Jul M

Oi

terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

O Casamento -- O Novo Contrato-- Capitulo 12




 "E ficou ali, parado, como se tentasse absorver minha dor, na esperança de tomá-la para si." 
             (Frase do filme orgulho e preconceito)




EU PRECISO DE VOCÊ!
Meu corpo todo tremeu, eu estava praticamente sem ar nos pulmões, eu estava vendo ELE depois de muitos anos, como isso era possível?ELE ainda me deixava com medo, ele ainda me deixava assustada...
-- Você está ótima! - A voz dele me deixou enjoada na hora — Não se lembra mais dos velhos amigos? - ELE tentou tocar o meu rosto e eu dei dois passos para trás acuada.
-- Não se encoste a mim! - Achei minha voz apesar do medo latente.
-- Ah Bella! Doçura não faz tanto tempo assim! - ELE voltou a dizer — Estou tão feliz em ver você querida! - Seus olhos passaram do meu rosto para o meu corpo, pude vê-lo suspirar e lamber os lábios — A gente viveu tantas coisas juntos! - ELE disse e meu estômago revirou, senti uma vontade enorme de vomitar.
-- Fica longe de mim! - Gritei e corri ao ver o carro de Edward parando perto do meio fio.
Edward me segurou quando me joguei em seus braços, meu corpo todo tremia então seus olhos foram para o outro lado da rua e depois para mim.
-- Bella meu anjo! - Ele disse acariciando minhas costas tentando me acalmar — O que aconteceu querida?
--ELE esteve aqui, ELE esteve aqui! – Murmurei assustada. Meu corpo ainda tremia compulsivamente.
-- Bella quem esteve aqui? - Edward me sacudia gentilmente pelos ombros e voltou a olhar para o outro lado da rua, mas não havia ninguém, ele não estava mais lá — Bella me diga o que está havendo?  - Ele pediu sério.
-- Por favor, me tira daqui! – Sussurrei já com meus olhos lacrimejando e o tremor se expandindo em todo o meu corpo — Em casa eu te conto tudo!
....
Nós estávamos sentados no sofá da sala de Edward, eu tinha uma xícara de chá nas mãos. Edward estava sentando em frente à mesa de centro, ele me olhava como se quisesse ler a minha alma...
-- Por favor, me conte tudo agora! - Ele pediu preocupado, eu já o tinha visto assim antes, quando eu havia perdido o bebê...
-- Eu estava esperando você! – Comecei a falar, eu estava me sentindo mais calma e segura perto dele — Alguém se aproximou e achei que fosse você, quando levantei o rosto era ELE! Edward era ELE! - Disse sentindo o nervosismo tomar conta de mim de novo.
-- ELE quem Bella? - Edward perguntou cuidadoso.
-- O MIKE! - Sussurrei seu nome como se fosse um palavrão — Ele me reconheceu, ele tentou me tocar...
Edward tirou a xícara de minhas mãos e me puxou para os seus braços. Braços que me faziam sentir segura e protegida, eu conseguia confiar nele bem mais do que um dia eu pudesse imaginar.
-- Ninguém vai tocar em você querida! - Ele afirmou com segurança — Ninguém nunca mais vai te fazer mal, já te disse isso minha querida! Confie em mim...
Não sei quanto tempo ficamos assim eu e ele abraçados juntinhos no chão da sala, poderia ter sido segundos bem como horas. Edward não me deixou sozinha um só minuto e sussurrava gentis palavras de consolo em meus ouvidos. Quando parecia que o tempo tinha parado, ele se levantou comigo em seu colo e seguiu para o seu quarto me colocando sentada confortavelmente em sua cama, para depois entrar no banheiro. Quando ele retornou de lá, ele me ajudou a tirar as roupas que eu vestia e me levou para banheiro, onde uma banheira cheia e preparada com sais e espuma me esperava, então delicadamente ele me colocou dentro dela.
-- Fique aqui por alguns minutos! - Ele disse beijando amorosamente a minha testa — Tenho que resolver algumas coisas e já volto para cuidar de você.
Acenei com cabeça que sim e o vi sumir pela porta me deixando sozinha na banheira. Instantaneamente, meu corpo relaxou.
...
Edward não voltou para o banheiro, eu decidir sair, pois já não aguentava mais ficar entocada na banheira, ainda mais sozinha... Quando cheguei à sala, ele estava ao telefone dando ordens restritas para alguém do outro lado da linha, pelo tom feroz em sua voz, deduzi que só poderia ser Tyler. Assim que ele me viu, deu-me um sorriso brando, porém verdadeiro, ele abrolhou mais algumas ordens e então desligou o celular.
-- Amanhã você vai ganhar um SEGURANÇA! - Edward enfatizou — E não adianta discutir comigo!
Apenas acenei com cabeça, eu sabia que ele estava falando sério e para mim representaria uma maior segurança, já que não confio nenhum pouco em Mike.
-- Tem mais uma coisa! - Edward disse chegando mais perto — Você não vai mais ficar sozinha! Ou você dorme aqui ou eu durmo com você em sua casa, mas de agora em diante, você não ficará mais sozinha – Ele foi enfático!
Não havia como negar isso, sentia medo só de saber que Mike estava na cidade e sabia onde me achar. Minha casa era grande, nestes termos, até me arrependia de ter comprando aquela casa.
-- Tudo bem! - assenti apertando o laço do roupão.
-- Que bom! - Ele falou aliviado — Está com fome? - Neguei com a cabeça — Ótimo! Vamos para a cama! Você parece cansada.
Eu sabia que ele cuidaria de mim, eu sabia que estaria segura sempre que estivesse com ele, eu sabia que ele me protegeria sempre! Eu agora estava convicta de que eu precisava dele sempre comigo, não só por amá-lo, mas sim porque ele me dá a paz que necessito e tudo aquilo que ninguém nunca conseguiu me oferecer. Ele me dá amor!

Pov. Narrativa...

Edward se mexia na cama, seu corpo estava banhado em suor. Ele dizia coisas que quase não se entendia, enquanto brigava com seus demônios interiores. Bella acordou com o som da voz de Edward, ele parecia discutir com alguém...
-- Não ouse! - Ele gritava enquanto suas mãos se fecharam em punho, então ele gemeu — Pare agora! - Os olhos de Isabella se arregalaram, era a primeira vez que ela assistia ele falar assim enquanto dormia — Você não é nada seu infeliz! - Edward berrou.
-- Edward acorde! - Ela disse aflita, já sentindo o pânico dominar seu corpo — Acorda! - Ela o sacudiu pelos ombros e ele sem se dar conta a empurrou, ela caiu no chão fazendo um barulho que o despertou.
-- Bella querida! - Ele gritou assustado e ainda assombrando com seu pesadelo — Oh querida! - Ele saiu da cama correndo para ajudá-la — Eu machuquei você?
-- Não! - Ela disse olhando para o seu rosto pela primeira vez naquela madrugada — Você está bem?
-- Estou! - Ele disse a pegando em seu colo — Diga que não machuquei você?  Diga que está bem minha querida!  - Ele tocou seu rosto fazendo-lhe um carinho leve e gostoso.
-- Eu estou bem! - Ela disse tocando seu rosto com a ponta dos seus dedos — Você estava tendo um pesadelo.
-- Desculpe, acho que assustei você! - Ele disse encolhendo os ombros.
-- Esta tudo bem Edward! - Bella afirma — Foi só um pesadelo.
-- Já tinha um bom tempo que isso não acontecia! - Edward conta passando as mãos pelos cabelos — Esses sonhos!
-- Pesadelos você quer dizer! - Ela dá um lindo sorriso para ele.
-- Pesadelos! - Edward retribui com um sorriso triste e amargurado pelas lembranças do pesadelo.
-- Vem vamos dormir! - Bella diz tocando o rosto do namorado e voltando a se deitar.
Edward se deitou na cama e Isabella o abraçou pelas costas, dessa vez foi ela quem colocou seu rosto na curva do pescoço do rapaz, foi ela quem deu carinho ao amado até ele cair novamente no sono...
...
Edward deixou Bella na livraria e seguiu para a empresa. Ele deixou Tyler com ela, o rapaz seguiria todos os passos de Isabella e no final do dia Edward voltaria para buscar a ambos. O novo segurança que Edward contratou só poderia começar o serviço na segunda, então até lá era Tyler quem cuidaria de tudo.
-- Bom dia! - Edward disse ao passa por Mary.
-- Bom diz Sr. Cullen! Deseja passar a agenda agora?
-- Não Mary! Por favor, encontre Emmett e peça a ele para vir à minha sala!
-- Tudo bem senhor!
Alguns minutos se passaram e Emmett chegou à sala de Edward, pela cara do amigo não parecia que as coisas estavam boas.
-- O que aconteceu? - Emmett perguntou logo de cara.
-- Quero que você monitore os passos de um tal de Newton! - Edward diz — Ele e Isabella são da mesma cidade!
-- Edward fui eu quem fez a investigação da vida dela esqueceu!
-- Ele a encontrou ontem! - Edward disse lívido — Eu sei que tem mais coisas do que ela já me disse Emmett, ela estava tremendo e com muito medo dele!
-- Talvez ele estivesse no meio dos babacas que fizeram aquilo com ela! - Emmett comenta.
-- Você lembra se o nome dele constava na ficha? - Edward pergunta — A policia considerou tudo apenas um trote que foi feito contra ela! - Edward enruga a testa — Mas tenho dúvidas! Acho que foi bem mais...
-- O quê exatamente ela te contou?
-- O que já sabíamos! Que eles a humilharam e a amarram em uma árvore em uma casa abandonada praticamente nua.
-- Acha que ela pode ter sofrido abuso por parte deles? - Emmett perguntou.
-- Não exatamente! - Edward diz — Mas esse Newton, há alguma coisa a mais por trás desde nome!
-- Por que não pergunta para Isabella?
-- Não quero forçar as coisas, quero que ela me conte como fez da outra vez!
-- E se ela não contar?
-- Então, eu usarei meus próprios meios para descobrir! - Edward diz sinistro -- Fique de olho nesse Newton, ele é o novo sócio da empresa, eu não sei como ele conseguiu, mas sei que isso não está me cheirando nada bem.
-- Talvez seja Tânia! - Emmett diz — Até onde eu sei, ela não gostou nada do modo como você deu o fora nela! Deve está querendo se vingar.
-- Isso pode até ser! - Edward anui — Mas como explica o fato do Newton ter virado sócio da empresa?
--É verdade, o negocio dele é com o ramo esportivo, realmente, não faz sentindo!
-- Fique de olho Emmett, qualquer passo em falso desse babaca eu acabo com ele! - Edward diz frio e calculista como sempre fora.
-- Claro! Pode deixar! Vou seguir os passos desse Newton e ele nem vai notar!
-- Obrigado! - Edward diz e vê o amigo sair de sua sala.
....
Ao meio dia Edward liga para Isabella para saber como ela está e se ela já almoçou!
-- Comeu alguma coisa? Como você está? - Edward pergunta preocupado.
-- Edward eu estou bem! - Ela garante — Vou sair agora para almoçar com a Vic!
-- Tyler vai junto! - Edward informa — E nem tente reclamar, ele vai aonde quer que você vá.
-- Tudo bem! - Ela diz resignada.
-- Pego você às cinco! Ele a lembra — Por favor, tome cuidado!
-- Vejo você mais tarde! E vou tomar bastante cuidado, pode deixar!
....
O resto do dia de Edward foi revisando contratos e discutindo sobre a nova empresa ao lado do primo. Já tinha tempo que ele não via Alice, havia um bom tempo que a jovem não dava as caras na empresa o que deixou Edward intrigado, porque antes a jovem não saia da empresa, mesmo que fosse coisa rápida, ela sempre passava na empresa para ver Jasper.
-- Até amanhã Mary! - Edward acena ao passar por ela.
-- Até Sr. Cullen!
Mary já não olhava Edward do mesmo jeito que antes, ela sabia que ele tinha uma namorada, mas isso não queria dizer ela iria deixar de desejá-lo, apenas resolveu mudar o rumo de suas investidas para algo mais sutil e discreto e aos poucos ela voltaria a atacar. Edward caminhou direto para o elevador e teve uma grande surpresa quando a porta se abriu. Os cabelos dourados estavam compridos, os olhos azuis ainda eram os mesmo, assim como o sorriso doce e o rosto angelical, era uma visão prazerosa, mas não era a visão que ele deseja ter, não mais agora...
-- Já que você não vai me visitar! - A loira magnífica disse —  Eu vim visitar você e te arrastar para tomamos uns drinques!
-- Jane querida! - Edward fora educado até mesmo porque ele sabia das intenções da bela loira ela era uma amiga querida apesar de tudo — Desculpe-me! - Ele diz rapidamente — Mas ando ocupado demais ultimamente!
-- Ora, Edward! Não tem mais tempo para os amigos? - Jane pergunta instigante.
-- Claro que tenho! Mas eu realmente ando meio ocupado Jane!
-- Sempre com a mesma desculpa Edward! - Ela dá o seu melhor sorriso angelical — Então vamos sair para beber?
-- Não posso! - Edward diz dando um sorriso tímido e se desculpando ao mesmo tempo — Tenho um compromisso agora Jane! Se eu me demorar mais, chegarei atrasado!
-- Tudo bem! - Ela suspira — Eu devia ter avisando antes de vir! - Ela faz um becinho de dengo.
-- Mas se quiser, poderemos almoçar amanhã! - Edward convida — Porém terá que ser aqui em minha sala. Eu estarei com a minha agenda cheia amanhã!
-- Tudo bem! - Ela abre um grande sorriso — Aceito qualquer coisa para ter alguns minutos com você!
-- Venha te acompanharei até seu carro! - Edward diz lhe oferecendo seu braço.
-- Eu vim de taxi, achei que você iria aceitar o meu convite! - Jane explica.
-- ok! Acompanho você até um taxi então!
....
Edward chegou a tempo de pegar Bella, ela estava a sua espera junto a Tyler que não deixou seu posto até que o chefe chegasse. Tyler era um bom segurança, Edward sabia que ele jamais descumpriria uma ordem sua.
-- Desculpe-me, eu tive um pequeno contra tempo! - Edward diz saindo do carro e entregando as chaves para Tyler.
-- Tudo bem! - Bella defere — Você não perdeu muito coisa!
-- Imagino que não! - Edward segura a porta para Isabella entrar e vai logo atrás dela — Como foi o seu dia?
-- Foi bom! - Bella diz e sorri quando Edward segura suas mãos dando pequenos beijinhos — E o seu, como foi?
-- Cansativo! - Edward responde sem entusiasmo — Passei à tarde toda com Jasper revisando documentos para uma nova campanha. Essas chatices do dia a dia...
- Oh! - Bella parece surpresa pela atitude dele — E Alice, ela esteve por lá? Ela sempre vai a empresa visitar o noivo.
-- Já tem um bom tempo que ela não dá as caras por lá! - Edward responde fazendo careta — Também achei estranho isso. Ela praticamente não saia da empresa!
-- Estranho mesmo! - Bella assentiu — O casamento deles está chegando, deve ser esse o motivo, ela deve estar muito ocupada com a organização de tudo!
-- Pode ser!
-- Para onde vamos? - Bella pergunta sorrindo.
-- Minha casa! - Edward replica sorrindo — Tony está em casa hoje, achei que você iria gostar disso!
-- Claro que gosto! Eu sempre gosto!
Edward sorri e a beija mais uma vez em suas mãos enquanto Tyler segue com o carro em direção ao apartamento do chefe.
Continua...

Um comentário:

  1. olha eu não sei não mais eu desconfio que ai tem nessa vizitinha sem avizo da tal jane!e ate aresco a chuta que esse almoço e uma armadilha pra fazer o ed e a bella brigarem.

    ResponderExcluir