Jul M

Oi

quarta-feira, 17 de julho de 2013

O Casamento-- O Novo Contrato-- Capitulo 35


"Um dia pode fazer sua vida. Um dia pode arruinar sua vida. A vida é feita de quatro ou cinco grandes dias que mudam tudo." – Frase Do Filme  Os Garotos de Minha vida.

REVIRAVOLTA...

Bella dormiu tão profundamente que não percebeu quando o marido levantou. O sol estava alto no céu e quando ela acordou o vento que vinha das janelas, balançava as cortinhas brancas de seu quarto. Ela se espreguiçou feito um gatinho e girou na cama saindo direto para o banheiro, a essa altura Edward já deveria estar no trabalho, ela tomou um banho rápido e vestiu uma roupa simples, uma calça jeans e uma blusa branca, ela calçou chinelos de dedos e saiu em direção à cozinha, pois ela estava com muita fome...
-- Bom dia Senhora Cullen! - Edward disse quando ela chegou à sala, ele estava abaixado lendo algum documento — A Sra. está indo para algum lugar?
-- Você não foi trabalhar? - Ela perguntou surpresa.
-- Não, eu preferi ficar com você! - Ele disse — Então, onde estamos indo?
-- A cozinha comer alguma coisa! - Ela disse sorrindo — Eu estou com muita fome!
-- Que bom que esteja... - Edward disse ficando de pé – Venha que eu farei algo para você comer!
Edward a puxou para os seus braços e a beijou rapidamente em seus lábios. Ele sorriu colocando ela sentada  no banco perto do balcão da cozinha, enquanto ele preparava omeletes para ela.
-- O Detetive Marcos virá pegar o seu depoimento à tarde! - Edward diz — Você estava dormindo quando ele chegou e eu nunca acordaria você!
-- Tudo bem!
Bella comeu sobre o olhar cuidadoso de Edward  que ficou admirado ao vê-la comer tudo o que ele tinha preparado para ela, até mesmo uma gelatina  que havia na geladeira Bella comeu.
-- Eu vejo que acordou com fome!
-- Eu disse que estava com fome!
-- Sim, você disse! - Edward se curvou e beijo a boca da mulher amada — O seu pai está vindo te ver, ele ficou preocupado!
-- Só ele?
-- Sim, só ele! - Edward disse sorrindo.
................
Charlie chegou à casa de Isabella feliz ao ver a filha bem, depois de abraçar e beijar a filha, ambos conversaram sobre o ocorrido, Edward deixou claro para Charlie que não deixaria James escapar impune disso e Charlie sabia que ele não deixaria mesmo.
-- Pai você parece preocupado! - Bella disse.
-- A sua irmã sumiu! - Charlie  disse suspirando — Renée não sabe onde Tânia está e eu estou preocupada com isso!
-- Por quê? - Isabella disse sem entender.
-- Oh querida, eu não quero preocupar você! - Charlie disse pegando as mãos de sua filha — Eu e a sua irmã tivemos um briga!
-- Por quê?
-- Por causa de você e do seu casamento! - Charlie disse — Tânia descobriu sobre o casamento de fachada entre você e Edward!
Os olhos de Isabella se arregalaram, ela nunca comentou isso com o pai, ela sempre disse que se separou porque não estava dando certo, que ela e Edward eram muito diferentes, mas nunca disse nada sobre o contrato...
-- Edward me contou a verdade! - Charlie disse ao ver o medo no rosto da filha – Eu não vou mentir, eu fiquei furioso com você mocinha... Mas depois, Edward disse que a amava de verdade! - Charlie ficou em silêncio — Ele disse que o modo como tudo começou poderia até ter sido o errado, mas que a verdade era que ele sempre amou você!
Os olhos de Isabella estavam cheio de lágrimas, ela nunca soube disso, Edward nunca contou nada sobre isso a ela.
-- Ela estava inconformada! - Charlie disse — Tânia disse que Edward deveria ser o marido dela, ela teve uma crise de histeria  e acabamos discutindo, então eu acabei dando uma tapa nela!
-- Pai! - Isabella disse surpresa, ele nunca tinha levantado a mão para nenhuma de suas filhas, mas pelo visto Tânia conseguiu o tirar do sério.
-- Eu não sinto orgulho disso! - Charlie disse com vergonha — Ela saiu de casa e nunca mais voltou!
-- Ela não ligou? Não disse nada?
