Jul M

Oi

sexta-feira, 10 de maio de 2013

A Prostituta -- Capitulo 28


NOITE BOA!
Nessie ficou feliz em ter encontrado a irmã, que mesmo não sendo sua irmã de sangue, ela a amava. Não havia diferencia, a única pessoa que ficou ao seu lado em todo o caos foi Isabella, ela não a deixou um segundo, e se não fosse por Isabella, ela estaria morta ou completamente destruída devido às drogas. Isabella foi um anjo para ela,  cuidando dela, mesmo quando a jovem era grossa ou quando descontava na irmã toda a sua amargura e raiva, Isabella jamais saiu do seu lado... Nessie odiou tudo o que aconteceu com ela, se viu obrigada a servir Sam como o seu brinquedinho, fazer coisas que para ela foram mais fácies de apagar com o uso constante de drogas, mas em tudo aquilo que aconteceu, o único lado bom foi Jacob... Foi ele quem a manteve em pé, naquele momento em que ela esteve bem perdida, bem mais do que um cego em meio há um tiroteio...
A noite foi agradável, ela pode conversar com Isabella, rir das historia malucas de Jacob e Edward. Ela estava feliz em saber que Edward era de fato o seu irmão, feliz por saber  que em meio a tanta sujeira, ela tinha ganhado um irmão bom e legal, alguém ela  tinha aprendido a gosta muito mesmo sem saber que era do seu próprio sangue... Foi uma noite agradável, não havia duvidas e quando se despediram Nessie prometeu que visitaria Isabella na manhã seguinte, ainda havia muitas coisas para elas conversarem, muitas coisas que precisavam ser dita, mas isso era algo somente entre ela duas. 
-- Vejo você amanhã para o almoçamos! - Bella disse feliz ao se disperdir da irmã.
-- Ok! - Nessie já estava no carro com Jacob.
 Com um aceno de mão, ela disse adeus e seguiu para o carro ao lado, o carro de seu namorado. Edward estava no banco do motorista e tinha uma expressão séria. Isabella estava feliz e sabia que o namorado estava apenas com ciúmes da irmãzinha.
-- Talvez Nessie devesse ir morar com a gente! - Edward diz depois de muito tempo de silêncio.
-- E por que isso agora? - Bella pergunta — Eu acho que ela está muito bem morando com Jacob e além do mais, ela já foi emancipada.
Edward suspira alto e balança a cabeça como se tentasse afastar algum pensamento ruim, Isabella começa a rir chamando a sua atenção.
-- Do que está rindo? - Ele pergunta sério.
-- De você é claro! - Ela diz entre risos — Edward é inacreditável ver você com ciúmes da sua irmã! - Edward fica assisado, ele odiava ter que concordar com Isabella, mas ela tinha razão, ele estava com ciúmes — Nessie já é uma mulher e Jacob jamais faria mal para ela, ele a ama.
-- Eu sei! - Edward diz sem ele mesmo entender o porquê desse ciúme — É que eu nunca tive um irmão e quando ganho um, ela já é uma mulher feita, e sei lá, é estranho saber que a minha irmãzinha anda trepando com o meu melhor amigo.
Isabella explodiu em uma gargalhada, deixando Edward um pouco irritado, olhando de canto de olho para ela.
-- Pare de rir de mim! - Edward disse.
-- É impossível! - Bella disse contendo um pouco o riso — Você é um completo cretino! - Ela volta a sorrir — Edward, e quando era você quem pegava as irmãzinhas dos seus amigos, isso não parecia errado?
-- É diferente! - Ele diz entre dentes ela tinha razão...
-- Não é não!  - Rindo Bella afirma — Você comia as irmãzinhas dos seus amigos e agora acha ruim porque o seu amigo está pegando a sua irmãzinha! - Ele fica em silêncio — Se serve de consolo, Jacob pelo menos a amar, você tem sorte de que ele se importa realmente com ela — Olhando para Edward sorrindo ela diz — E só para saber, se eu tivesse um irmão, você seria o cara que estaria comendo a irmãzinha dele.
-- Graça a Deus que você não tem irmão! - Edward disse e pela primeira vez sorriu desde que aquela conversa começou sendo acompanhado por Isabella que também ria – E sabe de uma coisa! - Edward disse parando de rir — Meu amiguinho aqui está doido para comer você!
-- Que bom! - Isabella disse mudando completamente o semblante, agora ela tinha a cara de safada e nem desfaçava isso — Minha boceta já estava babando por seu pau!
 E sem a menor vergonha, Isabella desceu uma das mãos por meio das suas pernas e começou a brincar com o seu clitóris por cima da calcinha de renda...
...
 O carro estava parado na garagem do prédio onde Jacob morava, o vidro estava embaçado e a boca de Nessie estava colada ao pau de  Jacob, a língua brincava com todo o comprimento do jovem, lambendo e deixando ainda mais duro o membro já grosso em suas mãos, as veias do membro de Jacob estavam cada vez mais inchadas

 e a boca de Nessie cada vez mais gulosa, engolindo ele todo. A menina começou  a movimentar a sua boca em volta do pau do jovem, fazendo um vai e vem gostoso, deixando Jacob ainda mais excitado.

...
Foi preciso Jacob afastar o banco do carro para Nessie poder cavalgar em cima dele, como uma boa  meretriz, a jovem rebolava  e gemia nome dele, provocando ainda mais o jovem que estava  a ponto de perder todo o seu controle. 

Nessie movia os quadris para frente e para trás, fazendo ambos gemerem de prazer. Jacob  tentava conter os gemidos da namorada, que cada vez mais, eram mais altos, ele estava com medo de ser pego no ato, mas nem por isso estava disposto a parar o que já tinham começado...
...
A blusa de Nessie se perdeu no caminho, assim como o resto das roupas de Jacob. Ele estava deitando no chão do estacionamento com Nessie cavalgando encima dele como uma louca. O membro de Jacob estava todo enfiado no rabo de Nessie. A jovem só conseguia pedir por mais e mais do namorado, ela estava com as mãos apoiadas sobre o abdômen bem definido do namorado e os seus pés se encontravam firmes no chão, ela sentia muito prazer, ela gemia com Jacob movendo os quadris e enfiando ainda mais dentro dela. Jacob  nunca fora fã de sexo anal, mas com Nessie tudo sempre era prazeroso.



...
Nessie movia os quadris com muita lentidão, ela estava tão próxima de gozar que queria prolonga um pouco mais esse prazer. Jacob tinha o membro cada vez mais inchado dentro do seu rabo. 

Os movimentos eram sincronizados, a jovem estava virada de frente para ele, fazendo assim os dois  ficarem cara a cara, gemendo e chamando um pelo outro. Jacob gritou junto com Nessie, explodindo em gozo dentro da namorada, fazendo Nessie gozar também.
...
Isabella estava de quatro no chão da sala  com a boca no pau de Edward, assim que eles passaram pela porta, Edward tratou de se livrar das roupas de cada um, deixando apenas a calcinha minúscula em forma de fio dental da namorada. 

Isabella chupava o pau de Edward com tanto gosto que não conseguia conter os gemidos, mesmo com o membro grosso na sua boca fazendo os movimentos de vai e vem com a cabeça. Ora lambeando, ora chupando, Isabella seguia torturando o namorado.
...
Isabella não queria fazer amor, nem de longe desejava isso, ela precisa de sexo... Edward também queria sexo selvagem, quando ele viu a namorada montar encima dele, ali mesmo no chão, ele sabia que a noite prometia uma boa rodada de sexo pesado e dos bons. Isabella o cavalgava com tanto entusiasmos que parecia uma louca sem sexo a mais de anos. 

Movendo os quadris para frente e para trás, com tanta vontade que gemia com os próprios movimentos, arrancando assim gemidos de Edward e o deixando surpreso, ele nunca tinha visto a jovem assim tão insaciável desse jeito...
...
Mudando a posição, ela ficou de costas para Edward, Isabella voltou a cavalgar encima do namorado, cada vez mais rápido e mais cheia de vontade,  ela rebolou e começou dar leves pulinhos encima do seu membro, fazendo assim, ele entrar ainda mais dentro dela, preenchendo-a por completo.

....
Edward queria mais, ele desejava mais, Isabella tinha gozado duas vezes encima dele, no chão da sala, agora eles estavam no quarto, ela tinha a boca em seu pau novamente, o chupando e o deixando pronto para mais uma rodada de  sexo. 

Ele tentou algumas vezes fazer sexo anal com Isabella, mas ela sempre recuava, ela dizia que não estava pronta. E naquele momento, Edward sentia vontade, ele desejava isso sempre que via Isabella de quatro na sua frente, aquela bunda deliciosa piscando e balançando a cada nova investida, ele queria Isabella por completo, ele a queria de todas as maneiras que um homem poderia ter uma mulher e essa era a única parte que ele ainda não tinha dela...
Quando seu membro já estava duro, Isabella beijou a cabeça do seu pau e se levantou. Ela já ia sentar encima dele, quando Edward a segurou e sorrindo com muita malicia, ele a virou a deixando de quatro. Dando beijos nas costas dela, Edward chegou perto do seu ouvido e sussurrou.
-- Bella, eu quero comer a sua bunda hoje! Posso?
Os dedos do jovem foram para o buraco enrugado e nunca antes tocado. Isabella suspirou, ela sempre ouviu falar que sexo anal não era prazeroso, por isso sempre evitou aquela forma de sexo. Mas Edward desejava e ele já tinha feito tanto por ela, tanto até ficar do seu lado quando tudo estava ruindo a sua volta. Ela respirou fundo, ela estava tensa, faria isso por ele e se ela não sentisse prazer, nunca mais voltaria a fazer.
-- Você pode! - Ela disse ofegante, os dedos dele estavam em sua boceta, estimulando-a e deixando-a ainda mais molhada.
Eles já haviam transando duas vezes só naquela noite e parecia que seu corpo ainda deseja mais. Edward não estava diferente, ele queria tanto mais tanto comer o rabo de Isabella... Assim que ela lhe deu permissão, ele saiu da cama indo até o banheiro, voltando com um vidrinho de lubrificante e com muito cuidado e carinho foi preparando-a para o que aconteceria... Ele sabia que o seu membro era grande e que se enfiasse algo naquele buraquinho sem ser preparado causaria grande estrago e muita dor e não era isso que ele queria que ela sentisse, ele queria lhe dar prazer, para que ela desejasse repetir  a experiência mais vezes. Quando o seu buraquinho já estava pronto, Edward ajeitou tudo para penetrá-la... ...ali naquele lugar virgem, passando mais lubrificante no seu membro, Edward guiou a cabeça do seu pau para a entrada intocada da amada...
-- Pode doer um pouco! - Edward disse — Mas serei carinhoso!

Isabella estava  tensa, mas os dedos de Edward a fizeram relaxar, removendo os dedos, Edward começou a penetrar o ânus de Isabella que parecia se abrir perfeitamente para recebê-lo, sem problemas... Ela soltou um gemido, mas não foi de dor, foi de surpresa por ver a cabeça do pau dele, entrando dentro daquele lugar tão pequeno...
Edward já estava com o seu membro todo dentro de Isabella, ela se sentia estranha, mas completamente satisfeita e cheia. Edward estava parado dentro dela, deixando a jovem se acostumar com invasão dele...
-- Vou começar a me mover Isabella! - Edward diz — Se sentir dor me avisa e eu paro na hora!
Ele estava preocupado, ele queria dar prazer e não dor a ela. Então com muito cuidado, Edward passou a se mover dentro de Isabella, entrando e saindo... No começo ele sentiu o corpo tenso de Isabella, porém depois a jovem começou a gemer e seus gemidos passaram a ficar cada vez mais altos.
-- Oh, por favor, mais Edward, mais rápido! - Ela disse como se a sua vida dependesse disso.

Os movimentos de Edward ficaram mais rápidos e mais urgentes, ele enfiava com tanta força que Isabella gritava de prazer, no entanto, ela se sentia vazia na frente...
-- Oh isso é bom! Isso!!! Me faz gozar Edward! - Ela gritava sem nem se dar conta.
Edward sorriu satisfeito, ele tinha conseguia fazer a namorada gostar daquilo, afinal ele metia nela com tanta força que via o seu pau sumindo dentro daquele pequeno buraco...
...
Mudando de posição, deixando Isabella sentada encima dele, ele ajudou a jovem a subir e descer encima do seu pau, enfiado até o talo dentro do rabo da amada. 

Para quem não gostava de sexo anal, Isabella estava delirando, sentido todas aquelas emoções... Edward movia os quadris, enfiava ainda mais dento dela, fazendo Isabella gemer ainda mais, gritando por mais e chamando o nome dele, além de falar palavras vulgares, coisa que ela só fazia quando perdia o controle total.
..
-- Oh, eu preciso gozar! - Ela disse aos gritos.
Edward já havia mudado a posição deles mais uma vez, Isabella estava deitada na cama enquanto Edward metia com força nela, as pernas estavam abertas,  dando uma visão perfeita para Edward de seu pau entrando e saindo de dentro do ânus de Isabella.

-- Oh! Edward...
-- Se toque querida, se toque, isso ajudará você a gozar.
E fazendo o que Edward disse, Isabella levou os dedos para o seu clitóris, se tocando, se dando prazer e recebendo prazer de Edward, enquanto ele a comia  dessa maneira nova e prazerosa...

...
Foi só uma questão de tempo para que os dedos de Isabella fossem substituídos pelos de Edward, pois ele sabia muito bem o que fazer. 

Os dedos dele provocavam a ela, deixando-a ainda mais molhada, deixando o clitóris dela ainda mais inchado. Os movimentos diminuíram e os gemidos de Isabella pareciam sofridos perante a tortura prazerosa dele...

Edward penetrou Isabella com o dedo do meio, enquanto ele metia o seu pau até o fundo dentro do rabo da jovem, fazendo assim a jovem gozar gritando o seu nome e ele foi mais atrás gozando dentro dela, enchendo o rabo da mulher com todo o seu gozo.

....
O sol entrava pela janela, já passa das dez da manhã, Bella estava espalhada na cama, ela tinha as suas costas nuas onde o sol descansava... Edward estava saindo do banheiro, secando os cabelos com uma toalha, ele ligou a televisão para saber as noticias da cidade. Isabella estava acordada, apenas mantinha os olhos fechados, mas os seus olhos se abriram assim que a noticia fora anunciada na tevê...
Aro Volturi morto em acidente de carro”
Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário