língua pelos meus lábios, lambendo o resto do seu gozo que escorria pela minha boca.
-- Bom dia Sr.Cullen! – Eu digo com um sorriso satisfeito e safadinho no rosto.
Edward estava com os olhos fechando, ele respirava com certa dificuldade... A sua pulsação também estava irregular, o seu membro ainda estava semi-ereto.

 Chegue mais para frente, ficando por cima dele e  levei o seu pau para a entrada da minha buceta, Edward gemeu quando eu sentei encima dele, apoiando as minhas mãos sobre o seu peito, então eu passei a subir e descer em seu pau, no começo bem devagar, depois com mais força, até que Edward segurou a minha cintura e começou a ditar a velocidade que ele queria, me fazendo sentar nele com mais ritmo e movimentando os meus quadris junto com os dele. Eu queria provocá-lo, mas eu sabia que não era uma boa hora para usar o meu vocabulário vulgar com Edward, ele estava circunspecto e talvez  ele estivesse pensando em voltar atrás com isso tudo, mas eu não aceitaria, não depois de provar o seu sabor...

-- Vamos Senhor Cullen, eu quero gozar no seu pau! - Sussurro e recebo uma tapa na bunda na mesma hora — Oooooooooh  desse jeito eu vou querer mais! – Eu digo rebolando encima do pau grosso e gostoso de Edward.

Edward senta comigo em seu colo, segurando firme em minha cintura e começa a me fuder com mais força, e eu claro, adorando isso, o seu pau vai até o meu útero e volta para entrar de novo, eu estava quase gozando quando Edward me jogou na cama.
-- De quatro vadia! - Ele diz já vindo para trás de mim, e eu claro, não pedi tempo e fiquei de quatro — Apóia as mãos no espelho da cama, eu vou te comer com força.
Dando-me outra sonora tapa na bunda, Edward me penetrou com energia e começou a penetrar ainda mais fundo, me fazendo ver estrelas e me contorcer encima do seu pau de tanto prazer, a minha buceta começou a apertar o seu cassetão e a cada novo movimento, ficava cada vez mais difícil a sua penetração...

