Jul M

Oi

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

O Casamento-- O Novo Contrato -- Capitulo 11




“O amor é frágil, Ronnie. E nem sempre cuidamos dele muito bem. A gente se vira e faz o melhor que pode, e torcemos para que esta coisa frágil, sobreviva apesar de tudo”
                                                (Frase do Filme A Ultima Musica)

FANTASMA DO PASSADO!

Bella acordou assustada, levou alguns minutos para entender e reconhecer onde estava. Edward não se encontrava mais na cama. Isabella olhou para o relógio e percebeu que ainda era muito cedo. Um barulho no banheiro lhe chamou atenção, olhou para porta que fora aberta naquele segundo e Edward saiu de dentro já vestido em seu tradicional terno azul marino e com gravata da mesma cor.

-- Acordei você? - Ele pergunta preocupado.

-- Não! - Bella sussurra — Por que já está arrumando? Ainda é cedo! – Comenta.

-- Tenho uma importante reunião daqui a pouco! - Ele sorri — Você conhece a casa! Tem roupas suas no armário! - Mais uma vez Edward sorri satisfeito por ela estar ali — Pedi para Tyler trazer algo para você vestir!

-- Por que continua com o segurança? - Isabella pergunta.

-- Maggie ainda está na cidade! - Edward diz — Vou contratar um para você! Não confio na Maggie e você pode acabar sendo uma das vitimas das loucuras dela.

-- Eu não acho que preciso de um segurança! - Bella diz sentando-se na cama — Entendo que você precise e Tony também, mas eu não vejo motivos para eu ter um segurança!

-- Bella você foi sequestrada! Espancada e acabou perdendo o nosso filho! - Edward diz franzindo a testa desgostosamente com a lembrança do incidente — Não vou correr riscos desnecessários com você novamente, você vai SIM 
ganhar um segurança e ponto final!

Isabella conhecia muito bem aquele tom, ela melhor do que ninguém sabia que não havia como discutir com ele nesse ponto, pois ele estava irredutível!

-- Tyler vai levar você ao 
trabalho! - Edward diz dando um beijo na testa dela — Pego você na saída e vamos ver Tony!

-- Tudo bem! - Isabella diz sorrindo satisfeita.

-- Tenha um bom dia querida! - Ele a beija rapidamente nos lábios.

.....
O dia estava um correria na empresa, Jasper estava terminando o novo relatório. Estava feliz, pois seu casamento estava chegando e era tudo que ele mais queria. Alice andava estranha parecia estressada, mas nem isso o deixou desanimado. Edward estava na sala do primo, ele tinham uma reunião com o pai mais tarde, havia um novo acionista na empresa, ele seria apresentado a toda diretoria durante a reunião que viria a seguir.

-- Você sabe me dizer algo sobre esse novo acionista? - Edward pergunta.

-- Mais ou menos! - Jasper diz — Ele será sócio minoritário, tem só uma pequena quantidade de ações da empresa! - Jasper explica.

-- Já o viu pessoalmente? - Edward pergunta.

-- Sim! Estive com ele em Los Angeles na semana passada! - Jasper diz enfim baixando o papel que lia — Por que pergunta?

-- Não sei! - Edward diz — Não gosto nada dessas novidades! Papai parece que está deixando tudo ao deus dará!

-- Foi um bom 
negócio! - Jasper diz — Carlisle lucrou bem mais abrindo o capital da empresa! - Jasper explica.

-- Mais agora temos acionistas indesejáveis! - Edward diz.

-- Ainda somos os donos! Ninguém vai tirar isso da gente! - Jasper diz — Quer dizer, de você!

-- Você também é da família Jasper! - Edward diz.

-- Como está Isabella? - Jasper muda o rumo da conversa.

-- Esta bem! - Edward diz feliz — Ainda estou tentando a convencer em vir 
trabalhar para mim!

-- Prefere ela sobre suas vistas! - Jasper comenda sem esconder um largo sorriso.

-- Se isso a mantiver segura! Por que não?

-- Maggie não é louca, Edward! - Jasper olha para ele — Ela apenas gosta de você! Não pode culpar ela por isso. Assim como não pode culpar as outras por estarem interessadas em você!

-- Eu não ligo para nenhuma! Eu nunca fiz promessas a qualquer uma delas! - Edward diz.

-- E quanto a Isabella, o que ela é para você? - Jasper pergunta, enfim entrando no assunto que desejava.

-- Minha namorada! - Edward responde imediatamente.

-- Não vejo você namorando ninguém desde Maggie! - Jasper anui balançando a cabeça — Pelo visto Isabella mexe bastante com você!

-- Bem mais do que você imagina! - Edward assentiu — Bem mais!
....
Vic ainda estava estranha e se mantendo calada, alguma coisa de certo havia acontecido para justificar tal comportamento, mas Isabella não sabia dizer o quê. James estava sempre cercando as duas, Vic não conseguia disfarçar o nervosismo quando James chegava perto. Talvez esse seja o problema: James!

-- Aconteceu alguma coisa Vic? - Bella pergunta a jovem enquanto James está longe — Você parece desconfortável!

-- Não aconteceu nada! - Vic diz e força um sorriso nos lábios que não estão mais pintados com seu famoso batom vermelho.

-- Qualquer coisa eu estou aqui! - Bella diz e volta ao trabalho.

Alguns minutos depois a porta da livraria é aberta, Bella estava no caixa. Vic se apressou em ir atender os novos clientes, já era tarde, estava quase na hora da saída.

-- Bella, você poderia vir até a minha sala! - James diz.

-- Claro! - Bella sai do caixa indo em direção a sala de James, Vic está distraída com clientes.

Dentro da sala de James tudo parece normal, ele está sentado em sua cadeira de couro e  tem ao seu lado um copo vazio, ele parece estar bebendo algo.

-- Algum problema James? - Bella pergunta.

-- Não! - Ele dá um sorriso para ela — Pelo contrário, está tudo ótimo! Só chamei você aqui para dar-lhe meus parabéns pelo trabalho que você vem desenvolvendo, ele é de excelente qualidade! - James diz — Bem, também quero lhe dizer que você vai ganhar uma gratificação pelo seu desempenho exemplar!

-- Obrigada Senhor! - Isabella diz feliz.

-- Era só isso Isabella, você pode ir! - James diz dando um sorriso que não atingia nem os seus olhos. Bella achou aquilo estranho, mas nada fala...

-- Obrigada! - Isabella saia da sala, logo, encontrando Vic na saída.

-- O que ele queria? - Vic pergunta, seu olhar era frio em direção de Isabella.

-- Só me cumprimentar pelo meu desempenho no trabalho! - Ela diz pegando sua bolsa — Algum problema Vic? Você está estranha!

As roupas de Vic estavam diferentes, a blusa de mangas longas, as calças folgadas, nada daquilo era o estilo de Vic. Estava simples, essa era a verdade, mas Vic estava sem brilho nos olhos, sem vida, em nada se parecia com a Vic de sempre...

-- Não há nada Bella! - Ela diz — Você está saindo?

-- Sim! Edward vem me buscar! - Um sorriso surgiu espontaneamente nos lábios de Bella — E você já vai?

-- Ainda não, tenho que arrumar algumas coisas por aqui antes de ir!

-- Tudo bem! Vejo você amanhã! - Bella pega sua bolsa e sai da loja.
.....

Anthony estava no colo de Isabella. Carlisle e Esme estavam sentados em outro sofá ao lado de Edward que tinha a cara fechada. Bella queria saber o que estava acontecendo, mas não era o momento para lhe fazer perguntas.

-- Você vai me colocar para dormir? - Tony pergunta a Bella a tirando de seus pensamentos.

-- Claro meu amor! - Bella diz sorrindo e beijando a testa do menino que lhe dá um sorriso.

-- Droga! - Edward pragueja — Desculpe-me, eu preciso fazer uma ligação e volto já!

Edward sai da sala e Esme puxa uma conversa banal com Isabella. Carlisle entra na conversa e conta como estava sendo ficar com Tony por mais tempo. Falou um pouco sobre Elizabeth, disse que ela ainda estava internada para tentar se reabilitar de seu vicio alcoólico. Em meio a tanta conversa o tempo fechou e a chuva começou a cair. Já estava difícil com a neve, agora com a tempestade o clima ficava mais tenebroso ainda...

-- Tony dormiu! - Bella comunica assim que Edward entra na sala quase duas horas depois.

-- Quer colocá-lo na cama? - Edward pergunta lhe dando beijinhos carinhosos.

-- Sim! - Bella levanta com o menino em seu colo — Onde é o quarto dele?

-- A terceira porta a esquerda querida! - Esme diz.

-- Senhor! - Tyler entra na sala, ele estava meio molhando, nada assisado ao ponto de fazer o carpete molhar — As estrada foram fechadas devido à forte chuva!

-- Não tem como sairmos, certo? - Edward pergunta.

-- Isso mesmo!

-- Tudo bem Tyler, ficaremos esta noite aqui! - Edward declara.

Tyler sai da sala e Isabella sobe as escadas levando o pequeno Tony em seus braços para a cama. Antes de sair do quarto ela beija a testa da criança e apaga a luz. Quando voltou para a sala de estar, Edward conversava com Carlisle sobre um novo contrato de publicidade que estava sendo meio complicado para ser fechado.

-- Bella! – Edward lhe chama a atenção lhe oferecendo a mão — Vamos ter que passar a noite aqui querida! - Edward comunica.

-- Mas...

-- Não preocupe Bella! - Carlisle diz compreensivo — Minha casa é a sua casa! Afinal você ainda é minha nora, certo?

Dando um sorriso amarelo e envergonhado Bella se senta ao lado de Edward e presta atenção à conversa que depois ganha um novo rumo. Até que Carlisle comunica que está se recolhendo.

-- Edward, você sabe onde fica seu antigo quarto! - Carlisle disse sorrindo — Acho que Esme deixou uma camisola para você lá, minha querida!

Isabella ganha uma tonalidade vermelho cereja e fica sem graça devido ao comentário do ex-sogro. Edward dá um sorriso e beija a testa da namorada.

-- Vem, vamos dormir minha linda! - Edward levanta e ajuda Bella a ficar de pé — Você deve está cansada!

-- Nem tanto! - Bella replica.
.....

A chuva caía forte lá fora, parecia que o céu iria desabar. Edward estava deitado na cama, Bella estava no banheiro. A camisola que Esme emprestou para a jovem, ainda estava com a etiqueta de compra, ela era comprida e bonita, além de muito sexy. Era uma camisola branca e bem transparente sem ser vulgar.

-- Eu tenho que passar em minha casa amanhã cedo! - Bella diz quando deixava o banheiro — Precisarei trocar de roupas!

-- Você poderia vir morar comigo! - Edward diz sorrindo com malicia.

-- Achei que fossemos seguir todas as etapas! - Rebate Bella.

-- Namorados dividem o mesmo teto, sabia? - Edward diz sorrindo — Vem para cama, está tarde!

Bella se junta a Edward na cama, seu corpo já dá sinais de que precisaria de mais contato. Edward estava ao seu lado, ele puxou ela para seus braços e a aconchegou ali, ficando na posição de conchinha. O silêncio tomava conta do quarto, mas nenhum dos dois conseguia dormir. Bella estava ciente que Edward a estava abraçando, que era o corpo dele atrás do seu e o desejo de tocá-lo estava ficando cada vez maior.

-- Está dormindo? - Edward pergunta próximo ao ouvido de Isabella — Você está tão cheirosa querida.

Um gemido escapou da boca de Isabella quando Edward deu um beijo em seu pescoço, as mãos dele circulavam a cintura da moça e logo, ela estava ofegante. As mãos de Edward começaram a subir pelo corpo de Isabella até chegarem aos seus seios e os apertarem. A boca do rapaz ainda estava no pescoço dela, torturando-a com gostosas mordidas que a deixavam ainda mais ofegante.

-- Edward! - Ela gemia e empurrava o seu quadril para trás, roçando junto ao de Edward — Por favor! – Ela murmurava.

-- Por favor, o quê Isabella? - Edward pergunta.

-- Por favor, faça amor comigo! - Ela gemeu.

Soltando um gemido alto e rouco Edward girou o seu corpo ficando por cima de Isabella. Ele tomou a boca dela em um beijo urgente e faminto. As mãos dele foram para os cabelos dela, a deixando imobilizada e ao seu total dispor. Em poucos segundos Isabella estava sem roupas e sendo devorada por Edward, a boca do rapaz não saia do corpo dela. Começou sua tortura pelos seios da menina, os quais chupou com afinco, mordiscou e puxou-lhe os bicos sensíveis. Ela simplesmente gemia a cada ato que ele executava. Às mãos vagaram pelo corpo da menina até chegar ao meio de suas pernas, onde passou a tortura o clitóris da jovem com seus longos e gentis dedos, até penetrá-la com a língua, fazendo Isabella arfar e gemer alto rebolando seus quadris em direção a  língua do rapaz.

-- Edward! - Ela geme alto puxando os cabelos dele — Por favor!

Dando beijos saborosos na boca de Isabella, Edward a penetrou fazendo a jovem arfar em sua boca e gemer quando ele começou a se movimentar. Os movimentos eram precisos e fundos, acertando em cheio o ponto sensível de Isabella. Os gemidos passaram a gritos e o corpo de Isabella começou a se mover junto com o de Edward, as pernas da menina estavam bem mais abertas e a cada investida de Edward ela gemia e pedia por mais. Arranhado as costas do rapaz, o fazendo gemer alto também. O corpo de Isabella começou a ter pequenos tremores, até que ela explodiu, gozando e gritando o nome de Edward para logo em seguida Edward se esvaziar dentro dela gemendo por ela também.





-- Senti falta do seu corpo! - Edward sussurra beijando os seios da jovem — Do seu cheiro! - Ele beija o outro seio da jovem que gemia encantada — Do seu corpo colado ao meu!

-- Então por que não tentou nada antes? - Bella pergunta com as mãos no cabelo dele fazendo um cafuné gostoso — Eu desejava você, e você se afastava sempre!

-- Queria ir com calma! - Edward diz olhando ela nos olhos — Você disse para irmos com calma, lembra?

-- Não precisava ser tão calmo assim! - Bella diz sorrindo — Você quase me fez entrar em combustão!

-- Agora já sei minha querida! - Ele anui — Venha vamos dormir! Precisamos descansar.

Deitando ao lado de Bella, Edward a abraça de novo na posição de conchinha e com o rosto enterrado no pescoço da jovem eles dormem.
...

Edward estava atrasado para buscar Isabella, ela estava parada do lado de fora da livraria, ela estava mexendo em sua bolsa quando viu um par de sapatos bem em sua frente. Com presa, ela levanta o rosto, achando que era Edward que tinha chegando, mas ficou pálida. Os olhos azuis, os cabelos dourados e aquele sorriso que ela jamais conseguiu esquecer.

-- Isabella quanto tempo!

Continua...

2 comentários:

  1. eu ja ate imagino quem seja e amando de quem o tal foi procurar ela ai tomara que as coisas nao piorem ainda mais.e com certeza tem dedo da franga maggie nisso td.agora fiquei aflita pra saber oq vem por ai.

    ResponderExcluir
  2. to torcendo pra bela responder ele a altura como ela fez na festa de ano novo.... vai ser demais ele ver essa nova bela.kkkkkk

    ResponderExcluir