-- Não! - Charlie disse — Ela falou com Renée duas vezes na semana passada, mas não disse onde estava!
-- Entendo!
-- Eu não sei se gosto disso! - Charlie replicou.
-- Ela vai aparecer pai! - Bella argumentou — Você sabe, quando o dinheiro acabar ela vai voltar!
-- Eu espero que sim! - Charlie disse — Eu realmente espero que sim!
Charlie ficou mais um tempo com filha até que partiu, Edward apareceu depois que o pai da jovem já havia ido embora.
-- Por que não me disse nada? - Isabella perguntou cruzando os braços sobre peito.
-- Não achei que fosse necessário!
--  Você não deveria ter dito nada ao meu pai sobre o contrato de casamento!
-- Eu estava pedindo a sua mão pela segunda vez, ele merecia uma explicação! - Edward rebateu.
-- Explicação?! E se ele ficasse bravo comigo? Você não pensou nisso?
-- Pensei em tudo pode acreditar!  - Edward diz sério — Charlie ama você e sempre vai achar que está em divida com você devido ao que aconteceu no passado! - Bella respira fundo – Ele só quer você feliz  e se eu te faço feliz, ele me aceita!
-- Você deveria ter me falado!
-- Você já sabe agora! - Edward disse ao mesmo tempo em que Tyler entrou na sala juntamente com Marcos.
-- Senhor! - Tyler disse.
-- Pode deixar Tyler! - Edward diz — Detetive!
-- Sr. Cullen! - Marcos o cumprimenta — Sra. Cullen,  espero que esteja tudo bem com a Senhora...
-- Detetive! - Isabella diz — Vamos logo acabar com isso! O Senhor está atrapalhando uma importante conversa que eu estava tendo com o meu marido!
Isabella foi grossa e Edward sabia que o chinfrim ainda não tinha acabado. Marcus contou a Isabella sobre as acusações que foram feitas por James contra ela, o que a deixou ainda mais fula da vida. Isabella contou  tudo o que realmente havia acontecido no estoque e Marcus pareceu não acreditar em nada do que ela havia dito o que realmente deixou Isabella ainda mais injuriada com aquele homem.
-- Acho que não tenho mais nada a dizer! - Isabella disse olhando feio para o Detetive.
-- Nós estaremos investigando o caso! - Marcus disse.
-- Assim como estão investigando os assassinatos?! - Isabella cuspiu as palavras.
-- Estamos fazendo o nosso melhor! - Marcus argumentou.
-- Esse seu melhor não está indo a lugar nenhum! - Isabella disse ficando de pé -  Bem, acho que o Senhor já sabe o caminho da rua, não é Detetive? Então por favor, saía por onde entrou!
Edward  sabia que ela agia assim porque ela estava com raiva, mas não sentiu desconforto algum ao ver a jovem atacar o Detetive Marcus daquele jeito.
-- Sua esposa e meio esquentadinha! - Marcos disse — Um perigo isso!
-- Talvez! - Edward disse. Isabella já tinha saído da sala — Mas eu sei como controlar esse perigo!
-- Boa tarde Sr. Cullen! - Marcus disse e Tyler estava ao lado do Detetive o acompanhado até a porta de saída.
Isabella estava no quarto, ela precisava de um banho para esfriar a cabeça... Primeiro ela fora atada, segundo James era um crápula da pior espécie e agora ela era a culpa por assédio e fora que o seu marido não disse nada sobre a conversa com o pai dela.
-- Acho que da próxima vez ele levará você presa por desacato! - Edward comentou divertido.
-- Eu odeio esse cara! - Ela disse jogando as suas roupas no chão e pegando uma toalha que estava sobre a cama, já se enrolando nela – E não pense que aquela conversa acabou! Ainda temos muito a conversar!
-- Posso saber o porquê dessa raiva toda? - Edward perguntou.
-- Tudo! - Ela grita — Você está me escondendo alguma coisa eu sei! E não venha me dizer que não, porque eu sei que você anda cheio de mistérios com Emmett, por que diabos eu não posso saber?
Ela estava ofegante quando terminou de dizer tudo o que estava guardado dentro de si, ou pelo menos uma parte do que desejava dizer...
-- São muitas acusações Senhora Cullen! - Edward disse dando um passo a frente – Mas eu prefiro discutir os seus argumentos depois...
......................

O corpo de Isabella foi imprensado contra a parede,  Edward a penetrava por trás com força, os gemidos da jovem eram ouvidos até do outro lado da rua. A boca de Edward mordia os ombros nus de Bella, assim como as mãos dele permaneciam firmes em volta da cintura da amante...

Os corpos dos dois escorregaram para o chão, onde Edward voltou a penetrar Bella com muito mais força e vontade, a fazendo gemer mais intensamente e ainda mais alto do que antes, o que deixou Isabella totalmente fora de controle...

Isabella estava de quatro no chão, as mãos de Edward seguravam os cabelos dela com força, enquanto ele metia com uma intensidade absurda dentro dela, os corpos de ambos estavam suados e o quarto cheirava ao mais puro sexo, a cada nova investida o corpo de Isabella era empurrado para frente,  a boceta dela começou a apertar cada célula de seu corpo, até que Isabella explodiu em volta dele, gozando e gritando o seu nome. Mais algumas investidas e Edward gozou com a mesma amplitude...
.......................

Isabella estava na banheira, nos braços de Edward, enquanto ele esfregava as costas da esposa com carinho. Ambos estavam mais calmos, mas isso não queria dizer que Isabella não queria uma resposta para as suas inquietações...
-- Por que não me disse sobre o meu pai?
-- Já estava tudo resolvido! - Edward disse — Não tinha o porquê de preocupar você!
-- O que mais está escondendo de mim?
-- Nada! - Edward diz beijando o pescoço da mulher — Só quero você segura querida! –Ele deu mais um beijo pescoço da amada — Venha vamos sair da água!
Edward ajudou Bella a sair da banheira e a enrolou em uma toalha, já no quarto, ambos se trocaram. Edward achou melhor deixar para ver o filho no domingo, afinal naquele dia Tony teria consulta com Stefan.
Isabella estava na cozinha juntamente com Sue. Elas estavam preparando o  jantar, ainda era cedo, mas elas estavam conversando enquanto executavam a tarefa. Edward estava à sala de estar, ele não queria ficar no escritório,  de onde ele estava Edward conseguia ver todo o movimento na cozinha, assim ficava de olho em Isabella. Ele ouviu as risadas delas, assim como estava atento a conversa de ambas, elas falavam sobre família e comidas preferidas. De repente Edward deu um salto do sofá e foi correndo para cozinha quando ouviu um baque de vidro se quebrando...
-- Bella! - Edward disse entrando na cozinha - Amor o que aconteceu?
Isabella estava pálida como um papel, o seu coração batia forte contra o peito e a sua respiração estava irregular.
-- Tony!
-- O quê? - Edward disse sem entender — O que tem o Tony?
-- Eu não sei! - Ela disse ainda parada no mesmo lugar.
-- Bella amor, o que está acontecendo? - Edward perguntou.
Isabella saiu correndo em direção a sala onde o seu celular se encontrava, ela nem notou que havia cortado o pé, já que estava descalça na cozinha. Edward e Sue vinham mais atrás quando a jovem alcançou o celular e foi logo discando o numero que ela já conhecia de cor, no primeiro toque atenderam...
-- Cadê o meu filho? - Ela disse — Onde está Tony, Esme?

Continua…

Nenhum comentário:

Postar um comentário