Jul M

Oi

domingo, 16 de setembro de 2012

Capitulo 9 -- Noites de Tormentas-- Era uma droga muito forte


Era uma droga muito forte.
Isabella estava com Rose e Ângela em uma boate, Alice não pode comparecer porque tinha que fechar a edição da revista antes do final do mês, por isso recusou o convite das amigas.
Ângela notou que a amiga estava distante, então se preocupou um pouco já que Isabella, por um tempo, não andou muito bem. Ângela se lembrava muito bem da história do fantasma.
– Algum problema Bella? – Ângela perguntou.
– Não. – Apenas respondeu no automático.
Como Ângela já conhecia a amiga, com aquela resposta sabia que dali não sairia nada, por isso deixou o assunto de lado.
A pista estava fervendo, muita gente dançando e se animando, menos Isabella. Ângela estava conversando com Rose e Isabella não parava de virar, de tempos em tempos, um copo de tequila garganta a dentro.
– Bella você vai acabar bêbada. – Rose advertiu. – Qual o motivo de tanta tequila na veia?
Isabella olhou para Rose e sorriu, já estava meio bêbada.
– Edward Cullen. – Disse com voz trêmula. – O filho da puta do meu chefe.
Rose apenas sorriu, já tinha ouvido falar do Cullen, e o pouco que ouviu foi que o cara tinha um humor dos diabos, por isso não era surpresa Isabella estar em estado de nervoso. Porém, mal sabia Rose que o motivo não era o humor do cara e sim o que ele fazia com ela nos tempos livres.
– Mais você não era secretária do Volturi? – Rose perguntou.
– Aquele Aro panaca. Porra, a filha dele não passa de uma puta. – Resmungou meio bêbeda.
Ângela sabia que Isabella se arrependeria de tudo no outro dia, mais talvez falar para as amigas não seria tão ruim assim, então achou melhor deixar a jovem colocar tudo para fora.
– A filhinha do chefe fica trepando com seu motorista no estacionamento da empresa. – Gargalhou bebendo outro copo de tequila. – Puta ordinária! Com um noivo bom de cama daquele jeito ainda tem coragem de dar para outro? É uma vadia mesmo, por isso ele nem come ela.
Os olhos de Ângela se arregalaram, Rose deu um sorriso safado, pois ao contrário de Ângela, Rose não era muito moralista e nunca mediu esforços para chegar aonde chegou. Era modelo exclusiva da Victoria Secret, claro que dormiu com alguns caras para poder chegar a esse patamar, mais sem dúvidas nunca se arrependeria de nada.
– Opa, calma aí Isabella! Como você sabe que Edward Cullen é bom de cama? – Rose perguntou incentivando a amiga falar.
– Eu dormi com ele essa última semana. – Falou dando um sorriso de bêbeda, com os olhos pequenos. – O cara é muito gostoso e bom de cama. Senhor! Ele me faz gozar tanto Rose.
– Ok. Está bom Bella. – Ângela atrapalhou a amiga. – Amanhã você vai ter uma ressaca e irá ficar arrasada quando descobrir o que andou falando. Vou te levar pra casa, a noite acabou por aqui.
Bella foi a muito contra gosto, Rose ainda ficou aproveitando a noite que pra ela ainda nem tinha começado, e ficou feliz ao saber que Isabella de santinha não tinha nada, já que a mesma acabara de dizer que andava trepando com o chefinho dela.
(...)
O jantar na casa dos Cullens foi bem animado, Carlisle não tentou pressionar o filho Anthony em mudar sua idéia sobre o modo de como elevava a vida.
Esme se encontrava muito feliz porque os dois filhos estavam em casa, tudo que desejava era a família toda reunida. Após o jantar estavam na sala conversando e rindo muito, porém Edward parecia meio distante e isso foi algo que não passou despercebido pelos olhos do irmão.
– Então, quanto tempo pretende ficar Anthony? – Esme perguntou carinhosamente ao filho.
– Mamãe, mamãe, ainda não sei. – Anthony deu um beijo em seu rosto. – Se serve como consolo, ainda não tenho data para partir.
Esme sorriu, beijou e abraçou o filho, deixando ele meio sem graça. A conversa continuou normalmente, Anthony falou sobre suas viagens e os lugares onde esteve, e, no final da noite, só restou Edward e o irmão na sala da família bebendo licor.
– E agora? Vai me dizer quem era a tal da Srta. Swan? – Anthony perguntou trazendo de volta o assunto, já que Edward não atendeu o celular porque Esme os chamou para jantar.
– Minha secretária.
Anthony riu.
– Secretária? – Arqueou a sobrancelha. – Eu tenho quase certeza que essa Swan é bem mais que apenas sua secretária.
– Não começa Anthony – Falou tentando mudar de assunto.
– Qual é irmãozinho! – Anthony disse rindo. – Pela sua reação ela deve ser mesmo muito gostosa.
Edward olhou para o irmão que gesticulou mostrando certo volume em sua calça, e só aí notou que tinha ficado excitado apenas com o fato de pensar em Isabella.
– Agora chegamos ao x da questão! – Anthony falou. – Pode falar tudo agora desde o começo.
Edward suspirou mais se rendeu, afinal por que esconder? O irmão não iria falar nada para ninguém mesmo, ele sabia disso. Então resumiu muito bem a história, explicou quem era a Srta. Swan e o que andou acontecendo durante essa semana que se passou, por fim, Anthony estava com um sorriso no rosto e parecia feliz com o que acabara de ouvir.
– Então o meu irmão certinho se rebelou? – Gargalhou alto. – Já estava na hora irmãozinho, mas me tire uma dúvida, essa Isabella é mesmo muito gostosa?
– Anthony! – Edward repreendeu o irmão que sorriu.
– Qual é irmãozinho, só quero saber se sua nova conquista é boa de cama.
– Eu não irei falar da minha vida sexual para você, muito menos de Isabella.
– Então o nome dela é Isabella Swan? Hum...
(...)
A segunda veio como ventania ninguém viu domingo passando tão pouco
Isabella passou o domingo de ressaca e com uma bela dor de cabeça, a qual ganhou pela bebedeira que teve no sábado com as amigas. Teve o domingo todo para falar com Edward já que queria colocar um ponto final em tudo que estava acontecendo entre eles, porém o telefone do Cullen só chamava e por fim caía na caixa postal.
Estava muito irritada e ficou ainda mais puta da vida quando viu que o apartamento estava tendo uma leve infiltração e vazava água para o andar debaixo, por isso ligou para a amiga Ângela resolver essa bagunça.
–Bom dia Irina. – Isabella disse passando e indo direto para a sala do Cullen.
Ela entrou na sala sem bater e viu que o chefe já estava lá sentado em seu trono, onde bancava o todo poderoso.
– Seu idiota! Você sabe para que serve um celular? – Perguntou com toda ironia na voz. – Eu te liguei ontem praticamente o dia todo seu filho da p...
– Isabella! – Uma voz ecoou nas costas da menina.
Ela olhou para trás e não acreditou quando encontrou outro Edward, só que esse ao contrário da sua frente, estava muito sério. Isabella estava em transe, olhando para frente e para trás, piscando freneticamente e tentando entender o que estava acontecendo ali.
– Ai meu Deus! – Colou as mãos sobre a boca.
– Srta. Swan, esse a sua frente é o meu irmão Anthony! – Edward disse passando pela menina que estava em choque.
– É um prazer conhecer você Isabella. – Anthony disse rindo com certa malícia – E tenho que dizer que é uma moça muito bonita. Estou encantado!
– Que palhaçada é essa? – Bella perguntou com muita raiva. – Como vocês são idênticos?
– Somos gêmeos! – Anthony disse como se fosse obvio, rindo mais ainda.
Isabella engoliu seco, eles eram idênticos, o rosto, os olhos,o cabelo rebelde, até mesmo o sorriso torto, só que prestando um pouco mais de atenção notou que Anthony era um pouco mais forte do que Edward, e Edward mantinha uma postura mais séria do que a do irmão, mesmo este sendo um safado quando o assunto era sexo.
.
– Você está bem Isabella? – Anthony perguntou recebendo um olhar frio de Edward
– Não. – Respondeu ainda olhando para os dois. – Eu preciso de um pouco de ar, volto depois para ler sua agenda Edward.
Meio boba e sem rumo, Isabella saiu da sala do chefe deixando os dois gêmeos a sós. Edward encarava Anthony com um semblante muito sério, e, este mantinha um sorriso presunçoso nos lábios, um sorriso que não estava agradando nem um pouco Edward...

I

Nenhum comentário:

Postar um comentário