Jul M

Oi

domingo, 16 de setembro de 2012

Capitulo 13 -- Um Erro E Dois Acertos


Por narrativa
Edward terminava de arruma a gravata, pelo espelho ele via Isabella deitada em sua cama completamente inconsciente, foi impossível evita para ele conter sorriso nos lábios, Edward não conseguia entende o por que estava feliz, mais sabia que depois da noite passada ele não conseguiria fica longe de Isabella. Assim que terminou de se arruma Edward saiu do quarto deixando menina dormi ele foi para sala de esta onde café já estava posto assim como Marta e Jessica suas empregadas.
–- Bom dia Marta! Edward disse puxando cadeira e já sentando
–- Bom dia senhor! Marta disse dando sorriso—A menina não vai toma café?
Edward mais vez teve sorriso lábios, primeiro por Mata ter chamado Isabella de menina coisa que jovem já deixo de ser a muito tempo, e segundo motivo era pela noite que teve com menina.
–- Ela esta dormindo! Edward disse—E ela não tem aula hoje.
–- claro senhor!
Edward tomou seu café, e leu jornal que Marta sempre deixa sobre mesa, o café foi silencioso ele sentou falta da menina na mesa a final ela sempre fazia questão de começa dia provocando .
–- Marta leve café de Isabella na cama! Edward disse ficando de pé—Ela esta dormindo no meu quarto, deixe bandeja la quando ela a corda ela toma o café!
–- Claro senhor! Marta disse contendo sorriso ela gostou de saber que menina como assim ela chamava estava no quarto do patrão
–- Outra coisa Marta! Edward disse virando para mulher de idade—Arrume Isabella, iremos janta na casa De Rose hoje!
–- Sim, senhor! Marta disse
Edward foi para escritório ele teria que organiza o resto dos papeis para faltava muito pouco para ele deixa os negócios sujos em que havia se metido.
(...)
Emmett estava no quarto terminando de se verti,Rose já estava de pé ela estava organizando janta que teria hoje a noite, ela contava com presença do irmão , coisa que ela duvida muito que aconteceria.
–- Emmett não se atrase! Rose disse beijando marido e arrumando sua gravata—Não vou fica recebendo meus convidados sozinha!
Emmett sorriu e deu palmada na bunda da loira, ele sabia muito bem como provoca sua esposa, Rose gemeu e olhou serio para ele.
–- Estarei em casa mais cedo prometo! ele disse beijando ela de novo—Agora tenho que ir.
Emmett foi embora deixando uma esposa com sorriso no rosto, Rose voltou para cozinha para da ordem ao empregados ela queria tudo perfeito.
(...)
Uma gemido alto escapou da boca de Jacob, ele sabia que não duraria muito se Nessie não parece agora, mais intenção da menina era ir bem mais longe e não pretendia para ainda. A boca da jovem estava muito ocupada em volta do pau jovem, Nessie sugava como meretriz o membro dele que já pulsava com grande potencia dentro da sua boca ficando cada vez mais inchado, para provoca mais o namorado a menina passo língua em volta circulando e arranho com dentes, e isso foi bastante para Jacob explodi em gozo na boca da menina. Nessie engoliu cada gosta de sêmem que saiu e no final ainda chupou cabeça do pau Jacob deixando limpinho sem rastro de gozo algum.
–- Bom dia amor! Ela disse passando língua pelos lábios
Nessie era pecado em carne viva de Jacob, ela sabia como provoca e onde provoca e era isso que deixava Jacob louco por ela, e claro o amor que ele sentia por ela.
–- E um belo jeito começa o dia! Jacob disse pegando mão da menina levando lábios—Quero você pronta a sete, você vai comigo a janta na casa de Rose!
Jacob saiu da cama indo para banheiro Nessie se jogou na cama deitando de barriga para cima, Nessie estava apenas de calcinha seus seios estavam a mostra, Jacob tomou banho rápido e sair do banheiro dando de cara com visão mais linda , ele jogou a toalha que secava cabelo no chão e soltou a toalha que estava em volta da sua cintura ficando completamente nu e caminhado para cama. Ele chegaria trade na empresa, mais seria por uma boa causa, oh sim uma ótima causa .
(...)
Isabella rodou na cama e sentiu falta do outro corpo que ocupava o lugar mais cedo. Ela se espreguiçou e voltou seu olhos para porta quando ela foi aberta Jessica a empregada entrou trazendo uma bandeja de café da manha.
–- Bom dia! Isabella disse mais não teve resposta da jovem que colocou a sobre mesa de centro do quarto—Cade Marta? Isabella perguntou
Jessica olhou para menina que para sorte de Isabella estava vertida com camisa do Edward, o olha de Jessica não era nada gentil e tão pouco educado.
–- Parabens menina! Jessica disse com ironia
–- Do que esta falando? Isabella perguntou sem entende
–- De você sua vadia! Ela disse—Mais deixa te conta uma coisa princesinha, você e apenas mais uma na cama dele logo ele vai se cansa e você já era bonequinha, não perca tempo se acostumando com a vida boa que ele te da logo terá outra em seu lugar.
Isabella olhou com raiva para jovem, mais ao mesmo tempo ela sabia que isso podia ser verdade. Edward não era pessoa mais confiável e seu humor era difícil de se decifrar.
–- SAIR DAQUI AGORA! Isabella gritou fazendo Jessica fica com mais raiva ainda.—AGORA!
Jessica saiu do quarto de Isabella, encontrando Marta no corredor, a mulher de idade apenas olhou para Jessica e nada disse caminhou de encontro para quarto do patrão.
–- menina! Marta disse entrando—Qual motivo do gritos?
–- Essa garota! Isabella disse—Ela disse um monte de coisa para mim!
Marta viro olhos em uma atitude infantil, e depois sorriu
–- Jessica tem paxonite pelo chefe! Marta disse abrindo cortinas do quarto—Como ele nunca deu importância para ela, ela passa tempo infernizando a vida dos outro, um conselho menina ignore ela e tudo ficara bem.
Isbella ouviu atentamente o que Marta disse ela saiu da cama e foi toma seu café ela se sentou no carpete e tomou seu café ali mesmo no chão.
–- Após termina seu café menina va ate seu quarto escolha vertido de noite! Marta disse—Tem três vertido sobre cama escolha um para usa hoje a noite!
–- Hoje a noite! Isabella disse surpresa
–- Sim, Edward vai leva você para janta na casa da irma! Marta disse arrumando cama—E acho bom você se comporta, ou isso será um grande problemas para vocês.
Isabella nada disse, terminou seu café e foi para quarto dela onde viu vertido, ela ficou em duvida em qual escolher, eram todos lindos, mais no final ela escolheu um vertido vermelho com detalhes em renda preta. E os outros dois ela guardou em seu closet. A menina se jogou na cama e com os olhos fechado ela pensou nas lembrança da noite passada da loucura feita na cozinha e tudo que aconteceu no quarto dele, ela não pensava que Edward estivesse falando serio na noite passada, mais a menina comprovou que apetite sexual do homem era mais forte do que de um jovem na puberdade, ela Edward transara pelo quarto todo, no chão , na cama , ele pressionado corpo dela contra parede, no sofá que ele tinha no quarto em todo canto. Claro que ela sentiu seu rosto fica quente ao lembra das posições, ela nunca imaginara que fosse possível fazer sexo em todas aquelas posições, algumas ela ate conhecia outra era nova para ela. A tradicional papai e mamãe ela sabia, a dela por cima dele também sabia, Edward ajudou ela cavalga sobre ele como meretriz. Ela perdeu conta de quantas vezes havia gozado naquela noite, e modo como Edward fez ela geme seu nome a cada explosão de orgasmo.