 Levando a mão direita para frente, Edward beliscou o meu clitóris e eu gritei gozando em seu pau.   Edward ainda investiu em mim mais umas duas vezes e logo ele gozou com eficácia dentro de mim, eu sentia o seu gozo se misturar com o meu e depois escorrer pelas minhas pernas...
-- Wow! - Digo girando na cama e ficando de barriga para cima — Isso foi incrível...
-- Sim isso foi Wow! - Edward assentiu.
A minha respiração ainda estava acelerada, eu virei o meu rosto para olhar para o relógio, já era seis e meia da manhã, hora de sair da cama e tomar um banho relaxante, Rose estava para chegar... Eu havia passado cerca de uma  semana observando cada passo dela, a final se eu estava querendo dar umas trepadas com o marido da loura, então eu precisava saber tudo sobre a sua rotina diária, tipo o horário de entrada e saída no hospital, por exemplo, não foi nada difícil conseguir essas informações, principalmente porque o meu pai trabalhava no mesmo local que ela...
-- Eu preciso de um banho! - Digo ficando de pé.
-- Merda! - Edward saltou da cama puxando junto toda a roupa de cama — Rose está para chegar, tem roupa de cama no armário  coloque na cama, essa aqui eu vou levar para lavanderia.
-- Sim Senhor! - Digo de modo provocante.
-- Não começa Isabella! - Ele diz caminhando em direção a porta e me dando uma bela visão de sua bunda linda — Não temos tempo para uma segunda rodada!
O meu sorriso ficou ainda maior, isso queria dizer que ele não havia mudado de idéia, o que era bom para mim. Edward saiu do quarto e eu corri para o banheiro, tomando um banho rápido. Em seguida eu mudei a roupa da cama de Nessie, a coitada teria um infarto se soubesse como o papaizinho dela me comeu gostoso encima da sua caminha. Eu vesti o meu vestido e saí do quarto  encontrando Rose na escada.
-- Bom dia querida! - Rose disse me dando um sorriso, ela parecia bastante cansada.
-- Bom dia tia Rose!
-- Dormiu bem? - Ela perguntou parecendo preocupada.
-- Sim dormi muitíssimo bem tia Rose! - Digo dando-lhe o meu melhor sorriso.
-- Que bom! - Ela sorriu — Eu vou tomar um banho e dormir, eu estou deveras cansada! - Ela disse e voltou a subir as escadas — Bella o seu pai chega a que horas?
-- Acho que até o final do dia ele chega! - Digo com a maior inocência do mundo — Mas não se preocupa tia, eu vou para a minha casa, eu tenho que arrumar um pouco o local antes do meu pai chegar.
-- Tudo bem querida, mas qualquer coisa é só chamar, estamos aqui ao lado!
-- Claro!
.....................
Saí da casa dos Cullen sem ver Edward,  ele não desceu para tomar café comigo e depois eu fui para casa, eu realmente tinha que arrumar a casa... O meu pai me mataria se soubesse que eu dormi na casa da Rose, ao invés de ter ido dormir na casa da Sra. Stanley, a casa da Jessica. Francamente, o meu pai achava mesmo que eu iria perder a chance de tentar seduzir o gostoso do Cullen, para ficar ouvindo a retardada da Jessica ficar falando sobre o Mike... A trama toda foi fácil, eu convenci Rose a me deixar dormir na casa dela, também depois do drama que eu fiz, ela tinha mais era que deixar. Então eu liguei para Jessica e pedi a ela que confirmasse que eu havia dormido na casa dela, caso o meu pai ligasse, mas ele nunca ligava mesmo, então tudo acabou muito bem...
-- Oi Jake! - Digo assim que o meu telefone toca.
-- Fala gostosa!  - Jake como sempre atirado.
-- Jacob Black olha como fala comigo, você é um rapaz comprometido! - Digo e caio na gargalhada.
Jacob ou Jake como eu o chamo, era o meu melhor amigo,  só transamos uma única vez, e mesmo assim, só ocorreu porque estávamos os dois bêbados, depois o fato jamais se repetiu novamente.  Jacob sabia tudo sobre mim, ele sabia até mesmo o que eu andava fazendo para atentar e enlouquecer a vida do Sr. Cullen, ele me ajudou em algumas coisas, o papel dele era seduzir Nessie, para deixar ela algum tempo fora de casa, mas não achei que ele fosse realmente se encantar com a menina, a final ela é toda certinha, Jacob é meio que bad boy declarado, pelo menos ele não estava só usando ela...
-- Por falar nisso, você tinha razão sobre Nessie! - Jake afirma.
-- Eu sempre tenho razão, mas você poderia me dizer em quê, dessa vez?
-- Nessie era virgem! - Ele diz e enfatiza muito bem a palavra “era”.
-- Espera aí, você e Nessie!!!!? Ai minha Santa Maria! - Digo quase gritando - Conta, conta tudo cabeçudo!
-- Rolou ontem, só estávamos eu e ela, o meu pai estava bêbado e apagado no quarto, foi bem legal! - Ele diz resumindo tudo.
-- Você! Merda Jake eu quero mais detalhes! - Digo fazendo becinho — Eu sempre lhe contei todas as minhas loucuras com James, me conta vai!
-- Sem chances Bella, te conheço bem para saber que tu vai dar um jeito de encher o meu saco depois!
-- Bunda mole! - Xingo ele.
-- Nessie não acha isso!
-- Vai se ferrar Black!
-- Então, mudando de assunto, você e o velhote lá, deu certo!? - Jake perguntou curioso.
-- Se deu certo? - Digo eufórica — Deu mais do que certo! O cara tem um pau de causar inveja a muitos!
-- Isabella eu não quero saber do pau do cara!
-- Relaxa Jake, eu não vou contar detalhes! - Digo rindo — Mas posso lhe afirmar que eu vou gostar muito de trepar mais ainda com ele!
-- Você é uma safada isso sim! - Jake diz – Bella o cara é casado, toma cuidado, isso pode dar merda!
-- Relaxa Back, eu sei muito bem onde eu estou me metendo, literalmente falando – Eu dou duplo sentido à coisa - Você sabe que quando eu coloco algo na cabeça, eu vou até o final!
-- Só espero que você não se apaixone pelo cara! - Jake diz — Você sabe que ele não vai se separar da mulher para ficar com...
-- ...com uma fedelha... - Eu completo a frase — Relaxa, não tem risco disso rolar, é apenas sexo gostoso e safado, o cara é um tesão na cama, nem te conto...
-- Sem detalhes Bells! - Jake diz — Eu vou nessa! Eu vou levar Nessie no cinema agora!
-- Que fofo, bancando o namorado dedicado! – Provoquei.
 -- Bella vai se masturbar! - Ele diz e desliga.
Eu começo a rir, sem querer, Jake me deu uma boa idéia, já estava na hora de eu provocar o Sr. Cullen mais um pouquinho, eu sei que ele iria pirar com isso, mas... Eu pego o meu celular encima da cama e vou até a janela, já olhando em direção ao quarto do Senhor Cullen, eu dou um sorriso sacana ao ver que Rose ainda estava dormindo e corro até o meu armário, lá eu pego a minha caixa de brinquedos,  eu me jogo com tudo na cama e levanto  a saia do meu vestido, eu estava sem calcinha... Eu tiro uma foto perfeita da minha boceta e aperto em enviar, mas antes, porém, eu digito um pequeno texto.
Adivinha quem está com saudades do seu PAU?”

Apertei em enviar e esperei para saber se viria alguma resposta, foi uma boa idéia pegar o numero do celular de Edward do celular de Nessie. Ela nem percebeu quando eu fiz aquilo, mas eu precisava, eu tive vários sonhos com Edward desde o dia em que eu o vi  saindo da piscina de sua casa, ele usava uma sunga de banho dos deuses, o corpo dele estava molhando e gostoso, eu nunca desejei tanto um homem como eu estava desejando aquele AQUILES, eu precisava ter ele, mesmo que fosse só por uma noite, mas  Edward era certinho demais para cair na minha. Não havia sido fácil, foi preciso semanas para conseguir fazê-lo perder a cabeça e só depois de quase dois meses, foi que eu consegui fazê-lo me comer sem sentir culpa. E francamente, eu ainda queria mais desse homem. Meu celular vibrou e eu dei um sorrindo vendo que a mensagem era do Edward.
“Não brinque com fogo ou vai se queimar...”
Gargalho ao ler o que ele havia escrito. Mal sabendo ele que eu já estava mais do que queimada, eu estava completamente torrada. Mexo na minha caixa de brinquedos e pego de dentro um pênis de borracha, eu volto a me deitar na cama e faço um pequeno e muito erótico vídeo comigo e o meu “brinquedinho” para depois mandar para Edward. Eu queria estar perto para ver a cara dele, ao me ver esfregando o meu pênis de borracha em toda a minha buceta... 

O meu celular vibra e abro a mensagem...
“Você me fez derramar o café no teclado do meu computador com esse pequeno vídeo”.
Revirei os meus olhos, ele é tão controlado, até mesmo por mensagem, francamente!!! Eu dei um sorriso safado e peguei o meu celular, eu o coloquei no modo câmera para que eu pudesse fazer um filme perfeito, que a minha mente já havia até bolado o roteiro e comecei a encená-lo...

 Continua...

2 comentários:

  1. kkkkkkkkk o EDWARD ta ferrado com essa ninfeta. quero só ver quando a rose descobrir!

    ResponderExcluir
  2. Eu acho que a Rose vai pular a cerca também com o gostosão do Emmett. Afinal ele é viúvo e deve tá num atraso

    ResponderExcluir