Jul M

Oi

sábado, 6 de abril de 2013

A Prostituta-- Capitulo 26


VERDADE SEJA DITA!

Duas longas semanas havia se passado, Isabella não fora ao clube nenhum dia. Aro andava furioso com ela. No entanto, ele sabia que nada poderia fazer a respeito disso, já que a jovem era protegida de Edward Cullen. Por mais que o jovem Cullen não tenha ganhado as eleições, ele ainda era um homem importante. Edward conhecia muitas pessoas influentes, que poderiam destruir rapidamente, tudo ou qualquer negócio de Aro Volturi. Era  mais conveniente para Aro manter certa distância da jovem Swan, pelo menos por enquanto. Bella ignorou todas as ligações do pai, ela não queria saber das falcatruas dele. Bella tentava manter Nessie longe de toda a sujeira que estava por trás dessa confusão, mas ela melhor do que ninguém sabia que em uma hora ou em outra Nessie iria descobrir toda a verdade. Bella tentou descobrir alguma coisa sobre o passado de Esme, tentou saber quem era o pai de Nessie, mas tudo ou qualquer coisa relacionada à Esme era difícil de achar, até mesmo o seu nome, Isabella começou a desconfiar que não fosse verdadeiro. Isabella sentia raiva por ter passado boa parte de sua infância com aquela mulher que chamou de mãe e que hoje nem sabia quem era na verdade Esme Swan. Sim, Swan, pois Esme ainda usava o sobrenome de Charlie.
-- Um beijo por seus pensamentos! - Edward disse abraçando Isabella por trás --- Você anda muito quieta esses dias! Aconteceu alguma coisa?
-- Só estou preocupada com Nessie! - Bella disse se aconchegando ainda mais nos braços do rapaz — Não sei como ela vai reagir quando toda essa sujeira vir à tona.
-- Jacob está a par de tudo! - Edward disse a abraçando ainda mais forte — Ele vai ajudar!
-- Eu sei! - Bella comenta — Ele gosta mesmo da Nessie, eu realmente fico feliz por isso.
-- Vamos nos deitar! - Edward sugeriu — Já está tarde, amanhã vamos visitar Nessie, se isso te deixar mais calma!
-- Sim, vamos! - Bella disse o seguindo em direção à cama.


....
Carlisle ficou revoltado assim que a verdade toda veio à tona, nada mais poderia ser feito, já era tarde demais. O tempo fora perdido, assim como os esforços foram desperdiçados com Edward. Mas o que ele poderia fazer, ele não sabia de nada, não foi como aconteceu com Edward, fora diferente, mas ainda assim ele sentiu raiva pela primeira vez de Esme, as lembranças da conversa que ambos tiveram não lhe saiam da cabeça.

Flash Black On

Esme estava sendo empresada de encontro a parede, as mãos de Carlisle estavam no pescoço da mulher, que já estava ficando vermelha. Como se tivesse levado um choque, Carlisle soltou Esme deixando o seu corpo escorregar até o chão e as mãos da mulher fora para o pescoço onde Carlisle apertava minutos atrás.
-- Você mentiu esse tempo todo! - Carlisle gritou, sua raiva era algo visível.
-- Você não entenderia! - Esme disse — Naquela noite quando nos encontramos, você estava casado com a minha irmã!
-- Eu nunca amei Elizabeth e você sabia muito bem disso! - Ele gritou – A menina é minha filha! - Ele sussurra - Sabe o quanto eu desejei um filho nosso? Você saber o quanto eu sonhei com isso Esme?
-- Eu não podia contar! - Esme gritou — Carlisle você estava casado e eu já estava casada com Charlie, seria errado.
-- Seria errado eu saber que ela é minha filha? - Ele gritou fazendo ela se assustar — Renesme passou por varias coisas Esme, coisas que poderiam ter sido evitadas se você tivesse me contado a verdade! E agora, o que vou dizer a ela? — Carlisle olhou para Esme enfurecido — Eu não a vi andar, não a coloquei para dormir... Não a levei nem uma vez à Escola, não foi a mim que ela chamou de pai, foi a outro! - Carlisle tinha um olhar frio e magoado — Você roubou tudo de mim, não foi só o meu coração que você roubou. Você me privou de minha filha e mais uma vez me deixou sem nada! - Carlisle caminhou em direção à porta, mas parou voltando a olhar para Esme que estava sentada no chão — Você tem duas semanas para contar toda a verdade para Nessie ou eu mesmo contarei. Não serei razoável nem com você ou Charlie!
Ao dizer isso ele saiu pela porta deixando Esme caída no chão chorando e se perguntando como ela contaria uma verdade dessas para filha que acredita que ela estava morta.

Flash Black Off

Carlisle viu o sol nascer na manhã de sexta em Manhattan, um sol que há muito tempo não brilhava no céu da cidade. Suspirou  e voltou à caminhar em direção ao seu quarto. Havia algo que precisava ser feito, algo que ele sabia desde o começo que precisaria fazer, não daria mais para protelar, já estava na hora de por um ponto final em tudo e seria naquele dia...
...
Jacob estava observando Nessie se arrumar, a menina ainda estava escolhendo a blusa que iria vestir naquela manhã. Jacob ficou surpreso com o telefonema de Carlisle convidando o jovem e a namorada para almoçarem em sua casa, mas ainda assim, aceitou. Nessie vestia uma calça jeans rasgada na altura das coxas e no final das pernas,  colocou uma regata branca e pegou um casaco rosado de algodão, afinal, nunca se sabe quando o tempo poderia mudar ainda mais em Manhattan que nem sempre o clima era previsível. Ela Calçou o tênis e penteou os cabelos prendendo-os em um tradicional rabo de cavalo, por último, ela passou um brilho sabor de morango nos lábios e sorriu através do espelho para o namorando que via tudo sentando na cama.
-- Estou pronta! - Nessie disse mantendo seu jeito de menina ao falar — Já podemos ir!
-- Eu poderia ficar o dia todo  vendo você! - Jacob disse dando um sorriso e se levantando, ele ofereceu a mão para a sua menina — Porém eu disse que iríamos a esse almoço e vamos!
-- Tudo bem! - Nessie disse sorrindo como uma menina sapeca que era — Quando nós voltarmos eu farei uma massagem em você e ficamos kits!
-- Oh minha querida, depois dessa, eu vou desejar voltar para casa o mais rápido possível! - Jacob disse sorrindo e a beijando rapidamente nos lábios — Adoro o gosto de morango nos seus lábios.
-- Eu também gosto dos seus lábios me beijando! - Nessie disse com a face corada.
-- Fazemos isso mais tarde... Agora vamos!
Jacob guiou Nessie à saída, eles seguiram para a garagem e foram para o carro pegando o caminho em direção à casa de Carlisle, onde muita coisa poderia acontecer...
...
Bella estranhou a ligação de Carlisle pela manhã, ainda mais tão cedo, no entanto ela ficou feliz em ser convidada para almoçar com o seu futuro sogro. Isso se Edward tivesse coragem de fazer o pedido. Ele estava ao telefone na sala esperando pela jovem que terminava de se arrumar. O vestido preto era simples, mas deixava a jovem com uma aparência sexy, de fato ela estava linda com seus cabelos soltos e uma maquiagem bem leve.
-- Estou pronta! - Bella disse chegando à sala.
Edward olhou para ela por cima dos ombros e gesticulou um “você está linda!” sem emitir som algum. Ele acenou com as mãos para ela esperar um pouco e caminhou em direção ao escritório para finalizar a sua ligação. Alguns minutos depois ele voltou todo sorridente caminhado em direção a jovem que esperava por ele sentada no sofá confortavelmente.
-- Vamos! - Edward convidou à amada – Você está linda querida! - Edward deu um sorriso e seus olhos passaram por seu corpo.
Bella pegou nas mãos do jovem e ambos caminharam para saída. O trajeto fora rápido até chegarem à casa de Carlisle. Edward estava feliz, muito feliz às mãos de Edward sempre segurando as de Isabella. Quando o jovem estacionou o carro, ela logo reconheceu a moto de Jacob estacionada ali. Uma pequena ruga de interrogação surgiu em sua testa o que seu melhor amigo estaria fazendo ali.
-- Parece que teremos mais convidados para o almoço! - Edward anuiu mostrando a moto para Isabella que saia do carro.
-- Seu pai convidou Jacob! - Bella disse surpresa — Será que Nessie veio?
-- Não sei! - Edward disse beijando as mãos da jovem — Vamos entrar e descobrir!
Para surpresa de Edward e Bella, tanto Jacob quanto Nessie estavam juntos na sala acompanhados de Carlisle que sorria docemente a cada palavra dita pela menina que só conhecia de vista, mas que agora queria conhecer de verdade. Observando bem Carlisle viu alguns trações dele na jovem, a cor do cabelo era igual à de Edward o que deixava claro os laços entre eles, os olhos eram os de Esme, não havia dúvidas, mas o jeito tímido e pouco falante era de Carlisle. Ele sabia que havia mais coisas para descobrir, por isso teria que ficar perto da jovem, coisa que ele não sabia como iria acontecer...
-- Chegaram! - Carlisle disse sorrindo e ficando em pé — Sejam bem vindos meus queridos. Estávamos esperando só vocês para começamos.
-- Não é mais problema! - Edward disse — Aqui estamos!
-- Bella! – Jacob a cumprimentou.
-- Olá Jacob! - Bella disse sorrindo — Nessie, eu estava com saudades!
-- Eu iria te visitar hoje, mas o Senhor Cullen nos convidou para almoçarmos com ele! - Nessie disse feliz ao ter a irmã ali consigo.
-- Nessie pode me chamar de Carlisle! - Carlisle disse dando um sorriso, não era bem essa a palavra que ele queria dizer, mas era a que melhor se encaixava por enquanto — Vamos para a mesa, o almoço será servido.
A refeição fora agradável, Jacob contou como andava o seu emprego, falou que talvez fosse promovido para chefe do setor de cirurgia, o que seria  algo bom para ele. Edward falou um pouco dos seus novos planos, os quais não incluíam política e Bella ficou calada, apenas ouvindo tudo que era dito à mesa. Nessie comentava animada que ela voltaria a estudar, pois Jacob estava a intimando a terminar o Ensino Médio para poder cursar uma faculdade.
-- Ele está certíssimo em fazer isso! - Carlisle disse — Você precisa de uma formação.
-- Estudar é tão chato!  - Nessie palpitou com a cabeça baixa.
-- Eu tenho certeza que Jacob vai te ajudar a estudar para as provas, Nessie. Você precisa estudar para o seu próprio crescimento e futuro!
-- Eu digo isso sempre! - Jacob assentiu não contendo o orgulho na voz.
Bella em outros tempos já teria falado algo, porém ela se mantinha apenas observado o que deixou Edward intrigado. Ela sempre fora uma fera na defesa da irmã, mas estava calada demais, ela nada disse. Com o fim da conversa a sobremesa fora servida e todos comeram e depois se encaminharam a sala principal onde bebidas foram oferecidas a todos. Quando estavam todos envolvidos em um novo assunto a campainha tocou e Edward olhou intrigado para o pai que se manteve calmo, sem expressão nem reação.
-- Está esperando mais alguém? - Edward perguntou ao pai.
-- Não exatamente! - Carlisle afirmou.
-- Então quem seria? - Edward apertou a mão de Bella, ele sentia que havia algo errado.
 A pergunta de Edward fora respondia assim que as pessoas apareceram à porta. Nessie estava de frente para entrada e fora um choque ver quem entrava, ao ponto de a taça que tinha em suas mãos cair no chão se quebrando perto de seus pés. Jacob foi o mais rápido possível ao socorro da jovem que estava pálida e tonta com a visão a sua frente.
-- Você não tinha o direito de fazer isso! - Esme sussurrou quando entendeu o que se passava.
-- O seu tempo acabou Esme! - Carlisle disse - É hora da verdade!
-- Como você a conhece? - Isabella perguntou chocada com tanta coincidência.
-- Charlie! - Carlisle o cumprimentou — Esme sente-se, ninguém sairá daqui até que toda essa historia seja esclarecida.
-- O que está acontecendo aqui? - Nessie achou a voz que tinha perdido assim que viu a mulher que a gerou.
-- Você vai já descobrir querida! - Carlisle disse e sinalizou para Jacob colocar a jovem sentada ao seu lado no sofá — Só falta uma pessoa - Assim que Carlisle  terminou de falar a campainha fora tocada novamente — Acho que não falta mais ninguém.
Carmem entrou na sala e assim que viu as pessoas que ali se encontravam fez menção de voltar, mas a voz rouca e severa de Carlisle fez a mulher parar.
-- Nem pense nisso Carmem! - Ele desafiou a mulher - Junte-se a nós todos agora!
Todos estavam devidamente sentados, Bella não parava de olhar para Nessie que continuava pálida e era a única que não entendia nada do que se passava ali.
--  O que está acontecendo pai? - Edward perguntou — Por que tudo isso?
-- Vamos começar pelo começo! - Carlisle disse — Carmem você começa!
-- Edward eu só...
-- Carmem a história, por favor! - Carlisle interrompeu a jovem.
-- Quando mais jovem, eu ajudei a sua mãe Edward, a enganar o seu pai.
-- O quê? - Edward disse tentando ficar de pé, mas Bella o segurou pelos braços.
-- Deixe-a falar! - Carlisle disse.
-- Elizabeth era apaixonada por seu pai, mas Carlisle só tinha olhos para a sua tia Esme! - Carmem disse pegando Edward de surpresa — Esme é sua tia Edward, minha irmã mais nova.
-- Continue! - Carlisle disse.
--Carlisle pediu Esme em casamento, ela aceitou é claro! - Carmem disse — No entanto, Elizabeth o queria de todo jeito e eu a ajudei a dopar o seu pai e assim eles passarem uma noite juntos. Claro que não aconteceu nada, Carlisle estava dopado demais para fazer qualquer coisa. Esme os pegou juntos e um mês depois Elizabeth disse que estava grávida. O resto da historia você já sabe.
-- Como você pode! - Edward reagiu...
-- Ainda tem mais coisa! - Carlisle disse — Esme perdeu toda a herança dos pais, pois Elizabeth e Carmem a colocaram na rua após a morte dos pais. E foi aí que Esme conheceu Aro Volturi! - Os olhos de Isabella se arregalaram — Aro casou com Esme, mas fez da vida dela um inferno, até o dia em que ele a jogou em um dos seus puteiros a forçando a se tornar mais uma entre as muitas de suas putas.
Bella tinha as mãos tapando a sua boca, ela estava tão surpresa quanto todos ali. Nessie parecia que iria entrar em choque a qualquer momento.
-- Esme conseguiu fugir, foi para a Florida e foi lá que a encontrei novamente, ela trabalhava como garçonete em uma lanchonete de beira de estrada. Ela continuava linda e eu completamente apaixonado por ela. Nem parecia que o tempo havia passado, o meu amor por ela parecia nunca ter morrido - Carlisle disse — Sim ela já estava casada com Charlie e nós tivemos apenas uma noite, uma noite que teve um grande resultado...
-- Cala a boca! - Esme disse enfim... – Você não tem o direito de contar uma historia que não é sua! - Ela gritou.
-- Tenho sim! Eu fui bem claro com você! - Carlisle disse — Você pode terminar a historia ou eu o faço. Você escolhe!
A sala ficou em silêncio por algum tempo, então Isabella entendeu o que passava. Claro que agora estava tudo muita mais claro do que quando ficou sabendo de tudo. Ou pelo menos quase tudo...
-- Eu fique grávida! - Aro me achou quando o neném já tinha nascido. Eu precisava sumir! - Charlie não viria junto, Bells era só uma criança não era justo para ela fugir por algo que não lhe dizia respeito — Esme disse e Charlie apertou as suas mãos --- Eu tive que deixar tudo, até mesmo as minhas filhas para trás,  tudo para não deixar Aro chegar perto delas. Mas acho que foi tudo inútil já que Aro chegou até vocês.
-- Por sua culpa! - Nessie gritou se levantando, enfim uma reação da jovem — Você, sua infeliz, acabou com a minha vida! - Jacob segurava Nessie que se debatia contra os seus braços — Me solta! -  Ela continuava a gritar.
-- Nessie, por favor, pare! - Bella disse tentando ajudar Jacob a conter a irmã — Por favor, pare!
Como se levasse um choque, Nessie parou de se debater e voltou a olhar para Esme e depois para Carlisle, entendendo por fim tudo o que se passava ali.
-- Por favor, diga que não é verdade! - Nessie pediu, mas Esme apenas chorava — Diga que não é verdade! - Ela gritou.
-- Eu sinto muito! - Esme disse.
-- Nessie, por favor, filha! - Charlie tentou lhe acalmar.
-- Por favor? - Nessie disse — Não me chama de filha nunca mais, você não é o meu pai.
 As palavras foram com uma tapa na cara de Charlie, tudo bem que não fora o melhor pai do mundo e foi por culpa dele que Aro conseguiu colocar as mãos na jovem menina.
-- Filha, por favor! - Esme disse tentando chegar mais perto, porém Nessie gritou.
-- Fica longe! Eu não quero você perto de mim... Eu não quero nem um de vocês perto de mim! - Nessie disse — Jacob me tira daqui! Por favor, me tira daqui...
Jacob apenas acenou com a cabeça para Isabella e saiu levando Nessie que tremia e chorava sem parar nos braços do amando.
....
-- Tudo isso poderia ter sido evitado! - Edward disse para Carlisle.
-- Ela nunca iria falar! - Carlisle contra argumentou — Esme tinha tanto medo que a filha a rejeitasse e agora, tudo que Reneesme sente por ela é ódio.
-- E você a ajudou para isso! - Bella diz — Carlisle minha irmã está com ódio de tudo e de todos.
-- Ela não está com ódio de Edward! - Ele disse — Você tem passe livre com ela Edward, vocês são irmãos, cuide dela até tudo se acalmar!
Só então a ficha caiu! Edward tinha ganhado uma irmã, ele passou a vida todo sendo filho único e agora ganhou uma irmã que por algum motivo, sempre sentiu carinho... Talvez o sangue que corria nas veias dos dois tenha falado mais alto. Fora isso que fez Edward sentir tanto carinho pela menina e não o fato de Nessie ser irmã de Bella...
-- Ela está com raiva do mundo! - Edward disse — E eu não a culpo por isso! Vocês foram longe demais com tudo isso!
-- Ainda não terminou Edward! - Carlisle disse — Ainda falta o grande final!
-- Do que você está falando? - Edward quis saber.
-- Você descobrirá sozinho!  - Leve Isabella para casa, ela parece exausta! - Carlisle terminou de beber o seu conhaque e sorriu - Depois conversaremos. Isabella é sempre um prazer ver você.
Carlisle caminhou em direção à escada deixando Edward e Bella sozinhos na grande sala de sua casa.
....
Nessie estava deitada na cama encolhida nos braços do namorado que fazia carinho em suas costas, ela já não chorava mais, ela chorou durante horas e horas no peito do namorado que ficou ao seu lado o tempo todo.
-- Ela me enganou! - Nessie sussurrou - Como ela pode?
-- Shiii... shii! Está tudo bem querida! - Jacob disse fazendo carinho nas costas dela — Não é hora e nem lugar para falarmos sobre isso! Você está cansada o dia foi muito longo, vamos ficar aqui quietinhos...
-- Eu a odeio! - Nessie disse.
-- Não, você a ama! - Jacob disse - Só está dizendo isso agora porque está com raiva! - Ele sussurra — Você vai ver! Amanhã as coisas vão parecer mais claras... Você precisa descansar e dormir meu amor.
-- Por que Jacob, por que ela fez isso? - Nessie sussurrou.
-- Porque se fosse de outro jeito eu não teria te conhecido amor! - Jacob segurou a cabeça de Nessie a fazendo olhar para ele - Eu te amo e sei que tudo isso é terrível, mas existe algo de bom nisso tudo... Você. Se tivesse sido de outro jeito eu talvez nunca tivesse te conhecido. Eu sei que tudo parece horrível, até porque o modo como nos conhecemos não foi melhor, mas foi à maneira que o destino achou para nos cruzar...  e eu sou grato por ter você comigo.
-- Jacob! - Nessie sussurro e se jogou nos braços do jovem que a abraçou de volta.
Fora a coisa mais linda que alguém já dissera para ela. A coisa mais fofa e romântica que já ouvira. E claro que esse alguém tinha que ser Jacob, porque ele fora o único que conseguiu ver o lado bom para toda essa historia, um lado onde Jacob encontrou Nessie e ele tinha razão, essa era a parte boa da historia. A parte que deveria ser lembrada sempre, todo o resto deveria ser esquecido e era isso que ele queria... Fazer com que Nessie esquecesse a parte ruim e se concentrasse na parte boa...
Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário