Jul M

Oi

domingo, 5 de maio de 2013

O Casamento -- O Novo Contrato -- Capitulo 23



"A única coisa que você pode controlar são suas escolhas."( Frase do filme antes que dias termine)

QUASE UMA LUA DE MEL...

O avião já estava pousando no aeroporto  de Toronto, era um jatinho particular da empresa que Edward estava usado para a viagem. Durante o percurso ele contou para Isabella o que aconteceu e o porquê dele ter ficado naquele estado, todo ensanguentando e machucado. Isabella ficou inconformada pelo ocorrido, mas disse que sempre ficaria ao lado dele. Porém como dizem por aí, SEMPRE é muito tempo... Quando o avião pousou Edward ajudou Isabella a sair do avião e havia um funcionário do aeroporto para carregar as malas que não eram muitas, apenas duas. Edward seguiu para fora do aeroporto juntamente com Isabella. O carro de aluguel já esperava por eles. No avião Edward explicou tudo sobre a reunião que aconteceria no sábado às nove horas da manhã. Bella sabia que seria uma grande campanha essa que Edward tentava fechar com Riley  Beers,  dono da maior cervejaria do Canadá.  Riley, apesar de jovem, tinha um nome importante seguido de um gênio forte. Ele era conhecido por seus grandes negócios e agora estava preste a fechar uma campanha publicitária com a empresa Cullen, tudo dependeria de como a reunião se desenrolasse. Edward dispensou o hotel preferindo ficar em um chalé nas montanhas, ele queria um pouco de privacidade com a namorada.
-- O que achou? - Edward perguntou colocando as malas no chão da pequena sala do chalé.
-- É lindo Edward! - Bella sorriu para ele e um pouco nervosa mordia os seus lábios.
-- Acho melhor dormimos, amanhã teremos que acordar cedo! - Edward argumentou, já que era tarde da noite — Eu tenho certeza que você está cansada.
-- Acho que você também está!
-- Sempre estou querida!
Bella sorriu e pegando a mão livre de Edward, juntos seguiram para o quarto que era tão aconchegante quando a sala, ele era pequeno, mas tinha uma lareira pitoresca e uma cama enorme no  centro, além de um pequeno armário do lado direito e do lado esquerdo ficava o banheiro. Estava frio...
-- Vou ligar o aquecedor! - Edward avisa deixando as malas no chão — Acho melhor irmos direto para a cama, você não vai conseguir tomar banho agora... - Edward aconselha — Está muito frio e por mais que a água seja quente, você ainda vai sentir frio.

-- Tudo bem! - Bella assentiu.
Ambos trocaram de roupas rapidamente e foram para a cama, Bella deitou com a cabeça sobre o peito de Edward. Ele a envolveu em seus braços e daquele jeito calmo e carinhoso ambos dormiram...
....
Riley era um jovem determinado, mesmo Edward explicando os riscos que ele correria caso fizesse a campanha do jeito que ele queria, ele não arredava o pé, foi deveras trabalhoso para Edward convencer o rapaz de que o modelo do projeto apresentado pela Cullen teria mais fácil aceitação ao seu público alvo. Depois de muita discussão ambos chegaram a um acordo e o negócio foi fechado. Bella ficou o tempo todo ao lado do namorado, ela fora apresentada ao jovem Riley como esposa do Cullen. Claro que isso não impediu Riley de olhar com malícia para Isabella. A jovem estava usando uma blusa branca sem mangas e uma saia preta justa ao seu corpo com sapatos altos, ela realmente tinha adotado o estilo secretaria naquela manhã e o fato não passou despercebido aos olhos dos homens naquele restaurante. Assim que o negócio foi fechado, Edward não perdeu tempo em se retirar levando consigo Isabella e uma nova campanha fechada para a Empresa Cullen.
-- Que babaca! - Edward desabafou dentro do carro — Esse moleque que mal saiu das fraldas querendo opinar no meu trabalho. Francamente o cara não entende nada de publicidade.
-- Mas você conseguiu! - Bella arguiu sorrindo — Você conseguiu mais uma campanha.
-- Eu tinha que conseguir! A conta dessa campanha é  bastante grande e veio na hora certa!
-- A empresa está com problemas? - Bella pergunta sem entender.
-- Não a empresa anda muito bem das pernas! Mas tinha muitas empresas de publicidade querendo essa conta! - Edward explicou exibindo um sorriso vitorioso — E ela é nossa, toda nossa!
-- Eu fico feliz! - Bella disse dando um sorriso verdadeiro.
-- Eu sei que fica! - Edward confirma — Vamos almoçar no chalé! - Comunica Edward – O pedido que fiz já deve estar a nossa espera. Achei melhor assim...
-- Ótimo! - Isabella disse sorrindo — Eu estou congelando de frio amor! - Ela mordia os lábios arrancando risadinhas de Edward.
.....
 Edward e Bella comeram no chão perto da lareira que estava acessa aquecendo todo o pequeno e encantador chalé. Edward e Bella conversavam sobre tudo um pouco, como por exemplo, a vida dela na Escola, ele também falou sobre a sua Escola e de quando conheceu Maggie. Ele falou o porquê dele ter sentido tanta raiva de Jasper no começo... Tudo foi uma grande confusão que a própria Maggie causou ao se apaixonar pelo primo de Edward, gerando assim conflitos entre os dois. Era um papo agradável, Edward não entrou em detalhes sobre a sua vida abstêmia e o porquê de fazer o que fazia com as mulheres, o fato de ele as usar e abusar para depois descartar cada uma como se fossem um nada, ele não quis comentar...
-- E Tony? Bella perguntou.
-- O Tony é o meu maior tesouro! - Edward disse orgulhoso de si mesmo — Ele foi a única coisa que sempre fez sentindo para mim. Isso até você entrar na minha vida...
-- Por que você não o deixou com Maggie?
-- Maggie nunca quis Tony! - Edward falou — Ela nunca teve instinto maternal, ela nunca amou o nosso menino! -Edward baixou a cabeça — Ela nem quis ver o menino no dia em que ele nasceu. Maggie só reclamou que o menino tinha destruído o seu corpo. Ela nunca se importou...
-- Sinto muito! - Bella sussurrou.
-- Eu não! Maggie fez a melhor coisa que ela poderia fazer! - Edward afirmou seguro — Ela partiu! Tony é meu, minha mãe me ajudou com Tony até que ela começou a beber além da conta — Edward suspirou — Elizabeth nunca vai superar a perda do meu pai. Acho que ele sempre vai ser o grande amor da vida dela...
-- Alguns amores sempre serão inesquecíveis! - Bella sussurra.
-- Eu quem o diga! - Edward sorriu e puxou Isabella para o seu colo — Você é completamente inesquecível minha querida...
 Edward e Bella passaram o resto da tarde no chão da sala, cercados pelo calor da lareira que os aquecia. Eles trocaram beijos e carinhos, nada mais do que isso... Já à noite, depois do jantar, Edward acendeu a lareira do quarto e ambos ficaram no chão tomando chocolate quente, estava frio demais... Eles continuaram conversando,  eles falam mais baboseira do que algo realmente sério. Bella falou de suas preferências  e gostos, assim como Edward...
-- Andei conversando com Charlie! - Edward avisa — Ele acha que a gente precisa resolver a nossa situação.
-- E qual é a nossa situação? - Bella perguntou.
-- É uma boa pergunta! - Edward disse sorrindo — Até porque, eu já estou morando com você!
-- Isso é verdade! - Bella assentiu — Você fez da minha casa um quartel de segurança máxima.
Bella sorriu e subiu no colo de Edward passando os braços em volta do pescoço dele. Ele tomou os lábios da jovem, os chupando e mordendo, o beijo era calmo e doce, mas não demorou muito para as roupas sumirem e ambos estarem deitados no chão do quarto perto da lareira, completamente nus... Edward estava deitando por cima de Isabella osculando e sugando os seus lábios, as mãos de ambos passeavam pelos seus corpos arrancando suspiros altos. 


As caricias ficavam cada vez mais ousadas, até o ponto em que Isabella se pôs ajoelhada enquanto Edward estava de pé com o seu membro duro em direção da boca da amada.

 Isabella não perdeu tempo, ela o chupava o provocando e fazendo Edward gemer. 

As mãos de Edward foram para os cabelos da jovem os puxando de leve e fazendo um vai e vem gostoso, Edward passou a foder a boca de Isabella perpetrando ambos a gemerem.
Edward puxou Isabella para mais perto de si, voltando a beijá-la com força e a deitando de novo no chão. Dessa vez, Isabella ficou por cima e com cuidado, ela foi sentando no membro rígido do rapaz, fazendo todo o pau dele se alojar dentro dela. Ambos gemeram com o ato, não demorou muito para Isabella começar a cavalgar  em cima de Edward.

 Com força  e obtendo muito prazer, cada movimento da jovem era sincronizado com o do jovem Cullen. Isabella nem de longe parecia à menina tímida e sem jeito na cama do inicio, ela estava mais solta, mais experiente, mais desejosa e deliciada com o prazer que alcançava... Segurando na cintura da jovem Edward a ajudava com os movimentos. 

Fazendo a jovem quicar  sobre o seu colo e ambos gemerem... Quando a boceta de Isabella começou a apertar o pau de Edward, ele soube que a jovem estava perto de gozar, ele passou a investir com mais força ainda, fazendo os gemidos de Isabella passar a serem gritos de prazer. Os corpos de ambos tremeram ao se libertarem, o corpo de Isabella caiu sobre o de Edward, ambos estavam ofegantes e suados apesar do frio.
-- Você está ficando boa nisso! - Edward comentou tirando os cabelos da jovem de seu rosto.
-- Eu tive um bom professor! - Ela sussurrou corando fortemente.
-- Oh querida, eu ainda tenho muito a te ensinar! - Edward deu o seu melhor sorriso safado e puxou os seus lábios para mais um beijo apaixonado.

.....
O sol entrava fraco pela janela e batia nas costas nuas de Isabella, a cama estava vazia, Edward estava de pé. Ele havia ido comprar o café da manhã para os dois... Quando Edward voltou para o quarto, Bella ainda dormia tranquilamente, já era quase dez horas, porém ele não poderia culpá-la, já que a noite dos dois havia sido bem agitada, seria quase uma segunda lua de mel, que dizer uma primeira lua de mel, já que a primeira não passou de fachada...
-- Acorda dorminhoca! - Edward disse beijando as costas nuas de Isabella e subindo para o pescoço dela - Vamos ter que voltar para casa ainda hoje querida!
-- Huumm! - Bella gemeu.
-- Isso que dizer sim? - Edward perguntou.
-- Huumm!
-- Ou não? - Edward sorriu quando ela gemeu de novo — Você está meio incoerente esta manhã Srta. Swan!
-- Eu estou com sono! - Disse ela bocejando e virando na cama para encarar o namorado — Você não me deixou dormir a noite passada.
-- Nem poderia! - Edward concordou sorrido — Você é uma tentação para mim, querida!
Como uma criança que acabava de ganhar um doce, o melhor doce do mundo, Bella sorriu. Eles passaram a manhã juntos, tomaram o seu café e arrumaram as coisas para poderem voltar para casa. Edward mal sabia o que estava a sua espera quando voltasse e Isabella muito menos... Porque para eles, tudo o que importava era o que estavam vivendo naquele momento que para ambos era único...
Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário