Jul M

Oi

segunda-feira, 8 de julho de 2013

O Casamento -- O Novo Contrato -- Capitulo 33

INSEGURANÇA...
Edward tinha a sua boca grudada nas costas nuas de Isabella que ainda dormia. Ele ia dando vários beijinhos por toda a costa da jovem, causando-lhe uma sensação muito boa. Os primeiro gemidos foram baixos e escaparam involuntários da boca da mulher. Aos poucos os gemidos ficavam mais altos e as mãos de Isabella passaram a se fechar nas cobertas, Edward manteve o ritmo dos beijos e ainda os combinou com pequenas mordidas, que faziam todo o corpo da jovem estremecer.

-- Edward! - Ela gemeu quando o marido mordeu de leve os seus ombros e seguiu para o seu pescoço.
-- Bom dia querida! - Sussurrou próximo ao ouvido dela.
Com um pouco de esforço, Isabella abriu os olhos e percebeu que o sol ainda nem tinha nascido direito. O céu ainda estava começando a ganhar as luzes de um novo amanhecer... Ela não sabia dizer o que fez Edward acordar tão cedo.
-- Edward ainda nem amanheceu! - Comenta soltando um gemido de frustração.
-- Eu sei! - Ele disse agora atacando diretamente o pescoço da jovem — Mas eu senti saudade!
-- Edward, eu estou do seu lado na cama!
-- Eu também sei! - Ele beija o pescoço dela e o morde sexualmente — Mas não é essa saudade!
As mãos de Edward desceram pelo corpo da jovem provocando ainda mais arrepios nela, Isabella na mesma hora ficou ofegante. Os toques de Edward sempre deixavam o corpo de Bella vivo, não importava como ou onde ela estivesse, bastava um toque de carinho dele e todo o corpo dela logo ganhava vida...

..................
Não havia gritos e nem gemidos estrondosos, nem ranger da cama ou mesmo movimentos bruscos. O corpo de Edward estava por cima do corpo de Isabella, os movimentos eram tão lentos quanto o cair de uma pluma no chão. Porém, a cada investida do marido, Isabella se sentia cheia e muito amada...

 Edward se movia lentamente, sentido o seu corpo invadir o da jovem embaixo de si, a boca do rapaz percorria o pescoço e ombros da esposa, além da boca sublime da amante, de maneira que deixava ambos em pleno encanto e foi com esses movimentos lentos e cheios de paixão que ambos chegaram ao clímax, sem gritos ou desespero... Isabella melhor do que ninguém sabia que havia acabado de fazer amor com o seu marido...
...................
-- Qual?
Isabella perguntou mostrando dois vestidos para o marido, o primeiro era amarelo claro com mangas e super discreto, já o segundo era azul bebê de alças finas que ela usaria com um casaco bege.
-- Eu prefiro que use uma calça jeans! - Edward diz fazendo careta para a mulher — Mas eu sei que você não vai mudar de idéia, então o azul combina mais com você – Ele olhou para o vestido — Coloque um casaco!
-- Sim Senhor! - Ela disse dando um sorriso.
Tony estava na casa do avô, ele ficaria por lá até o final de semana chegar. Edward estava planejando ficar com Isabella e Tony na casa de seu pai. No andar de baixo, tanto Tyler quando Lion esperavam pelo patrão para poder apresentar o mais novo segurança da Sra. Cullen.
-- Sr. Cullen! - Tyler disse assim que o Patrão e sua Senhora desceram — Esse aqui é John McClark o novo segurança!
-- Muito prazer McClark! - Edward diz — Acredito que Tyler já tenha lhe deixado a par de todos os fatos necessários!
-- Sim Senhor! - Disse o homem que mais parecia uma montanha de músculos usando um terno escuro — Eu garanto ao Senhor que nada acontecerá a sua esposa!
-- É com isso que eu estou contando! - Edward diz frio — Você e Lion trabalharam juntos e realmente eu espero que nada aconteça com a minha esposa!
-- O segurança do pequeno Tony foi mandando para casa do seu pai. Jordan cuidará de perto da segurança da criança! - Disse Tyler.
-- Tudo bem! - Edward diz — Isabella vai comigo no meu carro, vocês dois podem ir seguindo a gente em outro veiculo!
..................
O caminho para o trabalho fora feito em silêncio, Tyler veio dirigindo o carro tranqüilamente, Isabella estava calma, mesmo não gostando nada da idéia de ganhar mais um segurança, contudo de certo modo, ela sabia que era para o seu próprio bem.
-- Pego você na saída! - Edward diz dando um beijo rápido nos lábios da mulher.
-- Eu posso voltar para casa com Lion! - Ela argumenta.
-- Eu sei! - Edward diz — Mas eu prefiro ter certeza de que você chegará a nossa casa segura comigo!
-- Você precisa de tratamento! - Ela diz virando os olhos.
-- Você é o meu tratamento baby!
Ela gargalha e sai do carro mandando um beijo voador para ele, entrando de vez na livraria.
.................
James estava explosivo naquela manhã, já havia gritado com as duas funcionárias novatas e os seus olhares para Isabella continuavam igual, ameaçador e cauteloso.
-- Isabella, eu quero o estoque arrumado agora! - Ele ordena -  Emily eu quero toda a papelada sobre a nova livraria em minha mesa em cinco segundos! Essa nova etapa terá um grande investimento! - Diz James caminhado em direção a sua sala.
-- Esse homem está possuído! - Emily diz e sorri — Que falta a Victoria faz!
Isabella sorri para a morena e caminha em direção ao estoque que realmente precisava ser arrumado. E isso levaria a manhã toda para ser feito.  Isabella ligou para Lion pedindo para ele comprar o almoço dela, ela ainda não tinha terminado a arrumação do estoque, Lion fez o que ela pediu e quando chegou com o seu almoço foi à única hora em que ela parou para descansar e comer.
..............
-- Srta. Mary qual é a próxima reunião? - Edward perguntou ao entregar a sua secretaria os novos contratos assinados.
-- Às três horas com um grupo Francês, Senhor! - Ela diz.
A jovem de cabelos negros tinha mudado bruscamente o seu visual, ela havia colocado uma franja curta acima dos olhos, feito algumas luzes nos cabelos e os escovado. Usava um vestido vermelho justo ao corpo, as unhas estavam pintadas de preto e o seu batom era vermelho com uma maquiagem forte demais para o trabalho, ela parecia mais estar produzida para a noite.
-- Srta Mary! - Edward chamou antes que a jovem saísse de sua sala — Eu sei que não é da minha conta, mas, por favor, evite se vestir assim aqui... É muito chamativo e isso aqui ainda é  um ambiente de trabalho
Mary respirou fundo varias vezes antes de dizer algo ao chefe, ela queria  xingar e chutar aquele homem que acabava de chamar a sua atenção devido as suas vestimentas.
-- Claro Senhor! - A jovem disse entres dente e saiu da sala.
-- Seu chefe está aí? - Emmett perguntou ao encontrar Mary saindo da sala.
-- Entra e ver você mesmo seu idiota! – A jovem disse passando por ele feito um furacão.
Emmett apenas olhou a mulher passar por ele e seguir em direção ao banheiro, dando de ombros, ele entrou na sala do amigo.
-- Você deu um fora em sua secretaria? - Emmett perguntou.
-- Do que você está falando? - Edward perguntou franzindo as sobrancelhas.
-- Mary passou por mim cuspindo fogo!
-- Mandei-a não se vestir mais daquela maneira vulgar! - Edward diz — Isso aqui ainda é um ambiente de trabalho!
- Isso explica muita coisa! - Emmett diz — Aqui! - Ele entrega para Edward um novo relatório — Você tinha razão, James é quem controla toda a fortuna da mulher!
-- Disso eu já sabia! - Edward diz — Mas você conseguiu mais provas sobre o estado de saúde da mulher dele?
-- Bem, eu andei conversando com alguns funcionários da casa! - Emmett começa — A Sra. Bloom está doente de cama, dizem que a cada dia que passa ela está mais fraca e que não demorará muito a morrer!
-- Claro! Como eu já suspeitava!
-- Edward aonde você quer chegar com isso tudo? - Emmett pergunta.
-- James anda envenenando Renata! - Edward diz — Lembra-se da primeira busca que mandei você fazer?
-- Claro!
-- A primeira esposa de James morreu do mesmo jeito que Renata está agora! - Edward diz — Ela era uma mulher alegre e divertida, então caiu de cama e nunca mais saiu da cama até que morreu, sempre ficando mais fraca e o médico sempre alegava que não havia nada de errado com ela!
-- Mas Laurent Cosmo é um médico conceituado e jamais arriscaria sua carreira e o seu nome em uma coisa dessas! - Emmett argumenta.
-- Há não ser que James tenha algo que possa comprometer a carreira do medico!
-- Acha que é possível? - Emmett pergunta intrigado.
-- Laurent cuidou da primeira esposa de James e está cuidado da segunda. O que você acha?
-- Que tem muita coisa por detrás disso!
-- Eu também acredito nisso! - Edward diz — Faça uma busca sobre a vida de Laurent, descubra tudo o que poder sobre ele e me entregue!
-- Pode deixar! - Emmett diz — Acha que Isabella poderá estar em perigo perto de James?
-- Honestamente? – Edward diz — James nunca foi confiável!
..........
Era quase cinco da tarde quando  o sino de entrada da livraria fora tocado, Emily estava na sala de James revisando toda a papelada da nova livraria que seria aberta em Los Angeles. Isabella estava sozinha na loja, as outras vendedoras já haviam ido para casa.
-- Isabella! – Uma voz doce e enjoativa chamou à jovem.
Charlotte estava usando um vestido branco de alças finas, sapatos pretos de salto finos e óculos escuros. Tinha um lenço em volta do pescoço na cor azul bebê.
-- Precisamos conversar! - Charlotte fala.
-- Não tenho nada para conversar com você! - Diz Isabella.
Por algum motivo Isabella não conseguia confiar em Charlotte, ainda mais sabendo que ela sempre curtiu de sua aparecia antes da sua brusca mudança. Sem a jovem notar Isabella ligou diretamente para Lion, o seu segurança.
-- Quer fazer favor de sair! - Isabella disse — Há não ser que você deseje comprar algum livro, Charlotte!
-- Não é nada disso que você está pensando! - Charlotte argumenta.
-- Eu não estou pensando nada, só quero que você saia!
-- As fotos! Você tirou fotos!
-- Eu não faço idéia do que você está falando Charlotte!
-- É o meu casamento que você está colocando em risco!
-- Você fez isso sozinha quando começou a sair com Felix!
-- Jura? - Charlotte diz sarcástica — Você que deu o maior golpe encima de Edward e vem bancar a boa puritana! Você não passa de  uma vadia!
Sem pensar duas vezes  a mão de Isabella estrala no rosto de Charlotte que virou bruscamente para o outro lado.
-- Lave a sua boca para falar de mim! - Ela diz entre dentes — Você não tem moral e nem mesmo direito de dizer algo sobre mim e Edward!
Charlotte tinha os olhos arregalados e cheios de raiva em Isabella, as mãos dela estavam no lado em que Isabella havia batido.
-- Sua piranha! - Ela disse entre dentes.
-- Não fui eu quem foi pega saindo de um hotel barato com o filho da puta do Felix! - Isabella diz — Agora saia daqui se não desejar que eu bata do outro lado da sua cara, sua puta de quinta! Tenho pena do Peter que não merece uma esposa vadia com você!
Charlotte soltou um gritinho e já se preparava para ir para cima de Isabella quando Lion a segurou pelos ombros.
-- Srta. Acho melhor você sair daqui! - Lion disse.
-- Isso não acaba aqui! - Charlotte disse — Nos veremos de novo!
-- Se eu fosse você não desejaria isso! - Isabella disse dando o seu melhor sorriso de “vai se fuder vadia” e sem a menor educação, mostrou o seu dedo do meio para a mulher que saiu bufando da loja.
.....................
Isabella se jogou no banco traseiro do carro ao lado do marido. Tyler deu uma ré e saiu com o carro do estacionamento, sendo seguido de perto por Lion e John no carro de trás.
--- Dia cheio? - Edward pergunta enquanto segura a mão da jovem contra os lábios.
-- Cansativo! - Diz ela fechando os olhos e relaxando no banco.
-- Concordo! - Edward diz puxando a jovem para o seu colo — Mas agora, nós vamos para casa...
Edward beija o topo da cabeça da jovem que descansava a sua cabeça contra o peito do marido. Sim, o dia estava chegando ao fim e a única certeza que Edward e Isabella tinham era que um tinha ao outro para confortar e amar...

Continua…

Um comentário:

  1. essa charlote e uma vaca mesmo acho bom a Bella fica esperta com ela

    ResponderExcluir