Jul M

Oi

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

O Casamento-- Capitulo 35-- Tirando A Mascara


TIRANDO A MÁSCARA!!

A festa estava ótima, Isabella nunca fora tão elogiada quanto estava sendo naquela noite. O Baile de Máscara estava perfeito, ela não poderia negar. Edward não saiu do seu lado um segundo sequer, dançou com ela não só uma, mas várias músicas. Isabella escutou elogios vindos de Edward, bem como de Peter, amigo da família Cullen dentre outros conhecidos de Carlisle. Isabela estava radiante! O ocorrido no início da festa, há muito tinha sido esquecido. Edward não tirou suas mãos das dela, assim como também não deixou seus lábios longe do pescoço exposto de sua linda mulher.

- Preciso ir ao banheiro! Ela avisou já indo em direção ao banheiro.

Isabella estava na pia lavando as mãos quando ela percebeu que a porta do banheiro foi abruptamente aberta. Pelo espelho ela pode ver a mesma mulher que havia notado momentos antes quando dançava com Edward. Os cabelos da estranha estavam presos em um coque malfeito, as máscaras das duas mulheres eram bem parecidas, as diferenças eram quase imperceptíveis.

-- Edward sempre teve bom gosto! A mulher disse quebrando o silêncio e chamando a atenção de Isabella — Tenho quase certeza que essa gargantilha foi um presente dele!
-- Desculpe! Quem é você? Isabella não conseguiu disfarçar a surpresa em sua voz.
-- Depende! – A mulher disse dando um sorriso debochado. Isabella desejou que a mulher tirasse a máscara, pois mesmo cobrindo somente parte do rosto, ainda era impossível reconhecer quem era aquela pessoa... — Já fui tanta gente, já tive tantos nomes! - Ela disse sorrindo cinicamente de forma a achar graça de suas próprias palavras.
--- Se não vai me dizer quem é! - Isabella disse fitando a estranha mulher — Não tenho porque ficar aqui falando com você!
-- Como está Anthony? Ela perguntou de repente, fazendo Isabella parar bruscamente — Acho que você já descobriu quem eu sou!

Isabella estava surpresa, mas logo sua surpresa virou raiva e muita raiva. Ela sabia que a mãe do Anthony nunca o quis, e mesmo que Edward nunca tenha dito, Isabella desconfiava que a mãe de Anthony houvesse inclusive tentado o abortar.

-- Como ousa perguntar por ele! Isabela falou entre os dentes — Você não vale nada sua víbora!

Ela estava se controlando, pois a vontade que tinha era de bater naquela serpente. Sim, Bella desejava estapeá-la até fazer com que ela perdesse a consciência. Mas havia algo naquela mulher estranha que deixava Isabella com medo...

-- Então vamos falar sobre Edward! Ela disse se encostando na porta e impedindo a saída de Isabella do banheiro — Como anda ele? Soube que seu casamento com ele não passa de um contrato — A jovem deu um sorriso malicioso para Isabella que demonstrava bem a sua falta de caráter — Ele esta pagando para te fuder, isso é tão bizarro e inusitado!

-- Você não sabe de nada! Isabella disse fechando as mãos em punhos — Agora saia do meu caminho antes que eu tire você à força.
-- Senhorita Swan! - Maggie disse sorrindo de forma desafiadora — Onde estão seus modos? Pensei que fosse uma dama!
-- Sra. Cullen, eu sou a Senhora Cullen! Isabella quase gritou, pois de alguma forma ela estava se sentindo coagida perto daquela mulher — Agora me faça o favor de sair do meu caminho!

Maggie começou a bater palmas para Isabella, aplaudia sem deixar que seu sorriso cínico sumisse de seus lábios.

-- A quem você pensa querer enganar? Maggie tinha um olhar frio e um sorriso intimidador — Você nunca será a Senhora Cullen, nunca terá talhe para tal — Ela olhou para Isabella de cima a baixo — Roupas de grife e colares caros não fazem de você uma dama, tão pouco a torna digna de ser chamada de Sra. Cullen!
-- Quem é você para falar de mim? - Isabella começou a reagir quando a razão voltou a tomar conta dela — Você deixou um filho para trás e sabe-se lá o que diabos você fez a Edward sua vadia. A única pessoa que não é digna de usar o sobrenome Cullen nesse lugar é você sua víbora descarada.

Raiva e revolta era o que Isabella estava sentindo naquele momento, aquela mulher conseguia deixar Bella fragilizada, mas ela, definitivamente, não iria se deixar abalar.

-- Discurso moralista vindo de você? - Maggie era cínica até mesmo em suas palavras — Srta. Swan você está sendo paga para manter essa farsa que é o seu casamento com Edward! Com o meu Edward! É a mim que ele ama, sou eu quem ele deseja. Foi para mim que ele um dia disse “eu te amo”!

 Isabella estava pálida e muito tensa e de fato, Edward nunca havia dito que a amava, mas Isabella também nunca dissera que o amava também...  De repente, Bella lembrou-se das palavras de Carlisle ao dizer que a culpa de Edward ter se tornado uma pessoa fria e calculista era de Maggie.

-- Ah Swan, quantas vezes ele disse que te amava? - Ela disse tentando ridicularizar Bella — Para mim ele dizia sempre, sempre que nos encontramos — Ela olhava friamente para Isabella — Ele está me evitando, mas será por pouco tempo, ele sempre vem atrás de mim, sempre foi assim... 
Ele pode até dizer que me odeia que não me ama mais e que não me quer, mas sempre se rende a mim.

-- Então por que está tão preocupada comigo? Isabella disse tentando manter sua voz firme e segura, não poderia deixar-se abater por aquela mulher, mesmo que sua alma estivesse em prantos — Se tem tanta certeza de que ele te ama, por que se deu ao trabalho de vir me procurar e fazer esse seu joguinho sórdido e ridículo?
-- Não estou nem um pouco ligando para uma “songa monga” como você, caríssima! - Ela disse desfiando um olhar de superioridade implacável — Apenas quero deixar claro que você não passa de um hobby para ele. Ele vai te chutar assim como fez com todas as outras — Ela sorriu — Sempre fora eu Isabella Swan, eu só a única mulher que Edward vai sempre amar e querer! Você minha querida, apenas serviu para aquecer a cama dele enquanto estive fora.

Inesperadamente e sem chance de defesa ou reação por parte de Maggie, Isabella deferiu uma tapa certeira na face da estranha mulher, a deixando vermelha de raiva e incredulidade.

  -- Como se atreve! - Maggie disse chocada fazendo Isabella gargalhar, ela só poderia estar louca, e de fato ela estava, mas era de raiva e fúria com aquela mulher.
-- Belo discurso senhorita sei lá o que! - Isabella não sabia o sobrenome da mulher — Suas palavras soberbas não fizeram efeito algum em minha pessoa! Olhe para mim e volte a olhar para você! — Isabella não tinha muita certeza do que falaria, mas por certo, não deixaria aquela mulherzinha humilhá-la — É comigo que ELE está, foi a mim quem ele apresentou a todos como sendo a primeira, e tenha certeza que a única senhora Cullen na vida de Edward. Por contrato ou não, eu sou a mulher dele perante a lei dos homens de papel passado e tudo... Enquanto você fica cantando glórias, fora comigo que ele casou, e, é de você quem ele está fugindo, não de mim, minha cara!— Ela sorriu e Maggie tinha sua face ardendo de ódio e dor — Agora saia do meu caminho ou tirarei você de um jeito nada elegante e pode apostar que será bem mais dolorido para você...

Maggie pensou em retruncar, mas a porta estava sendo forçada a abrir, alguém queria entrar, ela olhou para Isabella, olhou para a porta e o mais rápido possível se enfiou dentro de umas das cabines se trancando lá. Isabella destrancou a porta e se deparou com Alice Brando, noiva de seu ex-chefe, ela até poderia ter cumprimentado a moça, mas a incoerência de seus atos a impediu. Bella passou por todos sem ao menos os cumprimentar voltando assim para a mesa onde se encontravam o marido e alguns amigos conhecido dele e de Carlisle.

-- Vamos embora! Ela disse pegando sua bolsa sobre a mesa e já se encaminhando em direção a saída.
-- Bella o que aconteceu? Edward perguntou percebendo os olhares de todos em Isabella.
-- Apenas vamos embora, por favor! Ela disse em um sussurro.
Edward olhou para Isabella e olhou em direção ao banheiro que ela acabara de sair, não viu nada de estranho, apenas reconheceu a noiva do primo que estava saindo do banheiro sem máscara. Ele voltou a olhar para Isabella e se voltou para os amigos que estavam com ele à mesa.
-- Senhores! Precisamos ir! Uma boa noite para todos! - Ele disse acenando a cabeça e indo ao encontro de Isabella já se encontrava próxima à saída.
-- A sua irmã! Ele disse tentando segurar o braço dela, mas ela o puxou rapidamente — Isabella a sua irmã veio conosco!
-- Não foi eu quem a convidei! Ela disse já no jardim da casa — Apenas quero ir embora com você ou sem você eu estou indo embora.

Edward chamou um dos seguranças da casa do pai, disse-lhe algo e logo em seguida estava abrindo a porta do carro para Isabella. Ela entrou, ajustou o cinto em sua volta e esperou até ele entrar no carro e dar a partida para só então ela desabar em lágrimas.

-- O que esta acontecendo? Edward perguntou com seus olhos fixos nela — Vamos Isabella o quê aconteceu, por que resolveu vir embora e por que está chorando!

-- Por que eu tenho que responder? Ela rebateu — Você nunca responde as minhas perguntas, por que tenho que responder as suas... – A moça replicou entre soluços...
-- Como? Edward perguntou olhando rapidamente para ela que já continha as lágrimas — Do que estamos falando? O que aconteceu?
-- Nada! Ela gritou! — Eu só quero ir embora apenas isso!

Isabella virou o rosto olhando pela janela, sim havia muitas coisas do passado de Edward que ela não sabia, “coisas” como Maggie, sua ex e mãe de Anthony. Porque ele não falava sobre ela, porque não se abrir... O que aquela mulher poderia ter feito para deixá-lo assim tão frio e fechado. Edward se transformou em uma ilha vivendo de forma promiscua e solitária por tanto tempo... Edward entrou no jardim da casa e assim que estacionou o carro Isabella saltou. Tyler estava na entrada da garagem quando Edward o chamou.

-- Você precisa ir busca a senhorita Swan! Ele disse jogando as chaves do carro para ele — Vá agora!

Isabella entrou na sala de estar como um furacão, o local se encontrava mal iluminado, a única luz acesa era a de um abajur no canto do aparador central... ela jogou sua máscara em cima do sofá assim como a gargantilha que Edward havia lhe presenteado. Ela já se preparava para subir as escadas quando Edward a puxou pelo braço de maneira brusca e meio violenta.

-- O que pensa que eu sou? Ele gritou, deixando os olhos da menina arregalados, mesmo assim, ele não a intimidou — Acha que pode simplesmente fugir e não me dizer nada, me deixando sem respostas! Que bicho mordeu você, por que está agindo como uma maldita criança mimada? Acha mesmo que há tempo para joginhos de adivinhação há essa hora! Isabella diga de uma vez, o que houve na droga daquele banheiro.
-- JOGUINHOS? Ela repetiu dando ênfase a palavra — Logo você diz isso, Edward o senhor dos jogos! Ela disse ríspida — Diga-me você, por que tantos seguranças? O que está acontecendo? Por que não confia em mim?
-- Eu já disse! Ele soltou o braço dela passando as mãos pelos cabelos de forma nervosa — E para a segurança de vocês, nada mais que isso Bella, lembre-se que você sofreu um sequestro e ninguém sabe o porquê.
-- Claro, é por isso que fez da casa um forte armado e muito bem protegido! Ela fora sarcástica.
-- Qual é o seu problema? Ele gritou para ela que agora se assustou de verdade.
-- Sr. Cullen e Sra. Cullen, por favor, se acalmem! Sue disse aparecendo na escada — O menino dorme se continuarem a gritar vão acabar o acordando.

Em um gesto de nervosismos Isabella coçou a testa e voltou a olhar para Sue que tinha uma cara nada gentil.

-- Desculpe-nos! Ela disse já subindo a escada — Ele está dormindo Sue?
-- Sim, ele está! Sue disse olhando para ambos.
-- Já pode ir se recolher Sue! Ela disse agradecida — Obrigada por ficar com Tony!
-- Não foi nada senhora! Sue disse e começou a descer as escadas — Boa noite Sr. Cullen!
-- Boa noite Sue! Edward beijou rapidamente a testa da senhora e amiga.

Isabella já estava no corredor quando Edward a alcançou puxando ela pelos braços e a empresando de encontro à parede.

-- Ainda não terminamos essa conversa! Ele disse com um dedo apontando para ela — Amanhã discutiremos isso, eu quero saber exatamente o que aconteceu!

Edward se afastou dela e entrou no quarto, ele não fechou a porta achando que ela viria para o aposento, mas Isabella foi direto para o quarto de Anthony, naquela noite ela preferiu dormir com o menino a dividir a mesma cama com Edward.

Continua...

Um comentário:

  1. aff to em colicas porq a bella nao falou logo pro edward que a tal maggie foi fazer ameasa a el,agora fica os dois brigando e dando brexa pra putanya desconfiar de alguma coisa.espero que no cap 36 eles fiquem de bem logo,jul m brigado por sua atenção pra com nosco tenha certeza!que suas hitórias fazem um bem danado a algumas de nós aqui inclusive a mimm

    ResponderExcluir