Edward usa e abusou do corpo da menina fez Isabella pratica varias posições em uma so noite claro que as que mais lhe deram prazer foi velha de quatro sendo fudida feroz mente por ele e a posição onde as pernas de Isabella ficaram para cima formando “v” com pernas. Lógico teve outras mais essa duas levaram ele ater melhor orgasmo permitido no sexo. Tanto Isabella quando Edward não sabiam o que espera dessa noite desse janta e dessa apresenta da menina a uma parte da sua família mais tudo que Isabella sabia naquele momento era que ela queria mais do Edward Cullen muito mais a cada segundo que se passava.
–- Menina! Marta chamou da porta—Vamos almoça, Peter chegara logo para arruma você!
Bella pulou da cama sem entender que seria Peter? Ela não conhecia ele e nem sabia quem era.
–- Seu cabeleireiro! Marta disse vendo confusão da menina—Edward contratou ele para te arruma hoje!
Os olhos de Isabella se arregalaram e ela suspirou se ela já não sabia o que espera da noite, agora depois dessa descoberta não saberia mesmo o que Edward espera dela.
Ela almoço e ficou espera o tal Peter que não demorou muito a chega. Isabella ficou surpresa ao ver um homem muito colorido e bem escandaloso ele não era nada do que ela pensou que fosse, Peter era gay e gostava sempre de anda bem colorido e brilho.
–- você e menina que vou arruma! Peter disse sorrindo—vamos menina tenho muito a fazer com você.
(...)
Não tinha muito o que fazer hoje na empresa Edward saiu junto com outros, ele chegou em casa pela volta das seis horas a noite começava a cair.
–- Boa noite Marta! Edward disse dando a ela sua pasta e casaco—Onde esta Isabella?
Marta sorriu para homem em sua frente e arrumou sua coisa encima da mesa de canto da sala e pendurou seu casaco no armário de baixo da escada.
–- A menina ta terminado de se arruma! Marta disse—Acho melhor você toma banho será tempo que ela precisa para fica pronta.
Edward sorriu para mulher que era como sua segunda mãe e caminho em direção da escada mais parou.
–- Marta, ela deu alguma trabalho para acata minhas ordem? Edward perguntou ele já conhecia Isabella
–- Nem uma senhor! Marta disse—Ela acatou tudo sem retrunca .
–- Que bom Marta! Ele disse—tomarei meu banho.
(...)
Edward já se encontra na sala ele tinha copo de uísque na mão e Marta com sempre estava por perto, faltava pouco para sete e nada Isabella descer para ele por ir ao maldito janta da irma e sabia melhor do que ninguém que esse janta daria muito dor de cabeça para ele.
–- Marta suba e aprese a menina! Ele disse impaciente.
–- Não precisa! Isabella disse surgindo no topo da escada.


Edward passou os olhos por todo corpo da menina, o vertido era perfeito em cumprimento bom terminava no meio da sua coxa. Ela se moldou perfeitamente em seu corpo valorizando sua curvas perfeita e salto fino deu a Isabella uma postura perfeita. A menina desceu a escada e Edward caminhou parando no começo da escada e quando Isabella ia chegando ao ultimo degrau da escada ela tropeçou e foi segurada por braços forte de seu protetor.
–- Tome cuido! Edward disse ajudando ela fica de pé
–- Não tenho costume de anda de salto alto! Isabella se justificou.
–- Tudo bem! Ele disse admirando a beleza da menina ela estava perfeitamente linda.—Agora vamos! Edward disse segurando sua mão—Marta pode se retira, não sei que hora volto. Então tenho boa noite!
–- Claro senhor! Marta disse saindo assim com Edward e Isabella
Uma noite que prometia forte emoções para ambas parte, Marta caminhou para cozinha faltava arruma algumas coisa la.mais a mulher sabia que seu menina estava não so gostando da menina como estava se apaixonado a cada segundo que se passava pela garota petulante que um dia invadiu sua vida como furação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário