Jul M

Oi

sábado, 13 de abril de 2013

Slave Of Pleasure -- Escrava Do Prazer -- Capitulo 1



MUDANÇA

Eu Poderia passar o dia todo olhando essa vista maravilhosa, eu sei que vou sentir falta deste lugar. Eu gosto daqui, mesmo sendo um lugar tão chuvoso, eu gosto daqui! Meus pais moravam aqui, e morreram aqui em Forks e agora eu tenho que partir. Tenho que deixar tudo isso para trás, preciso seguir em frente, eu tenho que seguir em frente... Talvez não seja tão ruim, mas para alguém que só tem 16 anos é assustador deixar aquilo que sempre conheceu e se arriscar para o novo... A minha mãe havia sido bem clara em seu testamento, de agora em diante passarei a morar com sua amiga de infância Esme Cullen, ela é minha madrinha, pouco me lembro dela, mas sei que é bonita, lembro-me bem de seus belos cabelos dourados e do rosto em formato de coração, uma mulher bonita, gentil e rica. Ela mora em Manhattan, no setor reservado as grandes mansões. Sei que a casa dela é linda e há até um lago na propriedade, pois certa vez minha mãe me mostrou uma foto do local e o lago aparecia formando uma bela paisagem. Amanhã a esse horário estarei lá junto com ela e sua família.
..
-- Oh minha querida você esta ótima! - Esme me abraça e beija o meu rosto me olhando da cabeça aos pés, acho que ela não gostou da minha roupa — Que bom que você sobreviveu! - Oh não ela vai começar a chorar — Você se parece tanto com sua mãe minha querida.
Suspiro e dou um sorriso tímido, odeio ter que me lembrar disso, eu deveria ter morrido, eu estava com eles no carro, mas por interferência divina eu sobrevivi... E agora estou aqui em uma cidade a qual nada conheço.
-- Vamos minha querida o motorista está nos esperando! - Ela articula — Você só tem essa mala?
-- Sim!
-- Então vamos!
Ela não consegue disfarçar sua cara de surpresa. Acho que ela não consegue acreditar que eu não tenha muita bagagem. Que tudo o que possuo coubesse em apenas uma mala, entre objetos pessoais e roupas. Afinal, meu tênis está no pé e o resto das minhas roupas e pertences pessoais dentro da mala mediana.
-- Benjamin, essa é Isabella! Ela irá morar conosco de agora em diante! - Esme diz ao chegarmos ao estacionamento — Bella esse é Benjamin o motorista da casa, ele a levará para as suas aulas todos os dias.
-- Olá! - Cumprimenta ele.
-- Seja bem vinda Srta. Swan! - Ele me dá um sorriso gentil.
Ele aparenta ser uma ótima pessoa. É bonito também! Entro no carro e Benjamin pega minha mala a colocando no porta-malas para em seguida ocupar seu lugar na direção do carro nos tirando dali.
..
A propriedade é enorme, eu tinha noção de que a minha madrinha Esme tinha muito dinheiro, mas não sabia que era tanto assim. A casa é uma verdadeira mansão com jardins arborizados, cheios de flores e plantas espalhadas em toda a sua extensão. Próximo ao lago havia um lindo pomar com árvores altas e ao seu redor, bem no centro de tudo, havia uma casa de madeira, em uma das árvores mais altas do local. Na outra margem do lago havia uma espécie de choupana toda construída em madeira de lei. Realmente tudo é incrivelmente lindo.
-- Projeto de Emmett! - Esme conta ao seguir meu olhar — Emmett construiu a casa do outro lado do lago, foi o seu primeiro projeto de engenheiro e arquiteto.
-- É uma bela casa, simples, mas bonita! - Comento admiranda — Mora alguém lá? – Pergunto curiosa.
-- Ninguém! - Esme responde — Edward é quem passa algum tempo lá, mas isso somente quando ele quer ficar sozinho. Sem companhia de ninguém !
-- E a casa da árvore? - Pergunto interessada.
-- Carlisle deu para os meninos! - Esme sorri — Fora um dos presentes de aniversario de Emmett, mas todos eles se divertiam lá.
-- Todos eles moram aqui? - Pergunto e Esme não entende — Seus filhos? Ainda moram com você? – Explico.
-- Apenas Edward! - Ela diz com um certo orgulho — Emmett e Jasper têm seus próprios apartamentos, passam apenas o final de semana aqui ou vêm para almoçar aos domingos!
Faço um “oh” mudo, ela sorri para mim. Apenas um dos seus três filhos mora na casa e pelo que ela narrou percebo que todos já devem ser adultos.
-- Por que Edward ainda mora com você? – Sinto uma estranha eletricidade percorrer o meu corpo ao dizer o nome dele.
-- Edward é o caçula! - Ela sorri — Bem, na verdade, apesar de ser o meu filho mais novo, ele tem 24 anos, já é um homem!
-- Acho que sim!
-- Edward está noivo de sua prima Tânia! - Esme explica — O apartamento dele ainda está em reformas! Eu não sei ao certo porque, mas ele nunca quis sair daqui. Seus irmãos se foram e ele fez questão de permanecer!
-- Talvez ele goste do lugar! - Comento ainda admirando a bela paisagem próxima ao lago.
--Talvez seja isso! - Esme anui — Bella querida, só gostaria de te pedir um favor! - Esme parece nervosa - Edward não é uma pessoa fácil de lidar, até com a namorada, às vezes ele se estranha... Quero lhe pedir para não fazer muito barulho. Edward gosta de trabalhar em casa, ele tem um escritório em seu ambiente de trabalho, mas há certos serviços que ele prefere fazer em casa. Você me entende?
-- Sim, acho que sim! – Digo — Ele trabalha em que ramo?
-- Edward é escritor querida! - Esme diz com orgulho — Ele é o dono da Editora Masen, uma das melhores do mercado e também escreve livros.
Claro agora fazia sentido. Eu tenho vários livros do Senhor Masen, como eu não percebi isso antes, o sobrenome de Esme é Masen e não Cullen, o sobrenome Cullen é do marido dela.
-- Não me leve a mal! - Ela articula como se pedisse desculpas — Edward ficou meio amargo com o tempo. Mas eu não o culpo, ele passou por tantas coisas que acho que essa foi à única solução que encontrou...
Assim que Esme termina de falar, me vem à memória a matéria que li, certa vez, em uma revista qualquer, enquanto aguardava a minha vez em um consultório dentário. “Edward Masen é deixado no altar pela noiva”. O filho de Esme fora abandonado no alto pela ex-noiva. Não lembro o nome dela, mas acredito que desde tal fato, as coisas mudaram na vida do Senhor Mansen. Será que tudo que falam do Senhor Masen é verdade? Homem frio e sem coração?
-- Vamos querida vamos entrar! - Esme articula alegremente — Tenho que lhe mostrar o seu novo quarto e ajudar Sue com o jantar.
.....
Meu quarto é simplesmente deslumbrante, grande, arrojado, estilo “clean”. Tenho até meu próprio banheiro, o panorama de minha janela é digno de um sonho bom, a vista é direta para os jardins. Da minha janela eu posso ver o lago e a choupana do outro lado. Em baixo da minha janela tem um canteiro de flores silvestres. Tulipas, de todas as cores deslumbram o local. Meu closet é grande, vai ficar sobrando muito espaço dentro do armário. Não tenho tantas roupas assim, mas fico admirada com todo o cuidado que minha madrinha, a Sra Cullen está tendo comigo.
--Bella querida sinta-se a vontade! - Ela fala carinhosamente — Vou ajudar na cozinha, enquanto isso, você poderia tomar um bom banho relaxante. O jantar será servido às sete horas, não se atrase querida!
-- Obrigada! – Eu aquiesço, ela me dá um breve sorriso e sai pela porta.
Jogo minha mala em cima da cama e começou a tirar tudo que há dentro. Ficarei neste local por longos dois anos, é melhor que eu me acostume com tudo isso ou as coisas vão ficar difíceis para mim. Termino de organizar minhas coisas sobre a cama e começo a separar cada peça de roupa. E vou arrumando dentro do meu gigantesco armário novo. Assim que termino pego o meu par de tênis e as minhas sapatilhas rosadas e os coloco na parte reservada para calçados no armário.
-- Bom ainda tem espaço! – Sussurro divertida.
Suspiro alto e resolvo tomar um belo banho, assim que entro no banheiro me deparo com uma grande banheira. O local é maior do que o meu antigo quarto em Forks.
-- Nossa eles têm dinheiro mesmo! – Murmuro para mim mesma...
Dentro do banheiro resolvo tomar um banho de banheira, afinal no meu antigo banheiro nunca tive uma. Vou aproveitar! Saio do local com uma toalha enrolada na cabeça e um roupão muito bem preso ao meu corpo. Levo um susto ao me deparar com uma jovem no meu quarto.
-- Olá! - Ela diz — Esme me mandou ver se precisa de alguma coisa! - Ela sorri amavelmente — Me chamo Alice, sou empregada da casa! Quer dizer, ajudo minha Tia Sue com os afazeres domésticos nas horas vagas da faculdade! - Ela explica.
-- Bella! Muito prazer Alice! – Digo com um sorriso sincero.
-- Vai ser legal ter você por aqui! - Ela diz dando um sorriso gentil. Caramba! Ela parece uma fada, só que tem algo estranho nela. Não sei dizer exatamente o quê poderia ser... — Eu sou a única garota aqui! E já estou na faculdade! - Ela dá de ombros — Os filhos da Esme não ficam muito por aqui, eles vêm mais no final de semana e acabo passando a maior parte do tempo sozinha ajudando minha tia.
-- Deve ser chato mesmo! - Digo assentindo — Sou filha única sei como é!
-- Você precisa de algo? - Ela pergunta.
-- Não! Já está tudo arrumando! – Digo e ela sorri.
-- Ok! Então vejo você no jantar! - Alice diz caminhando de forma saltitante para a porta.
Assim que Alice sai, eu começo e me vestir para poder ir jantar. Preciso conhecer o resto da família e acho que será no jantar, acho eu... Olho meu armário e tento achar uma roupa que sirva para a ocasião, o que não me deixa muitas escolhas a não ser minha saia de bolinhas pretas com estampa de fundo branca, uma blusa de alças finas e para completar o visual, minhas sapatilhas. Tento arrumar os meus cabelos do melhor jeito possível, mas acabo optando por um rabo de cavalo, é algo fácil fazer... Olho-me no grande espelho que fica do lado de dentro da porta do meu armário, aprovo o que vejo e confirmo que seria impossível ficar melhor do que estou.
...
Não foi difícil achar a sala de jantar, Esme estava me esperando na sala principal. Ela me apresentou ao Senhor Cullen, Carlisle Cullen, um homem maduro, bastante atraente e bonito. Com um sorriso encantador e a aparência de um anjo. Ele foi muito educado comigo, me recebeu bem e disse para que eu me sentisse a vontade porque aquela casa, a partir daquele momento, era minha também. Alice, também, jantou conosco. Edward, segundo Esme, não jantaria em casa e provavelmente não dormiria em casa. O jantar foi muito agradável, Carlisle e Esme fizeram de tudo para me deixar a vontade e quando deu certa hora, Carlisle se retirou, ele estava cansado e teria que trabalhar cedo na manhã seguinte.
-- Durma bem Bella! - Carlisle desejou.
-- Obrigada!
Foi tudo que consegui dizer. Fiquei com Alice na sala de estar da casa. Alice me falou que morou a vida toda ali com os Cullen e que já se encontrava na faculdade. Descreveu um pouco de cada filho de Esme.
--Jasper  é o do meio! Ele é meio calado não se assuste! Ele é assim mesmo, mas quando se sente a vontade ele se torna fascinante! - Havia certa admiração na voz dela quando falou do jovem Jasper — Emmett é o mais moleque, muito brincalhão,  ele é uma ótima pessoa, só que gosta de pegar no pé da gente, mas não liga é o jeito dele — Ela me olha e sorrir — Edward! Bem, ele não fala muito. Mas nem sempre foi assim!  - Alice diz e olha para o lado antes de voltar a falar — Edward era como o Emmett, folgazão e animado, cheio de vida! Porém aconteceu algo quando ele tinha 16 anos, ele tinha uma namorada acho que foi a única garota que ele amou - Alice volta a se calar— Victoria  era o nome dela, ela era muito bonita acho até que era a garota mais bonita da Escola, entretanto do nada, eles terminaram e tudo mudou. Que dizer o Edward mudou e nunca mais voltou a ser igual - Alice suspira com a lembrança.
 Então Edward não era assim. Tinha acontecido algo para deixa-lo assim, agora o que teria acontecido? Eu agora estava muito mais curiosa.
-- Bella um conselho, fique longe de Edward! - Alice morde os lábios — Ele não seria uma boa companhia para você - Ela divaga um pouco — Até duvido muito que ele chegue à notar você. Mas fica o aviso!
-- Tudo bem Alice!
Ficamos conversando até umas nove horas, então Alice se despediu de mim e foi para o quarto dela que ficava no andar de baixo. Eu fui para o meu quarto, peguei o meu pijama velho, escovei os dentes e estava pronta para me deitar quando escuto um barulho do lado de fora. Meu coração acelera e eu caminho com medo em direção à porta. Com muito cuido abro a porta de um jeito que só eu pudesse ver quem estivesse do lado de fora. Meu coração dá um pulo e meus olhos se arregalam. Era um homem e uma mulher, eles estavam transando no meio do corredor.
-- Edward mais forte! - A mulher gemeu.


Puta merda! Era o filho de Esme e pelo visto ele veio dormir em casa, só que acompanhado.
Continua...

2 comentários:

  1. OH MY FUCKING GOD! vai sair daqui uma bela história vai !!! quero ler e ler e ler maisssssssssss..... muito mais

    ResponderExcluir
  2. Ow que estória, muito picante.

    ResponderExcluir