Jul M

Oi

domingo, 17 de fevereiro de 2013

O Casamento -- O Novo Contrato --Capitulo 13



"Algumas coisas são verdadeiras, acreditando nelas ou não."
             (Frase do Filme  Cidade dos Anjos)

SEXO!

A noite fora bem animada. Isabella tinha os seus olhos brilhantes. Anthony estava a sua espera, Sue ficou com ele até que a jovem chegasse com Edward, depois a boa governanta partiu deixando o exemplo de família feliz sozinhos. Anthony brincou, conversou e atualizou a mãe sobre tudo o que aconteceu com ele nos últimos dias. Após o jantar, eles foram para frente da TV ver um filme escolhido pelo menino: A Era do Gelo 4. Isabella estava feliz por simplesmente ouvir a doce voz do pequenino que adormeceu, em seu colo, antes mesmo do filme chegar ao final. Edward estava no escritório terminado um trabalho pendente que havia trazido da empresa. Edward sabia que aquele era um momento impar para Bella e Tony, de seu escritório ele conseguia ouvir o sorriso doce de seu filho Tony. O guri ficava sempre muito feliz quando estava em companhia de Isabella. Tal fato só vinha a evidenciar que Isabella era a mãe perfeita para o seu pequeno rebento. Depois de deixar Tony no quarto e lhe dar seu beijo de boa noite, Bella voltou para a sala de estar e se dispôs a arrumar a bagunça que ela e Tony haviam feito. Depois de organizar tudo, ela levou para cozinha a louça suja, lavou e secou todos os itens e os guardou. Ao terminar a limpeza, Bella saiu da cozinha indo em direção ao escritório de Edward, a porta estava entre aberta, de longe ela conseguia ver Edward ao telefone conversando com alguém, ele sorriu quando viu a jovem parada à porta e fez um gesto para que ela entrasse.

-- Sim, sim Jasper! Eu acho que será uma ótima ideia usarmos essa modelo para a campanha - Edward disse e abriu os braços para receber Isabella, que de bom grado se sentou em seu colo — Ok! Vamos ver como tudo isso vai ficar! Temos um grande trabalho a fazer amanhã! - Edward fazia carinho nas costas de Isabella, ela estava vestindo um hobby de seda vermelho — Claro teremos que arrumar tudo isso para antes de seu casamento! - Edward beijava os ombros de Isabella por cima do hobby e a jovem descansava a cabeça contra o peito másculo do rapaz — Tudo bem amanhã nós conversaremos mais sobre isso e veremos os detalhes finais! Até mais - Edward desliga.
-- Você e o Jasper, finalmente, estão se dando bem!- Bella comenta animada.
-- É o que parece! - Edward diz enquanto depositava um beijo no pescoço dela.
-- Isso é bom! - Isabella afirma feliz enquanto mexia carinhosamente nos cabelos dele.
-- Anthony? – Perguntou.
-- Dormindo feito um anjo! - Isabella sorri grande...
-- É tão bom ter você aqui! - Edward assevera — Gosto de ver você com Anthony, afinal você é a única mãe que ele reconhece como tal! - Edward toca os lábios dela com as pontas dos dedos — A única que ele realmente ama.
-- Eu lhe sou muito grata por você ter me permitido essa alegria de ser a mãe de Tony! - Ela se curva e beija os seus lábios do namorado.
-- Eu também a você por ter aceitado! - Edward sorri — Vamos dormir! - Edward diz a abraçando apertado pela cintura.
-- Bem! Eu... - Ela estava perdida em como expressar o seu desejo por ele, ela não sabia como dizer que queria fazer amor com ele sem sentir vergonha.
-- Você? - Edward disse quando ela se cala... a face de Bella estava vermelha, extremamente rubra — Algum problema?
-- Não! - Ela diz rapidamente ao notar a preocupação na voz do rapaz — Eu só... só...
-- Você está corada! - Edward diz tocando a face dela com a ponta dos dedos — Você só fica assim quando se sente tímida! - Edward chega o seu rosto mais para perto dos lábios da morena — Dá vontade de comer você em cima daquela mesa!
-- Oh! - Ela ofegou desejosa...
-- Vamos para cama! - Edward diz sacudindo a cabeça.
-- Eu quero! - Bella sussurra rapidamente.
-- Você quer o quê? - Edward pergunta imbuído de um sorriso sacana nos lábios — Você quer que eu coma você em cima daquela mesa?
Bella balançou a cabeça sinalizando que sim o que fez o sorriso do rapaz aumentar ainda mais, assim como o brilho dos seus olhos.
-- Como você está ficando saidinha? - Edward diz travesso ao mesmo tempo em que a devastava em um beijo profano.
Bella retribuiu o beijo na mesma intensidade do rapaz, suas mãos estavam nos cabelos dele, assim como as dele estavam nos cabelos dela. A sincronia das línguas dos dois estavam em perfeita harmonia. Com um movimento rápido, Edward colocou Isabella sobre a mesa, afastando alguns objetos que estavam ali. A boca do rapaz corria dos lábios dela para o seu pescoço, onde ele mordia e chupava, causando arrepios em todo o corpo da jovem. Com as mãos livres, ele desamarrou o laço que prendia o hobby vermelho da namorada, revelando assim o corpo nu de Bella. Ele se afastou um pouco da mulher, para poder admirar a culpada por sua ereção instantânea e mordeu os lábios de desejo por ela.
--Você é uma linda visão minha querida! - Edward diz erótico.
Correndo os dedos pelo belo corpo da amante em arrebatamento, Edward traçaram o caminho pela barriga de Isabella subindo mais para cima e tocando com delicadeza os seios da jovem que ficaram rígido e empinado ao seu toque.
-- Você é realmente linda minha querida!
Isabella sente automaticamente o rastro de fogo por onde os dedos de Edward passeavam em seu corpo. Ofegante desde o primeiro beijo que trocaram naquela noite, ela já não aguentava mais de TESÃO. Com as duas mãos coladas nos seios da jovem, ele a puxou para mais perto, Isabella gemeu arfando quando ele beliscou e puxou os bicos sensíveis dos seios dela. Jogando a cabeça para trás, ela se deixou levar pelo prazer proporcionado pelo experiente Cullen. A boca do rapaz voltou para o pescoço dela, onde atacou sem menor piedade, descendo mais uma vez até chegar aos seios rígidos da menina, novamente os chupando e os mordiscando fazendo Isabella gemer cada vez mais alto, então foi descendo sua boca pela barriga lisa, causando ainda mais arrepios no corpo dela, o corpo da jovem estava em brasa pura...
-- Edward! - Ela gemeu aos gritos o nome dele assim que a boca do rapaz atacou seu sexo molhado.
Edward sabia muito bem o que estava fazendo, afinal ele tinha anos na prática do sexo oral, Isabella gritava e se derramava de prazer. A língua de Edward investia cada vez mais fundo, fazendo maravilhas no corpo da amante. A mulher estava cada vez mais ofegante e louca para libertar o seu gozo prazeroso. A cada novo ataque da língua talentoso do rapaz, o corpo dela tremia sôfrego, seus gemidos passaram a ser gritos até que seu corpo todo explodiu liberando seu néctar por completo na boca do amante.

 Vermelha e ofegante, Isabella estava apoiada em mãos tremulas sobre a mesa, a cabeça de Edward saiu do meio das pernas dela, ele lambeu os seus próprios lábios, chupando o resto do prazer da menina que havia escorrido por sua boca.
-- Deliciosa! - Edward sussurrou ficando de pé – Agora é hora de comer o prato principal! - Bella arfou sem ar.
Edward a pegou em seu colo e caminhou a passos rápidos com ela para o sofá, onde a deitou com cuidado e só se afastou um pouco para poder se livrar de suas roupas e assim retornar para cima da mulher. Tomando a boca de Isabella em um beijo urgente e cheio de desejos ele já começava a se infiltrar pelas pernas da menina. As mãos do homem apertavam os seios da mulher, fazendo com que o corpo dela arqueasse de encontro ao dele. Descendo as mãos pela barriga dela, ele causava arrepios no corpo quente da menina, até que os longos dedos do rapaz invadiram o sexo da menina, fazendo Isabella gemer alto, movendo os quadris em direção aos dedos habilidosos do rapaz. 

Edward apenas a estava preparando para a invasão que aconteceria em segundos. Mais alguns “vai e vem” com os dedos dentro da boceta molhada da jovem e ela estava pronta para recebê-lo. Foi uma investida só, em um único ato, Edward estava dentro da jovem fazendo Bella bramir assim como ele próprio.

 Aos poucos ambos foram se acostumando com a deliciosa invasão. Edward começou a se mover em um vai e vem lento, aumentando o ritmo das investidas gradativamente, fazendo com que ambos arfassem de tanto prazer. As mãos de Isabella arranhavam as costas dele assim como puxavam os cabelos de Edward.

 Em reflexo as investidas do homem foram se tornando cada vez mais intensas e fortes. Ele usava suas mãos para manter as pernas de Isabella bem abertas para facilitar sua invasão. A cada novo assalto dos quadris do rapaz, os corpos dos dois tremiam no sofá, fazendo Isabella gemer e gritar cada vez mais alto o nome dele... 

Ofegante Isabella urrou rouca gozando e se derramando em volta do membro do seu homem. Edward sentiu o gozo de Isabella em volta de seu membro, o ato o deixou ainda mais excitado, fazendo com que ele investisse cada vez mais e mais até que seu corpo ficou rígido e ele berrou o nome de Isabella. Ele gozou sofregamente se derramando dentro dela por completo.
Ambos estavam ofegantes, Isabella estava toda melada com o suor que escorria pelo seu corpo, os fios de seus cabelos estavam grudados a sua testa. Edward também estava suado e seus cabelos depois da excelente foda que experimentaram, estavam totalmente bagunçados o deixando hiper sexy. Com um sorriso maroto nos lábios, ele a beijou na boca, dessa vez, era um beijo doce e calmo. Eles ficaram deitados no sofá esperando que a respiração de ambos voltasse ao normal. Bella fazia carinho nos cabelos rebeldes do rapaz que tinha a sua cabeça deitado sobre o peito da jovem.
-- Vamos para a nossa cama querida! - Edward disse beijando um de seus seios e se levantando.
Edward apanhou sua cueca e a vestiu rapidamente, entregando sua camisa para que Isabella cobrisse o seu corpo. Edward pegou Isabella no colo e caminhou em direção ao seu quarto. Já em seu aposento, ele a pôs carinhosamente na cama e se deitou ao seu lado, para logo em seguida começarem uma nova rodada de sexo brando e gostoso com investidas lentas e prazerosas fazendo Isabella gemer o nome do rapaz a cada novo abalroamento do jovem.


....
O sol já estava alto brilhando no céu. Isabella terminava de arrumar Tony para ir a Escola. Feliz o menino estava muito animado, algo que muito agradava a jovem. Derick, o segurança de Tony, estava à espera para levar o pequeno para mais um dia de aulas. Ela sabia que logo teria um segurança em sua cola, mesmo o pensamento sendo desagradável, a moça estava calma em relação ao fato.
-- Vamos tomar café! - Bella convida dando beijinhos na testa do menino que lhe sorri.
-- Papai! - Tony correu em direção Edward.
-- Oi campeão! - Edward diz pegando o filho em seu colo e já bagunçando os seus cabelos — Pronto para as aulas?
-- Sim! - O menino responde bem-disposto.
-- Você vai para a casa do vovô quando sair da aula! – Edward o avisa — Esme vai levar você para uma consulta com Stefan!
-- Eu sei papai! - O menino diz acalorado.
- Ok ! - Edward coloca Tony no chão e o pequeno corre para a mesa repleta de guloseima para tomar o seu café da manhã.
....
-- Pego você na saída! - Edward diz dando um sorriso para a namorada. Tyler já está à espera da menina do lado de fora! — Almoça comigo? - Edward pergunta interessado.
-- Claro! - Bella diz dando um largo sorriso para o amado, seria bom almoçar com ele.
-- Ok! Então! - Edward beija a mão direita dela e sai do carro junto com Isabella — Tyler mudança de planos! - Edward informa — Você fica com o carro. Leve a Srta. Swan para almoçar comigo na empresa! - Edward joga as chaves para o jovem segurança — Vejo você na hora do almoço! - Edward beija rapidamente Isabella nos lábios sentindo o gosto de seu batom sabor pêssego.
-- Você vai como para a empresa? - Bella pergunta.
-- De taxi querida! – Edward a informa e faz sinal para um taxi que passava naquele momento.
...
-- Bom dia Mary! - Edward disse ao passar por sua secretaria que tinha um sorriso no rosto e trajava um vestido florido naquela manhã — Vamos passar a minha agenda?
-- Claro Senhor!
A jovem o seguiu até sua sala e repassou com o chefe toda a programação daquela manhã. Ele estaria livre por volta da hora da refeição do meio dia e poderia almoçar calmamente com Isabella ali mesmo na empresa em sua sala.
-- Srta. Mary! - Edward chamou — Ligue para um restaurante chinês e peça almoço para duas pessoas. Quero que o pedido esteja aqui ao meio dia e meio, sem falta!
-- Claro Senhor!
A bela morena saiu da sala com um sorriso no rosto por acreditar que o pedido de almoço seria para ela e o chefe. Mal sabia a jovem que aquela refeição tinha destino certo, era para a única pessoa que roubava todos os pensamentos do jovem Cullen...
...
Ao meio dia, em ponto, Isabella chegou ao andar da sala de Edward. O jovem ainda estava em uma importante reunião com Jasper, Carlisle e o mais novo acionista da empresa, Mike Newton. Todos se encontravam na sala de Edward. Isabella caminhou em direção à mesa da jovem secretaria de seu namorado, que naquele momento, estava distraída pintando as suas unhas.
-- Olá! – Isabella cumprimentou já chamando a atenção de Mary.
-- Pois não! - Mary tratou Isabella com indiferença.
Primeiramente a secretaria olhou para Isabella de alto a baixo. A jovem usava um vestido tom sobre tom de verde escuro com detalhes em verde mais claro. Os cabelos de Isabella estavam soltos. Isabella já havia trajado aquele vestido antes, em um jantar com Edward. Ela calçava sapatos de saltos altos para completar o seu figurino. A morena não gostou nada do que viu, Mary fechou a cara para a bela dama à sua frente. Ela era muito bonita.
-- Edward Cullen se encontra? - Bella pergunta e a morena se irrita.
-- O Sr. Cullen está em uma importante reunião! - Diz Mary em um tom áspero e agressivo — Você tem hora marcada? - Pergunta como se fosse uma ofensa a presença de Isabella naquele local.
-- Não, é que...
-- Preste atenção! - Mary interrompe a jovem — Você teria que marcar um horário para poder falar com o Senhor Cullen. Ele é um homem muito ocupado e não atende qualquer um! - Disse a mulher de forma grosseira.
Isabella deu dois passos para trás sem entender o que se passava direito ali. Que merda era quela? Quem era aquela mulher? Será que ela não sabe quem ela era? Bom saber Mary não sabia, nunca perguntou quem era a namorada do chefe e não sabia nem mesmo o seu nome quer dizer, o nome ela até que sabia, mas não sabia quem era a pessoa.
Bella foi abrindo a boca para falar, quando outra voz ecoou pelo corredor.
-- Bellinha! - Emmett grita quando vê Isabella e dá um grande abraço de urso da namorada do chefe — O chefinho vai já receber você! A Reunião está quase acabando.
-- Ah obrigada Emmett! – Isabella agradece ao rapaz ao mesmo tempo em que dá um olhar vencedor à secretaria antipática.
-- Você está linda! Wow!!! O chefinho vai morrer hoje! - Emmett comenta fazendo Bella corar.
Antes que Bella pudesse dizer algo, a porta da sala fora aberta e Edward saiu passando as mãos pelos cabelos em um gesto agitado. Sua expressão era séria e enrugada, mas foi suavizando à medida que via Isabella parada ao lado de Emmett.
-- Oi! - Ela o cumprimenta tímida.
-- Ela está entregue chefe! - Emmett profere em tom de brincadeira — Em segurança, sã e salva!
-- Bom trabalho! - Edward entra na brincadeira e segura as mãos da jovem sem ligar para os olhares em sua volta — Pronta para almoçar comigo?
-- Claro! Aonde vamos almoçar? - Pergunta ela apertando as mãos dele.
-- Em minha sala! - Edward avisa — Comida chinesa para dois!
-- Perfeito! - Bella anui e Edward dá um beijo rápido nos lábios dela.
--Vamos! - Edward a convida — Ah, Srta. Mary essa é Isabella Swan minha namorada e futura noiva!
Mary engole a seco a informação dada pelo chefe, então aquela era a famosa Isabella. A mulher a qual ele havia pagado para se casar com ele e que agora estavam simplesmente namorando.
-- Já nos conhecemos! - Isabella retruca — Olá Mary! - Isabella não consegue esconder a acidez em sua voz.
-- Olá Srta. Swan! - Mary diz completamente sem graça.
-- Vamos! - Edward diz puxando Isabella em direção a sua sala.
Mary solta um suspiro de irritação e ao mesmo tempo de frustração, primeiro porque tinha cometido um grave erro ao tratar a namorada de seu chefe tão mal, segundo a namorada do chefe era muito bonita o que deixava as coisas ainda mais difíceis para ela. Mary ficou observando enquanto o chefe caminhava em direção a sua sala em seu terno perfeito, assim como sua postura impecável algo que só Edward conseguia, ele combinava a perfeição e a beleza em uma dose única. A elegância e a sexualidade a flor da pele de Edward deixava qualquer mulher de pernas bambas, talvez esse fosse o problema.
- Mary! - Edward se vira para a secretaria — Se desejar pode ir almoçar!
- Obrigada Senhor! - Mary não consegue deixa de sorrir para o chefe.
...
A comida estava ótima, Isabella estava sentada no sofá ao lado de Edward, ambos já tinham terminado de almoçar. Edward tinha um cálice de licor em suas mãos e Bella tinha um copo de suco de laranja, algo leve e sem álcool.
-- Quero fazer um convite para você! - Edward menciona.
-- Faça! - Bella diz dando um largo sorriso confiante para ele.
-- No próximo sábado, há uma festa que terei que ir! - Edward explica e Bella enruga a testa — Não é nada envolvendo a empresa. É uma festa de um amigo de infância. É um dos poucos amigos que tenho! - Edward sorri para Bella — Ele estará inaugurado uma casa noturna aqui NY. Ele me chamou para ir, acho que o Emmett também foi convidado.
-- Não tem nada a ver com a empresa? - Bella indaga.
-- Não! - Edward retruca — Vamos, por favor?
-- Ok! Se isso te deixa feliz, eu irei!  - Bella suspira resignada.
-- Jasper também vai com a noiva!  - Edward completa.
-- Acho que no final, todos vão estar lá! - Bella diz sorrindo.
-- Acho que sim! - Edward deixa o cálice na mesa – O mais importante é que eu estarei lá só com você!
-- Ainda bem!
....
Bella estava distraída arrumando o estoque. As lembranças do almoço ainda estavam vivas em seu pensamento. Seria mesmo loucura ela ter achado que Edward iria a deixar sair da sala dele sem ao menos lhe dar uns bons amasso. Doce engano! Mas ela não tinha do que reclamar, apesar de ter sido uma rapidinha, ela gostou muito! Ela gostou do modo como eles transaram, mesmo tendo sido de forma breve, ele foi delicado e nem bagunçou os cabelos nem amassou o vestido de Bella. Foi tudo rápido, mágico, excitante e gostoso! Ele a comeu sobre o sofá de couro de seu escritório. Ele a fez montar em cima dele e com seu sexo engolir todo o membro grande e grosso do namorado, até ambos gozarem no ritmo de suas cavalgadas e reboladas. 

O corpo de Isabella teve leves tremores... De repente um barulho tirou Isabella de seus próprios pensamentos. O barulho vinha da parte de cima da livraria, Bella decidiu sair do deposito. Ela foi subindo as escadas em direção ao ruído que havia escutado, havia uma placa de fechado na porta, mas ainda era cedo, não tão cedo, mas cedo o suficiente para aquele local estar fechado. Ela caminhou em direção ao barulho e para sua surpresa, o barulho vinha da sala de seu chefe James. Para sua sorte ou azar, ela não saberia dizer, mas a porta estava entre aberta. Uma pequena brecha, uma espécie de feixe de luz, vindo do lado de dentro da sala do chefe, juntamente com alguns ruídos estranhos, que assim que Isabella pode distinguir melhor, por ter chegado mais perto, notou ser gemidos. Ela não resistiu e acabou usando a pequena abertura que havia na porta para olhar o que se passava do lado de dentro da sala. Para sua surpresa e total espanto, James estava sentado em uma cadeira que ficava em frente a sua mesa, virado em direção à porta, os olhos estavam fechados e a cabeça jogada para trás, de sua boca saiam gemidos e no chão a sua frente estava Victoria com a boca cheia pelo membro de James. 

A calça do rapaz estava aberta e seu membro recheava a boca de Vic que chupava ele com tanta intensidade que deixou Isabella molhada só de se lembrar de que ela também poderia fazer o mesmo com Edward. A ruiva chupava com força o membro do homem que não deixava de falar palavras vulgares.
-- Chupa sua cadela! - James gemia investindo os quadris para frente, fazendo Vic engolir o seu pau quase que totalmente — Vamos! Eu vou gozar em sua cara de puta! - James volta a dizer e dá uma tapa na cara de Victoria — Você é mesmo uma putinha, adora chupar um pau! Não é sua cadela no cio?
Bella ofegou! Ela nunca poderia imaginar que seu chefe e Vic tinham um caso, ou melhor, ela não sabia dizer o que eles tinham, já que James parecia tratar ela mais como uma puta e Vic parecia gostar das palavras do jovem loiro, pois demonstrava nem se importar com o que ele falava. Bella não poderia mentir para si, ela estava com muito tesão e molhada pra cacete. Vic voltou a chupar ele com força e James passou a mover seus quadris fudendo a boca de Vic. Os gemidos pareciam só aumentar, o corpo de Isabella estava quente ao ponto dela entrar em combustão a qualquer momento. De repente James retirou o seu pau da boca Victoria e espalhou todo o seu gozo pelo rosto da ruiva que passou a língua para lamber a porra do homem.

 James ficou de pé e fechou sua calça guardando o seu membro.
-- Quero você me minha casa! - James avisa à ruiva — Ainda não terminei com você! Vou enfiar meu pau na sua boceta até esfolar ela todinha.
Vic arrumou as suas roupas e cabelos, removeu o resto da porra de James de seu rosto com um lenço que o rapaz jogou para ela. James era frio apesar de tudo, ele se mostrava frio com a ruiva.
-- Entre pelos fundos! - James instruiu — E quero você nua quando eu chegar! Agora saia! Eu tenho trabalho para fazer!
Isabella saiu correndo voltando para o estoque e pensando em tudo o que tinha visto. Havia mais coisas ali, ela só não sabia o quê! A história de James e Victoria era um mistério, com certeza mais coisas havia para serem descobertas...
Continua...


2 comentários:

  1. EITA PORRA QUE CAP MAIS SACANA E GOSTOSO!!!KKKKKKKKKKKKKKK O DELICIA MUTIPLICA SENHOR UM EDWARD DESTE PRA CADA UMA DE NÓS.KKKKKKKKKKKK BJS LINDONA SUA FIC TA CADA DIA MAIS PERFEITA!

    ResponderExcluir
  2. Caramba esse capitulo foi d+..continue assim pois vc é ótima no q faz.... ;)

    ResponderExcluir