Jul M

Oi

sábado, 20 de abril de 2013

A Prostituta -- Capitulo 27


Saída de emergência

Jacob ligou para o hospital e solicitou dispensa por uma semana, ele não deu muitos detalhes, apenas informou que estava com problemas familiares. Nessie se recusou a falar com Isabella, ela não queria ver a irmã de jeito nenhum. A moça não queria sair de casa e nem mesmo da cama, Jacob estava preocupado que a jovem tivesse uma recaída e voltasse a se drogar, como também estava preocupado  que a namorada entrasse em depressão, agravante que seria horrível para ele e muito mais para ela.
-- Oi! - Jacob disse ao abrir a porta para Edward — Que bom que veio! Ela não quer sair da cama... Já não sei mais o que fazer.
-- Eu preciso falar com ela! - Edward disse dando um pequeno sorriso para o amigo — Acho que a barra está pesada para todos. Bella também não quer sair de casa e anda  da cama para o sofá e do sofá para a cama. Ela está se sentindo culpada por causa de Nessie.
-- Vem, vou leva você a ela! - Jacob disse — Acho que ela vai querer conversar com você!
Jacob levou Edward em direção ao quarto de Nessie, assim que ele entrou, ele se deparou com a menina toda encolhida, ela parecia uma bola coberta por vários lençóis... Lembrava uma criança com medo de trovão no céu em dia de tempestade... Edward entrou no quarto da jovem e caminhou até a beirada da cama de Nessie, ela nem se quer levantou a cabeça e tão pouco abriu os olhos para ver quem era que estava se aproximando, ela permaneceu do jeito em que estava, até que Edward se sentou ao seu lado na cama.

-- Edward por que veio? - Nessie perguntou de olhos bem fechados.
-- Como sabia que era eu? - Ele quis saber já que a menina mantinha os olhos fechados.
-- Seu perfume! - Nessie justifica — Você usa sempre o mesmo perfume!
-- Você é bem perceptiva! - Edward elogia – Você está fazendo a mesma coisa que eu...
Nessie abriu os olhos e focou, pela primeira vez naquele dia, o rosto do rapaz, eles tinham a mesma cor de cabelos. Sim havia muito de Edward em Reneesme, porém, agora ambos sabiam o porquê dessas semelhanças, eles eram irmãos, pelo menos por parte de pai, eles eram irmãos...
-- Fazendo  o quê? - Nessie pergunta intrigada.
-- Eu fazia isso quando estava com raiva ou chateado! - Edward respondeu apontando para o lençol e o modo como ela estava enrolada... — Minha mãe sempre vinha ao meu socorro, ela me enchia de carinho e mimos, meu pai sempre dizia que era charme meu, que eu estava tentando chamar a atenção dela, e de fato eu estava...
-- Você não está com raiva? - Nessie perguntou.
 Ela queria que ele estivesse com raiva como ela estava... Ela queria que ele se comportasse como ela, ou pelo menos, que ficasse revoltado da mesma maneira que ela...
-- Passei boa parte da minha vida revoltado com o meu pai! - Edward disse - Sempre culpei o meu pai pela morte da minha mãe, por ele não estar lá quando minha mãe precisa, dele entre outras coisas que eu achava que deveria o culpar...
-- E você não sente mais raiva? - Nessie perguntou, ela não estava entendendo – Eles nos enganaram...
-- Não sinto! - Edward disse — Nessie o maior culpado disso tudo é o destino e a falta de diálogo  entre nossos pais. Minha mãe desejava Carlisle e não poupou esforços para tê-lo, mesmo que para isso, ela tivesse que pisar no coração de sua mãe. Esme é tão vitima quando você. Caiu nas garras de Aro, assim como você. Tudo é uma questão de ponto de vista. Você pode passar a vida toda, sentindo raiva de todos e do mundo ou pode tentar entender o que aconteceu... — Edward ficou calado e sorriu para a menina — Você tem uma irmã que daria a vida para te ver sorrindo, que não mediria esforços para que nada disso tivesse acontecido com você, que veio de longe ao seu socorro... Não a maltrate desse jeito, Isabela sente a sua falta e deseja saber como você está. Ela assim como você é uma vítima, não a condene! — Edward fez carinho nas bochechas da irmã

 — Não há culpados querida, existem vítimas do acaso e do destino... Foi o que aconteceu, o destino nos pregou uma grande peça, apenas isso. Você tem o direito de se revoltar, mas não pode condenar ninguém por te amar.
-- Eu sei! - Ela sussurrou.
-- Jacob está sofrendo com você, e acho que ele é a última pessoa que você queira machucar. Certo?
-- É verdade! - Nessie disse fazendo um beicinho que lembrava muito o de Isabella.
-- Levante desta cama, tome um banho e se arrume! - Edward pediu em um tom sério e mandão — Eu não estou pedindo Reneesme, eu estou ordenando,  como  seu irmão mais velho, sendo assim, você me deve respeito e um pouco de obediência...
A menina sentiu uma vontade imensa de rir, mas Edward agiu como Isabella quando ela animava Nessie após uma noite com o cretino do Sam. Bella sempre esteve com ela, nunca a deixou sozinha, mesmo não tendo passado pelo que a jovem havia passado...
-- Irei levar Bella para jantar fora hoje! - Edward disse ficando de pé — Deixarei o nome e o endereço do restaurante com Jacob, se você decidir que deseja ver sua irmã, vá ao nosso encontro!
Nessie não disse nada, apenas ficou olhando para Edward que se aproximou da jovem e a beijou na testa de uma maneira doce e calma. Ela era a sua irmã, e pela primeira vez, ele estava se preocupando com alguém que não fosse Isabella. Nessie era sua irmã, a sua única irmã, a qual ele mal tinha conhecido, mas havia muito tempo para que se conhecessem melhor, isso se ela permitisse...

....
Bella estava sentada no sofá quando Edward chegou, ela usava apenas uma camisa, uma camisa dele... Edward sorriu para a jovem, ele tinha um braço nas costas como se escondesse algo e caminhou em direção a jovem para logo sentar-se na ponta do sofá.

-- Como  foi o seu dia? - Edward perguntou e a tocou no rosto com a ponta dos dedos.
-- Você a viu? - Bella perguntou ignorando a sua pergunta.
-- Ela está bem, ela sente a sua falta e não vai demorar muito para vir correndo para o seu colo! - Edward disse dando um sorriso torto — Agora quero que você se arrume, nós vamos jantar fora.
-- Edward eu não quero sair de  casa! - Bella protestou.
-- Caladinha! - Edward tocou em seus lábios — Já fiz todas as suas vontades esse dias, hoje você vai fazer a minha e para começar vai tomar um belo banho e ficar linda, pois vamos sair...

Bella pensou em contra argumentar, mas ela sabia que seria tolice, Edward tinha razão, ele havia feito todas as suas vontades esse dias, ela não iria morrer se fizesse isso por ele.  Com esse pensamento, Isabella saiu do sofá... Edward ainda tinha algo escondido em suas mãos que permaneciam atrás de suas costas. Ele escondeu ainda mais quando Isabella passou em direção ao quarto. Edward não deixou que ela visse o que era que ele tinha em suas mãos, sendo assim, o jovem seguiu direto para o banheiro. Edward usou o banheiro de hóspedes para tomar o seu banho, assim seria mais rápido. Bella tomou um bom banho e escolheu um lindo vestindo verde com preto, que ficava justo em seu corpo, deixando marcada cada uma de suas curvas, ela manteve os cabelos soltos e sorriu ao ver Edward por atrás do espelho parado à porta, olhando para ela que agora estava pronta, ela havia acabado de finalizar o seu “look”, até os seus sapatos já estavam em seus pés.
-- Eu estou pronta! - Disse vendo Edward vestido em um suéter e calças jeans pretas, sapatos da mesma cor, ele estava realmente muito sexy e muito gostoso. Ela mordeu os lábios, não havia dúvidas, ela tinha tirado a sorte grande com aquele homem...
-- Acho que falta algo aí! - Edward disse caminhando em sua direção e colocando em suas mãos, uma caixa grande de veludo preto — Acredito que isso vai combinar com você!
 Quando a jovem abriu a caixa, ela logo se surpreendeu, pois dentro havia um colar de rubi que a deixou totalmente sem palavras e sem ar. Era a coisa mais linda que ela já tinha visto e também a mais cara que já usou em toda a sua vida.
-- Permita-me! - Edward disse galante. Sorrindo ele fez com que a jovem virasse — Agora estava perfeita!
O colar ficou lindo em seu pescoço, ela queria protestar, mas sabia que seria pura perda de tempo. Não seria bom argumentar com Edward por algo assim, ele seria intransigente. Ele tinha dinheiro e podia comprar algo tão caro, isto estava claro para Bella.
 -- Vamos querida ou iremos nos atrasar! - Edward disse guiando Isabela para fora do quarto.
....
 O lugar era lindo, havia um jardim cercado por árvores frondosas e ainda um grande labirinto feito de plantas magnificamente podadas, igual aqueles das mansões e grandes palácios que a gente só vê em filmes e que você nunca imaginaria encontrar um dia... Havia luzes por todo o local que iluminavam uma trilha que mostrava o caminho que se devia seguir... ...a rota dava direto por entre o labirinto, criando um clima de magia e beleza... Bem no centro do labirinto estava uma mesa com quatro cadeiras,  Isabella estranhou, pois Edward não havia dito nada sobre terem mais companhia para o jantar. Edward puxou a cadeira para jovem, que se sentou e logo em seguida ele sentou-se em um lugar ao lado dela. Como em todos os restaurantes, lá havia um maitre, elegantemente vestido, que estava a postos, só esperando para servi-los...
-- Você não me disse nada sobre termos companhia para o jantar! - Ela comentou curiosa.
-- É uma surpresa querida!
-- Quem vem jantar conosco Edward? – Havia certa preocupação na voz da jovem.
Isabella tinha medo de que fosse Esme, Charlie, ou até mesmo que fosse Carlisle. Já tinha alguns dias que ela estava ignorando as ligações de todos eles. Não tinha cabeça para nenhum deles, a sua mente estava em Reneesme, ela era a única com quem Isabela se preocupava e a única a quem ela queria ver e saber como estava,  se estava bem, se estava magoada, como estaria sobrevivendo a tudo isso... Todas as notícias que tinha vinham através de Jacob, nada mais do que isso... Edward não teve tempo de responder o questionamento de Isabella, um barulho chamou a sua atenção, assim como a do rapaz e quando viraram a cabeça em direção ao barulho, Isabella pode ver quem eram os convidados. Jacob trajava uma camisa branca social e calça jeans preta com sapatos da mesma cor. Nessie, a sua pequena Nessie, estava linda em um vestido florido e com os cabelos presos em uma trança grande e cheia de detalhes.
-- Nessie!
Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário