Jul M

Oi

segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

O Casamento -- Capitulo 38 -- COM PROBLEMAS!


COM PROBLEMAS!

Isabella poderia ter optado em ir embora, dar uma desculpa e sair, afinal seu chefe não estava, mas não! Ela ficou até o final de seu expediente. Antes de voltar para casa ela foi até a sala de Carlisle conversar com ele, o assunto foi tratado em forma de segredo, nada do que ela falou com ele poderia sair daquela sala e pela cara de Carlisle não sairia, especialmente devido aos argumentos utilizados por Isabella. Ela chegou a sua casa em companhia de Tyler, ele fora buscá-la na saída da empresa, seguindo ordens expressas de Edward.
-- Mamãe! Tony correu para ela.
-- Oi meu amor! - Ela disse dando um beijo no rosto do pequeno — Como foi seu dia?
-- Foi ótimo mamãe! Ele disse sorrindo radiante.
-- Que bom meu amor! Ela bagunçou seu cabelo — Agora vamos tomar banho para depois jantarmos!
-- Claro, Mamãe!
...
O jantar daquela noite foi calmo e ameno, Bella colocou Anthony para dormir antes do previsto, primeiro porque Anthony estava casando e adormeceu no sofá, segundo ela esperaria seu doce marido chegar, pois a noite prometia e muito... Seria ótimo e Edward teria uma grande surpresa, mas Isabella acabou adormecendo antes do previsto e quando despertou estava na cama com Edward deitado ao seu lado dormindo tranquilamente como se fosse um anjo. Ela suspirou e olhou para o relógio digital que estava ao lado da cama sobre o criado mudo -03:40 - da madrugada, não tinha como discutir com ele, ainda mais que ele estava dormindo tão pacificamente. Já era bem tarde, então ela decidiu por um pouco de sensatez, voltou a deitar sua cabeça no travesseiro e dormiu.
O sol entrava pela janela quando Isabella despertou na manhã seguinte, ela virou o corpo na cama e quando deu por si, Anthony estava entre ela e Edward. Uma ruga apareceu em sua testa, e logo ela se perguntava a que horas teria sido que o menino se enfiou em sua cama? Edward ainda dormia profundamente assim como Anthony, ela olhou no relógio já era - 09:50 - da manhã, já estava tarde comparando-se ao horário habitual em que eles costumavam acordar. Bella girou na cama beijando o rostinho do menino adormecido ao seu lado, Anthony resmungou alguma coisa e se mexeu na cama, mas não abriu os olhos.

-- Vamos dorminhoco, está na hora de acordar! Ela disse sorrindo — Mamãe vai te levar ao parque para brincar!

Anthony se remexeu na cama, girou para o lado do pai, colocando uma perna por cima das pernas do pai, gesto que fez Isabella sorrir. Fazendo carinho nos cabelos bagunçados do pequeno, ela saiu da cama deixando ambos dormir mais um pouco. Bella achou melhor ir preparar o café da manhã para eles, já que Sue não trabalhava nos finais de semana.
...
-- Bom dia! - Edward a beijou no pescoço causando um arrepio bom em todo o seu corpo, porém ela ainda sentia raiva — Por que não me chamou? Poderia ter me acordado...
-- Você parecia cansado! Bella tentou manter o tom calmo, mas Edward reconheceu a irritação na voz da esposa.
-- Nós temos que conversar! Ele disse a fazendo virar para ele — Não agora, primeiro vamos tomar café juntos e depois conversaremos!

Edward ajudou Isabella a arrumar a mesa da cozinha, tomariam café lá, como era de costume durante os finais de semana. Anthony desceu as escadas ainda vestido com seu pijama de aviãozinho e coçando os olhos. Ele sorriu ao ver a mãe e sentou-se em frente ao balcão da cozinha.

-- Bom dia meu amor! Ela disse abrindo os braços e Anthony sorriu para ela — Dormiu bem?
-- Sim mamãe! Ela disse dando um beijo estalado na bochecha dela — Dormi em sua cama!
-- Oh! Mamãe viu isso! Ela disse bagunçando mais uma vez os cabelos dele — Você está ficando muito mau acostumado, hein mocinho! – Bella falou dando um sorriso meigo.

Anthony sorriu e corre para o pai o abraçando pelas pernas. Edward sorriu pegando o filho no colo e o enchendo de beijos.

-- Lembrei-me de você! Ele disse sorrindo para o filho — Eu lhe trouxe um presente!
-- Oba! A criança gritou alegremente batendo palmas. Edward o colocou no chão.

Isabella olhava atentamente aquela cena, era impossível não se sentir afetada com algo tão mimoso, porém ela precisava manter sua mente focada e lembra-se que ainda estava muito brava com Edward e que exigiria explicações.
....
Isabella olhou confusa para a pequena mala que estava na sala, ela sabia que era de Anthony, mas não sabia o porquê de estar ali. O menino estava todo arrumado e Tyler estava levando as malas para o carro.

-- O que está acontecendo? Isabella perguntou.
-- Anthony vai viajar!
-- Como Edward? Anthony ainda não está de férias da Escola!
-- Meu pai está indo para Orlando passar alguns dias lá e acho que isso vai fazer bem para o Anthony. Ele nunca viajou com o avô, Bella, e, meu pai tem casa lá. Acho que você lembra muito bem dela, não é?

Claro que Isabella lembrava, foi lá que eles passaram sua lua de mel. Local onde teve alguns momentos de magia e outras de pesadelo. Não foi a lua de mel dos sonhos de Bella, mas ela não tinha apenas lembranças ruins daquele lugar. Naquela época Edward era frio e sem coração, agora ele conseguia até demonstrar um pouco de sentimentos.

-- Por que não me disse nada antes? Ela perguntou ofendida.
-- Meu pai me ligou enquanto eu ainda estava na Florida Bella! Ele justificou.
-- Você não respondeu a nenhuma de minhas mensagens! Ela o acusou magoada.
-- Mamãe! Anthony correu se jogando nos braços dela — Eu vou trazer um presente grandão para a senhora quando eu voltar! Ele disse a beijando no rosto carinhosamente — Vai ver, será lindão!

Ela sorriu, não queria demonstrar sua irritação para o menino. Edward conseguira levá-la ao limite de sua paciência com aquela atitude.

-- Mamãe vai esperar! Ela disse dando um sorriso sincero e abarcando o filho — Por favor, se comporte e não faça travessuras!

Bella não estava gostando muito da ideia de Anthony viajar, mas ela sabia que Esme estaria por perto e que Carlisle também não deixaria nada acontecer ao menino, o problema não era este, mas o fato de não ter sido consultada nem mesmo avisada da viajem repentina.
....
Eles foram até ao aeroporto juntamente com Carlisle e Esme, fora uma despedida até bem animada, tirando o fato de que Isabella não conseguiu controlar as lágrimas ao ver seu pequenino embarcando. Ela sabia que ele ficaria fora apenas por duas semanas na companhia dos avos e que ele estaria seguro com eles, mesmo assim, ela já sentia saudades do pimpolho. Bella voltou para casa com Edward, já era quase duas horas da tarde quando retornaram e agora era apenas ele dois e os problemas...

-- A matéria do jornal! Ele começou passando as mãos pelos cabelos nervosamente, havia muito que falar, inclusive, coisas que ele não queria falar — É tudo mentira!
-- Vocês estavam juntos! - Ela disse — Eu vi a foto, ela estava com você e por sinal, ela estava muito bonita.
-- Beleza sem alma! Ele disse — E não estávamos juntos — Ele retrucou — Eu estava em uma reunião quando ela chegou com um dos futuros sócios! Edward olhou para Isabella que estava sentada ouvindo atentamente cada explicação que ele dava — Eu a queria longe de mim, mas eles a conheciam, o pai dela é um dos sócios deles Bella. Eu não podia simplesmente expulsá-la da mesa, eu queria muito, mas não podia.
-- Então? Ela olhou para ele para que ele continuasse...
-- Eu tive que aceitar ela em nosso meio!
-- O que aconteceu Edward?
-- Bella.. eu só...
-- O QUE ACONTECEU! Ela gritou — Eu estou cansada Edward, existe um muro entre nós, eu estou cansada disso tudo e deste “esconde, esconde” que você criou, ou você confia em mim ou acabamos com tudo por aqui. Eu estou cansada de ser sempre a última em saber das coisas!

Edward tinha um olhar frio, um olhar que Bella já conhecia, mas a essa altura dos acontecimentos, aquele olhar nem a assustava mais como antigamente.

-- Maggie esteve em meu quarto! Ele disse frio — Ela achou que seria como das outras vezes em que ela conseguia o que queria para depois partir. Eu lhe disse à verdade, que a queria bem longe de mim e para esquecer todo o nosso passado, pois não haveria mais volta.
-- Ela disse que você a amava! Isabella disse lembrando-se das palavras de Maggie.
-- Ela está enganada!
-- Ela tinha certeza que você cederia! Bella disse — Ela disse que você resiste, mas sempre cede!
-- Não é verdade, eu resisti a ela dessa vez! Edward afirmou.
Isabella deu um sorriso tristonho e olhou para ele, seu peito estava doendo...
-- Dessa vez! Ela não vai desistir Edward, ela sabe o que quer e  ela quer você.
-- Eu não serei um fantoche nas mãos dela de novo! - Ele praticamente gritou, sua mandíbula estava fortemente travada e seu olhar era gélido.
-- O que aconteceu Edward? - Bella perguntou mais uma vez — O que ela fez para você ficar assim. Conte-me!
-- Já chega! - Ele rugiu fazendo Isabella se assustar — Eu não quero falar sobre isso, acho que já deixei isso bem claro.
-- Você conhece meu passado por que eu não posso saber o seu? Ela contra argumentou.
-- Porque simplesmente eu não tenho passado! - Ele urrou já indo em direção à escada. Isabella sabia que a conversa havia acabado naquele ponto.
...
Edward passou o dia inteiro no quarto, saindo apenas duas vezes para comer alguma coisa e beber água. Ele falou durante algum tempo ao celular com alguém no momento em que Isabella entrou no quarto apenas para pegar algumas de suas roupas saindo imediatamente em direção ao quarto de Anthony. Ela sabia que existiam outros quartos na casa, mas o de Anthony era seu refugiu, ela por algum motivo se sentia protegida naquela quarto de criança, onde tudo cheira a inocência. E fora lá que ela dormiu durante aquela noite.

-- Bom dia! - Ela disse ao entrar na cozinha, Edward já estava sentando e Sue estava lá arrumando tudo para um delicioso café da manhã.
-- Bom dia senhora!
-- Olá Sue! Ela disse dando um sorriso sincero para a mulher idosa — Por que você está aqui? Sue a olhava confusa e Isabella corou — Quer dizer, você não precisava vir hoje, pois é domingo, sua folga lembra?
-- Eu a chamei! Edward disse seco.

Isabella notou alguns detalhes em Edward, a face dele estava séria e sem expressão, seus lábios estavam contorcidos, seu olhar estava tão frio que ela se arrepiou. Foi só então que a ficha caiu! Ele estava de volta! O velho Edward sombrio e frio estava de volta, o que a deixou em polvorosa no mesmo momento.

-- Deseja café senhora? Sue perguntou.
-- Não! Ela disse quase nem ouvindo sua própria voz, seus olhos ainda estavam em Edward — Estou sem fome Sue.
-- Tudo bem! Ela diz e se retirou.

Isabella ficou parada sem entender nada, apenas encarando Edward que estava lendo um jornal e não lhe olhou nem uma única vez desde que ela entrou na cozinha. Não era um bom sinal! Nunca seria! As lembranças de um Edward sombrio ainda pairavam em sua mente, ele grosso, irritante e debochado.

-- Vai passar o dia todo me olhando?  - Ele perguntou sombriamente.
-- O que está acontecendo? - Ela perguntou com medo de ouvir a resposta.
-- Que eu sabia nada! Ele disse demonstrando seu descaso.

Isabella ficou atenta a cada movimento dele. Ele estava chateado, ela não podia deixar de nota isso, mas por quê? Seria por causa da conversa de ontem? A conversa que ele não terminou apenas a ignorou e partiu para seu “forte”.

-- Está zangado? Ela perguntou com muita cautela.
-- Estou! Ele respondeu.
-- Muito?
-- Sim Isabella muito! Ele disse calmamente mantendo seu tom frio dirigido a ela.
-- O que eu fiz? Ela quis saber.
-- Você me enlouquece com perguntas! Ele disse deixando o jornal de lado — Por que tem ser assim? Você não pode simplesmente aceitar minhas escolhas e ponto!
-- Não! Ela disse – Eu não posso!
-- Não se cansa de ser frustrada em seus intentos? Ele perguntou ficando em pé feito um felino pronto para dar o bote — Às vezes podemos descobrir coisas que não queremos Isabella, você pode não gostar em nada do meu passado.
-- Meu passado não é um dos melhores também! Ela disse em um tom contido, pois estava com medo dele.
-- Eu conheço o seu passado! Ele disse — Sim, ele não é um dos melhores, mas não é um dos piores!
-- Por que diz isso? Ela olhava para ele e sem se dar conta estava a dois passos de Edward, ela estava muito perto dele e ela não gostava nada disso, não naquele momento — Por que falou isso?
-- Talvez eu  não seja o mocinho da história! Ele disse dando seu sorriso torto cheio de sarcasmo – Talvez eu seja o vilão, talvez eu seja aquele que destrói as coisas boas nas pessoas, pense nisso e então saberá quem eu sou.

Edward saiu da cozinha deixando para trás uma Isabella confusa e assustada, o medo que ela sentia dele estava de volta, porque as palavras dele nunca a deixaram tão assustada como ela estava se sentindo naquele instante. Suas pernas tremiam e seu peito voltou a doer, era um mau sinal, ela sabia que isso não seria fácil, mas estava sendo pior, estava no escuro, ela precisa de luz, ela precisa saber, mesmo que isso lhe trouxesse problemas.


Continua...

3 comentários:

  1. eu to bege com essa do edward agora o cara aceita a tal galinha maggie entra no seu quarto agora vem com essa de ele e o vilão da istória!nao entendeu nada,?????????????????????

    ResponderExcluir
  2. Ai O ED tá sendo muito tosco . Coitada da Bella !!!!!!!!!
    Jul m vc é d+

    ResponderExcluir
  3. O Edward está precisando de um tratamento de choque! Deixe a Vagaranha da Maggie entrar no quarto dele assim? Sem mais nem menos?

    ResponderExcluir