Jul M

Oi

sábado, 6 de outubro de 2012

O casamento-- Capitulo 14 Convivência


Convivência.
Bella, Bella você acaba de se meter em uma confusão ainda maior, como se não bastasse ter caído nas garras do Cullen uma vez, ela caiu mais uma. Sua mente trabalhou fervorosamente na noite passada tentando achar um método ou algo para a culpa, claro que ela achou o culpado, ela só não sabia como esse culpado irá reagir perante as acusações.
O sol entrava fraco pela janela, parecia que o dia seria bem nublado uma com grande chance de chuva no final do dia. Isabella se espreguiçou na cama, girando o corpo na cama, encontrou o lugar vazio, ouviu um barulho vindo do banheiro e deduziu que seria Edward, ela ainda não estava pronta para encarar ele, não depois do que aconteceu na noite passada, ela sentiu seu rosto corar só de lembrar-se do que fizera com ele, ela mordeu os lábios sentindo o gosto dele ainda ali.
–- Deve se arrumar! - Ele disse saindo do banheiro enrolado na toalha e secando o cabelo com outra — ou esta pensando em ficar em casa de novo, madame? – Ele fora irônico.
Isabella ignorou a ironia na voz dele e puxou o lençol se enrolando nele, se preparando para sair da cama e correr para o banheiro.
–- Por que isso? - Edward disse jogando a toalha no chão e entrando no closet — já conheço o seu corpo perfeitamente, sei desenhar com detalhes suas curvas minha querida, não precisa toda essa pose de inocente, sabemos muito bem que você não é assim quando esta sendo preenchida.
Isabella sentiu o corpo tremer e o rosto queimar, como ele podia dizer isso dela com tanta naturalidade? Ele acha que é quem?
–- Você só conhece minhas curvas por que se aproveitou de mim! - Ela disse sem pensar nas consequências das suas palavras.
–- O que você esta dizendo? - Edward saiu do closet vestindo apenas uma boxer branca que não escondia quase nada da sua grandeza --- diga de novo Isabella o que disse? - Ele caminhava em direção á ela como um felino pronto para atacar sua doce presa — anda Isabella repita! - A voz de comando dele fez Isabella tremer.

Caminhando para trás Isabella caiu de novo sobre a cama, sua costa tocou o colchão e Edward se apressou em prender a menina contra a cama e seu corpo.
–- Acha mesmo que preciso me aproveitar de você? - Ele perguntou já puxando o lençol que cobria seu corpo deixando seus seios á mostra — Isabella eu sou homem e nunca forcei nenhuma mulher a conhecer minha cama! - Ele mordeu os lábios dela puxando entre seus dentes — eu só preciso saber onde toca-la e o resto você fará por si só.

Edward apertou os seios dela com as duas mãos fazendo Isabella se contorcer debaixo dele e deixando um gemido escapar de sua boca, fazendo assim Isabella ganhar uma tonalidade vermelha na face e respirar com dificuldade.
–- Edward! - ela disse ofegante e tentando se livrar da tortura deliciosa que ele lhe proporcionava — você não...
–- Mãe! -- Anthony invadiu o quarto chamando por Bella fazendo Edward saltar de cima dela e voltar para o closet como se nada tivesse feito. Isabella por sua vez se cobriu rápido sentando na beirada da cama e sorrindo para o mini Edward Junior que sorria para ela. – Posso ficar em casa hoje? - Anthony perguntou — Não quero ir pra a escola hoje! – Lamentou o menino fazendo um lindo beicinho.
–- Mas por quê? - Ela perguntou abrindo os braços e recebendo o menino em seu colo — logo hoje que eu ia levar você na escola.
–- Não gosto da minha sala! - Ele lamentou de novo — e minha professora é malvada!
–- Como assim malvada? - Bella perguntou não gostando nada do tom do menino.
–- Ela me chama de burro! - Ele disse — e só por que não sei contar direito ela fica me chamando de burro, e fala que eu fico inventando desculpa para não fazer atividades!
–- E você fica? - Bella perguntou fazendo carinho em seu cabelo.
–- Não, mas sinto meu coração palpitar sempre que ela me manda ir ao quadro mamãe! - Ele disse — eu fico com medo de errar e todo mundo rir de mim, eu fico sem ar e fico com muito medo.
Bella olhou para Edward que acabava de sair do closet, ele com toda certeza tinha ouvido tudo o que o menino falou, Anthony se encolheu no colo de Bella quando viu o pai olhando para ele.
–- Ok, você fica em casa hoje! - Ela disse beijando a testa dele e olhando feio para Edward — vou falar com Sue, ela vai ficar de olho em você hoje.
–- Sério? Eu vou poder ficar em casa? - Ele perguntou com a voz animada.
–- Sim! - Edward disse — mas será apenas hoje, Anthony não quero que faça disso um habito.
–- Tudo bem papai! - Ele disse baixando a cabeça tristonha.
–- Ei campeão! - Bella disse beijando o rosto dele — nada de ficar triste, eu vou cuidar de você lembra?
Anthony sorriu e Bella se aproveitou disso para encher o menino de cosquinhas o fazendo cair na cama e dar grandes gargalhadas.
–- Para mamãe, para! - Anthony gritava enquanto Isabella continuava a fazer cosquinhas.
Edward observava de longe até que Bella parou de fazer cosquinhas no menino, que estava ficando com o rosto vermelho devido as risadas.
–- Bella, melhor cuidar ou você vai ir sozinha! - Edward disse — Anthony nada de dar trabalho para a Sue!
–- Claro papai! - Ele disse pulando em cima da cama do casal — mamãe eu posso comer sorvete agora de manhã?
–- Não! - Ela disse do banheiro — você vai tomar um café saudável e depois eu peço para a Sue te dar sorvete.
....
Edward estava junto com Anthony na mesa de café quando Isabella entrou, Edward analisou cada parte do corpo da menina e sua vestimenta. Isabella não estava tão ruim hoje, e fora isso que chamou a atenção de Edward assim que ela entrou na sala, uma blusa de manga com botões na frente, com uma calça alfaiataria e sapato de salto alto, ela tinha um casaco preto nas mãos que ela colocou na costa da cadeira antes de se sentar.
–- Sue, Anthony vai ficar em casa hoje! - Bella disse se servindo de café — qualquer coisa é só me ligar, vou deixar meu número antes de sair com você.
Tia estava do lado de Sue, não tirava os olhos do chefe, e quem visse seu olhar para o chefe diria que a menina estava se insinuando para o patrão e de fato ela estava fazendo isso.
–- Claro senhora! - Sue disse de forma gentil.
–- Bella, apenas Bella Sue! - Ela disse — e você mocinho nada de dar trabalho para a Sue! - Ela tocou as bochechas do menino — Sue antes do almoço dê um pouco de sorvete para Anthony e como sobremesa faça salada de frutas para ele.
–- Claro! - Ela disse e sorriu.
Edward esteve atento a cada ordem da jovem Swan para a empregada e amiga da família, ele prestou mais atenção no modo como ela cuidava do seu filho, era incrível como ela tratava Anthony como filho dela.
–- Vamos Bella! - Ele disse ficando de pé — e você se comporta! - Ele disse beijando os cabelos do filho e fazendo carinho.
–- Te vejo a noite meu amor! - ela disse beijando o rosto do menino — se comporta, qualquer coisa me liga a Sue tem meu número.
–- Te amo mamãe! - Ele disse — tchau papai.
E assim eles saíram indo em direção ao serviço, o caminho para o trabalho fora feito em silêncio e nada fora dito, Edward estava perdido em seus próprios pensamentos assim como Isabella.
....
Isabella mais uma vez não gostou nada dos olhares dos funcionários da empresa para ela. Edward passou direto para sua sala, dessa vez não houve beijo nem nada ele tinha pressa de ficar longe da jovem.
–- Se sente melhor Isabella? - Jasper perguntou.
–- Claro, desculpe por ontem! - Ela disse tímida ao chefe.
–- Tudo bem! - Ele disse — não deve estar sendo fácil estar casada com Edward! - ele disse como se tentasse dar apoio moral á jovem — ele vem com pacote completo.
–- Você sabia? - Ela disse lembrando do pacote chamado Anthony.
–- Bella, eu sou um Cullen, ou quase! - Ele disse rindo — minha mãe é irmã do tio Carlisle, eu posso usar o sobre nome Halle que vem do meu pai, mas não deixo de ser um Cullen.
–- Então toda família sabia do Anthony! - Ela constatou.
–- Claro! - Ele disse entregando os papéis para ela — Anthony é meu sobrinho e sempre estive preocupado com ele.
–- Ele é encantador! - Bella disse dando um sorriso.
–- De fato, ele lembra muito Edward quando era mais novo até o jeito tímido! - Jasper falou e Isabella olhou chocada — eu sei que é difícil de acreditar que Edward já fora tímido, mas ele já foi tão tímido quanto assustado.
–- Entendo! - Ela disse — é difícil de acreditar mesmo!
–- Verdade! - Ele disse — mas já tem tempo que ele perdeu essa timidez e esse medo! — Jasper sorriu para Bella — desejo esses papéis prontos até o fim do dia Sra. Cullen.
Isabella fez uma careta e Jasper sorriu da cara da menina, ainda era estranho ouvir seu novo sobrenome, mas ela teria que se acostumar.
...
Bella estava cansada e o almoço estava sendo meio incômodo para ela, todos no refeitório da empresa não paravam de olhar para ela e comentarem à suas costas.
–- Eu juro que estou para explodir aqui! - Ela comentou com Ângela.
–- Relaxa Bella, uma hora eles acham outro assunto para comentar! - a amiga disse tentando acalma-la.
–- Perdi a fome! - Ela disse se levantando da mesa — conversamos depois Angel! - Ela disse sorrindo para a amiga.
Bella caminhou em direção ao banheiro, lavou as mãos e passou água no rosto, ela precisava dar um jeito nisso ou ela ia acabar pirando de algum jeito.
....
Emmett fora chamado por Edward assim que ele entrou na empresa, mas ele só conseguiu ir para a sala do amigo na hora do almoço.
–- Fala chefinho! - Ele disse rindo.
–- Emmett eu preciso dos seus serviços! - Ele disse.
–- Sobre o que?
–- Isabella! - Ele disse e Emmett deu um sorriso safado — não é nada disso que você está pensando! - Ele tentou explicar -- Isabella faz de tudo para esconder o corpo sendo que ela tem um corpo muito atraente.
–- Andou pegando ela, ou passou a examinar o produto que comprou com mais detalhes? - Emmett quis saber.
Edward suspirou e passou as mãos pelos cabelos em gesto de rendição.
–- Duas noites seguidas! - Edward disse fazendo o sorriso de Emmett ficar ainda maior — a primeira vez ela estava bêbada e sei lá, ela é bonita você não imagina o quanto ela é bonita. — Edward fez uma careta — são aquelas roupas horríveis que ela faz questão de usar que a deixam essa coisa horrível de ser ver. — ele suspirou — você não tem ideia do quanto ela é bonita Emmett.
–- Só vou saber disso se você tirar uma foto dela e me mostrar! - Emmett disse rindo — de preferência sem roupas.
–- Emmett, ela é minha esposa!
–- Eu sei cara, e agora não é só no papel - ele disse rindo — mas o que você quer saber?
–- Se aconteceu alguma coisa no passado de Isabella para ter a deixado assim!
–- Recatada demais! - Emmett completou o pensamento do amigo.
–- Isso, recatada e com medo de mostrar o corpo! — ele suspirou — Ás vezes acho que essa mulher é cheia de traumas.
–- Também, pudera a mãe não liga para ela, a irmã faz de tudo para mostrar que é melhor que ela! - Emmett disse — e a única pessoa que se importava com ela quase não tinha tempo para dar atenção a ela, não me assustaria em nada se ela fosse cheia de traumas.
–- Não é isso! - Ele disse — é como se tivesse mais alguma coisa — Ele olhou para o amigo — algo que deixamos passar na primeira vistoria.
–- Pode ser que sim! - Emmett disse — vou cuidar disso pra você, vou tentar achar o que faltou e mando para você! Ele sorriu — mas como ela está li dando com o Anthony?
–- Ótima! - Ele disse sorrindo — ela cuida dele como se fosse o filho dela Emmett, ela faz coisas que nem minha mãe fez por mim — ele suspirou — é cedo pra dizer muita coisa, mas até agora ela esta sendo uma boa mãe.
–- Cara você deu muita sorte então! - Ele disse – não são todas que são assim, e pelo que você disse ela parece estar se importando mesmo com o menino.
–- Ao que parece sim! - Ele ficou pensativo e olhando o nada.
...
Já era quase cinco da tarde quando Isabella entrou na sala de Edward sem ser anunciada. Ele tinha o rosto coberto por papéis e nem notara a presença dela.
–- Edward! - ela chamou tirando a atenção dele dos papéis.
–- Bella! - Ele disse surpreso — o que faz aqui?
–- Desculpa, eu não vi sua secretária e preciso falar com você! - Ela disse meio incomodada.
–- Sente-se! - Ele disse — o que deseja falar?
–- É sobre o Anthony! - Ela disse meio sem graça — eu marquei o psicólogo para ele, e como ele não é meu filho biológico você precisa dar permissão para que eu possa leva-lo amanhã à tarde.
–- Quem é o médico? - Edward perguntou e isso surpreendeu Isabella, ela achava que o jovem não ia aceitar.
–- Doutora Leah Clearwater! - Ela disse ainda com a voz tímida — ela é uma das melhores, o trabalho dela é todo voltado para crianças de cinco a dez anos, Edward não vejo escolha melhor para Anthony.
–- Você tem certeza disso? - Ele quis saber.
–- Sim, eu acho que precisamos tirar essa dúvida! - Ela disse.
–- Você tem a minha permissão! - Ele disse — mas eu vou junto com vocês.
Bella deu um largo sorriso e levada pelo impulso acabou curvando o corpo para frente e abraçando ele mesmo com a mesa atrapalhando.
–- Senhor Masen! - Irina disse quebrando o clima — sua reunião começa agora.
–- Obrigado Irina! - Ele disse ficando de pé e arrumando a camisa e Isabella fez o mesmo — pegue um táxi, sairei tarde! - Ele disse dando dinheiro á ela — não diga nada a ele, deixa pra conversarmos amanhã, tudo bem?
–- Claro! - Ela disse sorrindo.
Edward saiu da sala e Isabella saiu junto com ele, Irina tinha os grandes olhos para cima de Isabela, mas essa nem notou, estava feliz demais por saber que poderia ajudar o pequeno Anthony e era isso o que a deixava mais feliz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário